Buscar

EXERCICIOS AULA 1 A 10 HISTÓRIA ANTIGA ORIENTAL

Esta é uma pré-visualização de arquivo. Entre para ver o arquivo original

HISTÓRIA ANTIGA ORIENTAL
1a aula
	1a Questão
	
	
	
	A sedentarização do ser humano foi possível graças:
		
	
	Ao desenvolvimento industrial
	
	À construção de reservatório de água que favoreciam a agricultura.
	 
	Ao desenvolvimento das atividades agrícolas e da pecuária
	
	Ao desenvolvimento do artesanato
	
	Ao desenvolvimento das atividades extrativas
	Respondido em 29/04/2020 00:39:37
	
Explicação:
As técnicas que permitiram aos seres humanos deixarem de ser nômades ou semi nômades foram aquelas que deram maior autonomia na obtenção de alimentos. Desta forma, podemos citar a domesticação e criação de animais, além do desenvolvimento da agricultura.
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	"Talvez há menos de dez mil anos algumas sociedades" ao que se supõe, primeiramente no Oriente Próximo "começaram a aumentar o suprimento de alimentos existente, cultivando plantas frequentemente criando animais domésticos". (CHILDE, Gordon Vere. O que aconteceu na história. São Paulo: Círculo do Livro S.A., 1966. p. 25) Marque a alternativa que nomeia o movimento histórico citado acima.
		
	
	Revolução Paleozóica
	 
	Revolução Neolítica
	
	Idade das Cavernas
	
	Idade da Pedra
	
	Revolução do Bronze
	Respondido em 29/04/2020 00:43:21
	
Explicação:
O período caracterizado pela criação de animais e desenvolvimento da agricultura é conhecido como Revolução Neolítica e permitiu maior sedentarização dos homens.
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Entre o Ocidente e o Oriente, que divisão de mundo é essa? Por que ela é necessária?
		
	
	É uma definição puramente geográfica para facilitar os estudos históricos.
	
	É uma definição geopolítica que divide culturalmente o mundo em qualquer momento histórico.
	
	É uma definição que não existe e o professor de história deve desconstruí-la para seus alunos.
	 
	É um conceito de muitas definições que para entendê-lo em História Antiga precisamos associá-lo a uma proposição histórica.
	
	É um conceito móvel que deve ser entendido nos momentos diversos da história e identificam os heróis e os vilões.
	Respondido em 29/04/2020 01:10:04
	
Explicação:
É um conceito de muitas definições que para entendê-lo em História Antiga precisamos associá-lo a uma proposição histórica.
	
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	A partir do III milênio a. C. desenvolveram-se, nos vales dos grandes rios do Oriente Próximo, como o Nilo, o Tigre e o Eufrates, estados teocráticos, fortemente organizados e centralizados e com extensa burocracia. Uma explicação para seu surgimento é
		
	
	a influência das grandes civilizações do Extremo Oriente, que chegou ao Oriente Próximo através das caravanas de seda.
	 
	a necessidade de coordenar o trabalho de grandes contingentes humanos, para realizar obras de irrigação.
	
	a revolta dos camponeses e a insurreição dos artesãos nas cidades, que só puderam ser contidas pela imposição dos governos autoritários.
	
	a expansão das religiões monoteístas, que fundamentavam o caráter divino da realeza e o poder absoluto do monarca.
	
	a introdução de instrumentos de ferro e a conseqüente revolução tecnológica, que transformou a agricultura dos vales e levou à centralização do poder.
	Respondido em 29/04/2020 00:52:52
	
Explicação:
Um dos motivos que favoreceu o surgimento de Estados centralizados na antiguidade oriental foi a necessidade de organizar as populações para trabalhos de grande porte na construção de diques, barragens, canais e etc que auxiliassem na produção agrícola, base da econômia de tais regiões. 
	
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Apesar de haver escravidão nas sociedades que compuseram a Antiguidade Oriental, temos que ter cuidado para apreendermos de forma correta o conceito de escravidão antiga, pois este se difere do que existiu em outras realidades históricas, como a da Modernidade, por exemplo. Assim, torna-se fundamental saber:
		
	
	que não se pode basear o entendimento dos fatos históricos utilizando conceitos
	 
	que os conceitos são inscritos no tempo, por isso, variam de uma época para outra
	
	a escravidão não é um conceito válido, pois de tempos em tempos seu significado varia
	
	que o meio social em que o conceito é pensado é indiferente para a construção de seu sentido
	
	que o conceito pode ser usado como referência, mas só para a história moderna
	Respondido em 29/04/2020 00:53:57
	
Explicação:
Ao pensarmos em qualquer instituição, forma de poder ou estrutura social, não podemos compreender como uma só realidade. A maneira como entendemos a escravidão, por exemplo, não é a mesma na Antiguidade  e na Modernidade. Os conceitos, portanto, estão inseridos no tempo.  
	
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	O Periodo Neolítico constituiu-se em um momento crucial para a história da humanidade. A partir dessa fase os homens estabeleceram os fundamentos para a constituição das primeiras comunidades. Dentre as principais técnicas desenvolvidas pelos homens nessa fase destacamos:
		
	 
	a agricultura e a domesticação de animais.
	
	a descoberta do fogo e sua obtenção manual.
	
	a domesticação de animais e a descoberta do fogo.
	
	a agricultura e a descoberta do fogo.
	
	a construção das primeiras cabanas e a metalurgia
	Respondido em 29/04/2020 00:54:58
	
Explicação:
O período Neolítico foi marcado pelo desenvolvimento de duas técnicas: a domesticação e criação de animais, além do desenvolvimento da agricultura. Outras técnicas citadas nas opções referem-se a períodos anteriores como por exemplo, a descoberta do fogo que é do Paleolítico.
	
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	Ao refletirmos sobre o tema da escravidão a  primeira imagem que nos ocorre é aquela praticada pelos portugueses entre os séculos XV e XIX, ou seja, indivíduos oriundos do continente africano. Lembramos ainda da justificativa dada por eles para escravizar os africanos em detrimento de outros povos. Comparando a escravidão deste período com aquela realizada na Antiguidade o elemento que mais se destaca é:  
		
	
	na Antiguidade os povos utilizavam a justificativa étnica para escravizar. Desta forma, aqueles identificados como orientais foram subordinados pelos gregos e romanos.
	
	na Antiguidade um dos elementos mais comuns utilizados para justificar a escravidão era a questão religiosa. Aqueles que praticassem um religião diferente daquela hegemônica poderiam virar cativos.
	 
	na Antiguidade a escravidão era praticada contra os povos derrotados ou elementos da própria população, mas que estivessem endividados. Não existia um critério ou justificativa étnica para isso. 
	
	na Antiguidade a escravidão utilizava como justificativa a evolução cultural. Povos mais desenvolvidos, que possuíssem uma forma mais elaborada de vivência, poderia escolher um grupo ou povo para subordinar e assim, "civilizar".
	
	na Antiguidade a escravidão estava relacionada ao tamanho do  Estado. Estados mais frágeis eram naturalmente incorporados e sua população transformada, sem resistência, em cativa.
	Respondido em 29/04/2020 00:51:41
	
Explicação:
A questão busca salientar uma importante diferença entre o modelo escravista da Antiguidade e o da Modernidade. No mundo antigo, a questão étnica, religiosa ou civilizatória não serviam como justificativa para a prática. A lógica era do povo vencedor poder reduzir seu opositor à condição de cativo independente de quaisquer elementos. 
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	"Os produtos cultivados variavam de região para região com a natural predominância de espécies nativas, como os cereais (trigo e cevada), o milho,
raízes (batata-doce e mandioca) e o arroz, principalmente. Uma vez iniciada a atividade, o homem foi aprendendo a selecionar as melhores plantas para a
semeadura e a promover o enxerto de variedades, de modo a produzir grãos maiores e mais nutritivos do que os selvagens.Por que se fala em Revolução Agrícola? Porque o impacto da nova atividade na história do homem foi enorme. E não se trata
apenas de questão acadêmica, mas de algo real e palpável como o próprio número de seres humanos sobre a face da Terra." (PINSKY, Jaime. As Primeiras Civilizações. São Paulo: Editora Contexto, 2011, p.48).
Acerca do texto acima identifique as assertivas corretas:
I - O texto identifica a capacidade dos homens adaptarem suas técnicas de cultivo ao meio em que viviam.
II - O texto destaca as mudanças positivas que a Revolução Agrícola provocou na humanidade.
III - O texto insinua que a Revolução Agrícola trouxe mudanças no número de pessoas que habitavam a Terra.  
		
	
	Apenas II está correta.
	
	Apenas I está correta.
	
	Apenas I e II estão corretas.
	 
	Todas estão corretas.
	
	Apenas III está correta.
	1a Questão
	
	
	
	Na passagem do modo de produção comunista primitivo para o surgimento das primeiras grandes civilizações,
		
	 
	o homem viveu o estágio da selvageria, garantindo a sua subsistência com caça, pesca e coleta, com isso deixou a vida nômade e se tornou sedentário.
	
	a parte mais considerável da população era constituída por escravos de origem africana, que formavam a força de trabalho e possibilitaram o surgimento da propriedade privada;
	
	ocorreu uma grande revolução ocasionada pela produção de excedentes agrícolas, o que levou à formação de uma classe de ricos comerciantes que passam a dividir o poder político com os sacerdotes.
	 
	ocorreu uma grande revolução ocasionada pelo advento da agricultura e do pastoreio, atividades essas que levaram ao aparecimento da propriedade da terra, da família e das primitivas formas de Estado.
	
	foi abandonado o sistema de propriedade privada da terra e dois rebanhos de gado, que foi substituído pelo sistema de propriedade coletiva de todos os meios de produção.
	Respondido em 03/05/2020 19:56:46
	
Explicação:
	ocorreu uma grande revolução ocasionada pelo advento da agricultura e do pastoreio, atividades essas que levaram ao aparecimento da propriedade da terra, da família e das primitivas formas de Estado.
	
