A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
PTI - SERVICOS-JURIDICOS 2020 Terminado 07-05-2020

Pré-visualização | Página 3 de 3

de compensá-los, porque o ato revogado tem sido eficaz por um período de tempo, como alguém o fez naquele momento. A lei baseada em direitos será perdida se o ato for revogado. É importante observar que geralmente não há direito a compensação.
	Dessa maneira, as deficiências corretivas são sanadas, pelo que a ação se torna válida. Observe que a ação será anulada se este erro não for resolvido.
	O artigo 54 da Lei nº 9.784 / 99 dispõe que o ato administrativo, que se tornou inválido após a sua entrada em vigor, beneficiou seus destinatários e não foi cancelado dentro de cinco anos a partir da data em que o ato foi praticado, é tacitamente restaurado e não será corrigido se for uma intenção maliciosa.
	A competência pode ser usada para verificar se eles não são específicos de uma autoridade, se não houver delegação ou recall. Se não for um assunto específico, a autoridade superior pode confirmar a ação por meio de um subordinado incompetente.
2.6 Passo 6 – Fechamento: exemplificando boas práticas vivenciadas em sua atuação profissional
	Os órgãos de governo, dos distritos do centro da cidade ao Departamento de Assuntos Internos da Justiça e ao Departamento de Assuntos Internos, são responsáveis ​​por dirigir, monitorar e regular os primeiros exercícios judiciais e extrajudiciais.
	Até novembro de 2007, o judiciário da Bahia possuía apenas o Departamento de Justiça para Assuntos Internos quando a nova lei da Organização da Justiça do Estado da Bahia (Lei Estadual 10.845, de 27 de novembro de 2007) entrou em vigor. Corregedor, que foi selecionado por votação entre os juízes do Tribunal de Justiça da Bahia para atividade efetiva por um período de dois anos, com o apoio dos juízes Corregedores.
	Seu principal objetivo é garantir o bom funcionamento das atividades judiciais acima, em benefício dos cidadãos. Portanto, é valorizado o bem-estar das rotinas e dos serviços oferecidos, que são preventivos e, se necessário, afetam o desempenho das unidades.
	As deficiências são sanadas sempre que existirem elementos que possam justificar a intervenção, a fim de investigar o comportamento funcional, o que implica a suspeita de práticas ilegais por juízes de primeiro grau, investigar a abertura de processos disciplinares e submetê-los ao tribunal administrativo completo , ou solicite seu envio, se necessário. É também o órgão de revisão de procedimentos administrativos que envolvem registradores, notários e notários.
	As corregedorias também agem contra funcionários na condução do processo administrativo disciplinar, com a penalidade aplicável.
	As correções judiciais e extrajudiciais expandem os esforços para organizar rotinas mais eficazes para resolver os problemas identificados nos distritos de primeiro grau, introduzir novas práticas, criar saneamento e apoiar juízes.
	Padronizar os procedimentos seguidos pelos condados de primeiro grau e registradores de primeiro grau.
CONCLUSÃO
	Após concluir esta fase, conseguimos compreender vários conceitos teóricos para aplicá-los na prática.
	Foram discutidos o conceito de falta de consentimento e suas consequências, o regime matrimonial e os casos de não assinatura do contrato.
	Também era importante explicar a validade do casamento apenas no campo religioso, falar com o notário sobre uma vontade e anular os atos praticados pelo Estado.
	Por fim, foi realizada uma pesquisa sobre desempenho profissional no serviço desta cidade.
REFERÊNCIAS
CENTRAL Jurídica - Defeito dos Negócios Jurídicos - Vícios do Consentimento. Disponível em: <https://www.centraljuridica.com/doutrina/63/direito_civil/defeitos_do_negocio_juridico_vicios_do_consentimento.html> Acesso em: 01/03/2020.
 
CAMILO, Marla. Regime de bens e a ausência de pacto antenupcial - Blog Notarial, 2015. Disponível em: <http://www.notariado.org.br/blog/registral/regime-de-bens-e-a-ausencia-de-pacto-antenupcial> Acesso: em: 01/03/2020.
VENOSA, Sílvio Salvo. Direito Civil - Família e Sucessões - Vol. 5, 19ª edição. 
CARAFUNIM, Walcleber. As formalidades do testamento e a vontade do testador. Jus.com.br, 2014. Disponível em: <https://jus.com.br/artigos/32769/as-formalidades-do-testamento-publico-e-a-vontade-do-testador> Acesso em: 02/03/2020.
 
NORMAS legais. Disposições testamentárias. Disponível em: <http://www.normaslegais.com.br/guia/clientes/deserdacao.htm> Acesso em: 02/03/2020.
 
BEVENUTO, Daniel. O Poder Judiciário na Organização do Estado. Jus.com.br, 2013. Disponível em: <https://jus.com.br/artigos/25950/o-poder-judiciario-na-organizacao-do-estado-democratico-de-direito> Acesso em: 02/03/2020.
 
CUNHA, Douglas. Anulação, Revogação e Convalidação dos atos Administrativos. Jus Brasil 2016. Disponível em:<https://douglascr.jusbrasil.com.br/artigos/136827748/anulacao-revogacao-e-convalidacao-dos-atos-administrativos> Acesso em 03/03/2020.
 
TJBA. Institucional – Corregedorias, 2018. Disponível em: <http://www5.tjba.jus.br/corregedoria/institucional/. > Acesso em: 03/03/2020.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.