Buscar

Capítulo 6 Hitlers War Plans and the German Economy, 19331939 do texto War and Economy in the Third Reich, de R. J. Overy.

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Resenha 2: Capítulo 6 “Hitler’s War Plans and the German Economy, 1933–1939” do texto “War and Economy in the Third Reich”, de R. J. Overy.
Bruno Finamor Andrade de Oliveira
A ideia geral do livro War and Economy in the Third Reich, é procurar explanar a natureza da economia alemã durante a Segunda Guerra Mundial. Nesse momento Adolf Hitler tinha dois objetivos claros, reerguer economicamente o país e transformar a economia alemã a ponto de conseguir sustentar seu projeto de poder mundial fazendo da Alemanha uma superpotência militar. O sexto capítulo do livro, Hitler’s War Plans and the German Economy, 1933–1939, vai discorrer especificamente de como na década de 1920 o exército alemão criou as bases para o surgimento de um processo econômico voltado para a defesa, buscando realinhar todos os recursos econômicos do país para conduzir uma “guerra total”.
Overy vai iniciar esse capítulo explicando que após a derrota na primeira grande guerra, o pensamento do governo alemão, políticos e militares, era baseado na ideia de que em um novo conflito, sairia como vencedor aquela nação que tivesse um planejamento econômico voltado totalmente para a guerra. E assim foi feito, durante a década de 1920 a Alemanha criou a chamada Economia de Guerra.
No entanto, nessa nova configuração econômica a população em geral foi prejudicada pelo fato de que apenas os setores voltados a produção e manutenção militar que foram priorizados, tornando assim outros setores incapazes de suprir as demandas da sociedade. Apesar disso, o ditador alemão tinha em mente o projeto de enfrentar em uma grande guerra o Império Britânico e os Estados Unidos.
No ano de 1938, a Alemanha passou a ficar cada vez mais endividada. Hitler priorizava sempre os esforços de guerra, mesmo avisado das externalidades negativas que esse processo poderia gerar: crises inflacionárias, produtivas e sociais; Hitler continuou elaborando novos planos de economia de guerra, cada vez mais arriscados, para suprir a demanda militar.
Existem controvérsias quanto a esses processos, no ponto em que Hitler projetava entrar de fato em guerra apenas quando todos os planos econômicos estivessem finalizados e estabilizados, e de acordo com as projeções isso ocorreria por volta de 1943. No entanto, em 1939 ele declarou guerra e invadiu a Polônia e a França e Inglaterra. Para Overy esse momento para iniciar a guerra foi equivocado, pois com o início do conflito sem a preparação econômica planejada. Mesmo havendo uma mobilização obrigatória de matérias primas e força de trabalho para acelerar os programas militares, a Alemanha não conseguiu alinhar a economia de maneira satisfatória para a guerra. 
Existe uma certa explicação para esse ocorrido, o fato de a Alemanha ter ficado muito tempo planejando e investindo nessas Economia de Guerra, fez com Hitler sem sentisse impelido a começar logo a guerra que era tão esperada. No entanto, para o autor ao entrar dessa maneira na guerra, sem ter finalizado seus planos de mobilizar a economia completamente para esforços de guerra, a Alemanha entrou na guerra com seu destino já cravado, a derrota certa. E foi o que aconteceu.

Outros materiais

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Perguntas Recentes