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	"Talvez há menos de dez mil anos algumas sociedades" ao que se supõe, primeiramente no Oriente Próximo "começaram a aumentar o suprimento de alimentos existente, cultivando plantas frequentemente criando animais domésticos". (CHILDE, Gordon Vere. O que aconteceu na história. São Paulo: Círculo do Livro S.A., 1966. p. 25) Marque a alternativa que nomeia o movimento histórico citado acima.
		
	
	Revolução do Bronze
	
	Idade das Cavernas
	
	Revolução Paleozóica
	 
	Revolução Neolítica
	
	Idade da Pedra
	Respondido em 03/05/2020 19:49:52
	
Explicação:
O período caracterizado pela criação de animais e desenvolvimento da agricultura é conhecido como Revolução Neolítica e permitiu maior sedentarização dos homens.
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Podemos afirmar que o conceito de "Oriente" discutido no curso está expresso de forma mais adequada na seguinte afirmativa:
		
	
	o Oriente na realidade não existe isto é uma invenção dos geógrafos, por isso, os historiadores não devem levar em consideração.
	
	o Oriente pode ser descrito como todo o território que não se localiza no espaço europeu, isto é, fora da cultura europeia como o Egito e a Pérsia.
	
	o Oriente deve ser entendido pelo elemento basilar da civilidade, ou seja, foi o único espaço onde se desenvolveu civilizações inteligentes.
	 
	o Oriente pode ser entendido por uma classificação volátil, relacionada a um espaço de poder em que se desenvolveu civilizações importantes.
	
	Para definir o Oriente é necessário dividir o globo terrestre em duas partes e destacar a parte que possui povos menos tolerantes.
	Respondido em 03/05/2020 19:49:54
	
Explicação:
O conceito de Oriente é volátil visto que, não possuímos uma definição precisa de onde inicia ou termina seu espaço. Muda ao longo dos séculos e de acordo com  interesses políticos, econômicos e até religiosos.  
	
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Os historiadores devem tomar muito cuidado ao selecionarem o conjunto de documentos com o qual irá trabalhar, pois, o mesmo pode apresentar especificidades de variadas frentes, uma das mais comuns é a classificação de primária e secundária. Assim, sobre a diferenciação entre estas classificações das fontes podemos afirmar:
		
	 
	que atende à lógica da problemática levantada na pesquisa
	
	que ignora a concepção contemporânea de documento oficial
	
	que obedece a um critério puramente sociológico do termo
	
	que não atende às fontes literárias, mas somente às arqueológicas
	
	que se remete a uma prática obsoleta, comum no século passado
	Respondido em 03/05/2020 19:54:01
	
Explicação:
As fontes devem ser classificadas como primárias ou secundárias de acordo com o contexto de estudo. O que pode ser primária para um contexto, pode ser secundária para outro. Desta forma, devemos obervar qual a problemática envolvida na pesquisa para determinar este dado.    
	
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	¿O aparecimento do homem sobre a terra é indicado pelos instrumentos que ele faz. Para obter alimento e abrigo, os homens fabricaram instrumentos (ferramentas) com que supriam as suas deficiências corporais. A princípio, utilizavam-se de lascas de madeira, pedra ou osso, obtidos à mão, para recolher o alimento: eram facas, machados e enxós bastante primitivos¿. AQUINO, Rubim Santos Leão de. História das sociedades: das comunidades primitivas às sociedades medievais. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1980. P. 64. Assinale a alternativa que completa a afirmação: Os grupos humanos característicos do período a que se refere o texto¿
		
	
	eram caçadores, pescadores, coletores e agricultores.
	
	dividiam-se socialmente em classes de acordo com a posse da terra, as ferramentas e os animais domésticos.
	
	já haviam domesticado alguns animais e plantas.
	 
	eram caçadores, pescadores, coletores.
	
	já conheciam a divisão do trabalho e a propriedade privada.
	Respondido em 03/05/2020 19:51:37
	
Explicação:
O período citado no texto, refere-se ao Paleolítico. Desta forma, a maneira utilizada pelos homens para sobreviver era aquela que explorava os recursos da natureza;  os homens eram caçadores, pescadores, coletores.
	
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Ao refletirmos sobre o tema da escravidão a  primeira imagem que nos ocorre é aquela praticada pelos portugueses entre os séculos XV e XIX, ou seja, indivíduos oriundos do continente africano. Lembramos ainda da justificativa dada por eles para escravizar os africanos em detrimento de outros povos. Comparando a escravidão deste período com aquela realizada na Antiguidade o elemento que mais se destaca é:  
		
	 
	na Antiguidade a escravidão era praticada contra os povos derrotados ou elementos da própria população, mas que estivessem endividados. Não existia um critério ou justificativa étnica para isso. 
	
	na Antiguidade a escravidão estava relacionada ao tamanho do  Estado. Estados mais frágeis eram naturalmente incorporados e sua população transformada, sem resistência, em cativa.
	
	na Antiguidade um dos elementos mais comuns utilizados para justificar a escravidão era a questão religiosa. Aqueles que praticassem um religião diferente daquela hegemônica poderiam virar cativos.
	
	na Antiguidade os povos utilizavam a justificativa étnica para escravizar. Desta forma, aqueles identificados como orientais foram subordinados pelos gregos e romanos.
	
	na Antiguidade a escravidão utilizava como justificativa a evolução cultural. Povos mais desenvolvidos, que possuíssem uma forma mais elaborada de vivência, poderia escolher um grupo ou povo para subordinar e assim, "civilizar".
	Respondido em 03/05/2020 19:50:43
	
Explicação:
A questão busca salientar uma importante diferença entre o modelo escravista da Antiguidade e o da Modernidade. No mundo antigo, a questão étnica, religiosa ou civilizatória não serviam como justificativa para a prática. A lógica era do povo vencedor poder reduzir
seu opositor à condição de cativo independente de quaisquer elementos. 
	
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	O Periodo Neolítico constituiu-se em um momento crucial para a história da humanidade. A partir dessa fase os homens estabeleceram os fundamentos para a constituição das primeiras comunidades. Dentre as principais técnicas desenvolvidas pelos homens nessa fase destacamos:
		
	
	a domesticação de animais e a descoberta do fogo.
	 
	a agricultura e a domesticação de animais.
	
	a construção das primeiras cabanas e a metalurgia
	
	a agricultura e a descoberta do fogo.
	
	a descoberta do fogo e sua obtenção manual.
	Respondido em 03/05/2020 19:48:16
	
Explicação:
O período Neolítico foi marcado pelo desenvolvimento de duas técnicas: a domesticação e criação de animais, além do desenvolvimento da agricultura. Outras técnicas citadas nas opções referem-se a períodos anteriores como por exemplo, a descoberta do fogo que é do Paleolítico.
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	Apesar de haver escravidão nas sociedades que compuseram a Antiguidade Oriental, temos que ter cuidado para apreendermos de forma correta o conceito de escravidão antiga, pois este se difere do que existiu em outras realidades históricas, como a da Modernidade, por exemplo. Assim, torna-se fundamental saber:
		
	
	que o conceito pode ser usado como referência, mas só para a história moderna
	
	a escravidão não é um conceito válido, pois de tempos em tempos seu significado varia
	
	que não se pode basear o entendimento dos fatos históricos utilizando conceitos
	
	que o meio social em que o conceito é pensado é indiferente para a construção de seu sentido
	 
	que os conceitos são inscritos no tempo, por isso, variam de uma época para outra
	1a Questão
	
	
	
	O termo Revolução Neolítica faz referência ao período em que o homem superou as formas tradicionais de vida e de organização social, baseadas na caça e na coleta. Desta forma, progressivamente, o novo modelo de subsistência desenvolvido pelo homem pode ser classificado como:
		
	
	semi-sedentário, baseando-se exclusivamente na agricultura e na caça.
	
	nômade, baseando-se em práticas puramente comerciais.
	
	semi-nômade, baseando-se exclusivamente na coleta e na caça.
	
	nômade, baseando-se na coleta e na criação de animais.
	 
	sedentário, baseando-se na agricultura e na criação de animais.
	Respondido em 03/05/2020 20:04:47
	
Explicação:
No período Neolítico os homens conseguiram se tornar sedentários.  Para que a sedentarização funcionasse, as técnicas de pastoreio e desenvolvimento da agricultura foram altamente implementadas.
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	As civilizações antigas localizadas no Oriente Médio basicamente se dividem em três: egípcia, mesopotâmica e hebraica. Sobre essas civilizações e suas características comuns, é correto afirmar que:
		
	
	Nelas existia uma teocracia absoluta baseada no comércio marítimo.
	
	Contavam com códigos de leis brandos e desprovidos de ética religiosa.
	
	Suas religiões primavam por uma vida após a morte, com castigos ou recompensas eternas.
	
	Suas relações sociais eram baseadas no princípio da igualdade de todos os cidadãos perante os deuses.
	 
	Desenvolveram-se na região do crescente-fértil, nas proximidades de rios.
	Respondido em 03/05/2020 20:05:20
	
Explicação:
O único elemento dentre os citados que une os 3 grupos é a questão do surgimento comum na área denominada Crescente Fértil. 
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	"Os produtos cultivados variavam de região para região com a natural predominância de espécies nativas, como os cereais (trigo e cevada), o milho,
raízes (batata-doce e mandioca) e o arroz, principalmente. Uma vez iniciada a atividade, o homem foi aprendendo a selecionar as melhores plantas para a
semeadura e a promover o enxerto de variedades, de modo a produzir grãos maiores e mais nutritivos do que os selvagens.Por que se fala em Revolução Agrícola? Porque o impacto da nova atividade na história do homem foi enorme. E não se trata apenas de questão acadêmica, mas de algo real e palpável como o próprio número de seres humanos sobre a face da Terra." (PINSKY, Jaime. As Primeiras Civilizações. São Paulo: Editora Contexto, 2011, p.48).
Acerca do texto acima identifique as assertivas corretas:
I - O texto identifica a capacidade dos homens adaptarem suas técnicas de cultivo ao meio em que viviam.
II - O texto destaca as mudanças positivas que a Revolução Agrícola provocou na humanidade.
III - O texto insinua que a Revolução Agrícola trouxe mudanças no número de pessoas que habitavam a Terra.  
		
