A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Audição

Pré-visualização | Página 1 de 1

Audição 
1. Materiais: fones de ouvido aparelham para 
reprodução de som e um texto escrito. 
Peça para uma pessoa colocar os fones de ouvido, 
ligue uma música com volume bem fraco e peça para 
ela começar a leitura do texto em voz alta. À medida 
que ela lê, vá progressivamente aumentando o volume 
e observe o que acontece com o volume da voz dela. 
Aproveite que você está com o aparelho de som e faça 
outra experiência. Grave a pessoa lendo o texto em voz 
alta, e depois, faça a reprodução da gravação. 
Pergunte para a pessoa se ela se escutou da mesma 
forma que ela se escuta quando fala, ou se foi 
diferente. 
Pergunta 1. O que você observou na voz da 
pessoa durante a leitura à medida que aumentava o 
volume? Qual a importância desse fenômeno? E 
sobre a voz ouvida no gravador? É igual à voz que 
ouvimos quando falamos? Por quê? 
 À medida que o volume do som 
aumentava nos fones de ouvido, a voz da 
pessoa com fones de ouvido também 
aumentava. Igualmente, se diminuía o 
volume do som, a pessoa também 
diminuía o tom de voz. Esse tipo de 
relatos também acontece em lugares 
muito barulhentos: para podermos-nos 
comunicar aumentamos o tom de voz 
para que as pessoas possam nos escutar 
 A voz escutada no gravador parece ser 
extremamente diferente do que temos 
como percepção. 
 Isso acontece porque quando falamos 
nós temos os dois tipos de condução; 
tanto a óssea como a área. A condução 
da área é um pouco distinta já que o 
ângulo dos ouvidos não é reto, há o 
desvio criado pela cartilagem da orelha. 
Nós acreditamos que as outras pessoas 
nos escutam quase da mesma maneira 
que agravação reproduz, porém, com 
mais claridade e nitidez pelo fato de que 
a gravação faz interferência com o som. 
2. Peça para uma pessoa colocar uma venda nos olhos. 
Sem fazer movimentos bruscos, que permitam à 
pessoa saber onde você está, instrua a pessoa a dizer 
de onde vêm os sons e faça sons curtos (um estalo, um 
assobio, uma palma) em diferentes posições, tanto 
lateralmente quanto verticalmente. 
Pergunta 2. Quais sons ela identificou mais 
facilmente? Quais foram mais difíceis de saber a 
origem? Qual a explicação para esses 
fenômenos? 
 Na maioria de casos as pessoas 
que participaram do teste não 
conseguiam distinguir o som que 
proveniente de posterior inferior, e 
apontavam para frente, isso 
acontece pela deslocalização da 
condução de ar, além de que nós 
como humanos usamos o giro de 
nossa cabeça para localizar e ter 
uma melhor acuidade auditiva e 
neste caso eles não houve a 
modificação da posição da 
cabeça. Existe um processo 
chamado de ‘ head related 
transfer function’ que nos permite 
reconhecer de onde vem o som 
em um espaço 3D, esse processo 
está em funcionamento porque 
nossa percepção é Bin aural que 
significa que nós usamos os dois 
órgãos da audição que estão 
separados simetricamente; por 
isso quando o som é mais 
unilateral a frequências que um 
ouvido vai ter é diferente do outro 
no qual usaremos um mecanismo 
chamado de monaural. Assim 
prosseguiremos a detectar o 
plano (horizontal ou vertical), com 
variação da intensidade e da 
distância.