Buscar

Aula 4

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 58 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 58 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 58 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Componente Curricular: 
Técnicas e Linguagens para Banco de Dados I 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Profª Mayara B. Silva
 1 
SUMÁRIO 
 
 
Introdução a Banco de Dados........................................................................................................ 2 
Modelagem de Dados .................................................................................................................... 3 
MER- Representação Gráfica ........................................................................................................ 4 
Cardinalidade dos Relacionamentos ............................................................................................. 7 
Chave Estrangeira ......................................................................................................................... 9 
Entidade Associativa e Chave Primária Composta ..................................................................... 11 
Banco de Dados Relacional - Esquema Relacional ..................................................................... 13 
Classes de Atributos .................................................................................................................... 14 
Atributo Simples ................................................................................................................. 14 
Atributo Composto .............................................................................................................. 15 
Atributo Multivalorado ....................................................................................................... 15 
Dicionário de Dados .................................................................................................................... 15 
Ferramentas CASE ...................................................................................................................... 17 
Autorrelacionamento ................................................................................................................... 19 
Entidade Fraca ............................................................................................................................. 21 
Agregação na Entidade Associativa ............................................................................................ 23 
Generalização/ Especialização .................................................................................................... 25 
Tipos de Generalização/ Especialização ..................................................................................... 28 
Tipos de Especialização/Generalização – Exclusiva e Não Exclusiva ....................................... 30 
Normalização .............................................................................................................................. 34 
1ª Forma Normal – 1FN .............................................................................................................. 34 
Dependência Funcional ............................................................................................................... 38 
Normalização - 2ª Forma Normal – 2FN .................................................................................... 42 
Normalização - 3ª Forma Normal – 3FN .................................................................................... 45 
ANEXO – Avaliações e Trabalhos ............................................................................................. 49 
 
 
 
 
 
 
 2 
Introdução a Banco de Dados 
 
O que é um Dado? 
 
Os dados são a menor parte da informação. Por exemplo: Joana, Rua dos 
Alfeneiros, manteiga, 5, orquídea, sal, torrada, solteira, 15, aviação. 
A partir da organização correta dos dados, obtemos uma informação. 
Por exemplo: Joana é solteira e tem 15 anos. Ela mora na Rua dos Alfeneiros 
número 5. Sua flor preferida é a orquídea e o que mais gosta no café da manhã é torrada 
com manteiga Aviação com sal. 
Observação: só conseguimos obter uma informação correta a partir da 
organização correta dos dados! 
 
O que é Banco de Dados? 
 
Um banco de dados é uma estrutura que contém uma grande quantidade de 
dados armazenados e organizados. 
Exemplos: banco de dados para Locadora, Estoque de Empresa, Escritório, 
Jogos de Computadores etc. 
 
Qual sua utilidade? 
 
Cenário: Você gosta muito de animais, é uma pessoa empreendedora e, por isso, 
quer construir um PetShop! Você terá muitos clientes que terão vários animais. Além 
disso, você terá vários funcionários e também venderá vários produtos de trato de 
animais no seu negócio. Você terá que saber coisas como nome, endereço, telefone, 
idade de cada cliente e funcionário, bem como informações de todos os produtos que 
você vende. Onde você vai guardar todas essas informações? 
 3 
Resposta: O banco de dados armazena tudo isso de forma organizada e sem 
redundância. Você pode acessar esses dados de maneira muito mais rápida do que se 
estivessem armazenados em papel. 
 
Atividade 
Faça uma pesquisa que aborde os seguintes aspectos de Banco de Dados: sua definição, 
sua história e a importância dos sistemas de bancos de dados nas organizações. Seja 
cuidadoso com as referências utilizadas em sua pesquisa, e não se esqueça de citar todas 
as fontes. 
 
Modelagem de Dados 
 
A modelagem de dados é uma fase de projeto do banco de dados, onde os dados 
deverão ser abstraídos e organizados. 
 
Por que modelar? 
Quando construímos uma casa, não precisamos criar uma planta da mesma? Na 
construção de Banco de Dados seguimos o mesmo princípio, utilizando regras de 
modelagem para esboçar quais dados serão armazenados e como serão organizados, a 
fim de que não haja redundância ou erros nas nossas Informações, e que possamos 
acessá-las rapidamente. 
 
MER (Modelo Entidade-Relacionamento) 
Modelo utilizado para representar os dados e a forma como eles se relacionam 
em um Banco de Dados de um sistema computacional. Foi criado por Peter Chen, 
cientista da computação americano, em 1976. 
 
 
 4 
MER- Representação Gráfica 
 
Componentes do MER - Entidades 
Identifica o objeto de interesse do sistema e tem "vida" própria, ou seja, a 
representação abstrata de um objeto do mundo real sobre o qual desejamos guardar 
informações. 
Exemplo: entidades Sistema de Pet Shop 
 
 
 
 
Exercícios – Entidades e Relacionamentos 
 
1. Explique por que a modelagem de dados é importante no projeto de um BD. 
2. Identifique entidades e seus relacionamentos para os seguintes problemas: 
a) Sistema de hotelaria 
b) Sistema de uma escola 
c) Uma editora de livros quer fazer um sistema para manutenção de seus livros. 
Cada livro possui seus respectivos autores, editores e revisores. 
d) Em um campeonato de esportes o treinador possui diversos atletas, que por 
sua vez são classificados em diferentes categorias. 
e) A empresa de linhas aéreas XYZ possui três importantes recursos: voos, 
pilotos e tripulantes. Os pilotos e os tripulantes tem suas respectivas bases 
domésticas, para as quais retornam após um voo para o qual tenham sido 
designados. 
 
 
 
 5 
Componentes do MER - Atributos 
Os atributos são as características de uma entidade que devem ser armazenadas no 
banco de dados, ficando registradas para acesso sempre que necessário. 
Exemplo: 
 
 
 
 
 
Exercícios 
 
1. Nos exercícios anteriores, coloque pelo menos 3 atributos para cada entidade. 
2. Uma empresa de seguros de automóveis possui um conjunto de clientes em 
que cada um possui carros assegurados em seus nomes. Faça o MER para a 
empresa com as entidades, identificando relacionamento e atributos. 
3. Uma Imobiliária deseja construir um sistema para armazenar seus dados. O 
proprietário, que possui o imóvel, contata o corretor de imóveis. É importante 
armazenar nome, rg, endereço e telefone doproprietário. Sobre o imóvel são 
armazenados um código, tipo de imóvel, endereço e valor do aluguel. O 
corretor, que possui um rg, nome, endereço, telefone e numero de 
dependentes, atende a um inquilino que aluga o imóvel. Sobre o inquilino é 
necessário armazenar nome, rg, cpf, endereço, telefone e numero de 
dependentes. Desenvolva o MER com entidades, relacionamentos e atributos. 
4. Um berçário deseja informatizar suas operações. Quando um bebê nasce, 
algumas informações são armazenadas sobre ele, tais como: nome, data do 
 6 
nascimento, peso do nascimento, altura, a mãe deste bebê e o médico que fez 
seu parto. Para as mães, o berçário também deseja manter um controle, 
guardando informações como: nome, endereço, telefone e data de 
nascimento. Para os médicos, é importante saber: CRM, nome, telefone 
celular e especialidade. Desenvolva o MER com entidades, relacionamentos e 
atributos. 
 
Atributo Identificador (Chave Primária) 
A chave primária é um atributo que identifica exclusivamente cada registro em 
uma tabela de banco de dados. Esse atributo chave faz com que exista apenas um valor 
único para cada registro, garantindo que não existam dados repetidos 
desnecessariamente no banco de dados. 
Lembre-se! A coluna de chave primária não pode conter valores nulos ou 
valores repetidos. 
Exemplo de chave primária: 
 
 
 
O atributo CodigoCli é o atributo identificador (chave primária) da tabela 
Cliente. 
Tabela Cliente 
CODIGOCLI NOME TELEFONE ENDEREÇO 
01 MARIA 38739586 RUA DAS CARMELIAS, 221 
02 LUIS 34642575 JD DA PAZ, 32 
03 TEREZA 38657545 AV. CONSOLAÇÃO, 123 
04 MARIA 38645535 RUA ADAMANTINA, 43 
 7 
Exercícios 
 
1. Elabore o MER e defina no mínimo 3 atributos e uma chave primária para cada 
uma das entidades abaixo: 
a) um aluno. 
b) um animal. 
c) um funcionário. 
d) um relógio. 
 
2. Uma redistribuidora de equipamentos de informática deseja informatizar seu 
sistema. A loja vende equipamentos que são distribuídos pelo fornecedor e vendidos 
diretamente ao consumidor. Os vendedores são organizados em departamentos, para 
que sejam dedicados exclusivamente à sua área de venda. Faça o MER com 
entidades, relacionamentos e atributos para esse sistema. 
 