	 
	Todas estão corretas.
	
	Apenas II está correta.
	
	Apenas III está correta.
	
	Apenas I está correta.
	
	Apenas I e II estão corretas.
	Respondido em 03/05/2020 20:05:50
	
Explicação:
O texto destaca a capacidade da humanidade de produzir seus alimentos. Ao selecionar as plantas que vingavam ou não, estavam adaptando-se à realidade em que viviam. Da mesma forma, podemos destacar também que a Revolução agrícola auxiliou no aumento populacional. 
	
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	¿Em geral admite-se que as primeiras semeaduras aconteceram de forma acidental, próximas às moradias, em lugares de debulha e de preparo culinário dos cereais nativos. A protocultura teria se desenvolvido nesses mesmos terrenos, já desmatados, enriquecidos de dejetos domésticos, e sobre terrenos regularmente inundados pelas cheias dos rios por sedimentos de aluvião, que não exigiam nem desmatamento nem preparo do solo¿. MAZOYER, M. e ROUDART, L. História das agriculturas no mundo. p. 105. Sobre as principais consequências da invenção da agricultura, assinale a única alternativa INCORRETA:
		
	
	O crescimento da sedentarização humana levou a aumento dos conflitos entre sociedaes, em decorrência de disputas territoriais.
	
	Baseada especialmente na cultura de grãos, a produtividade garantiu um aumento demográfico considerável
	
	O aumento dos grupos sedentários, com a invenção da agricultura, levou a um crescimento na taxa de mortalidade decorrente, entre outros motivos, da maior propagação de doenças.
	
	A invenção da agricultura garantiu uma maior estabilidade e previsibilidade alimentar às sociedades humanas.
	 
	A invenção da agricultura significou uma evolução importante na vida humana, garantindo um menor investimento de trabalho para prover as necessidades alimentares das sociedades.
	Respondido em 03/05/2020 20:03:11
	
Explicação:
A despeito das inegáveis vantagens oferecidas pelo desenvolvimento da agricultura em comparação com a coleta de frutos e raízes, não houve diminuição do trabalho e do esforço despendido pelos homens para a obtenção da sua sobrevivência.
	
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Entre o Ocidente e o Oriente, que divisão de mundo é essa? Por que ela é necessária?
		
	
	É um conceito móvel que deve ser entendido nos momentos diversos da história e identificam os heróis e os vilões.
	
	É uma definição que não existe e o professor de história deve desconstruí-la para seus alunos.
	
	É uma definição puramente geográfica para facilitar os estudos históricos.
	 
	É um conceito de muitas definições que para entendê-lo em História Antiga precisamos associá-lo a uma proposição histórica.
	
	É uma definição geopolítica que divide culturalmente o mundo em qualquer momento histórico.
	Respondido em 03/05/2020 19:58:21
	
Explicação:
É um conceito de muitas definições que para entendê-lo em História Antiga precisamos associá-lo a uma proposição histórica.
	
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	A partir do III milênio a. C. desenvolveram-se, nos vales dos grandes rios do Oriente Próximo, como o Nilo, o Tigre e o Eufrates, estados teocráticos, fortemente organizados e centralizados e com extensa burocracia. Uma explicação para seu surgimento é
		
	
	a influência das grandes civilizações do Extremo Oriente, que chegou ao Oriente Próximo através das caravanas
de seda.
	
	a introdução de instrumentos de ferro e a conseqüente revolução tecnológica, que transformou a agricultura dos vales e levou à centralização do poder.
	
	a expansão das religiões monoteístas, que fundamentavam o caráter divino da realeza e o poder absoluto do monarca.
	 
	a necessidade de coordenar o trabalho de grandes contingentes humanos, para realizar obras de irrigação.
	
	a revolta dos camponeses e a insurreição dos artesãos nas cidades, que só puderam ser contidas pela imposição dos governos autoritários.
	Respondido em 03/05/2020 20:01:28
	
Explicação:
Um dos motivos que favoreceu o surgimento de Estados centralizados na antiguidade oriental foi a necessidade de organizar as populações para trabalhos de grande porte na construção de diques, barragens, canais e etc que auxiliassem na produção agrícola, base da econômia de tais regiões. 
	
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	Podemos afirmar que o Crescente Fértil foi:
		
	
	região onde surgiram os primeiros seres humanos inteligentes
	
	território em que surgiu os primeiros Estados Nacionais
	
	região onde se encontra o monte Sinai, lugar de adoração do Deus único.
	
	região marcada por uma forte presença de populações nômades
	 
	o território delimitado pelos rios Nilo, Tigre e Eufrates
	Respondido em 03/05/2020 20:01:55
	
Explicação:
Seria a região localizada entre os rios Nilo, Tigre e Eufrates, onde teríamos os vestígios mais antigos encontrados de sedentarização humana. 
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	As cidades na Antiguidade Oriental tinham em essência uma característica comum, cresciam próximas a rios. Ciente deste cenário marque a única opção que corresponde a esta afirmativa:
		
	 
	Babilônia, Assur e Ur
	
	UR, Assur e Eufrates
	
	Mênfis, Suméria e Nilo
	
	Meca, Babilônia, Assur
	
	Nilo, Ganges, Eufrates
	1a Questão
	
	
	
	Assinale a alternativa correta. O processo de sedentarização causado pelo surgimento da agricultura provocou uma verdadeira revolução no modo de vida da humanidade. Entre as primeiras mudanças relacionadas a essa revolução, podemos citar:
		
	
	A mudança da noção de tempo, que deixou de ser regulado pelos fenômenos naturais
	
	O surgimento da escrita pictórica.
	
	A divisão do mundo entre bárbaros e civilizados.
	 
	O desenvolvimento das vilas e cidades
	
	O surgimento das primeiras civilizações imperiais na Mesopotâmia.
	Respondido em 03/05/2020 20:08:02
	
Explicação:
A partir do desenvolvimento da agricultura e da criação de animais, houve a necessidade de consolidação da sedentarização. Esta consolidação foi caracterizada pela formação das primeiras comunidades, vilas e cidades.
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	A sedentarização do ser humano foi possível graças:
		
	
	Ao desenvolvimento das atividades extrativas
	
	À construção de reservatório de água que favoreciam a agricultura.
	 
	Ao desenvolvimento das atividades agrícolas e da pecuária
	
	Ao desenvolvimento industrial
	
	Ao desenvolvimento do artesanato
	Respondido em 03/05/2020 20:08:13
	
Explicação:
As técnicas que permitiram aos seres humanos deixarem de ser nômades ou semi nômades foram aquelas que deram maior autonomia na obtenção de alimentos. Desta forma, podemos citar a domesticação e criação de animais, além do desenvolvimento da agricultura.
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Na passagem do modo de produção comunista primitivo para o surgimento das primeiras grandes civilizações,
		
	
	o homem viveu o estágio da selvageria, garantindo a sua subsistência com caça, pesca e coleta, com isso deixou a vida nômade e se tornou sedentário.
	
	a parte mais considerável da população era constituída por escravos de origem africana, que formavam a força de trabalho e possibilitaram o surgimento da propriedade privada;
	
	foi abandonado o sistema de propriedade privada da terra e dois rebanhos de gado, que foi substituído pelo sistema de propriedade coletiva de todos os meios de produção.
	
	ocorreu uma grande revolução ocasionada pela produção de excedentes agrícolas, o que levou à formação de uma classe de ricos comerciantes que passam a dividir o poder político com os sacerdotes.
	 
	ocorreu uma grande revolução ocasionada pelo advento da agricultura e do pastoreio, atividades essas que levaram ao aparecimento da propriedade da terra, da família e das primitivas formas de Estado.
	Respondido em 03/05/2020 20:08:37
	
Explicação:
	ocorreu uma grande revolução ocasionada pelo advento da agricultura e do pastoreio, atividades essas que levaram ao aparecimento da propriedade da terra, da família e das primitivas formas de Estado.
	
	
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Podemos afirmar que o conceito de "Oriente" discutido no curso está expresso de forma mais adequada na seguinte afirmativa:
		
	
	Para definir o Oriente é necessário dividir o globo terrestre em duas partes e destacar a parte que possui povos menos tolerantes.
	
	o Oriente pode ser descrito como todo o território que não se localiza no espaço europeu, isto é, fora da cultura europeia como o Egito e a Pérsia.
	
	o Oriente na realidade não existe isto é uma invenção dos geógrafos, por isso, os historiadores não devem levar em consideração.
	 
	o Oriente pode ser entendido por uma classificação volátil, relacionada a um espaço de poder em que se desenvolveu civilizações importantes.
	
	o Oriente deve ser entendido pelo elemento basilar da civilidade, ou seja, foi o único espaço onde se desenvolveu civilizações inteligentes.
	Respondido em 03/05/2020 20:09:13
	
Explicação:
O conceito de Oriente é volátil visto que, não possuímos uma definição precisa de onde inicia ou termina seu espaço. Muda ao longo dos séculos e de acordo com  interesses políticos, econômicos e até religiosos.  
	
