A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS - Unidade 4

Pré-visualização | Página 1 de 2

GESTÃO DE ESTOQUE
ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS
Para Costa (2007, p. 17), estoque “[...] é o conjunto de materiais adquiridos com fins de armazenamento futuro”. 
DEFINIÇÃO
Almoxarifados – local responsável pela guarda dos materiais, a fim de garantir sua disponibilização no momento em que ocorra uma solicitação.
DEFINIÇÃO
ESTOQUE CHEIO
ESTOQUE VAZIO
Principais características da Gestão de Estoque
Políticas de controle de estoque.
Princípios básicos de controle de estoques.
Indicadores de desempenho da gestão de estoques.
Custos dos estoques.
Níveis de estoque.
Classificação ABC dos materiais.
- Prazo de atendimento de pedidos de clientes;
- Quantidade de locais em que haverá guarda de materiais.
- Nível de oscilação desejável para as quantidades armazenadas nos almoxarifados.
- Nível de rotatividade dos materiais.
- Até que ponto haverá especulação com estoque.
Políticas de Controle de Estoque
Princípios Básicos de Controle de Estoques
Definir o que deve ser armazenado, pois existem materiais que devem ser guardados à espera de consumo; e outros não.
A periodicidade em que serão reabastecidos os itens em estoque.
A quantidade a ser estocada, que implica a análise do consumo dos materiais e das condições de suprimento (descontos, parcelamentos, qualidade etc.), determinando a conveniência de ter um estoque maior ou menor de alguns itens.
A rotina de aquisição de materiais, em especial os procedimentos de tramitação de uma requisição de materiais.
Princípios Básicos de Controle de Estoques
O procedimento de recebimento e armazenamento de materiais.
O estabelecimento de mecanismos que permitam, a qualquer momento, saber o saldo dos materiais em estoque.
A garantia de que os materiais armazenados estarão em con- dições de uso quando forem requisitados. Atenção especial em relação às condições ambientais necessárias à integridade física dos materiais e aos prazos de validade.
O procedimento de identificação e a retirada de materiais ob- soletos e danificados.
- Rotatividade;
- Cobertura; e
- Nível de serviço ao cliente
Indicadores de Desempenho da Gestão de Estoques
- Juros;
- Equipamentos;
- Depreciação;
- Aluguel de instalações;
- Seguros;
- Salários;
- Manutenções.
Custos dos Estoques
- Custo da Falta de Estoque
	* Lucros cessantes;
	* Custeios adicionais;
	* Multas e cláusulas contratuais;
	* Propaganda negativa.
Custos dos Estoques
Níveis de Estoque
A discussão relativa aos custos do estoque conduz à definição da quantidade e do tempo em que os materiais ficarão armazenados.
Análise do comportamento da demanda;
Análise do tempo de suprimento;
Confiabilidade das estimativas de comportamento da demanda e do suprimento.
Níveis de Estoque
Se o almoxarifado tiver 450 peças de um item X qualquer, cujo consumo for de 30 peças por dia, e o fornecedor entregar as peças de reposição cinco dias após o pedido, com quanto tempo de antecedência deve ser feito este pedido?
Níveis de Estoque
Emin = Estoque mínimo ou estoque de segurança – Volume mínimo de peças que se deseja manter.
PP – Ponto de pedido – momento em que novas quantidades de peças devem se compradas.
TR – Tempo de reposição – tempo necessário para repor as peças.
IR – Intervalo de reposição – tempo decorrido entre os pontos de pedido.
LC – Lote de compra – quantidade de peças que devem ser compradas.
Consumo 
Emax = Estoque máximo – volume máximo de peças no estoque.
Classificação ABC dos Materiais
A classificação ABC busca identificar quais são os SKU mais relevantes segundo alguns critérios.
Geralmente utiliza-se o valor das vendas ou o valor consumido por SKU como critério de classificação.
SKU – Unidade de manutenção de estoque (os Itens do estoque)
Classificação ABC dos Materiais
A classificação ABC é um método quantitativo que divide os produtos em 3 classes:
A – Cerca de 20% dos itens correspondem a aproximadamente 80% do valor utilizado
B - Cerca de 30% dos itens correspondem a aproximadamente 15% do valor utilizado.
C - Cerca de 50% dos itens correspondem a aproximadamente 05% do valor utilizado
Passos para aplicar a Classificação ABC.