3. Na cafeteria do seu Joaquim o cliente realiza o pedido que inclui o prato com sua 
respectiva descrição (a cafeteria possui os mais diversos pratos). Os garçons 
responsáveis pelo atendimento devem ser prestativos e corteses. Clientes e garçons 
possuem nome, endereço, data de nascimento e telefone. Lembre-se que cada prato 
possui um preço diferenciado e cada garçom um salário. Ao fazer o pedido são 
armazenadas data e hora do mesmo. Faça o MER com entidades, relacionamentos e 
atributos. 
Cardinalidade dos Relacionamentos 
 
A cardinalidade é um símbolo que expressa o número mínimo e máximo de 
ocorrências entre duas entidades relacionadas entre si. 
Cardinalidade Máxima: expressa o número máximo de ocorrências 
Cardinalidade Mínima: expressão o número mínimo de ocorrências 
As cardinalidades são expressas através dos símbolos 0, 1 e N. 
 8 
Exemplo: 
 
 
 Cardinalidade no MER: 
 
 
Exercícios 
1. Em uma loja de cosméticos os vendedores são responsáveis pelas vendas. Observe a 
tabela de vendas do primeiro trimestre deste ano: 
VENDEDOR QTD DE VENDAS 
Luiz 375 
Paula 50 
Vivian 0 
Leandro 120 
Maria 485 
Faça as entidades vendedor e venda, estabelecendo as cardinalidades do 
relacionamento, sabendo que cada venda é feita por apenas um vendedor 
responsável. 
 
 9 
2. Faça um MER com entidades, relacionamentos, atributos e cardinalidades dos 
sistemas descritos: 
 
a) Em um sistema de uma biblioteca, os alunos podem emprestar vários livros que 
podem ser lidos por diferentes alunos. O sistema mantém o cadastro do aluno mesmo 
que este nunca tenha realizado um empréstimo. 
b) Na escola Anchieta todos os alunos são obrigados a entregar vários relatórios de 
suas atividades realizadas durante o semestre. Esses relatórios devem ser feitos 
individualmente. Os professores são responsáveis por corrigir os relatórios, sendo que 
cada professor pode corrigir vários relatórios, mas o relatório passa pela correção de 
somente um professor. 
c) Uma instituição bancária deseja controlar o movimento das suas contas correntes. A 
instituição possui agências espalhadas por várias cidades; o cadastro das agências 
contém informações sobre código, nome e endereço onde a agência é localizada. No 
cadastro de clientes estão armazenados os dados de nome, CPF e endereço de cada 
cliente. As contas correntes são identificadas por um número e mantêm o saldo 
atualizado das mesmas. 
 
Chave Estrangeira 
 
Quando passamos a chave primária de uma tabela como atributo em outra tabela, 
dizemos que essa chave se torna chave estrangeira na segunda tabela. Fazemos isso 
sempre que houver um relacionamento 1xN (um para N) ou Nx1 (N para 1), analisando 
as cardinalidades máximas do relacionamento. 
Exemplo: 
 10 
 
Observe as tabelas simulando dados para cada entidade: 
 ENTIDADE CURSO ENTIDADE ALUNO 
 
 
 
 
 
Exercícios 
 
Faça o MER determinando no mínimo 4 atributos para cada entidade, colocando as 
chaves estrangeiras que forem necessárias para os relacionamentos. Para cada entidade, 
faça uma tabela simulando dados para as mesmas, com 3 linhas de registros para cada 
uma: 
a) Uma livraria possui vários livros, mas um livro pertence a apenas uma livraria. 
b) Um motorista pode ter várias motos e a moto pertence a um único motorista. 
c) Cada espécie é catalogada por apenas um biólogo. Cada biólogo pode catalogar 
quantas espécies ele encontrar. 
d) De um voo participam vários passageiros. Mas cada passageiro só participa de 
um voo. 
 11 
e) Todo funcionário possui um chefe, no entanto os chefes podem possuir vários 
funcionários. 
f) Uma construção possui vários operários e os operários podem participar de 
várias construções. 
g) Um artista possui vários músicos em sua banda, mas os músicos também podem 
tocar em várias bandas. 
h) Um coordenador coordena vários professores, mas cada professor é coordenado 
por apenas um coordenador. 
i) Uma escola possui um único diretor e um diretor possui uma única escola. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Entidade Associativa e Chave Primária Composta 
 
Sempre que encontramos um relacionamento muitos para muitos (NxN) entre 
duas entidades, devemos criar uma entidade intermediária entre elas. Essa entidade é 
chamada entidade associativa. A entidade associativa deve ter como chave primária os 
valores das chaves primárias das duas entidades que a originaram, formando então uma 
chave primária composta. 
Exemplo: 
 12 
 
 
Observe as tabelas simulando dados para cada entidade: 
 ENTIDADE CURSO ENTIDADE CURSO_ALUNO ENTIDADE ALUNO 
 
 
 
 
 
 
Exercícios 
 
1. Faça o MER para cada sistema descrito, colocando as chaves primárias compostas 
que forem necessárias para os relacionamentos. Para cada entidade, faça uma tabela 
simulando dados para as mesmas, com 2 linhas de registros para cada uma: 
a) Uma construção possui vários operários, que devem ser cadastrados com nome, 
RG, Número da Carteira de Trabalho, telefone e endereço, e os operários podem 
 13 
participar de várias construções, que possuem data de início e término da obra, 
endereço e custo. 
b) Um artista possui vários músicos em sua banda, mas os músicos também podem 
tocar em várias bandas. Os artistas e os músicos possuem código, nome e 
telefone de contato, sendo que o músico também possui um instrumento. Já as 
bandas possuem um nome e uma data de origem. 
2) Uma empresa deseja criar um aplicativo para download de músicas online, onde 
cada cliente poderá cadastrar um usuário e realizar o download de várias músicas 
por apenas R$0,99 mensais. Ao fazer seu cadastro, o usuário deverá criar um 
username,uma password e fornecer seu nome completo. Todas as músicas 
armazenadas devem conter seu título, tempo de duração, ano de lançamento, nome 
do artista e álbum ao qual pertence. Faça o MER para o sistema. 
3) Em uma transportadora, os clientes podem realizar vários pedidos. Cada pedido é 
vinculado a um cliente. Os clientes possuem um cadastro contendo seu CPF, nome, 
telefone e endereço para entrega. Os pedidos devem ter hora e data registrados. 
Cada pedido pode conter vários produtos, que possuem descrição, preço e 
quantidade em estoque. Os pedidos são entregues pelos caminhões da frota 
transportadora. Cada caminhão possui um modelo, uma marca e uma placa 
cadastrados, podendo entregar vários pedidos. Os produtos podem estar em vários 
pedidos. Faça o MER para o sistema. 
 
 
 
 
Banco de Dados Relacional - Esquema Relacional 
 
O Esquema Relacional é outra forma de representação do Banco de Dados, 
relacionando suas respectivas entidades, atributos e chaves. 
Deve possuir a seguinte estrutura: 
 14 
 
ENTIDADE (atributoIdentificador, atributo1, atributo2,...) 
 AtributoChaveEstrangeira referencia Entidade 
 
OBS: caso haja um atributo que seja chave estrangeira, especificar a qual entidade ele 
faz referência. 
Exemplo: 
 
 
CURSO (CodCurso, Descrição) 
ALUNO (CodAlu, Nome, CodCurso) 
 CodCurso referencia CURSO 
 
ATIVIDADE 
1. Utilize a lista de exercícios realizada na última aula (Entidade Associativa e 
Chave Primária Composta) para criar os respectivos Esquemas Relacionais do 
Banco de Dados para cada um dos MERs desenvolvidos. 
 
 
 
Classes de Atributos 
 
Atributo Simples 
 
 15 
Não possui qualquer característica especial, recebendo um valor único. A 
maioria dos atributos serão simples. Exemplo: nome, RG, salário. 
 
Atributo Composto 
 
O seu conteúdo é formado por vários itens menores. Exemplo: Endereço. Seu 
conteúdo poderá ser dividido em vários outros atributos, como: Rua, Número, 
Complemento, Bairro, Cep e Cidade. 
 
 
Atributo Multivalorado 
 
Pode ser preenchido por mais de um valor. 
Exemplo: Telefone. Uma pessoa poderá ter mais de um número de telefone 
(residencial, comercial, celular). 
 