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Ao refletirmos sobre o tema da escravidão a  primeira imagem que nos ocorre é aquela praticada pelos portugueses entre os séculos XV e XIX, ou seja, indivíduos oriundos do continente africano. Lembramos ainda da justificativa dada por eles para escravizar os africanos em detrimento de outros povos. Comparando a escravidão deste período com aquela realizada na Antiguidade o elemento que mais se destaca é:  
		
	 
	na Antiguidade a escravidão era praticada contra os povos derrotados ou elementos da própria população, mas que estivessem endividados. Não existia um critério ou justificativa étnica para isso. 
	
	na Antiguidade a escravidão utilizava como justificativa a evolução cultural. Povos mais desenvolvidos, que possuíssem uma forma mais elaborada de vivência, poderia escolher um grupo ou povo para subordinar e assim, "civilizar".
	
	na Antiguidade a escravidão estava relacionada ao tamanho do  Estado. Estados mais frágeis eram naturalmente incorporados e sua população transformada, sem resistência, em cativa.
	
	na Antiguidade um dos elementos mais comuns utilizados para justificar a escravidão era a questão religiosa. Aqueles que praticassem um religião diferente daquela hegemônica poderiam virar cativos.
	
	na Antiguidade os povos utilizavam a justificativa étnica para escravizar. Desta forma, aqueles identificados como orientais foram subordinados pelos gregos e romanos.
	Respondido em 03/05/2020 20:09:24
	
Explicação:
A questão busca salientar uma importante diferença entre o modelo escravista da Antiguidade e o da Modernidade. No mundo antigo, a questão étnica, religiosa ou civilizatória não serviam como justificativa para a prática. A lógica era do povo vencedor poder reduzir seu opositor à condição de cativo independente de quaisquer elementos. 
	
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	O Periodo Neolítico constituiu-se em um momento crucial para a história da humanidade. A partir dessa fase os homens estabeleceram os fundamentos para a constituição das primeiras comunidades. Dentre as principais técnicas desenvolvidas pelos homens nessa fase destacamos:
		
	
	a descoberta do fogo e sua
obtenção manual.
	
	a agricultura e a descoberta do fogo.
	
	a domesticação de animais e a descoberta do fogo.
	 
	a agricultura e a domesticação de animais.
	
	a construção das primeiras cabanas e a metalurgia
	Respondido em 03/05/2020 20:09:50
	
Explicação:
O período Neolítico foi marcado pelo desenvolvimento de duas técnicas: a domesticação e criação de animais, além do desenvolvimento da agricultura. Outras técnicas citadas nas opções referem-se a períodos anteriores como por exemplo, a descoberta do fogo que é do Paleolítico.
	
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	¿O aparecimento do homem sobre a terra é indicado pelos instrumentos que ele faz. Para obter alimento e abrigo, os homens fabricaram instrumentos (ferramentas) com que supriam as suas deficiências corporais. A princípio, utilizavam-se de lascas de madeira, pedra ou osso, obtidos à mão, para recolher o alimento: eram facas, machados e enxós bastante primitivos¿. AQUINO, Rubim Santos Leão de. História das sociedades: das comunidades primitivas às sociedades medievais. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1980. P. 64. Assinale a alternativa que completa a afirmação: Os grupos humanos característicos do período a que se refere o texto¿
		
	 
	eram caçadores, pescadores, coletores.
	
	dividiam-se socialmente em classes de acordo com a posse da terra, as ferramentas e os animais domésticos.
	
	já conheciam a divisão do trabalho e a propriedade privada.
	
	já haviam domesticado alguns animais e plantas.
	
	eram caçadores, pescadores, coletores e agricultores.
	Respondido em 03/05/2020 20:09:47
	
Explicação:
O período citado no texto, refere-se ao Paleolítico. Desta forma, a maneira utilizada pelos homens para sobreviver era aquela que explorava os recursos da natureza;  os homens eram caçadores, pescadores, coletores.
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	"Talvez há menos de dez mil anos algumas sociedades" ao que se supõe, primeiramente no Oriente Próximo "começaram a aumentar o suprimento de alimentos existente, cultivando plantas frequentemente criando animais domésticos". (CHILDE, Gordon Vere. O que aconteceu na história. São Paulo: Círculo do Livro S.A., 1966. p. 25) Marque a alternativa que nomeia o movimento histórico citado acima.
		
	
	Revolução do Bronze
	
	Idade das Cavernas
	
	Revolução Paleozóica
	
	Idade da Pedra
	 
	Revolução Neolítica
		1a Questão
	
	
	
	Podemos afirmar que o Crescente Fértil foi:
		
	
	região onde se encontra o monte Sinai, lugar de adoração do Deus único.
	
	território em que surgiu os primeiros Estados Nacionais
	
	região marcada por uma forte presença de populações nômades
	 
	o território delimitado pelos rios Nilo, Tigre e Eufrates
	
	região onde surgiram os primeiros seres humanos inteligentes
	Respondido em 03/05/2020 22:23:13
	
Explicação:
Seria a região localizada entre os rios Nilo, Tigre e Eufrates, onde teríamos os vestígios mais antigos encontrados de sedentarização humana. 
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	O termo Revolução Neolítica faz referência ao período em que o homem superou as formas tradicionais de vida e de organização social, baseadas na caça e na coleta. Desta forma, progressivamente, o novo modelo de subsistência desenvolvido pelo homem pode ser classificado como:
		
	
	nômade, baseando-se na coleta e na criação de animais.
	
	semi-nômade, baseando-se exclusivamente na coleta e na caça.
	 
	sedentário, baseando-se na agricultura e na criação de animais.
	
	semi-sedentário, baseando-se exclusivamente na agricultura e na caça.
	
	nômade, baseando-se em práticas puramente comerciais.
	Respondido em 03/05/2020 22:23:09
	
Explicação:
No período Neolítico os homens conseguiram se tornar sedentários.  Para que a sedentarização funcionasse, as técnicas de pastoreio e desenvolvimento da agricultura foram altamente implementadas.
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	¿Em geral admite-se que as primeiras semeaduras aconteceram de forma acidental, próximas às moradias, em lugares de debulha e de preparo culinário dos cereais nativos. A protocultura teria se desenvolvido nesses mesmos terrenos, já desmatados, enriquecidos de dejetos domésticos, e sobre terrenos regularmente inundados pelas cheias dos rios por sedimentos de aluvião, que não exigiam nem desmatamento nem preparo do solo¿. MAZOYER, M. e ROUDART, L. História das agriculturas no mundo. p. 105. Sobre as principais consequências da invenção da agricultura, assinale a única alternativa INCORRETA:
		
	
	O aumento dos grupos sedentários, com a invenção da agricultura, levou a um crescimento na taxa de mortalidade decorrente, entre outros motivos, da maior propagação de doenças.
	
	Baseada especialmente na cultura de grãos, a produtividade garantiu um aumento demográfico considerável
	
	O crescimento da sedentarização humana levou a aumento dos conflitos entre sociedaes, em decorrência de disputas territoriais.
	
	A invenção da agricultura garantiu uma maior estabilidade e previsibilidade alimentar às sociedades humanas.
	 
	A invenção da agricultura significou uma evolução importante na vida humana, garantindo um menor investimento de trabalho para prover as necessidades alimentares das sociedades.
	Respondido em 03/05/2020 22:26:49
	
Explicação:
A despeito das inegáveis vantagens oferecidas pelo desenvolvimento da agricultura em comparação com a coleta de frutos e raízes, não houve diminuição do trabalho e do esforço despendido pelos homens para a obtenção da sua sobrevivência.
	
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	As cidades na Antiguidade Oriental tinham em essência uma característica comum, cresciam próximas a rios. Ciente deste cenário marque a única opção que corresponde a esta afirmativa:
		
	
	Nilo, Ganges, Eufrates
	
	Meca, Babilônia, Assur
	 
	Babilônia, Assur e Ur
	
	UR, Assur e Eufrates
	
	Mênfis, Suméria e Nilo
	Respondido em 03/05/2020 22:23:58
	
Explicação:
A única opção que contempla nome de cidades próximas a rios é a que cita Babilônia, Ur e Assur. Nas demais opções, temos nomes de rios inseridas como: Nilo, Ganges e Eufrates, o que caracterizaria erro em relação ao que foi solicitado.
	
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	A partir do III milênio a. C. desenvolveram-se, nos vales dos grandes rios do Oriente Próximo, como o Nilo, o Tigre e o Eufrates, estados teocráticos, fortemente organizados e centralizados e com extensa burocracia. Uma explicação para seu surgimento é
		
	
	a influência das grandes civilizações do Extremo Oriente, que chegou ao Oriente Próximo através das caravanas de seda.
	 
	a necessidade de coordenar o trabalho de grandes contingentes humanos, para realizar obras de irrigação.
	
	a introdução de instrumentos de ferro e a conseqüente revolução tecnológica, que transformou a agricultura dos vales e levou à centralização do poder.
	
	a expansão das religiões monoteístas, que fundamentavam o caráter divino da realeza e o poder absoluto do monarca.
	
	a revolta dos camponeses e a insurreição dos artesãos nas cidades, que só puderam ser contidas pela imposição dos governos autoritários.
	Respondido em 03/05/2020 22:27:02
	
Explicação:
Um dos motivos que favoreceu o surgimento de Estados centralizados na antiguidade oriental foi a necessidade de organizar as populações para trabalhos de grande porte na construção de diques, barragens, canais e etc que auxiliassem na produção agrícola, base da econômia de tais regiões. 
	
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	"Os produtos cultivados variavam de região para região com a natural predominância de espécies nativas, como os cereais (trigo e cevada), o milho,
raízes (batata-doce e mandioca) e o arroz, principalmente. Uma vez iniciada a atividade, o homem foi aprendendo a selecionar as melhores plantas para a
semeadura e a promover o enxerto de variedades, de modo a produzir grãos maiores e mais nutritivos do que os selvagens.Por que se fala em Revolução Agrícola? Porque o impacto da nova atividade na história
do homem foi enorme. E não se trata apenas de questão acadêmica, mas de algo real e palpável como o próprio número de seres humanos sobre a face da Terra." (PINSKY, Jaime. As Primeiras Civilizações. São Paulo: Editora Contexto, 2011, p.48).
Acerca do texto acima identifique as assertivas corretas:
I - O texto identifica a capacidade dos homens adaptarem suas técnicas de cultivo ao meio em que viviam.
II - O texto destaca as mudanças positivas que a Revolução Agrícola provocou na humanidade.
III - O texto insinua que a Revolução Agrícola trouxe mudanças no número de pessoas que habitavam a Terra.  
		
