A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Aap2 - Homem, Cultura e Sociedade

Pré-visualização | Página 1 de 1

Aap2 - Homem, Cultura e Sociedade
1)Texto base
(UFU 2013 - Adaptado) “Ao contrário de outros pensadores sociológicos anteriores, Weber acreditava que a sociologia deveria se concentrar na ação social e não nas estruturas.” (GIDDENS, 2005. p. 33).
De acordo com esta assertiva, é correto afirmar que Weber considera que:
Alternativas:
a)As estruturas existem de modo independente e externo aos indivíduos.
b)Os fatores econômicos são os mais importantes para as transformações sociais.
c)Ideias, valores e crenças podem gerar transformações nos grupos sociais.Alternativa assinalada
d)A cultura é o mais relevante e decisivo elemento para garantir transformação social.
e)O fator mais relevante para a mudança social é o conflito de classes.
2)Texto base
O sociólogo alemão Max Weber define ação social como ação:
I – Racional, na qual o agente associa um sentido objetivo aos fatos sociais.
II – Desprovida de sentido subjetivo e sem motivação.
III – Dotada de sentido e orientada pela ação de outros indivíduos.
IV – Não orientada significativamente pela conduta do outro.
Escolha a alternativa que contém a resposta correta, respectivamente:
Alternativas:
a)V - F - V - V
b)F - V - F - F
c)F - F - V - FAlternativa assinalada
d)V - F - F – V.
e)V - V - V - F
3)Texto base
A sociologia proposta por Max Weber tem categorias básicas, que são a ação social, a _______________ e o _______________.
A alternativa que completa corretamente as duas lacunas são:
Alternativas:
a)relação social, tipo ideal.Alternativa assinalada
b)expropriação, fato patológico.
c)função social, idealismo.
d)vontade de poder, julgamento de valor.
e)solidariedade mecânica, materialismo.
4)Texto base
Leia o texto a seguir:
“A respeito dos estudos comparativos, a resposta de Weber foi a elaboração de “tipos ideais”, que constituem um dispositivo generalizante, um modelo heurístico, sobre o qual era possível aplicar a comparação. Nas suas explicações históricas comparadas, Weber rejeita sempre a hipótese de leis ou de monocausalidade; ele pensa, portanto, que um evento pode ter diversas causas e que conjuntos diversos de causas podem ter o mesmo efeito. A validade das comparações em Weber provém das suas construções empíricas dos processos de indução e de introspecção mais do que de uma verificação causal de hipóteses”. (REBUGHINI, Paola. A comparação qualitativa de objetos complexos e o efeito da reflexividade. In: MELLUCI, Alberto (Org.) Por uma sociologia reflexiva: pesquisa qualitativa e cultura. Petrópolis: Vozes, 2005. p. 242 - com adaptações).
A partir do fragmento de texto, avalie as afirmações:
I – Os “tipos ideais” foram elaborados através de estudos comparativos.
II – Para Weber, não há monocausalidade: um evento pode ter diversas causas e conjuntos diversos de causas podem ter o mesmo efeito.
III – A comparação não é essencial para a construção dos “tipos ideais”.
IV – Os “tipos ideais” não permitem uma explicação histórica.
Estão corretas as afirmativas:
Alternativas:
a)II, III e IV.
b)II, IV e V.
c)Somente a IV.
d)I e II.Alternativa assinalada
e)I, II e III.