 
 
 
Dicionário de Dados 
 
Conjunto de tabelas que descrevem e definem o significado de toda a 
informação usada na construção de um Banco de Dados. Cada entidade será 
representada em uma tabela com as colunas Atributos, Descrição (observação sobre o 
 16 
atributo, não sendo seu preenchimento obrigatório), Domínio (N - número, M – 
moeda, D – data, T- texto), Tamanho (quantidade de caracteres que serão necessários 
para armazenar o seu conteúdo) e Classe (simples, composto, multivalorado, chave 
primária, chave estrangeira). 
 
 
Entidade: Secretária 
Atributo Descrição Domínio Tamanho Classe 
CodigoSecretaria 
Códido de identificação da 
secretária 
N 4 
Chave 
primária 
Nome Nome completo T 50 simples 
telefone 
Pode ser residencial e/ou 
celular 
T 20 multivalorado 
endereço 
Composto de rua, número, 
bairro, cidade e CEP 
T 80 composto 
CPF T 12 simples 
Salario M 7 simples 
 
Observação: cuidado com os domínios de atributos como telefone e CPF. Apesar de 
serem números, eles serão gravados no banco de dados como sendo tipo texto, pois são 
números de tamanho muito grande e que não serão utilizados para cálculos. 
ATIVIDADE 
 
Faça o MER e o Dicionário de Dados para o sistema descrito a seguir: 
 
 17 
Uma academia de ginástica deseja manter um controle do seu funcionamento e para isso 
deseja adquirir um sistema informatizado. A academia possui alunos que são 
organizados em turmas específicas. As informações sobre uma turma são número 
(quantidade) de alunos, horário da aula, duração da aula em minutos, data inicial, data 
final e tipo de atividade que a mesma realiza (pump, combat, alongamento etc). Cada 
turma é orientada por um único instrutor para o qual são cadastrados o nome, RG, CPF, 
data de nascimento, titulações, endereço e todos os telefones possíveis para sua 
localização. Um instrutor pode orientar várias turmas. Os dados cadastrados dos alunos 
são código de matrícula, data de matrícula, nome, endereço, telefone, data de 
nascimento, altura e peso (massa corpórea). Caso um aluno deseje realizar atividades 
diferentes, o mesmo pode se matricular em diversas turmas. Para cada matrícula que o 
aluno faz em uma turma, é mantido um registro das ausências do aluno nesta turma. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ferramentas CASE 
 
As ferramentas CASE (Computer-Aided Software Engineering - Auxílio 
Computacional para a Engenharia de Software) são programas que auxiliam equipes de 
 18 
desenvolvimento a projetar sistemas, da mesma maneira que arquitetos e engenheiros 
projetariam um edifício, por exemplo. 
brModelo 
Ferramenta gratuita voltada para ensino de modelagem em Banco de Dados 
relacional. Esta ferramenta foi desenvolvida por Carlos Henrique Cândido sob a 
orientação do Prof. Dr. Ronaldo dos Santos Mello (UFSC), como trabalho de conclusão 
do curso de pós-graduação em banco de dados (UNVAG - MT e UFSC). A ferramenta é 
disponibilizada no endereço http://sis4.com/brModelo/Default.aspx. 
 
 
Tela do Sistema 
 
 
 
 
ATIVIDADE 
 
Utilizando o brModelo, faça o MER para o sistema descrito a seguir: 
 19 
 
Uma academia de ginástica deseja manter um controle do seu funcionamento e para isso 
deseja adquirir um sistema informatizado. A academia possui alunos que são 
organizados em turmas específicas. As informações sobre uma turma são número 
(quantidade) de alunos, horário da aula, duração da aula em minutos, data inicial, data 
final e tipo de atividade que a mesma realiza (pump, combat, alongamento etc). Cada 
turma é orientada por um único instrutor para o qual são cadastrados o nome, RG, CPF, 
data de nascimento, titulações, endereço e todos os telefones possíveis para sua 
localização. Um instrutor pode orientar várias turmas. Os dados cadastrados dos alunos 
são código de matrícula, data de matrícula, nome, endereço, telefone, data de 
nascimento, altura e peso (massa corpórea). Caso um aluno deseje realizar atividades 
diferentes, o mesmo pode se matricular em diversas turmas. Para cada matrícula que o 
aluno faz em uma turma, é mantido um registro das ausências do aluno nesta turma. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Autorrelacionamento 
 
 20 
O autorrelacionamento ocorre toda vez que uma entidade se relaciona com ela mesma. 
Por exemplos: 
 
Neste caso, um professor é o coordenador de no mínimo 0 e no máximo vários outros 
professores. Ao mesmo tempo, o professor é coordenado por no mínimo 1 e no máximo 
1 único coordenador. 
 
 
Neste caso, uma pessoa será pai de outra pessoa. Podemos interpretar pelas 
cardinalidades que uma pessoa pode ter no mínimo 0 e no máximo muitos filho, e que 
uma pessoa pode ser filha de no mínimo 1 e no máximo 1 pai. 
 
Lista de Exercícios 
 
Faça o MER no brModelo para as situações descritas abaixo. Todas as entidades devem 
ter atributos, portanto você deve completar as entidades que não tiverem seus atributos 
descritos. 
a) Em um hospital, todos os pacientes realizam um determinado tratamento 
prescrito pelo médico responsável pelo mesmo. Os tratamentos possuem uma 
descrição detalhada de todos os procedimentos necessários, bem como data de 
início e término. Os médicos são supervisionados por outros com mais tempo de 
experiência no hospital. Cada paciente é alocado em um leito localizado em um 
andar específico do prédio, com número e tipo (enfermaria ou individual). 
b) Na linha de produção de uma fábrica, os operários são responsáveis por montar 
peças. Cada peça é composta por outras peças. Uma peça possui número de 
série, tipo, dimensão e peso. Para cada operário é importante armazenar seus 
 21 
documentos pessoais, o valor de seu salário, endereço, telefone, data de 
nascimento e data de contratação.c) A agência de casamentos Enforque-se Feliz deseja informatizar seu negócio. O 
processo do casamento funciona assim: Uma pessoa se casará com a outra em 
um salão de festas. O salão tem endereço, telefone e preço do aluguel. Após a 
cerimônia, o casal irá para um maravilhoso hotel, onde é necessário armazenar 
localização, telefones para contato, número da reserva, preço da diária e número 
de estrelas. Para chegar até o hotel, os pombinhos alugarão um automóvel, que 
possui marca, modelo, cor e valor do aluguel. Depois de tudo isso, é só esperar o 
Felizes para Sempre. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Entidade Fraca 
 
 22 
Se uma Entidade depende de outra Entidade para existir, ela é classificada como uma 
ENTIDADE FRACA. Podemos dizer que a Entidade Fraca é subordinada da Entidade 
Dominante (também chamada de Entidade Forte). 
Exemplo: 
 
O Empregado de uma empresa pode possuir Dependentes (filhos), porém só existirão 
Dependentes caso existam Empregados. DEPENDENTE é uma Entidade Fraca de 
EMPREGADO. 
CHAVE PRIMÁRIA 
A chave primária de uma entidade fraca será composta por uma chave própria mais a 
chave de sua entidade dominante. Observe o Esquema relacional abaixo: 
Empregado (CodigoEmp) 
Dependente (CodigoDependente, CodigoEmp) 
 CodigoEmp referencia Empregado 
ENTIDADE FRACA NO brModelo 
Clique no relacionamento da Entidade Fraca e configure nas propriedades: 
 
Lista de Exercícios 
 
 23 
Faça o MER no brModelo para as situações descritas abaixo. 
 
1. Identifique qual é a entidade fraca e a entidade forte dentre as citadas abaixo, e 
desenhe o MER com suas respectivas chaves primárias. 
a) Empresa e filial 
b) Empréstimo e livro 
c) Dependente e Funcionário 
d) Produto e Venda 
e) Agência e Banco 
2. A agência bancária ABC necessita de uma base de dados que armazene todas as 
informações de seus correntistas. Todas as contas possuem um número, um 
saldo, uma data de criação e um tipo (podendo ser corrente, poupança ou 
salário). A partir do momento que uma conta é criada, todas as suas transações 
devem ser registradas, sendo necessário armazenar data e valor da mesma. 
3. Em uma biblioteca, um usuário (que é registrado com CPF, nome, data de 
nascimento, telefone e endereço) pode realizar o empréstimo de vários livros. 
Um empréstimo só é realizado caso exista pelo menos um livro para ser 
emprestado. Sobre os livros é necessário armazenar ISBN, título, nome do autor, 
quantidade de páginas e estilo literário. Na hora do empréstimo é muito 
importante armazenar data e hora do mesmo, bem como a data da devolução 
prevista. Os livros são organizados em seções com um código, localização e 
gênero. 
 