	 
	Todas estão corretas.
	
	Apenas I e II estão corretas.
	
	Apenas III está correta.
	
	Apenas II está correta.
	
	Apenas I está correta.
	Respondido em 03/05/2020 22:24:19
	
Explicação:
O texto destaca a capacidade da humanidade de produzir seus alimentos. Ao selecionar as plantas que vingavam ou não, estavam adaptando-se à realidade em que viviam. Da mesma forma, podemos destacar também que a Revolução agrícola auxiliou no aumento populacional. 
	
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	As civilizações antigas localizadas no Oriente Médio basicamente se dividem em três: egípcia, mesopotâmica e hebraica. Sobre essas civilizações e suas características comuns, é correto afirmar que:
		
	
	Suas religiões primavam por uma vida após a morte, com castigos ou recompensas eternas.
	
	Nelas existia uma teocracia absoluta baseada no comércio marítimo.
	 
	Desenvolveram-se na região do crescente-fértil, nas proximidades de rios.
	
	Suas relações sociais eram baseadas no princípio da igualdade de todos os cidadãos perante os deuses.
	
	Contavam com códigos de leis brandos e desprovidos de ética religiosa.
	Respondido em 03/05/2020 22:24:46
	
Explicação:
O único elemento dentre os citados que une os 3 grupos é a questão do surgimento comum na área denominada Crescente Fértil. 
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	Entre o Ocidente e o Oriente, que divisão de mundo é essa? Por que ela é necessária?
		
	
	É um conceito móvel que deve ser entendido nos momentos diversos da história e identificam os heróis e os vilões.
	
	É uma definição que não existe e o professor de história deve desconstruí-la para seus alunos.
	
	É uma definição geopolítica que divide culturalmente o mundo em qualquer momento histórico.
	
	É uma definição puramente geográfica para facilitar os estudos históricos.
	 
	É um conceito de muitas definições que para entendê-lo em História Antiga precisamos associá-lo a uma proposição histórica.
AULA 2 
	1a Questão
	
	
	
	"No Egito e na Mesopotâmia havia, portanto, condições potenciais altamente favoráveis à agricultura, condições essas, entretanto, que precisavam ser
aproveitadas com um trabalho sistemático, organizado e de grande envergadura. Talvez por isso a urbanização tenha-se desenvolvido antes aí e não em outras regiões do Oriente Próximo. No Egito e na Mesopotâmia havia, portanto, condições potenciais altamente favoráveis à agricultura, condições essas, entretanto, que precisavam ser aproveitadas com um trabalho sistemático, organizado e de grande envergadura." (PINSKY, Jaime. As primeiras civilizações. São Paulo: Editora Contexto, 2011, p. 63)
O texto acima descreve a ocupação da região denominada Crescente Fértil e o processo de urbanização. Sobre este período é correto afirmar que:
 
		
	
	O autor compreende o processo de urbanização como sendo anterior ao processo de desenvolvimento agrícola. Para ele, o incremento da agricultura exigia uma infraestrutura anterior. 
	 
	o autor relaciona a urbanização das regiões do Egito e Mesopotâmia a uma necessidade de trabalho significativo para desenvolvimento da agricultura, o que não seria possível no caso de uma população nômade. 
	
	o autor não relaciona o processo de urbanização das regiões do Egito e da Mesopotâmia à Revolução agrícola visto que entende ser um movimento distinto e independente.
	
	o autor, embora não manifeste explicitamente, entende que a diferenciação do Egito e da Mesopotâmia em relação aos povos do mesmo período, era o fato de possuir abundância de fonte de água doce 
	
	O autor compreende o processo de desenvolvimento agrícola como sendo anterior  à urbanização; não seria possível a segunda sem o incremento da primeira.  
	Respondido em 29/04/2020 20:07:23
	
Explicação:
A questão busca relacionar o processo de urbanização ao desenvolvimento da agricultura. O texto descreve a necessidade de um trabalho sistemático para bom aproveitamento da abundância de água doce e, por conseguinte, de ocupação sistemática do solo através da sedentarização. 
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	Partindo da cidade de Constantinopla e seguindo em direção a Ásia, no contexto do mundo antigo, se encontrava a região que chamamos de:
		
	
	Extremo Oriente
	
	Europa
	 
	Oriente
	
	Ocidente
	
	África oriental
	Respondido em 29/04/2020 19:54:03
	
Explicação:
O termo Oriente, utilizado desde a Antiguidade, é uma designação genérica adotada para identificar aqueles que não estavam na área de influência do mundo greco-romano.
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Assinale a Alternativa Correta. Gwendolyn Leick em seu livro ¿ Mesopotâmia: a invenção da Cidade¿ afirma que a escrita cuneiforme surgiu no sul da Mesopotâmia e parece ter sido inventada pelos sumérios. Sobre essa forma de escrita podemos afirmar que:
		
	
	É juntamente com o grego arcaico uma evolução das primeiras formas de escrita empregadas pela humanidade.
	 
	Se trata de uma designação geral dada a certos tipos de escrita feita com o auxílio de objetos em formato de cunhas.
	
	Se tornou legível graças ao trabalho do pesquisador francês Jean-François Champollion, que decifrou a Pedra de Roseta.
	
	A sua invenção se deve a necessidade de registrar as leis e ordens dos reis que orientavam a vida em sociedade e evitam o caos nas cidades que começavam a se desenvolver.
	
	Era aplicada em folhas de papiro e, por esse motivo, muitas se perderam ou foram destruídas ao longo dos séculos.
	Respondido em 29/04/2020 19:53:57
	
Explicação:
Se trata de uma designação geral dada a certos tipos de escrita feita com o auxílio de objetos em formato de cunhas.
	
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	A história antiga, sobretudo a oriental, se comparada à história contemporânea, apresenta um obstáculo que dificulta seu estudo, falamos:
		
	
	da falta de historiadores interessados
	
	da escassez de artefatos arqueológicos
	
	da falta de fontes visuais
	
	da falta de investimentos públicos
	 
	da falta de fontes escritas
	Respondido em 29/04/2020 19:54:42
	
Explicação:
Em relação à história antiga oriental, a escassez de fontes é a tônica, o que dificulta enormemente o trabalho dos historiadores. Contudo, a falta de materiais de natureza escrita é o que mais chama atenção em relação ao quesito dificuldade para o estudo.  
	
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Leia o texto a seguir: A maior parte das regiões vizinhas {da antiga Mesopotâmia} caracteriza-se pela aridez e pela falta de água, o que desestimulou o povoamento e fez com que fosse ocupada por populações organizadas em pequenos grupos que circulavam pelo deserto. Já a Mesopotâmia apresenta uma grande diferença, embora marcada pela paisagem desértica, possui planície cortada por dois grandes rios e diversos afluentes e córregos. (Marcelo Rede. A Mesopotâmia, 2002) A partir do texto acima, é correto afirmar que
		
	 
	A ocupação das áreas vizinhas da Mesopotâmia tinha características nômades e os povos mesopotâmicos praticavam a agricultura irrigada.
	
	A ocupação sedentária das regiões desérticas representava uma ameaça militar aos habitantes da Mesopotâmia.
	
	Os povos mesopotâmicos dependiam apenas da caça e do extrativismo vegetal para a obtenção de alimentos.
	
	A ocupação da planície mesopotâmica e das áreas vizinhas a ela, durante a Antiguidade, teve caráter sedentário e ininterrupto.
	
	Os povos
mesopotâmicos jamais puderam se sedentarizar, devido às dificuldades de obtenção de alimentos na região.
	Respondido em 29/04/2020 20:02:45
	
Explicação:
Comparando a população mesopotâmia com aquela localizada nas áreas vizinhas, o destaque foi a possibilidade remota de sedentarização dos primeiros em relação aos outros. Esta possibilidade foi ofertada, sem dúvida, pela abundância de água doce o que permitiu o desenvolvimento da agricultura. 
	
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Gwendolyn Leick em seu livro "Mesopotâmia: a invenção da Cidade" afirma que a escrita cuneiforme surgiu no sul da Mesopotâmia e parece ter sido inventada pelos sumérios. Sobre essa forma de escrita podemos afirmar que:
		
	
	A sua invenção se deve a necessidade de registrar todas as vontades dos reis afim de orientar a vida dos escravos e evitar o caos nas cidades.
	
	Era aplicada em folhas de papiro e, por esse motivo, muitas se perderam ou foram destruídas ao longo dos séculos.
	
	Se tornou legível graças ao trabalho do pesquisador francês Jean-François Champollion, que decifrou a Pedra de Roseta.
	 
	Se trata de uma designação geral dada a certos tipos de escrita feita com o auxílio de objetos em formato de cunhas.
	
	É juntamente com o grego arcaico uma evolução das primeiras formas de escrita empregadas pela humanidade.
	Respondido em 29/04/2020 19:58:55
	
Explicação:
A escrita cuneiforme foi uma maneira convencionada de identificar a forma de expressão adotada pelos povos mesopotâmios. Tratava-se de uma escrita realizada a partir de símbolos grafados e com o formato de cunha.
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	Sobre a região da Mesopotâmia e os povos que se desenvolveram naquela região dando origem a importantes sociedades da Antiguidade Oriental é correto afirmar:
		
	
	Os grandes rios da Mesopotâmica têm enchentes bastante regulares, sendo as águas que descem suavemente das montanhas o principal agente responsável pelo processo de fertilização dos vales mais baixos da região.
	
	Ao domínio Neobabilônico sucedeu-se o Império assírio, época na qual os templos tiveram papel fundamental na economia, sendo o principal possuidor os agriultores mais pobres.
	
	A Mesopotâmica, importante vale entre o Nilo e o Eufrates, pode ser dividida em duas partes: a Alta Mesopotâmia, mais montanhosa, e a Baixa Mesopotâmia, região extremamente plana.
	 
