A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
284 pág.
Seitas e Heresias

Pré-visualização | Página 9 de 18

23.15-16,21;At 2.1-4).
Os cristãos dos tempos apostólicos costumavam se reunir aos domingos para celebrar a Santa ceia do Senhor, pregar, e separar suas ofertas para o Senhor (At 20.7; 1 Co 16.1,2).
ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
2. DOUTRINA
Ainda sobre o domingo como dia de festa semanal da Igreja, veja o que escreveram alguns Pais da igreja:
Barnabé
"De maneira que nós observamos o domingo com regozijo, o dia em que Jesus ressuscitou dos mortos".
Justino Mártir
"Mas o domingo é o dia em que todos temos nossa reunião
comum, porque é o primeiro	dia da semana, e Jesus Cristo, nosso Salvador, neste mesmo dia ressuscitou da morte".
ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
2. DOUTRINA
Inácio
"Todo aquele que ama a cristo, celebra o Dia do Senhor, consagrado à ressurreição de Cristo como o principal de todos os dias, não guardando os sábados, mas vivendo de acordo com o Dia do senhor, no qual nossa vida se levantou outra vez por meio dele e de sua morte. Que todo amigo de Cristo guarde o dia do senhor!"
ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
2. DOUTRINA
Dioniso de Corinto
"Hoje observamos o dia santo do Senhor, em que lemos sua carta".
Vitorino
"No Dia do Senhor acudimos para tomar nosso pão com ações de graça, para que não se creia que observamos o sábado com os judeus, o qual Cristo mesmo, o Senhor do sábado, aboliu em seu corpo".
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
1. HISTÓRIA
O
fundador	da	“Congregação	Cristã	no	Brasil”,	Louis
Francescon, nasceu em Cavasso Nuovo, província de Udine, Itália, em 29 de Março de 1866.
Imigrou para A cidade de Chicago, Estado de Illinois, EUA, em 1890. No mesmo ano começou a ter conhecimento do Evangelho através da pregação do irmão Miguel Nardi. Em 1891 teve compreensão do novo nascimento e aceitou a Cristo como seu Salvador. Em março de ano seguinte, junto ao grupo evangelizado pelo irmão Nardi e algumas famílias da Igreja Valdense, fundaram a Primeira Igreja Presbiteriana Italiana. No entanto seu questionamento sobre o batismo por aspersão não permitiu sua permanência na denominação.
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
1. HISTÓRIA
Em 1907 quando florescia nos EUA o movimento pentecostal, Francescon tomou conhecimento dele através do pastor batista Willian H. Durham um dos pioneiros do movimento. Em 1909, Louis Francescon e seu companheiro Giacomo, também pioneiro do movimento pentecostal na Itália, chegam a Argentina e posteriormente ao Brasil em 8 de Março de 1910. Tendo começado em São Paulo e no Paraná fundaram de início uma igreja com vinte pessoas rebatizadas, oriundas de diversas denominações evangélicas tais como: Batistas, Presbiterianas, Metodistas e curiosamente apenas um católico. Seu campo de pregação se deu principalmente entre colônias italianas; o movimento se espalhou depois por todo o território nacional.
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
2. ORGANIZAÇÃO
Existe uniformidade doutrinária que é mantida através de assembléias anuais, onde é reunido o corpo sacerdotal (anciãos, cooperadores e diáconos) por três dias. A princípio estas eram realizadas apenas na cidade de São Paulo, porém o número de pessoas fez com que tivessem que ser regionalizadas.
Atualmente acontecem em cinco locais diferentes do país (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul).
Mantém uma cultural oral, não tem publicações (só o relatório anual), não recomenda a leitura de literatura específica, somente a Bíblia.
