A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
REGULAMENTO DE TCC. DIREITO.2020.1

Pré-visualização | Página 1 de 3

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO DE DIREITO
Rio de Janeiro
2020.1
REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO DE DIREITO
Estabelece normas para a orientação e elaboração do Trabalho de Curso de Direito.
Considerando:
i) A RESOLUÇÃO N º 5, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2018 que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Direito, bacharelado, e dá outras providências.
ii) Que as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Direito institui o TC como componente curricular obrigatório.
iii) Que o artigo 2º, VI; VIII, § 1º, XII da RESOLUÇÃO N º5, DE 17 DEZEMBRO DE 2018 dispõe sobre a obrigatoriedade e desenvolvimento do TC.
TÍTULO I
Trabalho de Curso
CAPÍTULO I
DA DEFINIÇÃO
Artigo 1º. Considerando as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Direito (RESOLUÇÃO N º 5, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2018), o Trabalho de Curso (TC) é um componente curricular obrigatório e deverá ser desenvolvido na modalidade de artigo científico correspondente a uma reflexão, mediante investigação científica, com aplicação prática sistematizada de competências desenvolvidas ao longo do curso sobre determinado tema, relacionadas com o curso, na forma disposta em regulamento próprio, aprovado pelas instâncias institucionais competentes, contendo, obrigatoriamente, critérios, procedimentos e mecanismos de avaliação, além das diretrizes técnicas relacionadas com a sua elaboração.
CAPÍTULO II
DA FUNDAMENTAÇÃO LEGAL
Artigo 2º. A disposição legal para a implantação e implementação dos TC é RESOLUÇÃO N º 5, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2018 que, Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Direito, bacharelado, e dá outras providências.
CAPÍTULO III
DAS FINALIDADES
Artigo 3º. O presente regulamento tem por finalidade normatizar o TC do Curso de Direito, da [inserir nome da IES, ao qual devem submeter-se os alunos matriculados no Curso.
CAPÍTULO IV
DOS FUNDAMENTOS
Artigo 4º. O Curso de Direito proporcionará aos alunos conhecimento teórico-práticos que possam fortalecer a sua formação técnica, política e ética, no sentido de viabilizar o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao perfil do egresso desejado.
Artigo 5º. O TC será uma atividade para que os alunos do Curso de Direito consolidem os conhecimentos construídos ao longo de sua formação.
Artigo 6º. O TC possibilitará aos alunos oportunidades de desenvolverem o pensamento investigativo-científico, a autonomia intelectual e o espírito crítico, proporcionando o diálogo com a realidade.
CAPÍTULO V
DOS OBJETIVOS
Artigo 7º. São objetivos do Trabalho de Curso (TC):
I - Consolidar e aprofundar conhecimentos acadêmicos; 
II - Despertar o interesse pela atividade e ambiente de pesquisa;
III - Oportunizar a reflexão crítica sobre temas relevantes associados às linhas de pesquisa institucionais;
IV - Desenvolver a habilidade da escrita e rigor científico para elaboração e defesa oral de trabalhos acadêmicos.
CAPÍTULO VI
DA MODALIDADE
Artigo 8º. O Trabalho de Curso (TC) no Curso de Direito será elaborado na modalidade de Artigo Científico e deve corresponder a uma reflexão, mediante investigação científica, com aplicação prática sistematizada de competências desenvolvidas ao longo do curso sobre determinado tema de Direito, pertinente a uma das linhas de pesquisa estipuladas no eixo estruturante das Diretrizes Nacionais Curriculares do Curso de Direito.
CAPÍTULO VII
DA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CURSO DO CURSO DE DIREITO
Seção I
Da elaboração do TC 
Artigo 9º. A elaboração do TC deve seguir as normas vigentes estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, além de eventuais orientações complementares indicadas pelo professor orientador. 
Artigo 10. A estrutura de apresentação do Artigo Científico deverá contemplar: 
I- Elementos pré-textuais:
 