	A agricultura de irrigação, ao permitir o aumento demográfico e a produção de excedentes, foi condição necessária para o surgimento das civilizações na Mesopotâmia.
	
	Tanto na agricultura como no artesanato, a produtividade era bastante alta, o que exigia um baixo uso de trabalhadores, consequentemente uma boa parte da população era liberada para se dedicar às artes, à filosofia e aos conhecimentos científicos e à política.
	Respondido em 29/04/2020 20:04:21
	
Explicação:
Todas as opções, exceção feita a que relaciona o aumento populacional a agricultura de irrigação, apresentam pequenas inconsistências. Uma delas cita a propriedade da terra vinculada aos camponeses, o que nunca ocorreu. Outra menciona a possibilidade de grande parte da população ficar dedicada a atividades culturais sendo que, a maioria era agricultora. Há uma questão ainda, que menciona o Nilo como fonte da água doce dos mesopotâmios, contudo, o Nilo está situado na África.
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	O terceiro milênio a.C. testemunha um grande número de núcleos urbanos se desenvolvendo ao longo do Tigre e do Eufrates. Historiadores como Paul Garelli levantaram, só para o período que vai de 2700 a 2100 a.C., uma enorme lista de reis em localidades como Lagash, Umma, Kish, Ur, Uruk, Akad, Gatium e Elam ¿ incluindo o herói Gilgamesh e outros, de nomes quase impronunciáveis por nós, como Lugalkinishedudu, Meskiagnunna e Kutik-in-shushinak. (PINSK, Jaime. As primeiras civilizações. São Paulo: Editora Contexto, 2011, p.73).
As primeiras comunidades mesopotâmias estão listadas no texto acima. Desta forma, percebemos uma diversidade de reis e comunidades surgidas ao longo dos séculos. É correto afirmar sobre as cidades da região:
 
		
	
	formavam um Estado unificado e com um poder real considerado teocrático. 
	
	formavam um Estado unificado e governado por um monarca considerado uma divindade viva. 
	
	estabeleceram dinastias duradouras que conseguiram ocupar as comunidades vizinhas com relativa facilidade.
	
	eram facilmente dominadas por povos vizinhos, sobretudo, pelos inimigos mais próximos, os persas.
	 
	não formavam um Estado unificado e o termo Mesopotâmia foi uma criação dos gregos para identificar os povos que ocuparam esta região.
	1a Questão
	
	
	
	Assinale a Alternativa Correta. Gwendolyn Leick em seu livro ¿ Mesopotâmia: a invenção da Cidade¿ afirma que a escrita cuneiforme surgiu no sul da Mesopotâmia e parece ter sido inventada pelos sumérios. Sobre essa forma de escrita podemos afirmar que:
		
	
	É juntamente com o grego arcaico uma evolução das primeiras formas de escrita empregadas pela humanidade.
	 
	Se trata de uma designação geral dada a certos tipos de escrita feita com o auxílio de objetos em formato de cunhas.
	
	Era aplicada em folhas de papiro e, por esse motivo, muitas se perderam ou foram destruídas ao longo dos séculos.
	
	Se tornou legível graças ao trabalho do pesquisador francês Jean-François Champollion, que decifrou a Pedra de Roseta.
	
	A sua invenção se deve a necessidade de registrar as leis e ordens dos reis que orientavam a vida em sociedade e evitam o caos nas cidades que começavam a se desenvolver.
	Respondido em 03/05/2020 22:34:18
	
Explicação:
Se trata de uma designação geral dada a certos tipos de escrita feita com o auxílio de objetos em formato de cunhas.
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	Partindo da cidade de Constantinopla e seguindo em direção a Ásia, no contexto do mundo antigo, se encontrava a região que chamamos de:
		
	
	Europa
	
	África oriental
	
	Extremo Oriente
	
	Ocidente
	 
	Oriente
	Respondido em 03/05/2020 22:33:08
	
Explicação:
O termo Oriente, utilizado desde a Antiguidade, é uma designação genérica adotada para identificar aqueles que não estavam na área de influência do mundo greco-romano.
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Gwendolyn Leick em seu livro "Mesopotâmia: a invenção da Cidade" afirma que a escrita cuneiforme surgiu no sul da Mesopotâmia e parece ter sido inventada pelos sumérios. Sobre essa forma de escrita podemos afirmar que:
		
	
	A sua invenção se deve a necessidade de registrar todas as vontades dos reis afim de orientar a vida dos escravos e evitar o caos nas cidades.
	
	É juntamente com o grego arcaico uma evolução das primeiras formas de escrita empregadas pela humanidade.
	 
	Se trata de uma designação geral dada a certos tipos de escrita feita com o auxílio de objetos em formato de cunhas.
	
	Era aplicada em folhas de papiro e, por esse motivo, muitas se perderam ou foram destruídas ao longo dos séculos.
	
	Se tornou legível graças ao trabalho do pesquisador francês Jean-François Champollion, que decifrou a Pedra de Roseta.
	Respondido em 03/05/2020 22:34:01
	
Explicação:
A escrita cuneiforme foi uma maneira convencionada de identificar a forma de expressão adotada pelos povos mesopotâmios. Tratava-se de uma escrita realizada a partir de símbolos grafados e com o formato de cunha.
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	As sociedades possuíram e possuem formas diferenciadas de marcar o tempo. Hoje em dia, por exemplo, as pessoas regulam sua vida em virtude de um tempo detalhado do relógio, temos horas, minutos, segundos.... Na Antiguidade, esse controle era diferente, isto porque;
		
	
	hoje em dia, contamos com um calendário que sempre existiu, pois, foi formado na Antiguidade, ainda com os mesopotâmicos
	
	não existia o relógio para controlar a vida das pessoas, então, contava-se o tempo a partir da indicação dos deuses.
	
	as estações
do ano eram bastante significativas na contagem do tempo, contudo, os períodos de cheias eram desprezados.
	
	o controle do tempo na Antiguidade era diferente do contemporâneo, pois era feito sem a participação humana.
	 
	contagem do tempo tinha relação com as estações do ano, com o resultado das condições climáticas e a posição do sol.
	Respondido em 03/05/2020 22:32:39
	
Explicação:
A contagem do tempo era pensada no tempo útil, ou seja, tinha relação com coisas práticas. O ritmo da agricultura, a passagem das estações do ano, as condições climáticas e a posição do sol serviam como referência. 
	
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Roy Porter, no seu livro Das Tripas Coração, sobre a história da medicina, chama a atenção para a sedentarização, que trouxe ao homem mais do que uma evolução. Analise as afirmativas a seguir, identifique as que estão de acordo com as afirmações do autor e assinale a alternativa correta:
1. Confrontados com a fome, os seres humanos aprenderam por tentativa e erro a explorar os recursos naturais e a produzir seu próprio alimento. Começaram a cultivar gramíneas selvagens e a transformá-las em cereais domesticados.
2. Se o advento da agricultura e da domesticação dos animais livrou a humanidade da ameaça de se extinguir devido a inanição, desencadeou também um novo perigo: as doenças infecciosas.
3. Através de processos evolutivos longos e complexos: as doenças dos animais, agora domesticados, saltaram por sobre o abismo das diferenças entre espécies e trasmudaram em doenças humanas.
		
	 
	Todas as afirmativas estão corretas.
	
	Somente a afirmativa 1 está correta.
	
	Somente as afirmativas 1 e 3 estão corretas.
	
	Somente as afirmativas 2 e 3 estão corretas.
	
	Somente as afirmativas 1 e 2 estão corretas.
	Respondido em 03/05/2020 22:32:15
	
Explicação:
O processo de sedentarização, desenvolvimento da agricultura e domesticação dos animais criou meios mais eficazes para garantir a sobrevivência humana. Provavelmente, o início da agricultura não foi um processo intencional e foi resultado de várias tentativas e erros. Além disso, estas novas técnicas apresentaram consequências inesperadas como o surgimento de enfermidades passadas dos animais para os humanos. 
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	"Foi no Crescente Fértil com seu clima favorável, que se originaram, há cerca de 10.000 anos, os primeiros assentamentos humanos e os primórdios da agricultura e da criação de animais domésticos" (Gwendolyn Leick. Mesopotâmia: A invenção da cidade. Rio de Janeiro: Imago, 2003.)
A região da Mesopotâmia possuía um solo de aluvião com elevado e variado conteúdo mineral, assim, era propício para o plantio. Contudo, para que a agricultura fosse viável nesta região foi necessário:
		
	
	acúmulo de conhecimentos náuticos que permitissem a navegação dos rios escoando a produção
	
	o surgimento das primeiras comunidades humanas, para povoar a região e produzir excedentes
	 
	a adaptação do homem ao meio, controlando o curso das águas, construindo diques e canais
	
	capacidade econômica das populações sedentarizadas para saber tirar proveito do comércio agrícola
	
	muitas chuvas em suas montanhas, para que gerasse as cheias dos rios Tigre e Eufrates
	Respondido em 03/05/2020 22:35:30
	
Explicação:
O homem precisou se adaptar à região que era banhada por dois rios: o Tigre e o Eufrates. Para que pudesse se beneficiar destas características, promoveu inúmeras obras de natureza hidráulica com propósito de controlar as cheias e inundações dos rios.  
	
