Mecanica_dos_Solos_Aula

Mecanica_dos_Solos_Aula

Pré-visualização1 página
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL
	
PERÍODO NOTURNO
GRANULOMÉTRIA POR PENEIRAÇÃO E SEDIMENTAÇÃO
O objetivo da presente prática é a analise granulométrica por peneiramento e sedimentação, sendo a fundamentação teórica atraves do ensaio granulométrico, onde se determina-se a percentagem em peso que cada \u201cclasse\u201d de tamanho de partículas representa na massa total utilizada para o ensaio, utilizando os resultados obtidos por meio desse ensaio, faz-se a curva granulométrica do solo, a analise granulométrica pode ser feita somente por peneiramento ou por peneiramento e sedimentação, onde essa é realizada passando o material na peneira #2,0 mm, com material que fica retido nessa peneira realiza-se o peneiramento grosso, onde devemos tomar a precaução de desmanhar todos os torrões eventualemente ainda existentes, de modo a assegurar a retenção na pendeira e com o material que passa por ela realiza-se a sedimentação e depois o peneiramento fino para grãos que ficarem retidos na peneira #0,075mm.
Onde para realizar essas amostragem, utiliza-se estufa capaz de manter a temperatura entre 60°C e 65°C e entre 105°C e 110°C, balanças que permitam pesar nominalmente entre 200g, 1,5g, e 5 Kg e 10Kg, com resoluções de 0.01g, 0,1g e 0,5g e 1g, respectivamente, e sensibilidades compatíveis, onde precisamos ter recipientes adequados, tais como dessecadores que permitam guardar as amostras sem variações de umidades, aparelhos de dispersão, com hélices substituíveis e copo munido de chicanas (a rotação da hélice do aparelho não deve ser inferior 9000 rpm).
As classificações dos solos são:
Pedregulhos Parte constituídas pelos grãos minerais de diâmetro máximos superiores a 4,8 mm e inferiores a 76 mm
Areia Parte constituída pelos minerais de diâmetro máximo superiores a 0,05mm e inferiores a 4,8mm
Grossa Grãos com diâmetro máximos compreendidos entre 4,8mm e 2,0mm
Média Grãos com diâmetros máximos compreendidos entre 2,0mm e 0,42mm
Fina Solo que apresenta apenas coesão necessária para formar, quando seco torrões facilmente desagregáveis pela pressão do dedo.
Grão de diâmetro máximo superiores a 0,005mm e inferiores à 0,05mm.
Argila Solos que apresenta características marcantes de plasticidade quando úmida molda-se facilmente em diferentes dormas, já seco apresenta coesões para constituir torrões dificilmente desagregáveis por pressão dos dedos grãos de diâmetro máximos inferiores a 0,005mm.