A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
79 pág.
homeopatia veterinaria

Pré-visualização | Página 10 de 19

e de manhã (principalmente o aparelho respiratório). 
 
 
- Febre com sede, de surgimento repentino 
 
- BELLADONNA 5 CH: animal estênico e fortemente abatido, febre alta (41° 
a 42°), calor radiante, pulso rápido, cheio, algumas vezes midríase (80% das 
febres). 
 
- ACONIT 5 CH: em seguida ao frio seco, principalmente do vento norte, 
febre alta (41° a 42°), pele quente, seca, pulso rápido, cheio, ansiedade + 
fortemente secreções e excreções CH: 9 PYROGENIUM - 
agitação. Desde que os suores apareçam, dar BELLADONNA. Febre difícil 
de observar, porque tem duração fugaz (5 a 6 horas após o início da 
doença). 
 
- LACHESIS 5 CH: febre elevada (40° a 41°), ansiedade, não suporta que 
lhe apertem o pescoço. Frialdade e cianose das extremidades e dos lábios, 
ansiedade e prostração, coração fraco, agravamento no calor (risco de 
gangrena, em seguida à perfuração séptica) (golpe de forcado). 
 
- ARSENICUM ALBUM 5 CH: raro, febre intermitente, calafrios, agitação 
ansiosa, febre moderada (39,5° a 40°), suores, frialdade importante, mas 
busca o ar fresco, agravamento de 1 a 3 horas da manhã (frequentemente 
problemas do trato digestivo). 
 
- RHUS TOXICODENDRON 5 CH: temperatura baixa evoluindo rapidamente 
para a hipotermia, prostração e necessidade constante de mudar de lugar, 
grande sensibilidade. 
 
 
- Febre com sede, de aparecimento lento 
 
- BRYONIA 5 CH: animal imóvel, febre moderada (39,5°), serosas afetadas, 
piora com o movimento, secura das mucosas (constipação). 
 
- IPECA 5 CH: pouca sede, temperatura baixa (39,5°), animal cansado, 
entorpecido, náuseas + vômitos + diarreia, porém com hálito não fétido 
(gripe bovina). 
 
- EUPATORIUM 5 CH: sede forte, porém mais entorpecido e cansado que 
IPECA, sem vômitos, evolui mais para o trato respiratório (gripe bovina). 
 
 fétidas, 
temperatura baixa (39,5°), dissociada entre a temperatura e o pulso 
(funciona como um antifeccioso geral). 
 
- MERCURIUS 5 CH: acompanhada a BELLADONNA (nunca dar ao mesmo 
tempo, pois são antagonistas), os suores se agravam à noite, hálito fétido, 
gânglios, salivação). 
 
 
- Intermação 
 
- GLONOINUM 5 CH: início repentino, violento, palpitações cardíacas, olhos 
injetados, vertigens, pulso rápido, forte. Também em seguida a uma invasão 
gripal. Temperatura 40° a 41°. 
Abscesso 
 
- Supurações agudas 
 
 Em certos casos, não hesitar em utilizar o bisturi. Os abscessos 
podem ser mais ou menos considerados como uma forma aguda de 
supuração, portanto, não hesitar em multiplicar as doses. 
 
Local: 
 
- Compressas de CALENDULA T.M 
 
Complexo: 
 
- SUPPURYL: 1 ampola 3 vezes ao dia. 
 
Unitário: 
 
- Em todos os casos: PYROGENIUM 9 CH: 3 grânulos 1 a 2 vezes ao dia. 
 
- BELLADONNA 5 CH: dor, rubor, calor, tumor. 
 
- APIS 5 CH: vermelhidão local mais fraca, com um edema rosado periférico. 
 
 
Abscesso formado 
 
- CALCAREA SULFURICA 5 CH: pus amarelo, espesso, abscesso pouco 
doloroso, principalmente na pele, furúnculo, úlceras que não saram presença 
de gânglios. 
 
- MERCURIUS 5 CH: pus amarelo-verde, principalmente pele e mucosa, dor 
viva e tendência ulcerativa, agravada à noite, pelo frio e pelo calor + 
gânglios. 
 
- HEPAR SULFUR 4 CH: o bisturi da homeopatia (porém perigoso de 
manipular). Somente se houver possibilidade de escoamento para o exterior. 
 
 12 CH: para interromper uma supuração, porém com atenção aos 
riscos de septicemia pelo fenômeno de supressão. A utilizar no tipo sensível: 
animal maldoso, hipersensível ao toque, piora com o frio, pus amarelo rajado 
de sangue com odor fétido, melhora com o calor. 
 