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	Os estudiosos encontram grande dificuldade de recuperar os fatos de sociedades muito antigas porque parte delas era ágrafa. Os sumérios,, um dos primeiros povos a ocupar a planície da Mesopotâmia, foram responsáveis pela criação do primeiro código escrito da história, o que nos fornece, ainda que os vestígios não seja expressivos, um elemento a mais para o conhecimento desse povo. Com relação à escrita cuneiforme é correto afirmar que:
		
	
	a facilidade de sua concepção fez com que vários povos, inclusive os egípcios e gregos se inspirassem em seus símbolos para criar sua forma de escrita.
	
	era baseada em agrupamentos de letras, formando sílabas com significação peculiar.
	
	era similar à egípcia, ou seja, pictórica, não conhecendo nenhuma forma simplificada para uso cotidiano.
	
	constituía-se de 58 símbolos que, associados formavam enunciados complexos
	 
	sua criação atendeu as necessidades básicas daquele Estado nascente como, controle sobre arrrecadação de impostos e administração dos palácios.
	Respondido em 03/05/2020 22:31:53
	
Explicação:
A criação da escrita cuneiforme atendeu, em um primeiro momento, a necessidades básicas dos primeiros grupos humanos. A escrita atendia ao controle da produção, da população e ainda, para a fixação das normatizações.
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	"Assim, é compreensível que na Suméria estabeleçam-se padrões mais cuidadosos, referências mais precisas quando o comércio se desenvolve e os
tributos têm de ser arrecadados. Padrões e referências objetivas dependiam de transmissão formal, de sistemas de ensino. Ensinava-se também a dividir o dia em doze horas duplas e o ano pelos ciclos da Lua. Como no atual calendário hebraico, de vez em quando criava-se um 13 o mês para corrigir as discrepâncias acumuladas. Ensinavam-se noções de volume (concretizadas em terra ou grãos), daí se aprenderem as principais operações aritméticas. A relação da circunferência de um círculo com o seu diâmetro era estabelecida em 3 (quase igual ao nosso π, que vale 3,1416...), o que, na prática, servia muito bem para calcular o conteúdo de um celeiro cilíndrico, deduzindo-se eventuais espaços vazios." (PINSKY, Jaime. As primeiras civilizações. São Paulo: Editora Contexto, 2011, p.84).
A partir da leitura do texto é possivel aferir sobre os sumérios que:
I - Eram extremamente cuidadosos no que diz respeito à divisão do tempo e noções de volume.
II - Desenvolveram vastos conhecimentos matemáticos ainda utilizados nos dias de hoje.
III - Não tinham preocupação com detalhes administrativos, visto que suas invenções não apresentavam aplicabilidade prática.
IV - Seu calendário era muito avançado e baseado nos ciclos solares.  
		
	 
	As opções corretas são I e II.
	
	As opções corretas são II e III.
	
	As opções corretas são I, II e III.
	
	As opções corretas são III e IV.
	
	Todas as opções estão corretas.
	1a Questão
	
	
	
	
REDE, M. A Mesopotâmia. São Paulo: Saraiva, 1997. p. 32
A escrita cuneiforme surgiu na Suméria no final do IV Milênio a.C.. A partir da análise do quadro acima e dos conhecimentos sobre a história da Mesopotâmia, assinale a alternativa correta.
		
	
	A permanência de alguns símbolos sem alterações estruturais pode ser conectada à importância maior de alguns elementos na sociedade mesopotâmica. Neste sentido, pode-se observar, por exemplo, que a representação da montanha se mantém mais próxima do original, em razão da sacralidade que esta formação geológica tinha naquela sociedade.
	
	A estrutura da escrita muda radicalmente no primeiro milênio depois de seu aparecimento, ou seja, do período caracterizado pelo sinal arcaico até o aparecimento do sumério.
	 
	Não devemos ver o surgimento da escrita como um aparecimento repentino, mas sim como um processo mais longo, conectado às necessidades de organização derivadas do surgimento de estruturas estatais.
	
	O surgimento de estruturas mais complexas de organização, dando base ao Estado, fica claramente demonstrado na evolução da escrita, uma vez que não há quaisquer sinais de representações simbólicas antes do surgimento da forma de organização estatal.
	
	A modificação na representação dos cereais acompanha o aumento da produtividade agrícola naquela sociedade no decorrer do tempo. Por isto, o conceito deixa de ser representado por apenas um sinal, passando a simbolizar colheitas cada vez maiores.
Respondido em 03/05/2020 22:44:54
	
Explicação:
Não devemos ver o surgimento da escrita como um aparecimento repentino, mas sim como um processo mais longo, conectado às necessidades de organização derivadas do surgimento de estruturas estatais.
	
	
	
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	A divisão geográfica tradicional fala em Oriente Próximo; Oriente Médio e Extremo Oriente. Acerca dessas regiões, analise as afirmativas a seguir e assinale a alternativa correta.
1. Oriente próximo é a região que atualmente inclui a Coréia do Norte, O Vietnam, o Laos e a Tailândia e que recebe essa denominação em função de estar próximo do Japão, localizado no Extremo Oriente.
2. Oriente Médio: Expressão frequentemente usada para designar as possessões ligadas às antigas áreas Hindus e Persas; se referindo geograficamente aos territórios que se situam entre o mar Mediterrâneo e o mar Arábico, incluindo atualmente países como o Irã, o Iraque e o Afeganistão.
3. Extremo Oriente inclui regiões vistas como exóticas e que até o início do século XX, eram pouco estudadas pelos ocidentais. Quando começaram a estudá-las, uma das características consideradas é que essas regiões apresentavam um traço cultural comum, identificadas, em especial, com a cultura chinesa.
		
	
	Somente as alternativas 1 e 2 estão corretas.
	 
	Somente as alternativas 2 e 3 estão corretas.
	
	Todas as alternativas estão corretas
	
	Somente as Alternativas 1 e 3 estão corretas
	
	Somente a alternativa 2 está correta.
	Respondido em 03/05/2020 22:43:58
	
Explicação:
A questão trata sobre a localização do Oriente. A opção incorreta é a que trata do Oriente próximo. Áreas como Coréia do Norte, O Vietnam, o Laos e a Tailândia estariam no âmbito do "exótico", ou seja, seriam o chamado Extremo Oriente.
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Os sumérios foram os primeiros habitantes da Mesopotâmia. Eles se autodenominavam "as cabeças negras" e a região na qual habitavam denominavam de "terra de Sumer". Sobre este povo, assinale o correto.
		
	 
	Eram sedentários. Agricultores, realizaram obras de irrigação e canalização dos rios. Construíram as primeiras cidades fortificadas que funcionaram como cidades-estados. Utilizavam técnicas de metalurgia e a escrita.
	
	Eram pastores e agricultores que habitavam a baixa mesopotâmia de onde conquistaram a península arábica. Foram os responsáveis formação do caráter belicoso dos amoritas, caudeus e egípcios no oriente próximo e médio.
	
	Eram nômades, voltados para a guerra e a conquista de novos territórios. Ao contrário de outros povos, repudiavam o comércio, não possuíam uma cultura definida ou uma religião organizada, com um panteão e seu ritos.
	
	Oriundos de diversos grupos étnicos, vindos do deserto da Síria, começaram a penetrar aos poucos nos territórios da região mesopotâmica em busca de terras agricultáveis. Eram conhecidos pela sua habilidade no comércio.
	
	Eram, sobretudo, comerciantes e artesãos. Sem nenhuma aquisição cultural significativa. Fundaram um império unitário com um regime político único. Descendentes dos semitas, foram os primeiros a buscar uma religião monoteíta.
	Respondido em 03/05/2020 22:39:23
	
Explicação:
Os sumérios são conhecidos pelo domínio das técnicas agrícolas e controle do ritmo das cheias dos rios de Tigre e Eufrates. Formaram as primeiras cidades-estados da região, estabeleceram uma organização burocrática e a primeira manifestação de escrita que conhecemos.  
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	O terceiro milênio a.C. testemunha um grande número de núcleos urbanos se desenvolvendo ao longo do Tigre e do Eufrates. Historiadores como Paul Garelli levantaram, só para o período que vai de 2700 a 2100 a.C., uma enorme lista de reis em localidades como Lagash, Umma, Kish, Ur, Uruk, Akad, Gatium e Elam ¿ incluindo o herói Gilgamesh e outros, de nomes quase impronunciáveis por nós, como Lugalkinishedudu, Meskiagnunna e Kutik-in-shushinak. (PINSK, Jaime. As primeiras civilizações. São Paulo: Editora Contexto, 2011, p.73).
As primeiras comunidades mesopotâmias estão listadas no texto acima. Desta forma, percebemos uma diversidade de reis e comunidades surgidas ao longo dos séculos. É correto afirmar sobre as cidades da região:
 
		
	 
	não formavam um Estado unificado e o termo Mesopotâmia foi uma criação dos gregos para identificar os povos que ocuparam esta região.
	
	estabeleceram dinastias duradouras que conseguiram ocupar as comunidades vizinhas com relativa facilidade.
	
	formavam um Estado unificado e governado por um monarca considerado uma divindade viva. 
	
	formavam um Estado unificado e com um poder real considerado teocrático. 
	
	eram facilmente dominadas por povos vizinhos, sobretudo, pelos inimigos mais próximos, os persas.
	Respondido em 03/05/2020 22:40:35
	
Explicação:
As comunidades da região eram cidades-estados que guardavam relativa autonomia em relação às vizinhas. Seus governantes não eram considerados deuses vivos, mas sim, indicados ou protegidos por eles. O termo pelo qual são conhecidas, Mesopotâmia, confere uma "falsa" impressão de unidade e foi criado pelos gregos.
	
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	"A Mesopotâmia só pode ser entendida pelas suas cidades." A afirmação de Gwendoly Leick pode ser entendida se observarmos que:
		
	
	As escavações da cidade de Nínive revelam que o crescimento das cidades mesopotâmicas, em especial sumérias, foram importantes centros de poder local.
	
	A cidade de Ur é uma das mais antigas cidades mesopotâmicas, fazendo referência ao período Ubaid, sendo inteiramente ocupada por grandes templos e grandes concentrações populacionais.
	 
	As escavações arqueológicas de Assur, e as plaquetas descobertas em regiões turcas que fazem referência a Assur, demonstram ser este um importante centro comercial.
	
	As cidades são o que sobraram da Mesopotâmia, por isso temos a impressão que o seu sistema era em torno das mesmas.
	
