A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
AV INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS TEOLÓGICOS

Pré-visualização | Página 1 de 1

Disciplina: INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS TEOLÓGICOS 
	AV
	Aluno: SHEILA SILVA DE PAULO
	202004017918
	Professor: ERNANI JOSE ANTUNES
 
	Turma: 9001
	CEL1004_AV_202004017918 (AG) 
	 03/05/2020 18:58:49 (F) 
			Avaliação:
9,0
	Nota Partic.:
	Av. Parcial.:
2,0
	Nota SIA:
10,0 pts
	 
		
	INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS TEOLÓGICOS
	 
	 
	 1.
	Ref.: 1156860
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	A autoridade e a responsabilidade da Igreja com a Revelação de Deus exige que o ensinamento seja coerente. Para tornar acessível a unidade da doutrina, a Igreja elabora fórmulas em que se professa a fé. Qual o nome deste instrumento?
		
	
	Congregação.
	
	Concílio.
	 
	Credo.
	
	Assembléia.
	
	Oração.
	
	
	 2.
	Ref.: 1156916
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	Um dos primeiros passos dos estudos em Teologia é a definição do objeto material e do objeto formal. Qual a diferença entre eles?
		
	
	O objeto formal é objetivo, o objeto material é subjetivo.
	
	Nada em Teologia pode ser objeto além de Deus.
	 
	O objeto material é o que estudamos, e o formal, a perspectiva.
	
	O objeto material envolve o problema e o formal, o objetivo.
	
	Não há diferença.
	
	
	 3.
	Ref.: 1156981
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	Incontestável a ingerência do Imperador em assuntos eclesiais, fruto de uma mentalidade antiga de que o Estado centralizava os poderes civil, religioso e militar. No entanto, o processo de definição do cânon inicia-se antes do processo de abertura ao Cristianismo. Quem definiu o cânon bíblico que temos?
		
	 
	A Igreja.
	
	Constantino.
	
	Os hebreus.
	
	Os fariseus.
	
	Diocleciano.
	
	
	 4.
	Ref.: 1157267
	Pontos: 0,00  / 1,00
	
	O Império Romano começa um processo de divisão administrativa entre Oriente e Ocidente, mas que não se restringiu somente ao governo. Como o Oriente começou a se compreender quanto à Teologia?
		
	 
	Herdeiros do cristianismo primitivo, na ortodoxia.
	
	Posição de combate teológico, querendo assumir a liderança do pensamento.
	 
	Preocupa-se com a conversão dos pagãos.
	
	Assume a expansão do cristianismo como meta.
	
	Une-se em torno do poder civil para combater os hunos.
	
	
	 5.
	Ref.: 1157278
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	A partir da diversidade de teologias especulativas da Baixa Idade Média (XIII-XV), difunde-se grande confusão espiritual quanto à possibilidade ou não de encontrar Deus. Qual a fonte com que Lutero, através da Reforma Protestante, confirma este acesso a Deus?
		
	 
	Sagrada Escritura.
	
	Através das disputas filosóficas.
	
	Liderança civil.
	
	Liderança religiosa.
	
	Não temos acesso a Deus, somente ao nome dele.
	
	
	 6.
	Ref.: 3034443
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	É o estudo e a exposição do sentido de uma perícope, ou seja, de um determinado trecho da Escritura, a partir de um método. Para esta hermenêutica, é necessário estudos interdisciplinares, como línguas, história e arqueologia. Essa definição refere-se à:
 
		
	
	Patrística
	 
	Exegese
	
	Revelação
	
	Maiêutica
	
	Escolástica
	
	
	 7.
	Ref.: 3034456
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	O patriarca de Constantinopla, Macedônio I (342-346, 351-360), tem uma opinião semelhante a do arianismo, negando a divindade do Espírito Santo, considerada em desacordo com a fé da Igreja. Ele e seus seguidores passam a ser conhecidos como pneumatômacos, os combatentes do espírito, que acreditam que o Espírito Santo é criação do Filho. A elaboração pneumatológica é realizada em defesa da fé a partir dos escritos dos:
		
	
	Seguidores de Lutero
	
	Apóstolos
	 
	Padres capadócios
	
	Patriarcas
	
	Profetas
	
	
	 8.
	Ref.: 1161026
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	As controvérsias teológicas são presentes na Igreja desde as primeiras comunidades. Com o tempo, Eclesiologias diferentes foram desenvolvidas e formando a diversidade que temos hoje nas confissões religiosas. De que modo podemos contribuir para viver a oração de Jesus, ¿para que todos sejam um¿ (Jo 17, 21)?
		
	 
	Pelo diálogo teológico e ecumênico, e o cuidado comum com a Criação.
	
	Fazendo amizades diversas, sem preconceitos de credo.
	
	Participando com frequência das celebrações de outras denominações.
	
	Buscando o contato com o mistério de Deus por caminhos variados.
	
	Fortalecendo as posturas fideístas de cada confissão.
	
	
	 9.
	Ref.: 1161043
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	A Teologia da Libertação, enquanto corrente teológica, toma impulso na década de 80, após a Conferência de Puebla (1979). De que modo podemos compreendê-la?
		
	
	Abordagem histórico-cristológica, que empreende analogias da humanidade em processo de configuração a Cristo.
	
	Abordagem histórico-soteriológica, que analisa os dramas humanos tendo em vista a salvação.
	
	Abordagem histórico-bíblico, que, através da leitura exegética da Escritura, analisa a estrutura social.
	
	Abordagem histórico-escatológica, que compreende a estrutura social como analogia para a parusia.
	 
	Abordagem histórico-libertadora, tendo os pobres e oprimidos como medida e critério histórico-escatológicos.
	
	
	 10.
	Ref.: 1161076
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	Olharmos as experiências religiosas numa perspectiva plural é considerar como se relacionam e expressam seus valores fundamentais numa linguagem própria. De que modo podemos compreender suas diferenças no campo intracristão e inter-religioso?
		
	
	Experiências são restritas às suas lideranças eclesiais.
	 
	Conhecer o outro é conhecer melhor a si mesmo.
	
	As parcerias são próprias para o espaço político.
	
	As diferenças são de ordem política e institucional.
	
	As diferenças são elementos que dificultam a convivência.