Exercício Avaliativo 8
4 pág.

Exercício Avaliativo 8

Pré-visualização1 página
Painel / Meus cursos / Logística de Suprimentos - Lei nº 8.666/93, Pregão e Registro de Preços
/ Módulos 8, 9, 10 e 11 / Exercício Avaliativo 8
Iniciado em quarta, 27 mar 2019, 16:06
Estado Finalizada
Concluída em quarta, 27 mar 2019, 16:23
Tempo
empregado 16 minutos 17 segundos
Avaliar 5,00 de um máximo de 5,00(100%)
https://mooc.escolavirtual.gov.br/my/
https://mooc.escolavirtual.gov.br/course/view.php?id=2653
https://mooc.escolavirtual.gov.br/course/view.php?id=2653#section-3
https://mooc.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/view.php?id=80026
Questão 1
Correto
Atingiu 2,00 de 2,00
Este exercício tem por finalidade fixar alguns dos conceitos
apresentados no curso tendo em vista tratar-se das novas regras do
SICAF. Assinale (V) para as afirmativas verdadeiras e (F) para as falsas.
1) A instrução Normativa que, atualmente, rege
o funcionamento do Sistema de Cadastro
Unificado de Fornecedores - SICAF é a Instrução
Normativa MARE n° 05, de 21 de julho de 1995.
Falso
\uf00c
2) A abrangência do SICAF alcança os órgãos e
entidades integrantes do Sistema de Serviços
Gerais - SISG.
Verdadeiro
\uf00c
3) O novo Sicaf, desenvolvido em plataforma
web, possibilita o cadastramento do fornecedor
perante qualquer órgão ou entidade integrante
do SISG em do território nacional.
Verdadeiro
\uf00c
4) Só podem participar de licitações junto aos
órgãos e unidades da Administração Federal
direta, autárquica e fundacional o licitantes
cadastrados no SICAF.
Falso
\uf00c
5) Constitui-se etapa de habilitação:
credenciamento; habilitação jurídica;
regularidade fiscal federal; regularidade fiscal
estadual/municipal; qualificação técnica;
qualificação econômico-financeira.
Falso
\uf00c
6) Para participação em qualquer tipo de
licitação é necessário que o fornecedor efetue o
cadastramento completo no SICAF, ou seja:
habilitação jurídica; regularidade fiscal federal;
regularidade fiscal estadual/municipal;
qualificação técnica; qualificação econômico-
financeira
Falso
\uf00c
7) Hoje o fornecedor poderá fazer todo o
cadastramento que desejar através da internet
pelo sítio do Comprasnet devendo
posteriormente, dirigir-se a uma Unidade
Cadastradora para apresentar os documentos
comprobatórios do seu cadastro.
Verdadeiro
\uf00c
1) Este item é Falso. A Instrução Normativa que, atualmente, rege o
funcionamento do SICAF é a Instrução Normativa nº 02, de 11 de
outubro de 2010 (que revogou a Instrução Normativa MARE n° 05, de
21 de julho de 1995). 
 
2) Este item é Verdadeiro. O SISG integra os órgãos e unidades da
Administração Federal direta, autárquica e fundacional. O SISG é
regulamentado pelo Decreto 1.094/94.
 
3) Este item é verdadeiro. Uma vez inscrito no SICAF, o fornecedor
estará cadastrado perante qualquer órgão ou entidade integrante do
SISG, em todo o território nacional, independente do local onde tenha
ocorrido o cadastramento.
 
4) Este item é falso. Nos casos em que houver necessidade de
assinatura do instrumento de contrato, e o proponente homologado
não estiver inscrito no SICAF, o seu cadastramento deverá ser feito pela
Administração, sem ônus para o proponente, antes da contratação,
com base no reexame da documentação apresentada para habilitação,
devidamente atualizada.
 
5) Este item é falso. Para atender ao previsto no art. 3° do Decreto n°
5.450/2005, com a reestruturação do SICAF, o credenciamento tem por
objetivo atender às demandas dos órgãos de controle, que solicitaram
maior detalhamento dos dados dos licitantes, para possibilitar a
verificação de possíveis fraudes ou conluios no decorrer dos
procedimentos licitatórios. Este será o único nível obrigatório para o
cadastro (Pregão Eletrônico), no SICAF, e não se constitui em etapa de
habilitação.
 
6) Este item é falso. A exceção do credenciamento que é obrigatório
para o Pregão Eletrônico e para a Cotação Eletrônica, os demais níveis
de cadastramento (habilitação jurídica; regularidade fiscal federal;
regularidade fiscal estadual/municipal; qualificação técnica; qualificação
econômico-financeira) são independentes, ou seja, o interessado
poderá se habilitar em qualquer nível ou níveis, conforme seu interesse
ou necessidade. Dessa forma, foi abolida a tradicional divisão em
Cadastro e Habilitação Parcial, disposta pela Instrução Normativa
anterior. Esta nova organização tem por objetivo flexibilizar o
cadastramento, tendo em vista que as licitações e contratações nem
sempre exigem todos os níveis de habilitação. É o caso, por exemplo, da
dispensa por pequeno valor (incisos I e II do art. 24 da Lei n°
8.666/1993), do fornecimento de bens para pronta entrega, do convite,
do concurso e do leilão (§ 1° do art. 32 da Lei n° 8.666/1993). 
 
7) Este item é verdadeiro. O interessado deverá preencher as telas do
Sistema SICAF, através do sítio www.comprasnet.gov.br, para registrar
as informações constantes dos documentos que serão enviados,
posteriormente, à Unidade Cadastradora, a fim de validá-las. O objetivo
é agilizar o processo de avaliação documental, realizado pelas Unidades
Cadastradoras, que não mais transcreverão para o Sistema os dados,
que eram entregues, em papel, por meio dos formulários de
cadastramento.
 
Questão 2
Correto
Atingiu 3,00 de 3,00
Assinale a alternativa verdadeira, quanto ao registro cadastral:
 
a. Trata-se de cadastro mantido pelos órgãos e entidades que
realizem frequentes licitações, devendo ser atualizados
mensalmente.
b. Registro cadastral é apenas o histórico anual das licitações
realizadas ao longo do exercício financeiro da Administração
Pública, uma espécie de prestação de contas por parte das
entidades e órgãos pertencentes à Administração
c. As unidades cadastrais poderão utilizar-se de registros
cadastrais de outros órgãos ou entidades da Administração Pública.
\uf00c
d. É permitida exigência de cadastro prévio no SICAF para
participação nas licitações promovidas pelo órgão.
a) O art. 34 da Lei nº 8.666/93 afirma que a validade máxima do registro
será anual e não mensal 
b) o registro cadastral visa consignar os requisitos habilitatórios das
empresas. Ademais, serve, outrossim, para cadastrar as sanções
sofridas pela licitante. 
c) art. 34, §2º 
d) conforme jurisprudência majoritária do Tribunal de Contas da União
não é permitida a exigência de cadastro prévio no SICAF.