	A afirmação é equivocada e obtida a partir de uma observação somente de listas reais e monumentos que se mantiveram. Na Mesopotamia é provável que as cidades fossem espaços religiosos e não socialmente ocupados.
	Respondido em 03/05/2020 22:39:49
	
Explicação:
As escavações arqueológicas de Assur, e as plaquetas descobertas em regiões turcas que fazem referência a Assur, demonstram ser este um importante centro comercial.
	
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	A arqueologia é extremamente importante para o estudo da história antiga, entretanto, até meados do século XX, o historiador não costumava utilizar os dados arqueológicos. Ele não visualizava a arqueologia como uma ciência independente, antes preferia crer que era, assim como numismática, uma ciência auxiliar da história. Entretanto, o procedimento coerente que deve ser adotado pelos profissionais destas duas ciências, deve ser:
		
	
	os arqueólogos devem partir para a construção de trabalhos mirabolantes, afim de igualarem-se aos historiadores
	
	reconhecer que existem limitações para cada uma das áreas, por isso, é melhor que cada ciência siga sua prática isoladamente
	
	fomentar a disputa da produção historiográfica entre a arqueologia e a história objetivando análises cada vez científicas
	 
	reconhecer que existem limitações para cada uma das áreas, mas estas ciências devem trabalhar juntas em parceria
	
	saber que não existe limitações para cada uma destas áreas, mas que devem realizar trabalhos conjuntamente, respeitando os objetos
	Respondido em 03/05/2020 22:38:39
	
Explicação:
A Arqueologia não é uma ciência auxiliar da História. Cada área possui suas peculiaridades, métodos próprios e limitações. Por isso, devem caminhar e trabalhar juntas para que possamos conhecer melhor o passado.  
 
	
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	"No Egito e na Mesopotâmia havia, portanto, condições potenciais altamente favoráveis à agricultura, condições essas, entretanto, que precisavam ser
aproveitadas com um trabalho sistemático,
organizado e de grande envergadura. Talvez por isso a urbanização tenha-se desenvolvido antes aí e não em outras regiões do Oriente Próximo. No Egito e na Mesopotâmia havia, portanto, condições potenciais altamente favoráveis à agricultura, condições essas, entretanto, que precisavam ser aproveitadas com um trabalho sistemático, organizado e de grande envergadura." (PINSKY, Jaime. As primeiras civilizações. São Paulo: Editora Contexto, 2011, p. 63)
O texto acima descreve a ocupação da região denominada Crescente Fértil e o processo de urbanização. Sobre este período é correto afirmar que:
 
		
	 
	o autor relaciona a urbanização das regiões do Egito e Mesopotâmia a uma necessidade de trabalho significativo para desenvolvimento da agricultura, o que não seria possível no caso de uma população nômade. 
	
	O autor compreende o processo de urbanização como sendo anterior ao processo de desenvolvimento agrícola. Para ele, o incremento da agricultura exigia uma infraestrutura anterior. 
	
	o autor, embora não manifeste explicitamente, entende que a diferenciação do Egito e da Mesopotâmia em relação aos povos do mesmo período, era o fato de possuir abundância de fonte de água doce 
	
	o autor não relaciona o processo de urbanização das regiões do Egito e da Mesopotâmia à Revolução agrícola visto que entende ser um movimento distinto e independente.
	
	O autor compreende o processo de desenvolvimento agrícola como sendo anterior  à urbanização; não seria possível a segunda sem o incremento da primeira.  
	Respondido em 03/05/2020 22:41:08
	
Explicação:
A questão busca relacionar o processo de urbanização ao desenvolvimento da agricultura. O texto descreve a necessidade de um trabalho sistemático para bom aproveitamento da abundância de água doce e, por conseguinte, de ocupação sistemática do solo através da sedentarização. 
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	É correto afirmar que o desenvolvimento da agricultura favoreceu ao surgimento das cidades?
		
	
	sim, porque não convinha aos grupos sedentarizados participar de aspectos da vida nômade rural
	
	sim, porque com a produção agrícola precisavam vender os produtos nos centros urbanos
	 
	sim, porque o grande número de comunidades sedentarizadas favoreceu à criação das cidades
	
	não, porque a agricultura favoreceu o sedentarismo e as cidades são o resultado das disputas humanas
	
	não, porque os homens progrediam vertiginosamente e acabariam criando as cidades sem a agricultura
	1a Questão
	
	
	
	"Ao contrário da liderança nas aldeias, provisória e sujeita a permanentes contestações, aqui o rei esquece as razões que o levaram a liderar [...] e sob a alegação de sua origem divina (no caso do Egito) ou legitimação divina (no caso da Mesopotâmia e, mais tarde, entre os reis de Israel e Judá) passa a justificar suas atitudes autoritárias, seu luxo acintoso e sua vida desligada da dos produtores diretos. A cidade é populosa. Concentrações entre 10 mil e 35 mil habitantes eram comuns, segundo os especialistas. Há lugares predeterminados para as casas e as oficinas, mas os palácios e templos ocupam os locais de destaque. " (PINSKY, Jaime. As primeiras civilizações. São Paulo: Editora Contexto, 2011, p.69).
A partir da leitura do texto, identifique as assertivas corretas com relação ao processo de urbanização e liderança nas cidades do Crescente Fértil:
I - As lideranças na região chamada de Crescente Fértil eram indicadas pela população e, a posteriori, justificavam seu poder com explicações sobrenaturais.
II - As lideranças na região chamada de Crescente Fértil eram justificadas por uma suposta origem divina ou legitimação divina sem qualquer possibilidade de contestação por parte da população.
III - A organização da cidade na região do Crescente Fértil baseava-se em critérios sociais; palácios e templos estavam em posição destacada em relação às demais construções. 
		
	 
	Apenas II e III estão corretas.
	
	Apenas I e II estão corretas.
	
	Apenas I está correta.
	
	Apenas III está correta.
	
	Apenas II está correta.
	Respondido em 03/05/2020 22:49:08
	
Explicação:
A questão aborda os elementos utilizados na região do Crescente Fértil para legitimar o poder do rei. Em geral eram associados a uma divindade ou indicados por ela. Além disso, destaca a maneira com as cidades eram organizadas, ou seja, priorizando os espaços do templo e do palácio.
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	A história antiga, sobretudo a oriental, se comparada à história contemporânea, apresenta um obstáculo que dificulta seu estudo, falamos:
		
	
	da falta de investimentos públicos
	 
	da falta de fontes escritas
	
	da falta de fontes visuais
	
	da falta de historiadores interessados
	
	da escassez de artefatos arqueológicos
	Respondido em 03/05/2020 22:46:01
	
Explicação:
Em relação à história antiga oriental, a escassez de fontes é a tônica, o que dificulta enormemente o trabalho dos historiadores. Contudo, a falta de materiais de natureza escrita é o que mais chama atenção em relação ao quesito dificuldade para o estudo.  
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Leia o texto a seguir: A maior parte das regiões vizinhas {da antiga Mesopotâmia} caracteriza-se pela aridez e pela falta de água, o que desestimulou o povoamento e fez com que fosse ocupada por populações organizadas em pequenos grupos que circulavam pelo deserto. Já a Mesopotâmia apresenta uma grande diferença, embora marcada pela paisagem desértica, possui planície cortada por dois grandes rios e diversos afluentes e córregos. (Marcelo Rede. A Mesopotâmia, 2002) A partir do texto acima, é correto afirmar que
		
	
	Os povos mesopotâmicos dependiam apenas da caça e do extrativismo vegetal para a obtenção de alimentos.
	
	A ocupação sedentária das regiões desérticas representava uma ameaça militar aos habitantes da Mesopotâmia.
	
	A ocupação da planície mesopotâmica e das áreas vizinhas a ela, durante a Antiguidade, teve caráter sedentário e ininterrupto.
	 
	A ocupação das áreas vizinhas da Mesopotâmia tinha características nômades e os povos mesopotâmicos praticavam a agricultura irrigada.
	
	Os povos mesopotâmicos jamais puderam se sedentarizar, devido às dificuldades de obtenção de alimentos na região.
	Respondido em 03/05/2020 22:48:20
	
Explicação:
Comparando a população mesopotâmia com aquela localizada nas áreas vizinhas, o destaque foi a possibilidade remota de sedentarização dos primeiros em relação aos outros. Esta possibilidade foi ofertada, sem dúvida, pela abundância de água doce o que permitiu o desenvolvimento da agricultura. 
	
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Sobre a região da Mesopotâmia e os povos que se desenvolveram naquela região dando origem a importantes sociedades da Antiguidade Oriental é correto afirmar:
		
	
	Ao domínio Neobabilônico sucedeu-se o Império assírio, época na qual os templos tiveram papel fundamental na economia, sendo o principal possuidor os agriultores mais pobres.
	 
	A agricultura de irrigação, ao permitir o aumento demográfico e a produção de excedentes, foi condição necessária para o surgimento das civilizações na Mesopotâmia.
	
	Tanto na agricultura como no artesanato, a produtividade era bastante alta, o que exigia um baixo uso de trabalhadores, consequentemente uma boa parte da população era liberada para se dedicar às artes, à filosofia e aos conhecimentos científicos e à política.
	
	A Mesopotâmica, importante vale entre o Nilo e o Eufrates, pode ser dividida em duas partes: a Alta Mesopotâmia, mais montanhosa, e a Baixa Mesopotâmia, região extremamente plana.
	
	Os grandes rios da Mesopotâmica têm enchentes bastante regulares, sendo as águas que descem suavemente das montanhas o principal agente responsável pelo processo de fertilização dos vales mais baixos da região.
	Respondido em 03/05/2020 22:46:48
	
Explicação:
Todas as opções, exceção feita a que relaciona o aumento populacional a agricultura de irrigação, apresentam pequenas inconsistências. Uma

Teste o Premium para desbloquear

Aproveite todos os benefícios por 3 dias sem pagar! 😉
Já tem cadastro?