Buscar

Questionário Unidade I

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Pergunta 1
a. A distribuição racial nas diversas regiões brasileiras se dá de maneira desigual, concentrando-se pretos e pardos nas regiões mais pobres do país.
b. Nas regiões Norte e Nordeste os brancos estão em minoria, com 23,6% e 28,8%, respectivamente.
c. A região Nordeste é a que apresenta o maior número de pretos e a região Sul o menor número de pardos em relação ao restante do país.
d. As diferenças regionais apresentadas no gráfico não mostram relação com a condição social e econômica dos afrodescendentes no Brasil.
e. Pode-se afirmar que a região Centro-Oeste é a mais próxima da média da população brasileira no quesito distribuição racial.
Pergunta 2
(Adaptado do Enem) Cada um dos argumentos a seguir nos mostra a perspectiva daqueles que são a favor das cotas para negros nas universidades brasileiras. Assinale a única alternativa que é discordante desta opinião.
a. Na luta por ações afirmativas e pelo Estatuto da Igualdade Racial, defende-se muito mais do que o aumento de vagas para o trabalho e o ensino; defende-se um projeto político contra a opressão e a favor do respeito às diferenças.
b. O acesso à universidade deve basear-se em um único critério: o de mérito. Não sendo assim, a qualidade acadêmica pode ficar ameaçada por alunos despreparados. Nesse sentido, a principal luta é a de reivindicar propostas que incluam maiores investimentos na Educação Básica.
c. A cota não tira direitos, mas rediscute a distribuição dos bens escassos da nação até que a distribuição igualitária dos serviços públicos seja alcançada.
d. A utilização das expressões raça e racismo pelos que defendem o sistema de cotas está relacionada ao entendimento informal e nunca ao purismo biológico; trata-se de um conceito político aplicado ao processo social construído sobre diferenças humanas e, portanto, um construto em que grupos sociais se identificam e são identificados.
e. As universidades públicas no Brasil sempre operaram em um velado sistema de cotas para brancos afortunados, visto que a metodologia dos vestibulares acaba por beneficiar os alunos egressos das escolas particulares e dos cursinhos caros.
Pergunta 3
Ao ter consciência crítica das relações étnico-raciais no Brasil e suas implicações no contexto escolar, o professor conseguirá:
a. Interpretar e compreender as formas de discriminação no cotidiano escolar.
b. Avaliar as situações de conflitos interétnicos.
c. Construir uma prática pedagógica para a promoção da igualdade racial na escola.
d. Elaborar uma prática pedagógica para a promoção da igualdade racial na comunidade.
e. Todas as alternativas estão corretas.
Pergunta 4
As afirmações a seguir apresentam definições adequadas para o termo etnia, exceto:
a. As relações sociais entre sujeitos que consideram ter uma origem comum em contraste com grupos diferentes dentro de uma sociedade abrangente.
b. Um grupo possuidor de algum grau de coerência e solidariedade, composto por pessoas conscientes, pelo menos em forma latente, de terem origens e interesses comuns.
c. Carrega conteúdos significativos, definidos pelo sujeito a partir de suas experiências subjetivas, ou seja, suas práticas cotidianas.
d. A atribuição étnica pode ser endógena, que parte do próprio sujeito, ou exógena, quando é atribuída por outros grupos.
e. Agrupamento de pessoas ou de um setor da população com aspectos físicos comuns.
Pergunta 5
Com relação à abordagem do termo raça sob uma perspectiva política, podemos dizer que:
a. Se trata do uso que a comunidade afrodescendente faz desse termo na luta por seus direitos e contra toda forma de discriminação e racismo.
b. Diz respeito aos aspectos físicos, à aparência exterior herdada e transmitida hereditariamente pelos grupos sociais.
c. Diz respeito às cotas separadas para os afrodescendentes a partir da aprovação do Estatuto da Igualdade Racial no Brasil.
d. Segundo o que estudamos em nossa disciplina, não podemos utilizar o termo raça em hipótese alguma, pois raças humanas não existem.
