A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
56 pág.
tcc estomaterapia Jocelaine

Pré-visualização | Página 1 de 11

42
FACULDADE UNYLEYA
ENFERMAGEM EM ESTOMATERAPIA
JOCELAINE FORMAIO GODINHO
A IMPORTÂNCIA DO ENFERMEIRO ESPECIALIZADO NA QUALIDADE DE VIDA DO PACIENTE OSTOMIZADO
Curitiba
2019
JOCELAINE FORMAIO GODINHO
A IMPORTÂNCIA DO ENFERMEIRO ESPECIALIZADO NA QUALIDADE DE VIDA DO PACIENTE OSTOMIZADO.
Trabalho apresentado à Faculdade UNYLEYA como requisito parcial para obtenção do grau de Especialista em Enfermagem em Estomaterapia.
Orientadora: Profa. Dra. Chennyfer Dobbins Abi Rached
Curitiba
2019
DEDICATÓRIA
	
“Dedico este trabalho à memória de meu pai, Valter José Formaio, falecido em 28/12/18. Exemplo de vida, meu herói que com muita fé, dedicação, esforço, honestidade, simplicidade e respeito ao próximo, venceu uma série de dificuldades, dentre elas, o ser pai e mãe ao mesmo tempo de quatro filhos pequenos dando todo carinho e amor a todos igualmente, fazendo-os serem hoje pessoas honestas e com profissões admiráveis. Ao meu pai, onde o senhor estiver, dedico mais este trabalho e título a ti, e saiba que o senhor é responsável por ter esta filha tão lutadora e insistente na vida, sinto muito a sua falta”. 
RESUMO
	A ostomia é um procedimento cirúrgico, no qual é realizada uma abertura artificial entre o intestino e a parede abdominal. O estudo teve por objetivo, analisar por meio de literatura científica a importância do enfermeiro especializado na qualidade de vida do paciente com ostomia. Trata-se de uma revisão de literatura e foram selecionados artigos que respondessem ao objetivo do trabalho e que deram ênfase no tema proposto. Muitas vezes, o ostomizado tem receio e vergonha de falar sobre as suas dificuldades e medos com outras pessoas, mesmo sendo da família e a presença de um estoma ameaça o elevado valor que socialmente se atribui à beleza, à estética, ao limpar e ao controle das funções corporais. O enfermeiro estomaterapeuta tem um importantíssimo papel no cuidado à pessoa ostomizada, intervindo, idealmente, antes e imediatamente após a construção do estoma, bem como ao longo da vida da pessoa ostomizada e além dos cuidados ao estoma, promove o autocuidado, apoia emocionalmente a pessoa ostomizada de quem se torna muitas vezes amigo e confidente. O conhecimento do autocuidado permite ao indivíduo maior independência em relação às outras pessoas, uma vez que ele próprio realiza seus cuidados através da prática de técnicas adequadas e simplificadas, que promovem a segurança do mesmo na realização do cuidado. Entretanto desvelou-se a importância do enfermeiro especializado na qualidade de vida do paciente ostomizado favorecendo o processo de autocuidado e adaptação, no sentido de diminuir a ansiedade, esclarecer dúvidas sobre a ostomia
Palavras-chave: Estomaterapia, Autocuidado, Ostomias, Especialidade.
ABSTRACT
The ostomy is a surgical procedure, in which an artificial opening is made between the intestine and the abdominal wall. The objective of the study was to analyze, through scientific literature, the importance of the nurse specialized in the quality of life of patients with ostomy. It is a literature review and articles were selected that responded to the objective of the work and emphasized the proposed theme. Often, the ostomate is afraid and ashamed to talk about their difficulties and fears with other people, even being of the family and the presence of a stoma threatens the high value that is socially attributed to beauty, aesthetics, cleanliness and control of bodily functions. The stomatologist nurse has a very important role in caring for the ostomized person, intervening ideally before and immediately after the construction of the stoma, as well as throughout the life of the ostomized person and in addition to caring for the stoma, promotes self-care, supports the person emotionally ostomized from whom one often becomes friend and confidant. The knowledge of self-care allows the individual greater independence from other people, since he himself carries out his care through the practice of adequate and simplified techniques, which promote the safety of the same in the conduct of care. However, it was revealed the importance of the nurse specialized in the quality of life of the ostomy patient, favoring the process of self-care and adaptation, in order to reduce anxiety, clarify doubts about the ostomy
Key words: Stomatherapy, Self care, Ostomies, Specialty.
SUMÁRIO
1.	INTRODUÇÃO	1
CAPÍTULO I	3
1.1.	OSTOMIAS	3
1.2.	CAUSAS QUE LEVAM A ESSE PROCEDIMENTO	4
1.3.	CLASSIFICAÇÕES DE OSTOMIAS DE ELIMINAÇÃO	4
1.4.	ASPECTO DO ESTOMA	5
1.5.	LOCALIZAÇÃO DAS OSTOMIAS	6
1.6.	COMPLICAÇÕES	7
CAPÍTULO II	9
2.	A HISTÓRIA DA ESTOMATERAPIA	9
2.1.	LEGISLAÇÃO, ÓRGÃOS COMPETENTES E ATRIBUIÇÕES	10
2.1.	A IMPORTÂNCIA DO ENFERMEIRO ESPECIALIZADO NO CUIDADO AO OSTOMIZADO	31
CAPÍTULO III	34
3.	QUALIDADE DE VIDA E AUTOCUIDADO	34
4.	CONSIDERAÇÕES FINAIS	38
5.	REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS	39
	
