Atividade Técnicas de Levantamento de Requisitos
7 pág.

Atividade Técnicas de Levantamento de Requisitos


DisciplinaAnálise e Projeto de Sistemas361 materiais6.335 seguidores
Pré-visualização2 páginas
ETEC DA ZONA LESTE
TÉCNICO EM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS
LEVANTAMENTO DE REQUISITOS DE SOFTWARE
Técnicas de Levantamento de Requisitos
	
SÃO PAULO \u2013 SÃO PAULO
2019
Sumário
Existe uma técnica de levantamento de dados ideal?	1
Qual técnica de levantamento de dados é mais útil para um cliente que não tem certeza do que quer? Justifique.	1
Qual técnica de levantamento de dados é mais útil para um cliente que já tem um software e precisa melhorá-lo? Justifique.	1
Realizar uma pesquisa sobre outras técnicas de levantamento de dados: Visita inloco, Análise de documentos, Reuniões (Fast e Jad). Vantagens e Desvantagens.	1
4.1. Visita in loco	1
4.1.1. Vantagens	2
4.1.2. Desvantagens	2
4.2. Análise de Documentos	2
4.2.1. Vantagens	2
4.2.2. Desvantagens	2
4.3. Reuniões FAST e JAD	2
4.3.1. FAST	2
4.3.1.1. Vantagens	3
4.3.1.2. Desvantagens	3
4.3.2. JAD	3
4.3.2.1. Vantagens	3
4.3.2.2. Desvantagens	4
Preparar um questionário para ser aplicado aos alunos da Etec, sobre a cantina e um roteiro de entrevista para ser aplicado ao cantineiro.	4
5.1.Questionário (direcionado aos alunos da Etec)	4
5.2.Roteiro de Entrevista (direcionado ao Cantineiro)	4
5.2.1. Introdução	4
5.2.2. Dados da Entrevista	4
5.2.3. Entrevista	5
1. Existe uma técnica de levantamento de dados ideal? 1
Não existe uma técnica ideal para o processo de levantamento de requisitos. Para alcançar um levantamento de requisitos mais preciso é importante o conhecimento de diversas técnicas para saber qual técnica de levantamento aplicar em cada situação. 
É essencial que o analista possua perfil adequado. O analista de sistemas precisa de mais do que apenas a capacidade de desenhar fluxogramas e outros diagramas técnicos. O analista de sistemas tem a função de projetar e analisar sistemas de ótimo desempenho. Para que esse objetivo seja alcançado, é necessário o analista de sistema possuir a capacidade de: 
· Compreender conceitos abstratos, reorganizá-los em divisões lógicas e sintetizar soluções baseadas em cada divisão;
· Absorver fatos pertinentes de fontes conflitantes ou confusas;
· Entender os ambientes do usuário/cliente;
· Aplicar elementos do sistema de hardware e/ou software aos elementos do usuário/cliente;
· Comunicar bem nas formas escrita e verbal e entender o objetivo global do software.
2. Qual técnica de levantamento de dados é mais útil para um cliente que não tem certeza do que quer? Justifique.
A técnica mais útil seria a entrevista, individualmente aplicada, não apenas com o cliente em si, mas também com quem efetivamente fará uso do software; ou seja, os usuários. 
Tal processo visa entender o que se espera de um software, pois muitas das vezes não é o próprio cliente que fará uso do mesmo e sim seus colaboradores, os quais serão usuários frequentes.
3. Qual técnica de levantamento de dados é mais útil para um cliente que já tem um software e precisa melhorá-lo? Justifique.
Para um cliente que já possui um software, o levantamento de dados mais útil é o questionário. 
Pois seria um processo mais direcionado, onde já existe um ponto de partida para a formulação das questões, que é o próprio software pronto, atrelado ao fato de que o analista fará um estudo sobre a empresa.
4. Realizar uma pesquisa sobre outras técnicas de levantamento de dados: Visita in loco, Análise de documentos, Reuniões (Fast e Jad). Vantagens e Desvantagens.
4.1. Visita in loco
As pessoas geralmente acham difícil descrever o que elas fazem pois isto é muito natural para elas. Às vezes, a melhor forma de entender será observá-las no trabalho. 
Etnografia é uma técnica das ciências sociais que se mostrou útil no entendimento dos processos reais realizados nos trabalhos o qual também pode ser aplicado pelo analista de sistemas por meio de visitas in loco.2
Os processos reais de trabalho geralmente diferem daqueles processos formais descritos.