e. Quando utilizamos o termo raça, estamos sendo racistas.
Pergunta 6
Entre as bases legais para o estudo das relações étnico-raciais na formação de professores, assim como no contexto curricular das escolas da educação básica, estão:
I. Lei 10.639/03, que inclui no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “história e cultura afro-brasileira”.
II. Lei 11.645/08, que inclui no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “história e cultura afro-brasileira e indígena”.
III. Estatuto da Criança e do Adolescente, Lei 8069/90, que determina, a exemplo da LDB 9394/96, gestão democrática nos estabelecimentos de ensino oficiais.
IV. Declaração de Salamanca, que orienta para um trabalho efetivo de inclusão no processo educacional.
Está correto o que se afirma:
a. Nas afirmativas I e II.
b. Na afirmativa III.
c. Somente na afirmativa II, tendo em vista que a cultura indígena também é contemplada nos estudos interétnicos.
d. Somente na afirmativa IV, tendo em vista que os negros e índios compreendem um grupo étnico menor.
e. Nas afirmativas I, II, III e IV.
Pergunta 7
O ano de 2011 foi definido como Ano Internacional dos Afrodescendentes pela Organização das Nações Unidas (ONU). Qual foi considerada uma das principais intenções para esse lançamento, segundo o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, em opinião amplamente divulgada pela grande mídia?
a. Desconstruir o mito da democracia racial no Brasil.
b. Despertar, na comunidade internacional, o interesse em ampliar os direitos fundamentais dos afrodescendentes.
c. Combater toda forma de apartheid nos países africanos.
d. Promover um debate entre os países desenvolvidos sobre as diversas formas de racismo presentes nas relações sociais.
e. Fazer um levantamento estatístico em âmbito mundial sobre a condição social e econômica dos afrodescendentes.
Pergunta 8
O livro “Casa grande e senzala”, de Gilberto Freire, proporcionou um novo entendimento do processo de miscigenação no Brasil, desenvolvendo o conceito do mito da democracia racial, no qual:
a. A miscigenação toma contornos positivos, com ênfase nas qualidades do povo brasileiro.
b. É confirmado o pensamento eugenista de que a miscigenação tornou o Brasil um país sem possibilidade de progresso.
c. A segregação seria uma política pública adequada para um país miscigenado.
d. A democracia política e social garantiria a promoção da igualdade racial.
e. Negros e brancos teriam os mesmos direitos sociais, sendo excluídos os índios pela especificidade de articulação desta população.
Pergunta 9
O racismo científico defendia a existência de diferentes raças e a supremacia de uma raça sobre a outra. Essa corrente teve suas bases teóricas no:
a. Positivismo: que justificava a organização social a partir das diferenças de “raças”.
b. Grupo eugenista, contrário à miscigenação, alegava ser a união das “raças” um mal social que impedia o progresso da sociedade.
c. Capitalismo: investimento no livre comércio e na competitividade de mercado.
d. Estão corretas as alternativas “a” e “b”.
e. Somente a alternativa “c” está correta, pois a competitividade burguesa criou a exploração da mão de obra dos menos favorecidos.
Pergunta 10
Todas as afirmações a seguir apresentam justificativas que explicam por que o termo “raça” não pode ser compreendido segundo uma perspectiva biológica, exceto:
a. Segundo os estudos mais recentes da genética, não existem raças, somos uma única raça humana.
b. A explicação dada pela Biologia para o termo “raça” faz parte das concepções construídas pelo chamado “racismo científico” durante o século XIX.
c. Não se pode atribuir características determinadas pela natureza a aspectos que são resultados de um processo cultural.
d. Todas as raças humanas devem ser respeitadas e merecem tratamento específico da lei.
e. A perspectiva racialista pressupõe uma hierarquização entre as diferentes raças, o que é inconcebível para qualquer área do conhecimento.

Continue navegando

Outros materiais