apostila
73 pág.

apostila


DisciplinaLogistica Avançada159 materiais1.939 seguidores
Pré-visualização17 páginas
LOGÍSTICA AVANÇADA (SUPPLY CHAIN MANAGEMENT) 1 
 
 
Logística Avançada 
(Supply Chain Management) 
 
 
 
LOGÍSTICA AVANÇADA (SUPPLY CHAIN MANAGEMENT) 2 
Logística Avançada (Supply Chain Management) 
 
 
 
Gestão da Demanda na Cadeia de Suprimentos 
 
Qual é a importância da Previsão da Demanda nas empresas? 
 
Há necessidade de se planejar para cinco ou dez anos no futuro, tanto quanto 
há necessidade de se planejarem os próximos dias ou semanas, embora o grau 
de detalhe seja muito diferente nos dois casos. De uma forma geral, quanto 
maior o período de tempo coberto pelo planejamento, menor a precisão da 
previsão com menor grau de detalhes e maiores os riscos empresariais. 
 
Previsão de Curto Prazo \u2013 Esta previsão tem uma abrangência de tempo de 
até um ano, mas geralmente é menor do que três meses. É utilizada para 
planejamento de compras, programação de tarefas, níveis de força de trabalho, 
alocação de tarefas e níveis de produção. 
 
Previsão de Médio Prazo \u2013 Uma previsão de médio prazo ou intermediária, 
geralmente se estende de 3 meses a 3 anos. É útil para planejamento de vendas, 
planejamento e orçamento de produção, orçamento financeiro e análise de 
diversos planos operacionais. 
 
Previsão de Longo Prazo \u2013 Estende-se geralmente por três anos ou mais e 
são utilizadas para: tipos de produtos ou serviços a serem oferecidos daqui a 
dois, três ou dez anos; evolução da tecnologia nos próximos anos; necessidade 
de investimentos futuros; adoção de novos processos e tecnologias; ampliação 
ou construção de novas instalações; contratações futuras de pessoal para 
treinamento; necessidades de matérias-primas e desenvolvimento de novas 
 
 
LOGÍSTICA AVANÇADA (SUPPLY CHAIN MANAGEMENT) 3 
alternativas. 
 
As previsões empresariais envolvem mais do que prever a demanda, seja no 
curto, médio ou longo prazos. As previsões são também utilizadas para se fazer 
estimativas econômicas e financeiras nos prazos correspondentes, como capital 
de giro, fluxo de caixa, estimativas de lucros, receitas, custos, níveis de 
produtividade, de preços, uso de energia e políticas de compras e assim por 
diante. 
 
Impacto da previsão da demanda numa cadeia de suprimentos 
 
Uma empresa precisa identificar os segmentos de cliente que a cadeia de 
suprimentos de cliente atende. Os clientes podem ser agrupados por 
semelhanças nos requisitos de serviços, volume de demanda, frequência de 
pedidos, volatilidade da demanda, sazonalidade e assim por diante. Em geral, as 
empresas podem ter diferentes métodos de previsão para diferentes segmentos. 
Um conhecimento claro dos segmentos de cliente facilita uma técnica precisa e 
simplificada para a previsão. 
 
No lado da demanda, a empresa precisa verificar se está crescendo, diminuindo 
ou tendo outro comportamento. No lado da oferta, a empresa precisa considerar 
as fontes de suprimentos disponíveis para definir o nível da demanda desejada. 
 
Devemos lembrar que a gestão da Cadeia de Suprimentos leva em consideração 
todas as instalações que têm impacto nos custos e desempenham um papel na 
produção de um produto de acordo com as exigências do cliente, desde as 
instalações do fornecedor e do fabricante, passando pelos depósitos e centros de 
distribuição, transportes, até os intermediários, varejistas ou lojistas. 
Outro objetivo também relevante é ser eficiente e eficaz em relação aos custos 
ao longo de todo o sistema. Esses custos, do transporte e da distribuição aos 
 
 
LOGÍSTICA AVANÇADA (SUPPLY CHAIN MANAGEMENT) 4 
estoques de matérias-primas, de estoques em processo e de produtos acabados, 
devem ser minimizados. 
 
Desta maneira, a ênfase está em buscar uma abordagem sistêmica para a gestão 
da Cadeia de Suprimentos. 
 