 
 
 
Agregação na Entidade Associativa 
 
 24 
Sempre que duas entidades possuírem um relacionamento com cardinalidade NxN 
(muitos para muitos) precisamos criar uma entidade associativa nesse relacionamento, 
como no exemplo abaixo: 
 
A Agregação acontece quando temos um relacionamento entre a entidade associativa e 
uma outra entidade. Por exemplo: 
Quando um aluno cursa uma disciplina, ele é ensinado por um professor. O professor 
tem relacionamento tanto com o aluno como com a disciplina, devendo ser relacionado, 
portanto, com a Entidade Associativa Aluno_Diciplina, resultando no MER abaixo: 
 
CARDINALIDADES: O professor ensina no mínimo 1 e no máximo muitos alunos que 
cursam as disciplinas e esses alunos possuem no mínimo 1 e no máximo 1 professor por 
disciplina. 
CHAVE ESTRANGEIRA: Neste caso, o atributo CodPro será chave estrangeira em 
Aluno_Disciplina, por causa das cardinalidades máximas 1xN. 
Lista de Exercícios 
 
 25 
Faça o MER para os exercícios abaixo. Lembre-se que todas as entidades devem ter 
atributos. 
 
1. Uma pessoa pode ingressar em diversas universidades. Sempre que ingressa na 
mesma, ela recebe um professor tutor, que será o responsável por guiá-la em 
seus estudos e realizar seu acompanhamento pedagógico. Toda universidade 
possui um patrocinador, que será responsável por ajudá-la financeiramente na 
organização de eventos em troca de publicidade. O Banco de Dados deve 
armazenar nome, endereço e telefone de contato do patrocinador. O tutor possui 
nome, telefone, CPF e titulações (podendo ser mais de uma titulação). 
2. Em uma unidade de pronto-atendimento, o paciente pode ser atendido por vários 
médicos. Ao atender um paciente, um médico pode prescrever vários 
medicamentos, que por sua vez podem ser prescritos em vários tratamentos. Os 
medicamentos são fornecidos por laboratórios, devendo ser armazenados nome, 
endereço e telefone de contato. Já para os medicamentos devem ser armazenados 
nome, data de fabricação, preço, data de validade e uma breve descrição dos 
possíveis efeitos colaterais. 
3. Em um estúdio de fotografia um fotógrafo realiza diversos trabalhos, que podem 
ter a participação de muitos fotógrafos trabalhando em conjunto. Para realizar 
cada trabalho, os fotógrafos podem utilizar diversos equipamentos (câmeras, 
lentes, tripés, iluminadores, etc.). Cada trabalho possui uma descrição (ensaio 
fotográfico, evento ao ar livre, publicidade, etc.) e um endereço, sendo que sua 
realização possui também uma data. Todo trabalho possui um cliente que o 
encomendou, sendo que o estúdio mantém um cadastro de todos os seus clientes 
com nome, CPF e telefone para contato. Os equipamentos possuem nome, 
número de série, descrição, data de aquisição e preço. Já os fotógrafos devem 
conter seus documentos pessoais, nome, endereço, telefones para contato e 
especializações. 
 
Generalização/ Especialização 
 
 26 
A generalização/especialização é utilizada para representar entidades que são colocadas 
como subclasses (especializações) de uma superclasse (generalização). Exemplo: 
 
 
Entidade Genérica: Empregado 
Entidades Especializadas: Secretário e Engenheiro (ambos também são empregados) 
OBSERVAÇÃO: o atributo tipo_empregado irá dizer se o empregado é Secretário ou 
Engenheiro. 
 
Para criar no brModelo 
 27 
Lista de exercícios 
 
1. Uma empresa de publicidade presta serviços para os mais diversificados 
clientes, sendo necessário armazenar data de início, data de término, descrição e 
valor para cada projeto contratado. Os publicitários que desenvolvem o projeto 
também são armazenados no banco, com todas as suas informações pessoais 
como nome, RG, CPF, carteira de trabalho, título de eleitor, endereço, telefone, 
formação e atualizações profissionais. Os publicitários possuem remuneração 
por hora de trabalho realizado nos projetos, sendo necessário armazenar o valor 
de sua hora-projeto. Os clientes que a agência atende possuem um código, nome, 
endereço, e telefone de contato, sendo que os clientes que forem pessoa física 
têm seu CPF e data de nascimento armazenado, enquanto os que forem pessoa 
jurídica possuem CNPJ. 
2. O estabelecimento comercial T.Informática vende diversos produtos para seus 
clientes e deseja informatizar seu sistema. Todo produto possui um número de 
registro, a data que entrou no estoque e o preço. Os clientes devem ser 
armazenados com todos os seus documentos pessoais, endereço e telefone. Para 
softwares disponíveis para venda, o sistema armazena qual a sua versão e 
requisitos de instalação. Já para hardware, é armazenada uma descrição do 
mesmo. 
3. Faça o MER com entidades e relacionamentos (não é necessário colocar 
atributos) para o seguinte problema: 
Um veículo pode ser terrestre, aquático ou ainda aéreo. Considere os veículos 
carro, barco, motocicleta, caminhão, avião, navio, helicóptero e submarino em 
seu modelo. 
 
 
 
 
 
 28 
Tipos de Generalização/ Especialização 
 
 
Parcial 
 
Temos a generalização parcial quando nem toda ocorrência da entidade genérica possui 
uma ocorrência correspondente em uma entidade especializada. 
Exemplo: 
 
 
 
No exemplo acima, nem todo empregadoé secretário e nem todo empregado é 
engenheiro. Pode haver empregados que não sejam nem secretário e nem engenheiro. 
Dizemos, portanto, que ocorre a generalização parcial. 
 
Total 
Para cada ocorrência da entidade genérica existe sempre uma ocorrência em uma das 
entidades especializadas. 
Exemplo: 
 29 
 
No exemplo acima, todo cliente ou é uma pessoa física ou uma pessoa jurídica. Não 
existe a possibilidade de haver um cliente que não seja pessoa física ou pessoa jurídica. 
 
Atenção: para indicar generalização parcial no brModelo devemos: 
1. Clicar no símbolo da agregação. 
 
2. Escolher a opção Sim no item Esp.Parcial nas propriedades à direita. 
 
 
Lista de exercícios 
1. Desenhe o MER para as seguintes situações, não se esquecendo de levar em 
consideração os tipos de generalização e colocar atributos: 
a) Em uma empresa, dentre todos os funcionários podemos destacar o motorista 
e o atendente. 
 30 
b) Em uma empresa de planos de saúde, os médicos são classificados em 
residentes ou efetivos. 
c) Em uma empresa organizadora de eventos, alguns tipos de festas oferecidos 
são festa à fantasia, festa havaiana e festa do pijama. 
d) Em uma farmácia, vendem-se medicamentos como analgésicos e 
antibióticos. 
e) Em uma autoescola, o cliente pode optar por fazer três modalidades de 
cursos: carro, moto ou ainda micro-ônibus. 
f) Um prestador de serviços de uma empresa pode ser assalariado ou 
freelancer. Caso seja assalariado, é importante armazenar o salário fixo e o 
número da carteira de trabalho. Caso seja freelancer, é importante armazenar 
o valor pago pelo trabalho realizado e a data de início e término de seu 
contrato. 
2. Indique nos exercícios da aula passada quais são os tipos de generalização 
contidos no MER. 
 
Tipos de Especialização/Generalização – Exclusiva e Não Exclusiva 
 
 
Exclusiva (disjunta) 
Não pode existir sobreposição entre as instâncias da classe genérica para a classe 
especializada. Exemplo: 
 31 
 
Neste exemplo, um veículo não pode ser terrestre e aéreo ao mesmo tempo, sendo ou 
terrestre, ou aéreo. 
 
Não exclusiva (sobreposta) 
Uma ocorrência da entidade genérica pode pertencer a mais de uma classe especializada 
ao mesmo tempo. 
Exemplo: um MER para uma escola de idiomas 
 
 
Neste exemplo, é permitido que o funcionário exerça o papel de professor e aluno ao 
mesmo tempo (o professor de espanhol faz aulas de francês, por exemplo), podendo 
haver uma sobreposição de cargos. 
 
No brModelo: 
 
• Para criar a especialização exclusiva (disjunta), utilizar o ícone abaixo: 
 32 
 
 
 
OBS: ele cria duas entidades especializadas como padrão, para criar mais entidades 
especializadas utilize o ícone da entidade para criá-las e ligue-as com o conector: 
 
 
 
• Para criar a especialização não exclusiva (sobreposta), utilizar o ícone abaixo: 
 
 
 
OBS: neste caso o brModelo cria apenas uma entidade especializada como padrão, para 
criar mais entidades especializadas clique no mesmo ícone novamente e na entidade 
genérica, criando outra especialização sobreposta. 
 
