DISTURBIOS DO DESENVOLVIMENTO - UNIDADE 2 - PROVA
3 pág.

DISTURBIOS DO DESENVOLVIMENTO - UNIDADE 2 - PROVA


DisciplinaPedagogia158.746 materiais892.655 seguidores
Pré-visualização1 página
DISTURBIO DE DESENVOLVIMENTO \u2013 UNIDADE 2 - PROVA 
 
PERGUNTA 1 
1. Segundo Amaral (1995, p. 68), a deficiência secundária, [...] aquela não inerente necessariamente à 
diferença em si, mas ligada também à leitura social que é feita dessa diferença. Dessa maneira, incluem-
se aqui as significações: 
 
 
a. biológicas, que o grupo atribui dada à diferença. 
 
 
b. intelectuais e emocionais, que o grupo atribui dada à diferença. 
 
 
c. 
 afetivas e intelectuais, que o grupo atribui dada à diferença. 
 
 
 
 
d. emocionais e sociais, que o grupo atribui dada à diferença. 
 
 
e. 
 afetivas, emocionais, intelectuais e sociais, que o grupo atribui dada à diferença. 
 
 
0,2 pontos 
PERGUNTA 2 
1. O estereótipo refere-se à: 
 
 
 
a. concretização de um julgamento qualitativo, baseado no preconceito. 
 
 
b. 
 
concretização de um julgamento qualitativo, baseado nas crenças. 
 
 
c. 
 
concretização de um julgamento paliativo, baseado no preconceito. 
 
 
d. 
 
concretização de um julgamento qualitativo, baseado no estigma. 
 
 
e. 
 
concretização de um julgamento quantitativo, baseado no comportamento. 
 
0,2 pontos 
PERGUNTA 3 
1. Considere os trechos transcritos abaixo, que se referem a algumas características da incidência e 
diagnósticos da deficiência. 
 
I - Ter a deficiência não é o fator preponderante, que torna difícil a sua existência, já que esta é permeada 
variavelmente por situações em que estão presentes o preconceito e o estigma. ( FALSA) 
II - Historicamente, ao longo da história da humanidade, a deficiência está associada a uma situação de 
desvantagem. 
III - A deficiência refere-se à condição de uma situação de desequilíbrio, que só é possível num esquema 
comparativo: aquela pessoa com alguma deficiência em relação aos demais membros de seu grupo. 
IV - A ideia de desvantagem só assume a conotação de pertinência quando leva em consideração que o indivíduo 
nessa condição é de tal sexo, tal idade ou de tal raça em relação aos seus pares e o meio social, cultural, 
econômico e afetivo no qual ele está inserido. 
Assinale V para VERDADEIRO ou F para FALSO: 
 
 
a. 
 
V; F; F; F. 
 
 
b. V; F; V; F. 
 
 
c. F; V; V; F. 
 
 
d. F; V; V; V. 
 
 
e. V; V; V; F. 
 
0,2 pontos 
PERGUNTA 4 
1. Com base na afirmação a seguir, selecione a alternativa que corresponde às lacunas: 
O contato com a _________________ não é algo tão simples porque nem sempre essa situação faz parte do 
convívio da maioria das pessoas. Estar diante do _________________nos coloca perante nossas próprias 
limitações, a ferida narcísica de cada um de nós. Geralmente, mantemos uma postura defensiva e acionamos os 
_____________, como forma de nos proteger do desconhecido ou da ameaça da imperfeição ou da deficiência. 
 
 
a. doença/ diferente-deficiente/ comportamentos 
 
b. diferença-deficiência/ diferente-deficiente/ mecanismos de defesa 
 
c. 
doença / paciente/ comportamentos 
 
 
 
d. dificuldade/ paciente/ mecanismos de defesa 
 
 
e. dificuldade/ diferente-deficiente/ comportamentos 
PERGUNTA 3 
1. Para Amaral (1995, pp. 67-68), a deficiência primária engloba a deficiência propriamente dita (dano ou 
anormalidade de estrutura ou função) e: 
 
Assinale a alternativa CORRETA: 
 
a. fatores externos 
 
 
b. incapacidade e perda de atividade 
 
 
c. somente a díade pessoa e corpo 
 
 
d. alterações do humor 
 
 
e. deficiência propriamente dita 
 
 
PERGUNTA 4 
1. Considere os trechos transcritos abaixo: 
(I) A deficiência secundária refere-se a fatores extrínsecos, responsáveis principais no impedimento do 
desenvolvimento do indivíduo. 
(II) O indivíduo se torna aprisionado na rede das significações sociais. 
(III) Deficiência secundária refere-se a fatores intrínsecos, responsáveis principais no impedimento do 
desenvolvimento do indivíduo. 
(IV) O indivíduo se torna aprisionado na rede das significações sociais, com seu rol de consequências como 
atitudes, preconceitos, estereótipos, que culminam legitimando a diferença/deficiência como consequência, 
provocando a exclusão, estereótipo, discriminação e preconceito. 
(V) O preconceito nada mais é que uma atitude favorável ou desfavorável, positiva ou negativa, anterior a 
qualquer conhecimento. 
Assinale V para VERDADEIRO e F para FALSO: 
 
 
a. F,F,V,F,V 
 
 
b. V,F,F,V,V 
 
 
c. V,V,V,F,F 
 
 
d. F,V,F,F,V 
 
 
e. V,V,F,V,V