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
2. ORGANIZAÇÃO
Não existe entrega de dízimo e nenhum cargo é remunerado. O resultado das coletas realizadas mensalmente é dirigido para construção de templos, obras de caridades e viagens missionárias. Entretanto não é a direção da igreja que decide o percentual de valores a ser empregado em cada um dos itens, mas o próprio fiel que, querendo dá sua oferta, indica onde quer que seja empregado.
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
2. ORGANIZAÇÃO
A	Congregação	não	participa	de	atividades	políticas	e
não	indica	candidatos.	A	administração	material	é
e
centralizada,		em	grandes	pólos	regionais praticamente	inexiste	autonomia	das	 congregações
locais. Seu crescimento pode ser dimensionado através do número de construção de templos, que na cidade de São Paulo tem correspondido a uma média de 1.3 por mês. Desde sua fundação até o momento, onde nós
duas		dissidências,	a	“Cristã		Universal e	a		“Congregação	 Cristã	do	Brasil
sabemos,	há Independente” Renovada”.
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
3. DOUTRINA
3.1. Salvação só na CCB
Refutação:
A
Bíblia	deixa
precisamos	da
claro CCB.
que		para		sermos O	que	diríamos
salvos	não então		dos
membros das outras igrejas que existiam antes da CCB, não estavam salvos? Ou Jesus precisaria esperar a vinda de Francescon em 1910 para então poder começar a salvar as pessoas?
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
3. DOUTRINA
Mas a Bíblia discorda disso e afirma que:
“E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos” (At 4.12).
“Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem” (1 Tm 2.5).
“Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (Jo 14.6).
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
3. DOUTRINA
3.2. Estudo da Bíblia
A CCB ensina que o Espírito Santo dirige tudo, e não é necessário se preparar, examinar ou meditar nas Escrituras Sagradas. Não é raro ouvir um membro da CCB dizer que “a comida servida na igreja dele é melhor porque sai na hora, pois Deus fala na boca do ancião, enquanto que a do outro é comida fria, pois seu pastor precisa ficar estudando” a Bíblia para poder lhes falar. A CCB não valoriza e nem incentiva o estudo sistemático da Palavra de Deus, pelo contrário dizem que o cristão não precisa estudar a Bíblia, pois na hora o Espírito Santo falará instantaneamente pelo crente.
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
3. DOUTRINA
Refutação:
O Espírito Santo opera poderosamente na sua Igreja, mas isto não significa que devemos desprezar o estudo das Escrituras.
“Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna; e são elas que dão testemunho de mim” (Jo 5.39).
“Procura apresentar-te diante de Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” (2 Tm 2.15).
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
3. DOUTRINA
“Antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite” (Sl 1.2).
"Não se aparte da tua boca o livro desta lei, antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido” (Js 1.8).
O Espírito só usa um cristão que tem prazer na Palavra do Senhor e que nela medita dia e noite.
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
3. DOUTRINA
3.3. O uso do Véu e do Cabelo
Os legalistas da CCB dizem que a mulher que corta os seus cabelos vai para o inferno e outros ainda acrescentam que é importante e necessário o uso do véu no culto. Alguns chegam a afirmar que o cabelo pela sua importância é misteriosamente guardado em uma caixa de ouro celestial depois de cortado. O texto, do qual a CCB tirou essa aberração doutrinária é 1 Co 11.1-16.
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
3. DOUTRINA
Refutação:
Para extrairmos uma interpretação correta do referido texto, iremos analisar a opinião de alguns teólogos e historiadores, que com toda segurança e sinceridade escreveram sobre o assunto.
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
3. DOUTRINA
Segue abaixo o comentário do livro do Dr. C. Stamps:
“Paulo sustenta que o homem é a cabeça da mulher. Este fato subentende a subordinação da mulher. A partir desta proposição deduzem-se decorrências práticas. As mulheres estão erradas, se de qualquer forma, modificam suas diferenças em relação aos homens. Esta admoestação é verdadeira em qualquer circunstância”.
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL
3. DOUTRINA
“Paulo dá o exemplo da diferença no vestir . Uma