Lista de exercícios 
 
1. Desenhe o MER para as seguintes situações, não se esquecendo de levar em 
consideração os tipos de generalização: 
 33 
a) Maria é secretária em uma escola de idiomas. Além de secretária, ela é também 
aluna do curso de espanhol. 
b) Na empresa de Roberto, seus clientes são pessoas físicas ou pessoas jurídicas. 
c) Em uma empresa, existem os cargos de diretor e gerente, sendo que o 
funcionário não pode desempenhar os dois ao mesmo tempo. 
d) Uma mercearia pode vender produtos que são classificados como bebida ou 
comida. 
e) Em uma competição esportiva, os participantes são todos cadastrados, sendo que 
um voluntário na organização do evento pode competir como um esportista caso 
tenha interesse. 
f) O público de uma peça teatral pode ser registrado como críticos ou espectadores. 
g) Em uma empresa de transporte, o funcionário é contratado para desempenhar a 
função de motorista ou cobrador. 
 
 
2. Uma federação de futebol pretende desenvolver um sistema informatizado para 
controlar as informações geradas em seus campeonatos. As informações a serem 
armazenadas dizem respeito aos times, jogadores e partidas. Um time pode ser 
profissional ou amador. Para os times amadores deseja-se armazenar nome, cidade 
de origem e ano em que foram criados. Para os times profissionais deseja-se saber 
quem são os atuais patrocinadores e nome e sobrenome dos atuais diretores. Para 
cada jogador deseja-se conhecer em quais times joga e, para cada time, em quais 
posições atua. Sobre as partidas de futebol são armazenadas: o placar, o local 
(cidade), a data e os times que jogaram. Sobre os árbitros reconhecidos pela 
federação são armazenados nome, RG, telefone e quais tipos de jogos pode apitar. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 34 
Normalização 
 
A normalização é um método que se emprega para aumentar a qualidade do projeto de 
banco de dados. Seu objetivo é evitar anomalias que podem gerar inconsistência no 
banco de dados. 
Alguns exemplos de anomalias são dados repetidos desnecessariamente, perdas 
acidentais de dados, dificuldade nas atualizações de dados etc. 
A normalização determina algumas regras que devem ser seguidas para que um banco 
de dados seja considerado correto. As regras mais conhecidas são: 1ª Forma Normal, 2ª 
Forma Normal e 3ª Forma Normal. 
1ª Forma Normal – 1FN 
 
Foi definida para não permitir atributos multivalorados e atributos compostos. Ela 
estabelece que: 
“Uma entidade está na primeira 1FN se, e somente se, todos os seus atributos 
contêm valores atômicos (simples, indivisíveis, com somente um valor para o 
campo)” 
Exemplo: entidade Clientes 
 
Tabela de Registros da Entidade Clientes 
CPF Nome Sexo Localização Telefone 
123456789-x Maria F Niterói, RJ, Brasil 3885-8985/983422345 
111222333-8 José M Brasília, DF, Brasil 3845-5566/997894587 
444555666777-2 Luiza F São Paulo,SP, Brasil 3887-7777 
 35 
555666777888-9 Pedro M Porto Alegre, RS, Brasil 995544565 
 
 
Problemas que não obedecem à 1FN: 
Atributo localização: dificulta pesquisar os clientes pelo seu estado, ou pelo seu país, ou 
ainda por sua cidade dinstintamente, pois estão todos juntos em um atributo composto. 
Atributo telefone: atributo multivalorado, com mais de um valor por campo, como no 
caso dos clientes Maria e José. 
Solução através da normalização: 
1. Cada atributo composto será dividido em vários atributos atômicos. 
CPF Nome Sexo Cidade Estado País 
123456789-x Maria F Niterói RJ Brasil 
111222333-8 José M Brasília DF Brasil 
444555666777-2 Luiza F São Paulo SP Brasil 
555666777888-9 Pedro M Porto Alegre RS Brasil 
 
2. Cada atributo multivalorado será transformado em outra entidade, que possuirá 
como chave primária a chave original mais o próprio atributo, sendo portanto 
uma chave primária composta. 
CPF Telefone 
123456789-x 3885-8985 
123456789-x 983422345 
111222333-8 3845-5566 
111222333-8 997894587 
444555666777-2 3887-7777 
555666777888-9 995544565 
 
Resultado da entidade após a normalização 1FN no MER: 
 
 36 
 
Lista de Exercícios 
1. Faça o MER para as situações abaixo, fazendo com que as entidades respeitem a 
1FN, caso elas estejam em desacordo com a regra: 
a) Arquivo Clientes 
Nome RG email Telefone 
Amanda Souza 11.222.222-3 Amanda.amanda@hotmail.com (19)997788776 
João Amaral 22.333.444-5 Joao.joao@gmail.com (19)38455445 
(19)982233221 
Letícia Fontana 33.444.555-6 Leticia.leticia@yahoo.com (18)38677747 
 
b) Arquivo Funcionários 
Nome CPF Endereço Salário 
Amanda Souza 11.222.222-3 Rua João Diniz, n.545,Jd. Amoras, 
Piracicaba, São Paulo, CEP 13185545 
R$1500,85 
João Amaral 22.333.444-5 Av Brasil, n.67, Centro, Americana, São 
Paulo, CEP 13190010 
R$2300,50 
Letícia Fontana 33.444.555-6 Rua Consolação, Jd. Piracanjuba, Santa 
Bárbara D’Oeste, SãoPaulo, CEP 
134555753 
R$3000,00 
 
c) Arquivo Carro 
Placa Marca Modelo Serviço Cor 
DHY1221 Chevrolet Celta 1.0 pintura Prata 
FDS6780 Fiat Palio 1.6 Lavagem 
cristalização 
Vermeho 
BOY4050 FORD KA 1.8 funilaria 
pintura 
Branco 
 37 
2. Faça o MER dentro da 1FN, colocando no mínimo 4 atributos para cada 
entidade: 
a) Um intérprete de uma agência de turismo precisa falar no mínimo dois 
idiomas. 
b) Um paciente de um hospital precisa armazenar os exames que ele faz. 
c) Um cliente de uma veterinária precisa cadastrar seus cachorros. 
d) Um motorista precisa armazenar todas as licenças para dirigir que ele possui 
(carro, moto ou ônibus). 
e) Os funcionários de uma empresa precisam cadastrar todos os seus 
dependentes. 
f) O professor de uma escola precisa armazenar todos os seus cursos de 
atualização profissional. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 38 
Dependência Funcional 
 
A dependência funcional é um conceito muito importante para a correta aplicação da 
2FN e da 3FN, que serão vistas nas próximas aulas. 
O que é dependência funcional? 
Dizemos que um atributo depende de outro (ou de outros) quando o seu valor é 
determinado pelo valor deste outro atributo. 
Exemplo: 
O nome de um funcionário depende de seu CPF. 
Observe a tabela de registros abaixo: 
CPF Nome 
111 Maria 
222 Pedro 
333 Luiza 
444 Eduardo 
 
Podemos dizer que o atributo nome depende funcionalmente do CPF, ou ainda que o 
CPF determina o nome. Sempre que o CPF for 111, o nome será Maria, 222 - Pedro, 
333 – Luiza e 444 – Eduardo. 
Observação: não podemos dizer que CPF depende de nome, pois o nome de uma 
pessoa pode ser repetido (lembre-se de que existem pessoas até com nome e sobrenome 
iguais!). Veja o exemplo: 
CPF Nome 
111 Maria 
222 Pedro 
333 Luiza 
444 Eduardo 
555 Maria 
 39 
O nome Maria aparece mais de uma vez, portanto não podemos dizer que sempre que o 
nome for Maria o CPF será 111. Portanto, nome não determina o CPF, mas sim o 
contrário. 
 
Dependência Composta 
Um atributo pode depender de mais de um atributo ao mesmo tempo. Por exemplo: 
A data de conclusão de um curso feito por um funcionário depende do CPF do 
funcionário e do código do curso. 
Observe a tabela de registros: 
CPF CodCurso Data_Conclusão 
111 2 10/11/2015 
222 3 12/04/2016 
333 1 08/08/2016 
444 2 01/07/2015 
555 1 17/05/2016 
111 3 20/09/2016 
 
Podemos observar que a data de conclusão do curso (Data_Conclusão) só pode ser 
determinada se soubermos de que funcionário se trata (seu CPF) e de que curso estamos 
falando (CodCurso). Um funcionário pode ter realizado diversos cursos e o mesmo 
curso pode ter sido concluído por diversos funcionários (note que o funcionário 111 
realizou dois cursos). 
 
Lista de Exercícios 
1. Para cada grupo de atributos abaixo, classifique-os em dependentes e 
determinantes. Faça uma tabela de registro simulando 3 valores para cada 
atributo. 
a) Data de nascimento do funcionário, Matrícula do funcionário. 
b) Número de uma Turma, Horário da turma e dia da semana em que a turma 
tem aula. 
 40 
c) Código da disciplina, Nota do aluno, RA do aluno. 
d) Valor Prestação de um financiamento, Número do financiamento, CPF da 
pessoa que pediu o financiamento. 
 
