A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
49 pág.
Auxiliar Veterinario - Aula 2

Pré-visualização | Página 1 de 3

AUXILIAR 
VETERINÁRIO
RECAPITULANDO 
Instituto Mix
Gabriela Henckes Weber
Recapitulando
• Quando surgiu a primeira escola de Medicina Veterinária? Em qual 
país?
• Para você, quais são as 10 principais funções de um auxiliar de 
veterinário?
• Quais as informações necessárias na ficha cadastral?
• Para você, quais são 3 principais comportamentos éticos necessários? 
Por que?
AUXILIAR 
VETERINÁRIO
Ética e Legislação
AULA 2
Instituto Mix
Gabriela Henckes Weber
Bioética
• O que é BIO ÉTICA?
• Problematizar questões relacionadas à conduta dos seres humanos
em relação a outros seres humanos
BIOLOGIA
+ 
VALORES MORAIS
Surgimento da bioética
• Segunda metade do século XX
• Desenvolvimento da medicina e ciências →Modificação da vida
humana e promoção do conforto humano, assim como para a
utilização de cobaias vivas
• Campos de concentração nazista
↓
• Evitar técnicas médicas que ferissem os princípios vitais
• Problematizar o que estava oculto na pesquisa científica ou na técnica
médica
Bioética
Os animais têm direitos ou os seres humanos têm deveres?
Bioética
• 1960: animais de estimação não são mais considerados propriedade 
(França)
• 1965: As cinco liberdades dos animais
• 1978: Declaração Universal dos Direitos dos Animais
5 Liberdades dos animais
1 - Livres de fome, sede e desnutrição
2 - Livres de desconforto
3 - Livres de dor, injúria e doença
4 - Livres para expressar um comportamento normal
5 - Livres de medo e estresse negativo
Declaração universal dos direitos dos animais
Direitos
Prevenção 
do 
sofrimento
Deveres
Declaração Universal dos direitos do animais
• Art. 1º - Todos os animais nascem iguais perante a vida e têm os 
mesmos direitos à existência.
• Art. 2º
• 1. Todo o animal tem o direito a ser respeitado.
• 2. O homem, como espécie animal, não pode exterminar os outros animais ou 
explorá-los violando esse direito; tem o dever de pôr os seus conhecimentos 
ao serviço dos animais.
• 3. Todo o animal tem o direito à atenção, aos cuidados e à proteção do 
homem.
• Art. 3º
• 1. Nenhum animal será submetido nem a maus tratos nem a atos cruéis.
• 2. Se for necessário matar um animal, ele deve de ser morto 
instantaneamente, sem dor e de modo a não provocar-lhe angústia.
Declaração Universal dos direitos do animais
• Art. 4º: 
• 1. Todo o animal pertencente a uma espécie selvagem tem o direito de viver 
livre no seu próprio ambiente natural, terrestre, aéreo ou aquático e tem o 
direito de se reproduzir.
• 2. toda a privação de liberdade, mesmo que tenha fins educativos, é contrária a 
este direito.
• Art. 5º
• 1. Todo o animal pertencente a uma espécie que viva tradicionalmente no meio 
ambiente do homem tem o direito de viver e de crescer ao ritmo e nas 
condições de vida e de liberdade que são próprias da sua espécie.
• 2. Toda a modificação deste ritmo ou destas condições que forem impostas 
pelo homem com fins mercantis é contrária a este direito.
Declaração Universal dos direitos do animais
• Art. 6º
• 1. Todo o animal que o homem escolheu para seu companheiro tem direito a
uma duração de vida conforme a sua longevidade natural.
• 2. O abandono de um animal é um ato cruel e degradante.
• Art. 7º: Todo o animal de trabalho tem direito a uma limitação razoável
de duração e de intensidade de trabalho, a uma alimentação
reparadora e ao repouso.
• Art. 8º
• 1. A experimentação animal que implique sofrimento físico ou psicológico é
incompatível com os direitos do animal, quer se trate de uma experiência
médica, científica, comercial ou qualquer que seja a forma de experimentação.
• 2. As técnicas de substituição devem de ser utilizadas e desenvolvidas.
Declaração Universal dos direitos do animais
• Art. 9º: Quando o animal é criado para alimentação, ele deve de ser 
alimentado, alojado, transportado e morto sem que disso resulte para 
ele nem ansiedade nem dor.
• Art. 10º
• 1. Nenhum animal deve de ser explorado para divertimento do homem.