Na prática, quais as causas? ... vamos conhecer o Efeito Chicote? 
 
Devido ao crescimento da Logística no ambiente de negócios, ela atualmente 
exerce forte influência sobre o desempenho financeiro das empresas. Um dos 
grandes desafios que a Logística enfrenta é a variação entre a produção e a 
demanda. Principalmente a diferença de tempo entre consumo no ponto de 
venda e a chegada dessa informação ao fornecedor, que provoca uma elevada 
variação nas estimativas do fornecedor. A incerteza traz uma elevação de 
estoques no fornecedor. Assim, a demanda vista pelo atacadista consiste nos 
pedidos feitos pelos varejistas. Para os distribuidores, a demanda consiste nos 
pedidos dos atacadistas e assim por diante cadeia acima. 
 
Em suas pesquisas, as empresas têm constatado grandes desvios nas 
informações sobre a demanda que se propaga e cresce na medida em que se 
afasta do consumidor, ou seja, os pedidos para os membros acima da cadeia de 
suprimentos demonstram uma distorção maior que aqueles próximos aos pontos 
de venda. 
 
Essas variações da demanda causam variações na cadeia logística, com excesso 
de produção e dos estoques que se tornam desnecessários, 
superdimensionamento das capacidades de instalações e transportes, com 
aumento nos custos totais logísticos. 
 
Isto ficou denominado como Efeito Chicote, conforme estamos demonstrando na 
figura a seguir: 
 
 
LOGÍSTICA AVANÇADA (SUPPLY CHAIN MANAGEMENT) 5 
 
 
Dentro de uma visão individual, de cada membro, existem as principais 
causas: 
 
Decisões Isoladas \u2013 Isto tem como base as consequências das decisões 
individuais ao longo de toda a cadeia. Por exemplo, quando cada empresa 
observa uma ameaça de falta de estoques decorrente de variações da demanda 
no curto prazo, aumenta os estoques de segurança, com uma série de pedidos 
aos seus fornecedores. 
 
Promoções de Vendas - Na prática, existem conflitos frequentes entre 
Maketing, Finanças e Logística quanto à disponibilidade de produtos. Isto gera 
desbalanceamentos devido à tomada de decisões funcionais inadequadas, com 
decisões sobre estoques e capacidades em excesso, dentro de uma visão isolada 
dos membros funcionais. 
 
Antecipação da Demanda \u2013 Isto ocorre quanto as empresas realizam compras 
de produtos acabados ou suprimentos antes da demanda acontecer. 
Efe ito Chicote , Forres te r ou M ultiplicador da Dem anda
1 2 3 4 5 6
Pe r ío d o
Pr
od
uç
ão
f o r n e c e d o r f a b r ic a n te a ta c a d is ta
v a r e jis ta d e m a n d a
 
 
LOGÍSTICA AVANÇADA (SUPPLY CHAIN MANAGEMENT) 6 
Oportunidades de preços estimulam promoções especiais, oferecendo descontos 
de preços ou quantidades para os membros da cadeia de suprimentos, criando 
variabilidade na cadeia. 
 
Extensão do Lead Time \u2013 A extensão do Lead Time pode influenciar 
significativamente o Efeito Chicote ao longo de toda a cadeia de suprimentos. 
Cada elo da cadeia tem uma visão da demanda de mercado real e não 
compartilha com os demais parceiros, gerando a variabilidade na demanda real. 
 
Conhecimento da Demanda Final \u2013 Os membros da cadeia têm demonstrado 
que um caminho para eliminar o Efeito Chicote consiste em conhecer a demanda 
real do cliente final, eliminando o grau de incerteza que ocorre em toda a cadeia 
de suprimentos. Cada elo deve utilizar os mesmos dados da demanda, atuando 
como parceiros. 
 
Vamos conhecer os métodos tradicionais de previsão da demanda? 
 
Primeiramente vamos conhecer os quantitativos 
 
Quantitativos \u2013 São aqueles que utilizam modelos matemáticos e estatísticos 
para obter os valores previstos. Exigem informações quantitativas preliminares. 
Os principais métodos se dividem em: 
 
a) Métodos Causais \u2013 A demanda de um item ou conjunto de itens é 
relacionada a uma ou mais variáveis internas ou externas à empresa. 
Essas variáveis