2. Para cada sistema abaixo temos vários informações armazenadas de forma 
desorganizada. Organize essas informações, achando quem são os atributos 
determinantes e quais são seus respectivos atributos dependentes. OBS: Não 
é necessário fazer o MER, basta colocar determinante e atributo. Exemplo: 
Determinante1: atributo1, atributo2, atributo3 
Determinante2: atributo1, atributo2 
a) Todas as informações abaixo dizem respeito ao sistema de compras da 
empresa, onde o cliente pode realizar a compra de vários produtos e os 
produtos podem ser comprados por vários clientes. 
CPF, valor unitário do produto, quantidade comprada, descrição do produto, 
nome, data_nasc, data da Compra, telefone, peso bruto, código da Compra, 
data_aquisição do produto, endereço, código Produto, hora da Compra, 
forma de pagamento. 
b) As informações abaixo pertencem a um sistema de uma fabricante de 
veículos. Após o veículo ser montado, os pilotos realizam testes em vários 
automóveis que são testados por diferentes pilotos. Cada veículo possui um 
projetista responsável por sua fabricação. 
Tipo de automóvel, código do projetista, descrição das anomalias 
encontradas no automóvel em cada teste, Código do automóvel, nome do 
piloto, código do piloto, nome do projetista, data de realização do teste, 
telefone do piloto. 
 
3. Os Esquemas Relacionais abaixo possuem erros em seus atributos 
determinantes. Corrija os erros e faça o respectivo MER para cada um 
pensando na melhor modelagem (você pode normalizar o banco com a 1FN). 
OBS: caso alguma entidade não possua um atributo apropriado para ser o 
determinante, você deve criá-lo. 
a) 
Aluno (nome, endereço, telefone, data_nascimento, RA) 
 41 
Disiplina(descrição, carga_horária ) 
Aluno_Disciplina(nota, nome, descrição, código_Professor) 
Professor(telefone, código_Professor, formações, salário) 
b) 
Proprietário(CodProprietario, nome, endereço) 
Corretor(Numero_Registro, nome, telefone) 
Inquilino(data_Nascimento, nome, telefone, CPF, endereço) 
Imóvel(cod_Corretor, CodProprietario, CPF_Inquilino, CodImovel, descrição, 
valor). 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 42 
Normalização - 2ª Forma Normal – 2FN 
 
Definição: 
“Uma entidade encontra-se na 2FN se e somente se estiver na 1FN e não conter 
dependências parciais” 
Dependência parcial: um atributo depende funcionalmente apenas de uma parte de 
uma chave primária composta. 
Exemplo: tabela Empregado_Projeto 
CPF_Emp Código_Proj Horas_Trabalho Nome_Emp Nome_Proj Local_Proj 
111 1 A 100 Ana Maria SisInf SP 
222 2 B 300 Luis Corp RJ 
333 1 A 200 Antônio SisInf SP 
111 3 C 100 Ana Maria GTI RS 
 
Analisando as depências funcionais dos atributos temos: 
Horas_trabalho depende de CPF_Emp e Código_Proj 
Nome_Emp depende de CPF_Emp 
Nome_Proj depende de Código_Proj 
Local_Proj depende de Código_Proj 
PROBLEMAS DA 2FN: os atributos Nome_Emp, Nome_Proj e Local_Proj 
dependem de apenas um dos atributos da chave primária composta, o que caracteriza 
uma dependência parcial. Isso pode gerar alguns problemas na hora de incluir, alterar e 
excluir novos dados. 
Solucionando o Problema: substituímos a entidade única por três entidades 
 43 
 
Lista de Exercícios 
1. Deixe as tabelas abaixo na 2FN, fazendo a decomposição da tabela e também o 
MER: 
a) 
Num_Ped Cod_Prod Valor_Uni qtd Descrição_Prod 
1 222B 5.00 2 Lápis Peppa pig 
2 123C 20.00 1 Caderno pokémon 
3 444D 2.50 3 Borracha minions 
4 777E 6.00 2 Bloco de notas Ben10 
 
b) 
CPFPaciente CRM NomePaciente TelefonePaciente Data Hora NomeMedico EndereçoMedico 
111111111-x 1 Maurício 38455545 09/09/2016 15:00 José Toledo Rua 5, n 443,Jd. 
Europa, Campinas, 
SP 
222222222-x 2 Paula 37655776 10/09/2016 09:00 Maria Souza Av Brasil, n 22, 
Bairro Luz, Leme, 
SP 
333333333-x 1 Fernanda 38233224 11/09/2016 08:30 José Toledo Rua 5, n 443,Jd. 
Europa, Campinas, 
SP 
444444444-x 3 João 38544566 12/09/2016 14:00 Reinaldo Abreu Rua Itália, n 3,Jd. 
Nações, SBO 
 
2. Arrume esta bagunça! Abaixo temos todas as informações de um determinado 
sistema. Faça o MER para os sistemas, deixando-os normalizados com a 2FN. 
a) Sistema para uma biblioteca: o sócio pode fazer o empréstimo de vários 
livros e os livros podem estar em vários empréstimos. 
 44 
Matrícula do sócio, nome, email, telefone, endereço, código do empréstimo, 
data e horário do empréstimo, data da devolução do empréstimo, código do 
livro, código do empréstimo, título da obra, autor, código da seção do livro, 
descrição da seção e localização da seção. 
 
b) Agricultor cultiva várias terras e as terras são cultivadas por vários 
agricultoresNome do agricultor, tipo de solo, código do solo, especializações do 
agricultor, número da carteira de trabalho, data de início da fertilização, data 
de término da fertilização, telefone, fertilizante utilizado. 
 
3. Considere a descrição de um sistema de uma clínica médica abaixo e desenhe um 
MER de acordo com as seguintes informações: 
O paciente pode realizar vários exames e os exames podem ser realizados por 
vários pacientes. 
O paciente pode apresentar um convênio médico. 
O paciente pode realizar várias consultas, sendo que cada consulta é individual. 
O médico atende várias consultas, sendo que cada consulta pode ser realizada 
por um médico. 
As informações envolvidas são: data e horário do exame, nome do paciente, 
CPF do paciente , nome do médico, CRM do médico, data e hora da consulta, 
telefone do paciente, tipo de exame, código do convênio, data de nascimento do 
paciente, código do exame e código da consulta, tipo do convênio. 
 
 
 
 
 
 
 
 45 
Normalização - 3ª Forma Normal – 3FN 
 
Definição: 
“Uma entidade encontra-se na 3FN se e somente se estiver na 2FN e nenhum 
atributo que não seja parte de uma chave primária depender transitivamente da 
chave primária” 
Dependência transitiva: um atributo, além de depender da chave primária, depende 
também de outro atributo que não seja chave. 
Ou seja: um atributo não chave não pode depender funcionalmente de outro atributo não 
chave. 
Exemplo 1: Tabela de Registros para uma entidade Empregado_Departamento 
CPF_Emp Nome_Emp Sexo_Emp Codigo_Dep Nome_Dep Gerente_Dep 
111 Maria F 1A RH Júlia 
222 Paulo M 2B Adm Alberto 
333 Luis M 3C Compras Verônica 
444 Amanda F 2B Adm Alberto 
 
Analisando as depências funcionais dos atributos temos: 
Nome_Emp, depende de CPF_Emp 
Sexo_Emp depende de CPF_Emp 
Codigo_Dep depende de CPF_Emp 
Nome_Dep depende de Codigo_Dep 
Gerente_Dep depende de Codigo_Dep 
PROBLEMAS DA 3FN: os atributos Nome_Dep e Gerente_Dep dependem do 
atributo Codigo_Dep que não é chave primária da tabela. Estes dois atributos possuem 
dependência transitiva com a chave primária CPF_Emp, o que não é permitido pela 
3FN! 
 
 46 
Para solucionar o problema: iremos decompor a entidade em duas como mostra 
abaixo: 
 
 
OBS: note que o atributo Codigo_Dep passa a ser uma chave estrangeira em 
Empregado. 
Exemplo 2: observe a tabela de registros de uma entidade Pedidos 
Num_Ped Valor_Uni qtd Total 
1 5,00 2 10,00 
2 15,00 1 15,00 
3 20,00 3 60,00 
4 50,00 2 100,00 
 
PROBLEMAS DA 3FN: o atributo Total depende dos atributos não chave Valor_Uni 
e qtd, violando, portanto, a 3FN. 
Solução para o problema: esse atributo deve ser excluído da entidade. Sua entidade 
nunca deve possuir atributos que sejam resultados dependentes de cálculos de outros 
atributos. 
 