a) Título e subtítulo do artigo Autor;
b) Breve currículo em nota de rodapé, indicado por asterisco;
c) Resumo; 
d) Palavras-chave;
e) Sumário 
II- Elementos Textuais:
a) Introdução;
b) Desenvolvimento; 
c) Conclusão.
III - Elementos pós-textuais: 
a) Referências (obrigatório);
b) Apêndice e Anexo (opcionais); 
c) Notas explicativas (opcional).
Artigo 11. O artigo completo deverá ter entre 15 e 30 páginas, já formatado de acordo com as normas da ABNT. 
Artigo 12. O artigo científico deverá ser elaborado individualmente e a orientação será feita online pelo professor da área objeto do trabalho com o apoio dos Coordenadores de TC em Direito, presencialmente, trabalhando em conjunto, auxiliando nos aspectos metodológicos.
Artigo 13. Todas as etapas de elaboração do artigo científico serão objeto de avaliação online por parte do professor de acordo com um cronograma de postagens semestral da disciplina TC. 
Parágrafo único. O aluno deverá sempre acompanhar no SAVA as orientações ou sugestões postadas pelo professor, sobre possíveis alterações no cronograma semestral.
Artigo 14. O aluno deverá procurar no polo o Coordenador de TC em Direito para auxiliá-lo na parte metodológica de seu TC. 
 
Seção II
Da Prática De Plágio
Artigo 15. A constatação de plágio no conteúdo do TC, em qualquer etapa do processo de avaliação, terá como consequência a atribuição da nota zero ao aluno na disciplina, por contrariar o previsto na Lei n. 9.610/1998 (Lei de Direito Autoral), ensejando a sua responsabilização disciplinar a partir de procedimento administrativo, a ser instaurado pelo Coordenador da unidade/IES.
§1º. A identificação do plágio, em qualquer etapa da disciplina, permite a atribuição de grau zero ao aluno, bem como enseja a apuração de responsabilidade acadêmica e administrativa. 
§2º. A comunicação da identificação da prática de plágio, detectada no ambiente online e antes da defesa em banca examinadora deverá ser feito ao aluno através da plataforma online de avaliação e ou caixa de mensagens, apresentando-se os elementos objetivos que comprovem sua caracterização.
§3º A comunicação da identificação da prática de plágio, detectada pelo Coordenador de TC na unidade ou por membros da banca examinadora, antes da defesa ou no momento desta, deverá ser feito ao aluno através de formulário por escrito, em formulário próprio, apresentando-se os elementos objetivos que comprovem sua caracterização, de forma cautelosa e reservada, com a participação do Coordenador de TC na unidade e ou membros da banca examinadora, apresentando-se os elementos objetivos que comprovem sua caracterização.
 
CAPÍTULO VIII
DAS ATRIBUIÇÕES
Seção I
 Do Coordenador de TC nas unidades 
Artigo 16. São atribuições do Coordenador de TC nas unidades:
I – Diligenciar para que o aluno esteja matriculado na disciplina TC antes do término do prazo de inclusão e exclusão de disciplina, conforme calendário acadêmico do período;
II – Realizar reunião com as turmas de 8°, 9° e 10° períodos e explicar o funcionamento do TC em Direito, certificando-se dos alunos inscritos na disciplina de TC para apresentação do Regulamento e observações cabíveis;
III - Manter plantões semanais na unidade, com dias e horários divulgados para os alunos, para atendimento presencial e complementar, limitado aos aspectos metodológicos, sem qualquer ingerência avaliativa sobre o conteúdo, exceto os casos de regime especial;
III – Divulgar as datas e horários das bancas examinadoras; 
IV – Providenciar o arquivamento dos TC aprovados, pelo período de três anos, para fins de registro e evidência, em repositório institucional próprio em ambiente online e com acesso público e livre.
V– Zelar pelo correto cumprimento das normas presentes neste Regulamento;
VI – Tratar os casos de Regime Especial na forma prevista no Manual do Aluno. 
Seção II
 Do Professor Tutor Orientador de TC
Artigo 17. São atribuições do professor tutor orientador: 
I – Avaliar a viabilidade do projeto de artigo científico e, quando necessário, sugerir ajustes,