A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
172 pág.
Psicologia da Comunicação

Pré-visualização | Página 9 de 42

para o “oculto”. Esta teoria, 
constituída por Freud, refere-se a uma teoria de personalidade de caráter clínico, ou seja, 
estuda o homem e se preocupa com as doenças que o atingem e as possíveis formas de cura.
Em 1900, a partir de seu livro “A Interpretação dos Sonhos”, Freud apresenta suas 
primeiras ideias sobre a estrutura da mente e seu funcionamento. Nesse sentido, divide o 
aparelho psíquico em três estruturas.
UNIDADE 1TÓPICO 230
P
S
I
C
O
L
O
G
I
A
D
A
C
O
M
U
N
I
C
A
Ç
Ã
O
Freud considerava três níveis de consciência do ser humano: o consciente, o pré-
consciente e o inconsciente. 
Sendo comparado a um iceberg, o consciente seria a pontinha deste, ou seja, 
aquilo que fica visível, acima da superfície. A parte do iceberg que fica logo 
abaixo da superfície é a mente pré-consciente, neste caso corresponde àquilo 
que está armazenado na memória do sujeito, não se tem consciência deste 
conteúdo, mas podemos acessá-lo. Mas o investimento de Freud foi mesmo nos 
achados sobre o inconsciente, é a parte oculta do iceberg, é no inconsciente 
que, segundo Freud, existiam as motivações essenciais de todas as nossas 
ações e sentimentos (OLIVEIRA, 2014, p. 70). 
Deste modo, Freud concentrou seus esforços em analisar os fenômenos ocultos 
presentes no inconsciente. 
INCONSCIENTE: 
CONTEÚDOS NÃO 
PRESENTES NO CAMPO DA 
CONSCIÊNCIA.
 É ATEMPORAL E POSSUI 
LEIS PRÓPRIAS DE 
FUNCIONAMENTO
CONTEÚDOS QUE NÃO 
ACESSAM A CONSCIÊNCIA 
OU O PRÉ-CONSCIENTE
CONTEÚDOS QUE 
PODEM JÁ TER SIDO 
CONSCIENTES
CENSURAS INTERNAS/
GENUINAMENTE 
INCONSCIENTES
REPRIMIDOS/VÃO PARA O 
INCONSCIENTE
FIGURA 20 - O INCONSCIENTE
FONTE: Adaptado de Bock, Furtado e Teixeira (2001, p. 95-96)
Seu objetivo era exprimir os conteúdos recalcados não presentes no campo da 
consciência. Isto porque foram recusados pelo consciente ou pré-consciente. De acordo com 
Freud apud Schultz e Schultz (2009), os comportamentos anormais do paciente tinham sua 
origem a partir de tais conteúdos (pensamentos).
FIGURA 21 - CONTEÚDOS DO PRÉ-CONSCIENTE E CONSCIENTE
FONTE: Adaptado de Schultz e Schultz (2009)
PRÉ-CONSCIENTE
CONSCIENTE
•	CONTEÚDOS COM ACESSO 
À CONSCIÊNCIA
•	AINDA NÃO ESTÁ NA 
CONSCIÊNCIA, MAS PODE 
VIR A ESTAR
•	 INFORMAÇÕES ORIUNDAS 
DO MUNDO INTERIOR E 
EXTERIOR
•	DESTACAM-SE A 
PERCEPÇÃO, ATENÇÃO E 
RACIOCÍNIO
Por volta de 1920-1923, Freud apresenta um novo modelo de teoria para o aparelho psíquico, 
UNIDADE 1 TÓPICO 2 31
P
S
I
C
O
L
O
G
I
A
D
A
C
O
M
U
N
I
C
A
Ç
Ã
O
introduzindo os conceitos de id, ego e superego, que seriam os três sistemas de personalidade. 
Neste novo modelo o id vem apresentando as características atribuídas ao sistema 
inconsciente na primeira teoria. Desta forma, o Id é comandado pelo princípio do prazer, que 
seriam os instintos e impulsos não civilizados. Já o Ego e o Superego são diferenciações do Id. 
QUADRO 3 - NOVO MODELO DE TEORIA DO APARELHO PSÍQUICO SEGUNDO 
FREUD
FONTE: Disponível: <http://direitoitajuba.blogspot.com.br/2014/08/id-ego-e-superego-
psicologia.html>. Acesso em: 12 jul. 2016.
Desta forma, podemos dizer que o Id é desorganizado e as leis lógicas do pensamento 
não se aplicam a ele. Dentro dos conceitos de Freud, o Id é de origem orgânica e hereditário. 
Estando presente desde o nascimento do indivíduo e da sua constituição. Se caracteriza por 
ser estrutura da personalidade original e por isso é instintivo e regido pelo princípio do prazer.
Já o Ego se refere à parte racional do ser humano, regido pelo princípio da realidade. Nele 
estão presentes os sentimentos, percepção, aprendizagem, memória, habilidades, dentre outros. 
Seria o ponto de equilíbrio entre o Id e o Ego. Isto porque se esforça pelo prazer, que seriam as 
reivindicações do Id, mas sem cair no desprazer, com base nas exigências do Superego. O Ego 
é o componente psicológico da personalidade e está localizado na parte consciente da mente.
Por fim, o Superego se origina a partir do Complexo de Édipo (sentimento de culpa) e por 