 
 
 
 
 
 47 
Lista de Exercícios 
 
1. Normalize as tabelas a seguir na 3FN, fazendo também os seus respectivos 
MERs: 
a) Funcionários 
ID NOME ID_CARGO DESCRIÇÃO_CARGO 
1 Ronaldo Roberto c12 Atendente 
2 Maria Marcela c15 Secretária 
3 Pedro Paulo c16 Gerente 
4 Fernanda Fabiana c15 Secretária 
 
b) Aluno 
MATRÍCULA NOME TELEFONE COD_CURSO DESCRIÇÃO CARGA_HORÁRIA 
MA111 Arnaldo Braga 38857575 A Francês 200 
MA446 Bianca Ferreira 38861212/987766854 B Espanhol 180 
MA187 Rosana Milas 34788779 C Mandarim 350 
MA448 
Fernando 
Alberto 33432362 A Francês 200 
 
c) Empregado 
COD NOME COD_CAT CATEGORIA SALÁRIO 
1111 Luciana Gimenes C2 Gerente 3500 
2222 Carlos Alberto C10 assistente administrativo 2000 
3333 Renata Amora C10 assistente administrativo 2000 
4444 Felipe Castilho C3 Manutenção 1500 
 
d) Artista 
ID_ART NOME COD_OBRA DESCRIÇÃO DATA 
A_23 Guilherme Arante 123 pintura a óleo 10/05/2014 
A_24 Fabíola Toty 100 escultura 02/03/2015 
A_25 Laís Levi 123 pintura a óleo 05/05/2016 
A_26 
Amora 
Casagrande 120 pintura acrílica 07/08/2016 
 
 
 48 
e) Atleta 
COD_ATLETA NOME ENDEREÇO COD_TREINADOR TREINADOR 
AT_50 Ana Paula Stoy R. Ivo América, n 66, Jd. Brasil, São Paulo, SP T2 Joana 
AT_51 Bruno Carvalho R. Itália,n 555 Campo Belo, Osasco, SP T1 Leandro 
AT_52 Luiza Trevis R. Acre, n 89, Jd. Chileno, Mauá, SP T2 Joana 
AT_53 Leonardo Ferreira Av.Ana Costa, n 34, Jd. 3 Lagoas, Campinas, SP T3 César Luis 
 
f) Pedidos 
NUM_PED COD_PRO DESCRIÇÃO QTD VALOR_UNIT SUBTOTAL 
277 1 suco com pastel 3 R$ 6,00 R$ 18,00 
278 2 empada de frango 10 R$ 4,00 R$ 40,00 
279 3 Coxinha 2 R$ 2,50 R$ 5,00 
280 4 salgado 4 R$ 4,00 R$ 16,00 
 
2. Observe os dados envolvidos em um sistema de uma autoescola e faça o MER 
normalizado na 3FN: 
CPF_Aluno Nome_Aluno Endereço_Aluno CodCurso Data_Início Data_Termino CodCat Categoria 
ValorCategoria CodInstrutor NomeInstrutor telefoneIns 
OBS: considere que o aluno pode fazer vários cursos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 49 
ANEXO – Avaliações e Trabalhos 
 
ETEC DEPUTADO ARY DE CAMARGO PEDROSO 
Disciplina: Técnicas e Linguagens para Banco de Dados I Conteúdo: MER 
Professores: Alessandro/Mayara Data: 01/04/2016 
 
Com base na descrição textual abaixo, elabore o MER: 
 
Uma clínica deseja construir um banco de dados para registrar os 
pacientes consultados por seus médicos. Os pacientes possuem 
nome, data de nascimento, naturalidade, filiação (nome do pai e da 
mãe), CPF, RG e endereço. Cada paciente pode realizar uma ou 
mais consultas em um horário agendado para a mesma. A consulta 
é identificada pelo código da consulta, data da consulta e valor. 
Cada consulta pode possuir um ou mais Exames. Os médicos 
possuem o CRM, nome, endereço, data de nascimento e fones de 
contato. Esses possuem uma especialidade. Cada especialidade é 
identificada por um código e descrição. Existem vários tipos de 
exames: exame cardiológico, exame de sangue e etc.. Esses 
possuem descrição do tipo de exame e valor, e podem ser 
realizados em diversas consultas. Vale ressaltar que alguns 
pacientes possuem Convênio Médico e podem utilizá-lo na 
consulta. O convênio é identificado por um código, nome do 
convênio, tipo de convênio (podendo o mesmo ser básico, completo 
ou ainda premium) e fone de contato. Lembre-se de que cada 
paciente é atendido individualmente na consulta, não sendo 
permitido 2 ou mais pacientes serem atendidos juntos. 
 
 50 
TRABALHO EM GRUPO – TLBD I – 2º Bimestre 
 
O que é um Arquiteto de Banco de Dados? 
 
A pessoa responsável pela arquitetura e administração dos dados de uma 
organização. 
No caso, a arquitetura envolve desde a arquitetura de sistemas de bases de 
dados até a modelagem dos dados e sua manutenção; e a administração seria mais 
especificamente a manutenção dos modelos e dicionários de dados. 
 
Curiosidade 
 
Um Arquiteto de Banco de Dados pode receber um salário de até R$ 169 mil ao 
ano, o que, em meses, representa remuneração de R$ 14 mil. De acordo com o Guia 
Salarial 2012, elaborado pela multinacional de recrutamento e seleção Hays em parceria 
com o Insper Instituto de Ensino e Pesquisa, a capital paulista possui as maiores 
remunerações. Também foram levantados dados de Campinas. Os valores partem de R$ 
84,5 mil ao ano em Campinas, o que representa R$ 7 mil ao mês. 
 
 
Fonte: https://profissoesemti.wordpress.com/2009/11/21/entrevista-arquiteto-de-dados/ 
 
Não existe sistema sem dados! Por isso a modelagem de dados é essencial para o 
bom desempenho de qualquer sistema. Neste trabalho, o grupo deverá escolher um 
sistema para ser modelado (por exemplo: sistema para clínica veterinária, controle de 
compra e venda de produtos em uma loja, campeonato de futebol, loja de videogames, 
etc.). A partir desse sistema, o grupo deverá elaborar sua modelagem com os seguintes 
itens: 
• MER 
• Esquema Relacional 
• Dicionário de Dados 
Grupo: no máximo 2 integrantes. 
Realização da atividade: 10/06 e 17/06 (Cuidado! grupos que não fizeram nada em 
sala de aula terão seus trabalhos anulados!). 
Data de entrega:24/06 (organização e capricho serão levados em conta) 
 51 
UMA DICA: O bom arquiteto de dados deve buscar as informações para entender o 
sistema que está modelando. Pesquise sobre seu sistema e entenda seu funcionamento 
para realizar um trabalho consistente! 
 
Avaliação TLBD – 2º Bimestre 
 
ETEC DEPUTADO ARY DE CAMARGO PEDROSO 
 
Nome:____________________________________________ Turma:_______ 
 
Disciplina: Técnicas e Linguagens para Banco de Dados I Conteúdo: Mer/DD 
Professores: Alessandro/Mayara Data: 03/06/2016 
1. Defina o que é uma chave estrangeira e qual sua utilidade na 
modelagem de dados. 
2. Defina o que é uma chave composta e qual sua utilidade na modelagem 
de dados. 
3. Cite as classes de atributos existentes na modelagem de dados e 
explique a diferença entre elas. 
4. Uma indústria farmacêutica possui mais de 1000 funcionários que 
participam de vários projetos. Devido à rápida expansão de seus 
negócios, ela necessita de um banco de dados para armazenamento de 
suas informações. Os empregados da empresa estão ligados a um 
departamento da mesma e a cada um deles estão associados a 
matrícula, nome, RG, CPF, endereço, sexo, telefone, data de admissão, 
cargo e salário. Os projetos que os funcionários participam em conjunto 
são identificados com um código, a descrição do mesmo, sua carga 
horária prevista e sua data de início e término. Os departamentos 
possuem um nome e uma sigla. Faça o MER,o Esquema Relacional e o 
Dicionário de Dados para o sistema descrito. 
 
