A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
168 pág.
DIREITO CIVIL SUCESSOES - SIMULADOS

Pré-visualização | Página 8 de 50

legítima e testamentária, assinale a opção correta. 
 
 
A renúncia à herança pode ser tácita, tendo eficácia a partir do momento em que for exarado a declaração de vontade 
informal. 
 
Podem ser nomeados legatários o concubino do testador casado, bem omo o filho de ambos. 
 Na sucessão testamentária, podem ser chamados a suceder os filhos, ainda não concebidos, de pessoas indicadas pelo 
testador, desde que estas estejam vivas ao abrir-se a sucessão. 
 
A declaração de vacância da herança, em razão da não identificação de herdeiros, determina a incorporação da herança 
ao patrimônio do estado federado onde faleceu o autor da herança. 
 
No casamento, diante da ausência de descendentes ou ascendentes, defere-se a herança ao cônjuge sobrevivente em 
concorrência com os colaterais. 
Respondido em 23/05/2020 18:38:35 
 
 
Explicação: 
Aplicação dos arts. 1798 e 1799 do CC. 
 
 
 
 
 4a Questão 
 
 
 
Considerando o que dispõe a Lei Civil com relação à sucessão em geral, à sucessão legítima e à testamentária, assinale a 
alternativa correta. 
 
 
 
Na sucessão testamentária não podem ser chamadas a suceder as pessoas jurídicas. 
 
Concorrendo à herança do falecido irmãos bilaterais com irmãos unilaterais, cada um destes herdará cota equivalente 
da que cada um daqueles herdar. 
 Na sucessão testamentária podem ser chamadas a suceder as pessoas jurídicas. 
 
Morrendo a pessoa sem testamento, transmitese a herança aos herdeiros legítimos; o mesmo ocorrerá quanto a bens 
não compreendidos no testamento; porém, embora subsista a sucessão legítima, caso julgado nulo o testamento, não 
subsistirá se vier a caducar, caso em que será promovida a arrecadação legal dos bens. 
 
Aberta a sucessão, a herança transmitese aos herdeiros com a expedição do formal de partilha ou o registro do 
testamento, conforme se trate de sucessão legítima ou testamentária. 
Respondido em 23/05/2020 18:37:57 
 
 
Explicação: 
GABARITO: c 
Segundo o art. 1.799, II, a pessoa jurídica pode ser contemplada em testamento, para tal deve estar legalmente constituída. 
 
 
 
 
 5a Questão 
 
 
João, casado com Maria, residente em Volta Redonda, proprietário de imóveis em Copacabana, Cabo Frio e Petrópolis faleceu 
no dia 20.04.2011 em Resende. O inventário deverá ser aberto em: 
 
 
Cabo Frio 
 
qualquer local, onde preferir. 
 Volta Redonda 
 
Petrópolis 
 
Capital 
Respondido em 23/05/2020 18:38:06 
 
 
Explicação: 
Art. 48, CPC 
 
 
 
 
 6a Questão 
 
 
Sobre a classificação e características da herança é incorreto afirmar que: 
 
 
O direito à sucessão aberta é considerado pelo legislador brasileiro como imóvel. 
 
O coerdeiro tem direito de preferência na aquisição da quota cedida a estranho. 
 
O direito à sucessão aberta, bem como o quinhão que disponha o coerdeiro pode ser objeto de cessão e será feito por 
escritura pública ou por termo nos autos. 
 O herdeiro não pode alienar ou ceder a sua quota parte na herança antes da partilha. 
 
Os coerdeiros são considerados condôminos até a partilha. 
Respondido em 23/05/2020 18:38:00 
 
 
Explicação: 
O herdeiro pode realizar a venda antecipada de sua cota parte através de cessão de direitos hereditários. 
 
 
 
 
 7a Questão 
 
 
(127º EXAME DA OAB/SP) Em relação à herança, é correto afirmar que 
 
 os atos de aceitação ou de renúncia da herança são irrevogáveis. 
 
os herdeiros necessários são os descendentes e os ascendentes. 
 
os herdeiros necessários serão deserdados, de acordo com a livre vontade do testador. 
 
o herdeiro que possui filhos menores não pode renunciar à herança 
Respondido em 23/05/2020 18:37:31 
 
 
Explicação: 
Literalidade do Art. 1.812 do Código Civil: "São irrevogáveis os atos de aceitação ou de renúncia da herança." 
 