isso funciona como um sensor do Ego, controlando certos impulsos. Tem origem especialmente 
na fase de infância, sendo as normas e padrões sociais adquiridos por cada indivíduo. Por 
isso controla e também pune comportamentos “inadequados”, mas também recompensa com 
sentimento de orgulho a partir de “bons” comportamentos. Está localizado entre o consciente 
e o pré-consciente e é o responsável por inibir o ego e buscar sempre a perfeição.
UNIDADE 1TÓPICO 232
P
S
I
C
O
L
O
G
I
A
D
A
C
O
M
U
N
I
C
A
Ç
Ã
O
RESUMO DO TÓPICO 2
Neste tópico, você viu que:
•	 No Behaviorismo os principais métodos de investigação de Watson eram: 1) Observação; 
2) Métodos de Teste; 3) Método de Relato Verbal; 4) Método do Reflexo Condicionado.
•	 Skinner representou certa modificação no comportamentalismo watsoniano. Para realizar 
seus experimentos com animais desenvolveu a chamada “Caixa de Skinner”.
•	 O estudo do comportamento se baseia nas reações dos organismos aos estímulos externos. 
Deste modo, os comportamentalistas buscaram moldar e controlar o comportamento humano.
•	 O objetivo da Gestalt é estudar como os seres vivos percebem as coisas, dentre elas, 
objetos, imagens, sensações. Por isso, essa tendência pode ser definida como a Teoria da 
Percepção. 
•	 Os estudiosos da teoria Gestalt, para desenvolver suas concepções, se basearam em estudos 
psicofísicos que relacionaram a forma e sua percepção. Isto porque estavam interessados 
em entender quais os processos psicológicos envolvidos na ilusão de ótica.
•	 A Psicanálise é fundamentada por conhecimentos científicos relacionados ao psiquismo. 
Seu método de investigação é interpretativo, pois busca explicações para o “oculto”.
•	 A Psicanálise, constituída por Freud, refere-se a uma teoria de personalidade de caráter 
clínico, ou seja, estuda o homem e se preocupa com as doenças que o atingem e as possíveis 
formas de cura.
•	 Freud, em suas primeiras ideias sobre a estrutura da mente e seu funcionamento, considerou 
três níveis de consciência do ser humano: o consciente, o pré-consciente e o inconsciente.
•	 Por volta de 1920-1923, Freud apresenta um novo modelo de teoria para o aparelho 
psíquico, introduzindo os conceitos de id, ego e superego, que seriam os três sistemas de 
personalidade. 
UNIDADE 1 TÓPICO 2 33
P
S
I
C
O
L
O
G
I
A
D
A
C
O
M
U
N
I
C
A
Ç
Ã
O
AUT
OAT
IVID
ADE �
1 Quem é o fundador do Behaviorismo? Comente sobre essa tendência teórica. 
2 Considerando a Psicanálise de Freud presente na segunda teoria sobre a estrutura 
do aparelho psíquico, a alternativa que descreve as características do Id é:
a) Podemos dizer que o Id é organizado e as leis lógicas do pensamento a ele se aplicam.
b) Por não ser de origem orgânica ou hereditário, o Id não se forma a partir do nascimento 
do indivíduo e de sua constituição.
c) O Id é totalmente irracional e impulsivo, procura o prazer alheio à realidade ou à moral.
d) Refere-se à parte racional do ser humano, regido pelo princípio da realidade.
e) Origina-se a partir do Complexo de Édipo (sentimento de culpa) e por isso funciona 
como um sensor do Ego, controlando certos impulsos.
3 A perspectiva teórica da Gestalt é uma das mais coerentes da História da Psicologia, 
isto porque seus defensores se preocuparam em desenvolver uma base metodológica 
que garantisse uma consistência teórica. Nesse sentido, assinale a opção que 
descreve as principais abordagens desta teoria:
a) Esta teoria buscou entender as percepções sensoriais interiores do homem, tais 
como as fantasias, os sonhos, os esquecimentos, vistos por ele como problemas 
científicos, levando à criação da Psicanálise.
b) De acordo com os princípios desta teoria, a percepção do homem ocorre por meio 
de “pontos isolados”, de forma totalmente fragmentada.
c) Os estudiosos desta teoria, em suas pesquisas, descartaram a análise voltada para 
a percepção e sensação do movimento. Isto porque não estavam interessados em 
entender quais os processos psicológicos envolvidos na ilusão

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.