• 2. As exibições de animais e os espetáculos que utilizem animais são 
incompatíveis com a dignidade do animal.
• Art. 11º: Todo o ato que implique a morte de um animal sem 
necessidade é um biocídio, isto é um crime contra a vida.
Declaração Universal dos direitos do animais
• Art. 12º
• 1. Todo o ato que implique a morte de um grande número de animais selvagens é 
um genocídio, isto é, um crime contra a espécie.
• 2. A poluição e a destruição do ambiente natural conduzem ao genocídio.
• Art. 13º
• 1. O animal morto deve de ser tratado com respeito.
• 2. As cenas de violência de que os animais são vítimas devem de ser interditas no 
cinema e na televisão, salvo se elas tiverem por fim demonstrar um atentado aos 
direitos do animal.
• Art. 14º
• 1. Os organismos de proteção e de salvaguarda dos animais devem estar 
presentados a nível governamental.
• 2. Os direitos do animal devem ser defendidos pela lei como os direitos do homem.
Declaração Universal dos direitos do animais
• Art. 12º
• 1. Todo o ato que implique a morte de um grande número de animais selvagens é 
um genocídio, isto é, um crime contra a espécie.
• 2. A poluição e a destruição do ambiente natural conduzem ao genocídio.
• Art. 13º
• 1. O animal morto deve de ser tratado com respeito.
• 2. As cenas de violência de que os animais são vítimas devem de ser interditas no 
cinema e na televisão, salvo se elas tiverem por fim demonstrar um atentado aos 
direitos do animal.
• Art. 14º
• 1. Os organismos de proteção e de salvaguarda dos animais devem estar 
presentados a nível governamental.
• 2. Os direitos do animal devem ser defendidos pela lei como os direitos do homem.
AUXILIAR 
VETERINÁRIO
Guia do RGA
AULA 2
Instituto Mix
Gabriela Henckes Weber
RGA
• Registro Geral Animal – RGA: identificação dos animais.
• Animal carrega com ele um número na coleira
• Tutor recebe uma carteira com os dados do animal
• Criada no Estado de São Paulo em 2001 por conta da superlotação.
RGA
• É obrigatória em alguns estados
• Deve ser realizada com idade de 3 a 6 meses - Recebem ainda a vacina 
contra a raiva.
• Multa de R$20,00
RGA
• Como obter?
• Realizado no Centro de Zoonoses ou em estabelecimento credenciados
• CPF, RG, comprovante de residência e atestado de vacina expedido no
máximo 12 meses antes.
• Transferência de RGA:
• Quando um animal já tem RGA e troca de
tutor, o mesmo deve ir até um
estabelecimento credenciado e atualizar os
dados
• Segunda via:
• O número é único e permanente. Em casos
de perda, um novo número é feito e o
antigo é cancelado.
RGA
• Como obter?
• Realizado no Centro de Zoonoses ou em estabelecimento credenciados
• CPF, RG, comprovante de residência e atestado de vacina expedido no
máximo 12 meses antes.
• Transferência de RGA:
• Quando um animal já tem RGA e troca de
tutor, o mesmo deve ir até um
estabelecimento credenciado e atualizar os
dados
• Segunda via:
• O número é único e permanente. Em casos
de perda, um novo número é feito e o
antigo é cancelado.
LEI DE IDENTIFICAÇÃO ELETRONICA EM 
ANIMAIS – Florianópolis, SC
AUXILIAR 
VETERINÁRIO
Viagens internacionais
AULA 2
Instituto Mix
Gabriela Henckes Weber
EUA
DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:
• Atestado de saúde.
• Comprovante de vacina 
• Identificação eletrônica do animal com microchip implantado sob 
a pele
• Certificado veterinário internacional
• Obtido virtualmente
• De janeiro a novembro de 2019, foram emitidos 7.724 CVIs
• R$ 980,00
Demais países
DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:
• Certificado veterinário internacional
• Obtido manualmente
• Se programe de 10 a 2 dias antes da viagem 
Como obter:
• Preencha o Requerimento de Fiscalização para Animais de Companhia para 
solicitar o Certificado.
• Solicite ao Médico Veterinário a emissão do Atestado de Saúde, atendendo à 
validade e aos requisitos sanitários do país de destino.
• Documentação adicional - vacinas, tratamentos antiparasitários, comprovante 
de microchip, sorologia de raiva), conforme as exigências específicas