A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
AOL 5 LINGUÍSTICA BÁSICA

Pré-visualização | Página 1 de 1

LINGUÍSTICA BÁSICA
AOL 5
Pergunta 1 O laço que existe entre língua, cultura e sociedade é:
a)Independente;	b)Alheio;		c)Neutro;
d)Distinto;		Correta:e)Inerente;
Pergunta 2 Leia a citação abaixo: No lugar de se conhecer como era utilizada a língua pelos falantes mais estudados – por serem esses os que mais têm contato com a língua escrita – e então se estabelecer o padrão – foi determinado que a norma seria criada a partir da língua utilizada em textos de escritores portugueses, ditando-se, assim, o idioma correto para uso dos brasileiros (GUERRA, 2008, p. 6).
Por causa dessa afirmação que Guerra (2008) nos mostra, a variante linguística padrão do português brasileiro acaba tendo um caráter
a)Orgânico;			b)Cotidiano;		c)Neutro;
d)Contextualizado.		Correta:e)Artificial;
Pergunta 3 [...] a ______ pode ser considerada o “padrão ideal” que se constitui no português que alguns escolheram arbitrariamente como “o melhor” que deve ser utilizado por quem realmente “preza o valor de sua língua”; enquanto a ______ pode ser considerada o “padrão real”, ou seja, o padrão que realmente é utilizada pela sociedade (GUERRA, 2008, p. 6). Marque a opção abaixo que completa as lacunas adequadamente:
a)Norma padrão / norma linguística;		b)Norma culta / norma padrão;
c)Norma padrão / norma coloquial;		d)Norma coloquial / norma culta.
Correta:e)Norma-padrão / norma culta;
Pergunta 4 Segundo Brasil (2017), para se desenvolver as habilidades e as competências determinadas pela BNCC associadas ao eixo da análise linguística/semiótica, os professores devem trabalhar junto com os estudantes o conceito de preconceito linguístico.
Para isso, o profissional da educação deve fazer com que os alunos:
a)Sigam fielmente às gramáticas normativas;
b)Questionem as variantes linguísticas não oficiais, de maneira a adequá-las à norma padrão;
c)Saibam a diferença entre as variantes linguísticas não oficiais e variante linguística padrão;
d)Compreender as características fonéticas, prosódicas, lexicais e sintáticas e semânticas da variante linguística padrão.
Correta:e)Reflitam criticamente os fenômenos da variação linguística e do preconceito linguístico presentes na sociedade brasileira;
Pergunta 5 Leia a história em quadrinho abaixo:
Fonte:https://m.folha.uol.com.br/ambiente/2017/11/1933925-chico-bento-da-turma-da-monica-luta-contra-o-desmatamento-no-pantanal.shtml
Além da questão ambiental sendo tratada, pode-se deduzir que:
a)O modo como as personagens falam representam todos as falantes da língua portuguesa;
Correta:b)Há uma ligação direta da maneira como eles falam e o grupo social ao qual eles pertencem.
c)Não existe particularidade na linguagem deles, pois a língua é homogênea em seus diferentes níveis;
d)As personagens não utilizam fonemas próprios da sua variante linguística;
e)O uso da língua portuguesa falada no Brasil pelas personagens não indicam a qual comunidade de fala eles pertencem;
6- Leia o poema abaixo: QUESTÃO ANULADA 
AULA DE PORTUGUÊS
A linguagem
na ponta da língua,
tão fácil de falar
e de entender.
A linguagem
na superfície estrelada de letras,
sabe lá o que ela quer dizer?
Professor Carlos Góis, ele é quem sabe,
e vai desmatando
o amazonas de minha ignorância.
Figuras de gramática, esquipáticas,
atropelam-me, aturdem-me, sequestram-me.
Já esqueci a língua em que comia,
em que pedia para ir lá fora,
em que levava e dava pontapé,
a língua, breve língua entrecortada
do namoro com a prima.
O português são dois; o outro, mistério.
No poema de Carlos Drummond de Andrade, o eu lírico elenca uma série de situações nas quais
a)Empreendedor;		b)Administrador;		c)Intraempreendedor;
d)Empresário;			e)Investidor.
Pergunta 7 Veja o trecho da canção de Luiz Gonzaga denominada “ABC do Sertão”:
“Lá no meu sertão pros caboclo lê
 Têm que aprender um outro ABC
 O jota é ji, o éle é lê
 O ésse é si, mas o érre
 Tem nome de rê [...]”
Nessa canção, é possível notar que:
a)Ele descreve a forma do sertanejo, a qual é a mesma em todo o Brasil ;
b)Ainda que exista uma forma de se falar o português, isso não tem nada a ver com o grupo social que a fala;
Correta:c)A maneira de se expressar uma língua gera identidade cultural ao falante;
d)Existe a variação do português na região do sertão, impossibilitando qualquer comunicação com pessoas que não são de lá.
e)A língua portuguesa é única em todo o território brasileiro;
Pergunta 8 O conceito de preconceito linguístico, segundo Bagno (2008), se fundamenta na concepção de que:
a)não existe nenhuma variante linguística digna de ser falada;
b)a variante linguística mais velha é a única que deve ser preservada pelos falantes de uma língua;
c)A variante linguística ensinada pelas gramáticas normativas devem ser discriminadas;
Correta:d)Existe uma variante linguística considerada padrão e, por consequência, as que não ganham esse título são erradas, indignas e rudimentares.
e)A variante linguística certa a se falar é aquela que contém mais estrangeirismos;
Pergunta 9 Quando alguém diz que a manifestação de uma variante linguística que não é a considerada padrão, o senso comum, em algumas situações, afirma que tal manifestação nem da língua “certa” é.
Em relação a isso, esse tipo de comentário, exemplo de preconceito linguístico, se baseia mais em um aspecto ____, do que ____.
Agora, marque a opção abaixo que completa as duas colunas.
a)Social / Econômico;			Correta:b)Social / Linguístico;
c)Econômico / Político.			d)Social / Econômico;
e)Linguístico / Social
 
Pergunta 10  Segundo Hobsawn (2002, p. 49), um país, para se formar, necessita de um aparato “[...] cultural longamente estabelecido, que possuísse um vernáculo administrativo e literário escrito [...]” (HOBSBAWN, 2002, p. 49).
Na visão dele, esse aparato cultural é
Correta:a)Uma língua;		b)Uma história;		c)Uma religião;
d)Um território.	e)Um mito fundador;