 
 
 
 
 
 
 52 
 
 
 
Trabalho TLBD – 3º Bimestre 
 
Com base em dois conteúdos vistos em sala de aula neste bimestre: 
agregação na entidade associativa e generalização/especialização, elabore 
um MER para um sistema de sua escolha. Você deve ser criativo na 
escolha do seu tema (evite usar exemplos já passados em sala), e deve 
procurar encaixar em seu MER os conteúdos aprendidos durante as aulas. 
Mas atenção! Procure não fazer associações erradas, criando 
relacionamentos desnecessários ou impossíveis (conceitos errados afetarão 
a nota do trabalho). 
O trabalho será realizado em dupla, sendo permitido consulta ao 
material disponibilizado nas aulas, devendo ser elaborado no brModelo e 
apresentado ao professor na mesma aula. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 53 
 
 
 
Avaliação TLBD – 3º Bimestre 
 
Nome:____________________________________________ Turma:_______ 
 
Disciplina: Técnicas e Linguagens para Banco de Dados I Conteúdo: MER 
Faça o MER para o sistema descrito: 
O Sports Life Club é um clube esportivo que está pretendendo realizar 
uma campanha para ampliar o seu quadro de sócios. A Secretaria e a 
Tesouraria utilizam métodos convencionais de controle de venda de seus 
títulos, e deseja um sistema informatizado que auxilie esse processo. 
Todo título possui um preço, sendo que os especiais têm direito a vaga 
exclusiva de estacionamento e um orientador esportivo dedicado ao sócio. Os 
sócios que adquirirem um título padrão possuirão um número máximo de 
atividades permitidas, válidas enquanto a data de expiração do mesmo não for 
atingida. Os vendedores responsáveis por suas vendas são cadastrados com 
todas as suas informações pessoais, e os sócios podem cadastrar seus 
dependentes para usufruírem das atividades do clube enquanto seus títulos 
estiverem ativos, bastando para isso fornecerem nome e data de nascimento 
dos mesmos. 
Quanto às atividades que os sócios podem realizar, é importante 
armazenar o tipo e o código das mesmas. Para participar de uma atividade, é 
necessário que o sócio realize a matrícula em uma turma da atividade 
desejada, em um determinado dia da semana e horário. Por exemplo, caso o 
sócio queira participar das atividades de natação e futebol de salão, ele deve 
procurar turmas que estejam em dias e horários disponíveis. 
Para assegurar o profissionalismo de seu clube, o gerente fará a 
contratação de instrutores que acompanharão os sócios, podendo estes 
acompanharem várias turmas durante o dia. Eles serão contratados com 
carteira registrada, devendo ser armazenados, além das informações pessoais, 
 54 
o PIS e o número de sua carteira de trabalho. Para o sócio é muito importante 
armazenar nome, CPF, a data de nascimento, endereço e telefone. 
 
 
Avaliação TLBD – 4º Bimestre 
Disciplina: Técnicas e Linguagens para Banco de Dados I Conteúdo: MER e 
Normalização 
 
1. Explique a importância da normalização para a modelagem de um Banco de 
Dados. 
2. Defina a 1ª Forma Normal. 
3. Defina a 2ª Forma Normal. 
4. Defina a 3ª Forma Normal. 
5. Defina os tipos de dependências funcionais vistos nas Formas Normais. 
6. Uma oficina mecânica deseja informatizar seu sistema. Os clientes levam seus 
automóveis na oficina, e os mesmos recebem uma ordem de serviço onde um mecânico 
é responsável pelo conserto. Faça o MER para o sistema, sabendo que as seguintes 
informações estão envolvidas: 
Código, CPF, nome, endereço e telefone do cliente. Número da Ordem de Serviço, 
placa do carro, marca e modelo do carro, data de emissão da Ordem de serviço e data de 
finalização do trabalho, ano e cor do automóvel, CPF do mecânico, nome e telefone do 
mesmo, bem como o preço cobrado pelo serviço. 
7. Dado o MER de uma clínica veterinária, aplique a normalização e refaça o 
modelo abaixo. Ao final, indique para cada nova entidade criada qual foi a forma 
normal que você utilizou : 
 55 
 
 
56 
TRABALHO TLBD – 4º BIMESTRE 
Uma empresa deseja informatizar o controle dos projetos realizados por seus funcionários. A diretoria (que não prezava nem um pouco pela organização de 
seus documentos) organizava todas as informações em uma planilha como a seguinte: 
CodProj Tipo Descrição CodEmp Nome Formação Categoria Salário DataInicio 
Horas 
Projeto 
Horas 
Mensal 
LSC001 sistema de estoque Organização de materiais 2146 José Augusto Louveiro Administração C1 R$ 3.000,00 12/06/2014 10 40 
LSC001 
sistema de estoque Organização de materiais 3145 Mariana Ferreira Volpe 
Logística 
Administração A2 R$ 1.500,00 05/02/2013 
10 40 
LSC001 sistema de estoque Organização de materiais 6126 Isabela Alencar Oliveira Logística B1 R$ 2.000,00 10/10/2016 20 80 
LSC001 sistema de estoque Organização de materiais 1214 Marcela Pacheco Logística A2 R$ 1.500,00 25/01/2013 20 80 
LSC001 
sistema de estoque Organização de materiais 8191 Fernando Ipiranga Rochedo 
Segurança 
do Trabalho A1 R$ 1.300,00 15/05/2014 
10 40 
PAG02 RH Treinamento de pessoal 2146 José Augusto Louveiro Administração C1 R$ 3.000,00 01/03/2016 15 60 
PAG02 RH Treinamento de 4112 Eduardo Campari Neto RH A2 R$ 1.500,00 08/09/2015 20 80 
PAG02 RH Treinamento de pessoal 6126 Isabela Alencar Oliveira 
RH 
Administração B1 R$ 2.000,00 10/06/2014 
05 20 
SISInfo Informática desenvolvimento de software 9090 Daiane Souza Cesario TI C1 R$ 3.000,00 01/02/2015 30 120 
SISInfo Informática desenvolvimento de software 2075 Arnaldo Coelho Limoneto TI B2 R$ 2.500,00 18/02/2016 25 100 
SISInfo Informática desenvolvimento de software 6661 Gustavo Xisto Filho 
TI 
Gestão C1 R$ 3.000,00 10/06/2015 
10 40 
SISInfo Informática desenvolvimento de software 1233 Ana Luiza Belmonte TI A2 R$ 1.500,00 15/08/2014 25 100 
RP100 Marketing Criação depropaganda 655 Isabela Cordeiro Vaz Publicidade C1 R$ 3.000,00 02/02/2013 20 80 
RP100 Marketing Criação depropaganda 4455 Reginaldo Junqueira Lima Publicidade B1 R$ 2.000,00 15/07/2015 15 60 
 
OBS: o campo DataInicio diz respeito à data em que o empregado iniciou o projeto, o campo HorasProj às horas que o empregado cumpre em seu projeto e 
o campo HorasMensal representa a quantidade de horas total que o empregado trabalha por mês (HorasProj*4) 
Essa é a sua oportunidade de mostrar para a empresa que você é um bom projetista de Banco de Dados! Organize essa bagunça e crie o MER mais adequado 
para a situação no brModelo. Crie também as respectivas Tabelas de Registros parao Banco. 
O trabalho pode ser feito em dupla, com consulta ao material, mas sem o auxílio do professor. 
 
57 
ATIVIDADE EXTRA 4º BIMESTRE 
 
Com base em todas as formas normais estudadas, faça o MER com o Dicionário de Dados (lembre-se 
que o DD descreve atributo, descrição, domínio (texto, data, número ou moeda), tamanho e classe do 
atributo para cada entidade) para o Banco de Dados descrito abaixo: 
 
O DETRAN deseja constituir um banco de dados para controlar as infrações ocorridas no estado. Os 
veículos são identificados pela placa e também descritos por chassi, cor predominante, modelo, 
categoria e ano de fabricação. Cada veículo possui um único proprietário, que é identificado por seu 
CPF. Deve-se saber o nome, endereço, bairro, cidade, estado, telefone (vários), sexo, data de 
nascimento e idade. Todo veículo possui um único modelo; por exemplo, GOL MI, GOL 1.8, UNO CS, 
etc. Cada modelo é codificado por um número de 6 dígitos. Similarmente ao modelo, uma categoria 
deve ser atribuída a cada veículo; por exemplo, AUTOMÓVEL, MOTOCICLETA, CAMINHÃO, etc. 
Cada categoria é codificada por um número de 2 dígitos. Existem diversos tipos de infração, AVANÇO 
DE SINAL VERMELHO, PARADA SOBRE A FAIXA DE PEDESTRES, etc, cada uma identificada pelo 
código associado. A cada tipo de infração é associado um valor que deverá ser cobrado na ocorrência 
de infração. Uma infração é identificada pelo veículo infrator, data/hora e tipo de infração. Também é 
importante conhecer o local, velocidade aferida e agente de trânsito. Cada local é descrito pelo código, 
posição geográfica e velocidade permitida; um local é geralmente referenciado por seu código. Um 
agente de trânsito é conhecido através de sua matrícula, sendo também descrito pelo nome, data de 
contratação e tempo de serviço.

Outros materiais