Passo 1: Ordenar os itens de maneira decrescente em relação ao valor usado
Passo 2: Calcular o valor total de todos os SKUs
Passo 3: Calcular as porcentagens que cada item representa individualmente
Passo 4: Calcular as porcentagens acumuladas
Passo 5: Definir os critérios de corte e fazer a classificação
	Item	Valor unitário	Uso (unidades)	Valor usado
	A246	R$ 1,00	22000	R$ 22.000,00
	B615	R$ 0,25	3500	R$ 875,00
	C024	R$ 4,25	1468	R$ 6.239,00
	L227	R$ 1,25	440	R$ 550,00
	N376	R$ 0,50	40000	R$ 20.000,00
	P112	R$ 2,25	1600	R$ 3.600,00
	R116	R$ 0,12	25000	R$ 3.000,00
	R221	R$ 12,00	410	R$ 4.920,00
	T049	R$ 8,50	124	R$ 1.054,00
	T519	R$ 26,00	10	R$ 260,00
	Totais		94.552	R$ 62.498,00
	Item	Valor unitário	Uso (unidades)	Valor usado
	A246	R$ 1,00	22000	R$ 22.000,00
	N376	R$ 0,50	40000	R$ 20.000,00
	C024	R$ 4,25	1468	R$ 6.239,00
	R221	R$ 12,00	410	R$ 4.920,00
	P112	R$ 2,25	1600	R$ 3.600,00
	R116	R$ 0,12	25000	R$ 3.000,00
	T049	R$ 8,50	124	R$ 1.054,00
	B615	R$ 0,25	3500	R$ 875,00
	L227	R$ 1,25	440	R$ 550,00
	T519	R$ 26,00	10	R$ 260,00
	Totais		94.552	R$ 62.498,00
	Item	Valor unitário	Uso (unidades)	Valor usado	Porcentagem Individual
	A246	R$ 1,00	22000	R$ 22.000,00	35,20%
	N376	R$ 0,50	40000	R$ 20.000,00	32,00%
	C024	R$ 4,25	1468	R$ 6.239,00	9,98%
	R221	R$ 12,00	410	R$ 4.920,00	7,87%
	P112	R$ 2,25	1600	R$ 3.600,00	5,76%
	R116	R$ 0,12	25000	R$ 3.000,00	4,80%
	T049	R$ 8,50	124	R$ 1.054,00	1,69%
	B615	R$ 0,25	3500	R$ 875,00	1,40%
	L227	R$ 1,25	440	R$ 550,00	0,88%
	T519	R$ 26,00	10	R$ 260,00	0,42%
	Totais		94.552	R$ 62.498,00	 
	Item	Valor unitário	Uso (unidades)	Valor usado	Porcentagem Individual	Porcentagem Acumulada
	A246	R$ 1,00	22000	R$ 22.000,00	35,20%	35,20%
	N376	R$ 0,50	40000	R$ 20.000,00	32,00%	67,20%
	C024	R$ 4,25	1468	R$ 6.239,00	9,98%	77,18%
	R221	R$ 12,00	410	R$ 4.920,00	7,87%	85,06%
	P112	R$ 2,25	1600	R$ 3.600,00	5,76%	90,82%
	R116	R$ 0,12	25000	R$ 3.000,00	4,80%	95,62%
	T049	R$ 8,50	124	R$ 1.054,00	1,69%	97,30%
	B615	R$ 0,25	3500	R$ 875,00	1,40%	98,70%
	L227	R$ 1,25	440	R$ 550,00	0,88%	99,58%
	T519	R$ 26,00	10	R$ 260,00	0,42%	100,00%
			94552	R$ 62.498,00	 	 
Classificação ABC dos Materiais
	Classe	Descrição	Corte em
	A	Contém os itens que representam 80% do valor utilizado (cerca de 20% dos itens)	80%
	B	Contem os itens subsequentes que representam cerca de 15% do valor utilizado (cerca de 30% dos itens)	95%
	C	Contém os itens que não foram classificados anteriormente (cerca de 5% do valor e 50% dos itens)	100%
Classificação ABC dos Materiais
	Classe	Descrição	Corte em
	A	Contém os itens que representam 80% do valor utilizado (cerca de 20% dos itens)	80%
	B	Contem os itens subsequentes que representam cerca de 15% do valor utilizado (cerca de 30% dos itens)	95%
	C	Contém os itens que não foram classificados anteriormente (cerca de 5% do valor e 50% dos itens)	100%
	Classe	Itens	% dos itens	% do Valor	Ação
	A	A246, N376, C024	30%	77,18%	Controle rígido
	B	R221, P112	20%	13,63%	Revisão regular
	C	R116, T049, B615, L227, T519	50%	9,18%	Revisão de baixa frequência
	Item	Valor unitário	Uso (unidades)	Valor usado	Porcentagem Individual	Porcentagem Acumulada	Classificação
	A246	R$ 1,00	22000	R$ 22.000,00	35,20%	35,20%	A
	N376	R$ 0,50	40000	R$ 20.000,00	32,00%	67,20%	A
	C024	R$ 4,25	1468	R$ 6.239,00	9,98%	77,18%	A
	R221	R$ 12,00	410	R$ 4.920,00	7,87%	85,06%	B
	P112	R$ 2,25	1600	R$ 3.600,00	5,76%	90,82%	B
	R116	R$ 0,12	25000	R$ 3.000,00	4,80%	95,62%	C
	T049	R$ 8,50	124	R$ 1.054,00	1,69%	97,30%	C
	B615	R$ 0,25	3500	R$ 875,00	1,40%	98,70%	C
	L227	R$ 1,25	440	R$ 550,00	0,88%	99,58%	C
	T519	R$ 26,00	10	R$ 260,00	0,42%	100,00%	C
			94552	R$ 62.498,00	 	 	
Porcentagem Individual	A246	N376	C024	R221	P112	R116	T049	B615	L227	T519	0.35201126436045954	0.32001024032769049	9.9827194470223049E-2	7.8722519120611859E-2	5.7601843	258984285E-2	4.8001536049153574E-2	1.6864539665269289E-2	1.400044801433646E-2	8.8002816090114889E-3	4.1601331242599763E-3