INTRODUÇÃO
Estoma, estomia, ostomia ou ostoma são palavras de origem grega que significam boca ou abertura, utilizada para indicar a exterioração de qualquer víscera oca através do corpo por causas variadas, desviando o trânsito normal. A ostomia tem como objetivo realizar as funções do órgão danificado a partir de procedimento cirúrgico no qual é realizada uma abertura para contato com o meio exterior (COUTO e MEDEIROS, 2013).
Dependendo da etiologia da doença, o cirurgião indica a realização de uma ostomia temporária necessária se o trato intestinal não puder ser preparado adequadamente para a cirurgia por causa de um bloqueio, por doença ou tecido cicatricial; necessária para que a cicatrização de uma cirurgia ocorra sem a irritação pela passagem das fezes; para proteger uma anastomose, tendo em vista o seu fechamento num curto espaço de tempo e a outra condição é a ostomia definitiva é realizada quando o grupo de músculos que controla o reto e consequentemente a eliminação das fezes não funciona adequadamente, requerendo sua remoção, não existindo a possibilidade de restabelecer o trânsito intestinal. (BRAZ et al, 2017).
A confecção do estoma gera dificuldades na etapa inicial do retorno ao domicílio, pois estes enfrentam alguns problemas, tanto físicos quanto psicológicos, consequentes a necessidade de inserção de mudanças no cotidiano e representando assim pacientes que necessitam de extrema atenção dos profissionais da saúde que estão lhes prestando cuidados, compreendendo desde o pré-operatório até o momento da alta hospitalar, onde a enfermagem entra com um papel relevante de prestador de cuidados (SILVA et al, 2014).
Para a assistência à pessoa com ostomia e à sua família, é necessário o uso de tecnologias de enfermagem no manuseio adequado da bolsa coletora, requerendo saberes teóricos e práticos, e conhecimento sistematizado e especializado. Essas tecnologias são importantes no relacionamento com a pessoa com estomia intestinal e com a sua família, para o manuseio de dispositivos para domínio no cotidiano de trabalho, pois compreendem o conhecimento cientifico e empírico, sendo ações reflexivas e éticas (ARDIGO e AMANTE, 2013).
O enfermeiro estomaterapeuta é um profissional capacitado para cuidar com destreza e segurança de pessoas com estomias, feridas e incontinências, no âmbito hospitalar e ambulatorial, bem como na assistência domiciliar, possui também conhecimento sobre as diversas tecnologias disponíveis no mercado, podendo auxiliar paciente, familiares e cuidadores na atenção às pessoas que necessitam de cuidados especializados (NASCIMENTO et al, 2011).
	O estudo teve por objetivo, analisar por meio de literatura científica a importância do enfermeiro especializado na qualidade de vida do paciente com ostomia; pesquisar publicações existentes sobre a importância da enfermagem na qualidade de vida aos pacientes ostomizados e identificar as práticas de acolhimento e humanização ao paciente ostomizado.
No decorrer da revisão de literatura, foi abordado o conceito envolvido nesta pesquisa. Dentre, iniciou-se com