A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Trabalho Sintaxe II

Pré-visualização | Página 1 de 1

SINTAXE DO PORTUGUÊS II 
PROPOSTA DE PRÁTICA CURRICULAR
COLOCAÇÃO PRONOMINAL NO PORTUGUÊS BRASILEIRO: PRESCRIÇÃO E USO
Tutor/Professor: Lana Mara Rodrigues Rego Varizo Tavares
Aluno: Thiago Correa de Souza
Matrícula: 201902748239
Curso: Letras Língua Portuguesa 
Campo Grande - MS
2020
NORMA CULTA X POPULAR
A norma culta é o conjunto de regras e padrões linguísticos usados por falantes com alto nível de escolaridade. Considerada a variedade linguística de maior prestígio, é utilizada em documentos oficiais, artigos científicos, trabalhos acadêmicos, documento jurídicos,
Exemplo: “Nós assistimos ao jogo de futebol juntos”. “Levante-se e vamos embora”.
· Está (e não tá);
· Para (e não pra);
· Você (e não cê).
Norma Popular é a forma de se escrever ou falar que não leva em conta a Ortografia Oficial, existe várias ´´normas populares `` cada grupo social define por interação, os termos é a forma aceitável naquela sociedade 
Exemplo: no centro da cidade, no interior, na região rural, entre as pessoas mais jovens, entre as crianças, entre as pessoas mais velhas,
PRESCRITIVO
A gramática prescritiva refere-se às regras e regulamentos rígidos da gramática. É uma abordagem puritana de uma linguagem. A abordagem do livro escolar a um idioma é de natureza puramente prescritiva. Ele tenta ensinar como você deve falar e escrever o idioma. Professores e editores são mais propensos a seguir a abordagem prescritiva.
DESCRITIVO
A abordagem descritiva, por outro lado, leva em consideração a maneira como uma língua é entendida e usada pelas pessoas. É uma abordagem mais prática. Os escritores seguem principalmente a abordagem descritiva.
LINGUA FALADA X LINGUA ESCRITA
A língua falada é mais espontânea, abrange a comunicação linguística em toda sua totalidade. Além disso, é acompanhada pelo tom de voz, algumas vezes por mímicas, incluindo-se fisionomias. A língua escrita não é apenas a representação da língua falada, mas sim um sistema mais disciplinado e rígido, uma vez que não conta com o jogo fisionômico, as mímicas e o tom de voz do falante.
No Brasil temos muita regionalidade, é possível notar a diferença do português falado por um habitante da região nordeste e outro da região sudeste do Brasil. Dentro de uma mesma região, também há variações no uso da língua. No estado do Rio Grande do Sul, por exemplo, há diferenças entre a língua utilizada por um cidadão que vive na capital e aquela utilizada por um cidadão do interior do estado e assim tambem em outros estados.
REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS
AZEREDO, José Carlos. Fundamentos da gramática do português. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2002.
https://www.soportugues.com.br/

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.