O analista passa algum tempo observando as pessoas no trabalho e constrói uma imagem de como o trabalho é realizado.
Deve assumir que as pessoas são boas no que fazem e procurar formas não padronizadas de trabalho, gastando algum tempo conhecendo as pessoas e estabelecendo um relacionamento de confiança. 
Tomando nota de forma detalhada de todas as práticas de trabalho. Analisando-as e chegando a uma conclusão a partir delas.
Tende por combinar observação com entrevistas abertas, procurando ter a mesma perspectiva do cliente.
4.1.1. Vantagens
· Visão mais completa e perfeitamente ajustada ao contexto
4.1.2. Desvantagens
· Tempo gasto e pouca sistematização do processo
4.2. Análise de Documentos
Muitas vezes, algumas informações são difíceis de serem obtidas através de entrevistas ou observação. Tais informações revelam, tipicamente, um histórico da organização e sua direção. Nestes casos, devemos utilizar investigação, isto é, análise de documentos. 
Através de investigação, podemos obter mais facilmente informações, tais como tipos de documentos e problemas associados, informação financeira e contextos da organização. 
Essa análise consiste em dois tipos: quantitativo e qualitativo.
Tanto na análise de dados qualitativos quanto de dados quantitativos, procura-se observar não só os documentos correntes, mas também documentos arquivados.
4.2.1. Vantagens
· Facilidade de acesso e volume de informações
4.2.2. Desvantagens
· Dispersão das informações e volume de trabalho
4.3. Reuniões FAST e JAD 
4.3.1. FAST \u2013 FastAnalysisSolutionTechnique \u2013 Técnica de Solução de Análise Rápida. 
É uma técnica de melhoria de processos criada pela IBM, em meados dos anos 80, e posteriormente aperfeiçoada pelas empresas General Electric e Ford Motors e adotada pela Ernst & Young como EXPRESS.3
A ideia mestre desse modelo é: "rápida ação, rápido resultado".
Um grupo de colaboradores foca a atenção em um único processo por vez.
Em reunião de um ou dois dias, estabelecem metas de melhorias a serem implantadas dentro dos noventa dias seguintes.
As raízes potenciais dos problemas são identificadas e as melhorias são discutidas e, se aprovadas, são executadas.
4.3.1.1. Vantagens
· Redução de custos
· Rapidez na discussão
· Implantação de melhorias
· Redução na taxa de erros
4.3.1.2. Desvantagens
· Não é uma solução para os problemas encontrados nas primeiras coletas de requisitos
4.3.2. JAD \u2013 Joint Application Design (Development) \u2013 Desenvolvimento Conjunto da Aplicação. 
É uma metodologia de definição de requisitos desenvolvida pela IBM em 1977 e implantada no Brasil em 1982.
Semelhante ao FAST, o JAD possui uma estrutura de componentes humanos mais elaborada e numerosa, embora tenha a mesma finalidade que é estimular a criação de uma equipe conjunta para discutir os problemas e soluções de um determinado contexto da organização. 
Basicamente ela envolve a colaboração de clientes, usuários e desenvolvedores, incluindo-se os executivos patrocinadores do projeto (stakeholders) e gerentes do projeto, através de reunião de trabalho ao longo de toda uma semana para a extração dos requisitos de um sistema. Nesse trabalho são efetuadas discussões, entrevistas, atividades de planejamento, verificações de requisitos e elaborados documentos do sistema.
4.3.2.1. Vantagens
· Maior produtividade
· Maior qualidade
· Trabalho em equipe
· Otimização do tempo
· Baixo custo
· Organização e a resolução de conflitos no gerenciamento de escopo
4.3.2.2. Desvantagens4
· Funciona bem apenas em projetos pequenos e médios
· Para projetos grandes é necessário replicar a técnica em mais de um grupo
5. Preparar um questionário para ser aplicado aos alunos da Etec, sobre a cantina e um roteiro de entrevista para ser aplicado ao cantineiro.
	5.1. Questionário (direcionado aos alunos da Etec) 
· Com qual frequência você costuma ir à cantina?
· Quais aspectos positivos a cantina possui?
· Quais aspectos negativos da cantina chamam mais a sua atenção?
· Quais são os pontos de melhoria que exigem maior atenção?
· O que pode ser informatizado na cantina?
· O que pode ser melhorado no aspecto físico do ambiente da cantina?
· Quais as suas