- ECHINACE T.M: 1 conta-gotas 2 vezes ao dia como PYROGENIUM. 
- ARSENICUM ALBUM 5 CH: abscesso doloroso, que melhora com o calor, 
furúnculos, antraz, sede forte, agrava-se de 1 a 3 horas da manhã. 
Tendência à ulceração. Sem gânglios, porém com tendência septicêmica. 
 
- AURUM 5 CH: abscesso do osso ou dos sinus. 
Abscessos graves, risco importante ao estado geral 
 
- LACHESIS 7 CH: pele + mucosas, dores intensa, após uma picada séptica, 
aspecto azulado das lesões, estado geral muito afetado: risco de septicemia 
ou de gangrena, tendência à necrose ulcerativa, febre alta, extremidades e 
abscessos frios. 
 
- ANTHRACINUM 5 CH: como LACHESIS, porém com calor na região. 
 
- ARSENICUM ALBUM 5 CH. 
 
- CANTHARIS 7 CH: pielonefrite (+ MERCURIUS). 
 
- TARENTULA CUBENSIS 5 CH: abscesso endurecido, arroxeado, muito 
doloroso, febre alta, prostração, risco de septicemia, carbúnculo. 
 
 
Abscesso crônico 
 
- SILICEA 7 CH: abscesso frio, pouco sensível ao toque, supuração que não 
estanca, fístula, envolvimento da pele, do osso, das mucosas, piora pelo frio. 
 
- SIEGESBECKIA 6 D: como SILICEA, porém com acessos febris + 
sensibilidade ao toque. 
 
 
- Supurações Crônicas 
 
A homeopatia é bem mais eficaz que a alopatia. 
 
Local: 
 
- Limpar com Calendula T.M 
 
Unitário: 
 
- Isoterápico de pus: 
 
5 CH durante 7 dias, 1 vez ao dia. 
 
9 CH durante 14 dias, 1 vez a cada 3 dias. 
 
12 CH durante 21 dias, 1 vez por semana. 
 
PYROGENIUM 9 CH: em todos os casos. 
7 ACIDUM NITRICUM - 
Osso + dentes: 
 
- AURUM 5 CH: osso curto + maxilar + sinus, agravado pelo frio, pus fétido. 
 
- HEKLA LAVA 5 CH: dentes + maxilares, tendência à fistulação, cáries 
dentárias. 
 
- FLOURICUM ACIDUM 7 CH: prurido, tendência à fistulação, pele dolorida, 
agravado pelo calor, principalmente os ossos longos. 
 
- SILICEA 7 CH: pus granuloso, indolor, inodoro, principalmente fêmur e 
vértebras, eliminação dos seqüestros ósseos. 
 
- ASA FOETIDA 5 CH: dor que piora a palpação, pus fétido, sanguinolento, 
tendência necrosante, osso longo e mastoidites. 
 
- MERCURIUS 7 CH: pus amarelo esverdeado, abscesso dentário, que 
sangra, hálito mais que fétido, principalmente ossos da face + sinus + 
dentes. 
 
 
Adenite supurada 
 
- MERCURIUS 7 CH 
 
- SILICEA 7 CH 
 
- SIEGESBECKIA 6 D 
 
- HEPAR SULFURICUM 12 CH 
 
- CISTUS 7 CH: adenite endurecida, principalmente de cervicais e axilares, 
muito sensíveis ao frio. 
 
 
Pele 
 
 - FLUORICUM ACIDUM 7 CH: tendência ulcerativa tórpida, com bordos 
endurecidos, pruriginosa. 
 
 CH: 
facilmente, secreções fétidas. 
 
tendência 
 
ulcerativa 
 
dolorosa, 
 
sangra 
 
- CALCAREA SULFURICA 5 CH: supuração abundante, amarela, espessa, 
agravada pela umidade, ambiente quente. 
 
- SILICEA 7 CH 
 
- SIEGESBACKIA 6 D 
nos evidenciará aparelhos diversos dos o exame 
- HEPAR SULFUR 12 CH 
 
 
Hemorragias 
 
 A escolha do tratamento varia conforme a gravidade, o órgão afetado, 
e a abundância da hemorragia. É utópico querer tratar uma ruptura da artéria 
femoral com a homeopatia. É indicada a cirurgia. 
 
Neste tópico serão tratadas somente as hemorragias