 
 
 
 8a Questão 
 
 
Quanto a capacidade sucessória é incorreto afirmar que: 
 
 
O herdeiro pode perder a capacidade sucessória se afastado da herança por deserdação ou indignidade 
 
O filho do testador casado, havido fora do casamento, pode ser contemplado no testamento independentemente de 
reconhecimento prévio, não sendo considerado interposta pessoa em relação à sua genitora 
 
A prole eventual pode ser contemplada na herança, desde que não se passem mais de 2 anos desde a morte do autor da 
herança e a concepção do contemplado 
 A pessoa jurídica não possui legitimidade para suceder, salvo as fundações que podem ser contempladas e, inclusive, 
constituídas após a morte do autor da herança 
 
O herdeiro deve coexistir com o autor da herança para que tenha capacidade sucessória, salvo no caso do concepturo 
Respondido em 23/05/2020 18:37:19 
 
 
Explicação: 
A pessoa jurídica não possui legitimidade para suceder, salvo as fundações que podem ser contempladas e, inclusive, constituídas após a morte do autor 
da herança 
 
 
1a Questão 
 
A tinha três filhos, B, C e D. B tinha dois filhos, E e F. C tinha um filho, G, e D não tinha filhos. Primeiro morreu B. Depois 
morreu A e por último morreu C. Quanto à sucessão dos descendentes, assinale a alternativa correta, de como será distribuída 
a herança de A. 
 
 Um terço para D, que recebe por cabeça. Um terço para os filhos de B, que recebem por estirpe e por direito de 
representação. O último terço irá para o filho de C, que herda por estirpe e por direito de transmissão. 
 
Um terço para D, que recebe por cabeça. Um terço para os filhos de B, que recebem por estirpe e por direito de 
transmissão. O último terço irá para o filho de C, que herda por estirpe e por direito de representação. 
 
NRA 
 
Um terço para D, que recebe por estirpe. Dois terços distribuídos igualmente entre os filhos de B e C, que herdam por 
estirpe e direito de representação. 
 
Um terço para D, que recebe por cabeça. Dois terços distribuídos igualmente entre os filhos de B e C, que herdam por 
cabeça por se acharem no mesmo grau. 
Respondido em 23/05/2020 18:47:14 
 
 
Explicação: 
Art. 1.833. Entre os descendentes, os em grau mais próximo excluem os mais remotos, salvo o direito de representação. 
Art. 1.834. Os descendentes da mesma classe têm os mesmos direitos à sucessão de seus ascendentes. 
Art. 1.835. Na linha descendente, os filhos sucedem por cabeça, e os outros descendentes, por cabeça ou por estirpe, conforme 
se achem ou não no mesmo grau. 
 
 
 
 
 2a Questão 
 
 
(TJMG - EJEF 2009 Adaptada) José, solteiro e sem deixar descendentes e ascendentes, falece, deixando a inventariar a quantia 
de R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais). Duas irmãs lhe sobrevivem, bem como duas sobrinhas e um sobrinho neto (filho de 
uma sobrinha pré-morta), assinalando-se que esses sobrinhos descendem de um irmão pré-morto de José. Então, concorrerão 
à sucessão. Após ler atentamente o caso mencionado, marque a opção CORRETA. 
 
 
somente as sobrinhas vivas de José. 
 
todos os parentes acima citados, inclusive o sobrinho neto, porque, na hipótese, a sucessão se defere até o quarto 
grau de parentesco, herdando todos em partes iguais, por representação. 
 as irmãs de José e as filhas do irmão pré-morto, estas por representação. O sobrinho neto não herdará. A herança 
será dividida em 3 (três) partes iguais. As irmãs do falecido herdam por cabeça e as sobrinhas por estirpe. 
 
todos os parentes acima citados, inclusive o sobrinho-neto, sendo que a herança será dividida em 4 (quatro) partes 
iguais. As irmãs do falecido herdarão uma parte cada uma e as sobrinhas e o sobrinho-neto a outra parte, que será 
dividida entre eles em partes iguais. 
 
somente as irmãs vivas de José. 
Respondido em 23/05/2020 18:47:05 
 
 
Explicação: 
as irmãs de José e as filhas do irmão pré-morto, estas por representação. O sobrinho neto não herdará. A herança será dividida 
em 3 (três) partes iguais. As irmãs do falecido herdam por cabeça e as sobrinhas por estirpe. 
 
 
 
 
 3a Questão 
 
 
Em 2004, Joaquim, que não tinha herdeiros necessários, lavrou um testamento

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.