A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
RESUMO SOCORROS E URGENCIAS

Pré-visualização | Página 2 de 2

frio;
· Obeservar a respiração, frequencia cardíaca e nivel de consciência;
· Preparar-se para reanimação;
· Não deixar a vítima se mover, beber ou se alimentar;
· Manter a vítima calma. 
TRANSPORTE DE ACIDENTADOS
PRIMEIROS SOCORROS – primeiras medidas a serem tomadas no local do acidente até a chegada de um profissional. 
SOCORRISMO – utilização de um conjunto de técnicas e saberes em benefícios do individuo e da comunidade. 
PRINCÍPIOS GERAIS DO SOCORRISMO
PREVENIR 
ALERTAR
SOCORRER
Como sinalizar os locais e como devemos realizar a segurança:
· Estacionar o veículo fora da pista e ligar o pisca alerta;
· Colocar imediatamente um colete refletor;
· Sinalizar o local do acidente, a uma distância visível, colocar um triângulo refletor perpendicularmente à faixa de rodagem, a uma distância de 30 metros do veículo;
· Focos de incêndio – tentar combatê-lo com estintor ou com areia ou terra, nunca apagar com agua, deve-se também ter atenção ao estado vo veículo.
· Traslado dos acidentados – ponto principal para se iniciar os primeiros socorros, se for mal realizado pode causar lesões irrepáraveis ás vítimas
Transporte Efetivo:
· Realizar os principios básicos de segurança;
· Saber todas as regras e técnicas para transporte da vítima (acordada, desacordada ou sem poder caminhar);
· Ser cauteloso com o tipo de lesão da vítima;
· Dar suporte necessário; 
· Ter cuidado no resgate de afogamentos, choques elétricos, substâncias toxícas ou gases inflamáveis, lembrar que sua segurança é o principal.
Transporte:
· Verificar os sinais vitais;
· Se houver extravasamento se sangue, conter rapidamente;
· Lesões de membros inferiores deverão ser imobilizados;
· Cuide para a vítima não entrar em choque;
· Em caso de trauma de coluna cervical, não se deve mover a vítima sem orientação médica (a menos em risco iminente);
· Tranquilizar a vítima; 
É Indicado o Transporte:Acidente de Automóvel:
· Proteger e manter firmes a cabeça e o tronco da vítima, em local confortavel;
· Dirigir evitando freadas bruscas, buracos ou lombadas;
· Nunca execer a velocidade permitida e usar cinto de segurança;
· Vítima inconsciente;
· Desequilíbrio do organismo (choque);
· Queimadura extensa;
· Hemorragia abundante;
· Choque;
· Envenenamento;
· Picada de animal venenoso;
· Lesões nos ossos largos;
· Descolamento de ossos, lesões nas articulações;
· Somente se houver risco imediato de morte para vítima ou socorrista.
2 SOCORRISTAS
Essenciais para transporte de vítimas de afogamento, envenenamento ou asfixia;
Não é recomendada em casos de lesões graves (movimentação deve ser “em bloco”)
FERIMENTOS
LESÕES
Entorse:
· Leões causadas por traumas;IMPORTANTE
· A imobilização diminui a dor e o sangramento;
· Evita que as fraturas fechadas tornem-se expostas;
· Evita lesoes adicionais às fraturas vizinhas ao foco da fratura;
· Imobilização não é torniquete (so profissionais da area as saude podem fazer torniquete);
· Região articular;
· Lesão dos ligamentos; 
Sintomas:
· Dor contínua e localizada, variando de suave à intensa;
· Edema; 
· Equimose;
· Impossibilidade de movimentar.
· Limita-se à aplicação de bolsa de gelo ou compressas frias no local afetado e à imobilização da articulação, preparando o acidentado para o transporte.
Luxação:
· Lesões em que ocorre a perda da articulação normal;
· Deformidade evidente do formato normal da articulação;
· É o deslocamento de um ou mais ossos para fora da sua posição normal na articulação; 
Sintomas:
· Edema;
· Dores intensas;
· Impossibilidade de movimentar;
· Limita-se à aplicação de bolsa de gelo ou compressas frias no local afetado e à imobilização da articulação, preparando o acidentado para o transporte.
Fratura:
· É a ruptura total ou parcial de um osso, com ou sem desvio dos fragmentos;
· Fechadas: não há rompimento da pele, ficando o osso no interior do corpo.
· Expostas: há rompimento da pele, simultameamente hemorragia externa, risco iminente de infecção.
Sintomas:
· Dor, geralmente forte;
· Impossibilidade de fazer movimentos;
· Deformidade;
· Aumento de volume e descoloração, pode ocorrer imediatamente se houver sangramento excessivo ou pode ocorrer mais tardiamente;
· Crepitação, pode ser sentida durante o exame da vítima, as extremidades do osso atritam entre si traduzindo-se como som de crepitação;
· Não mover o paciente antes de conhecer a lesão;
· Não lhe permitir levantar-se ou sentar-se;
· Não lhe dar álcool ou estimulantes;
· Não remover a vítima, sem uma prévia imobilização;
· Caso não possa fazer a imobilização, cubra e aqueça a vítima;
· Em caso de hemorragias, faça compressão sobre o sangramento com pano limpo;
· Imobilize todas as fraturas, usando talas improvisadas;
· Chame a ambulância ou remova imediatamente para o ambulatório de acidentados;
Queimaduras:
· São lesoes causadas pelos tecidos cutâneos, provocados pela ação direta ou indireta de alta temperatura;
· Físicas: vapor, objetos aquecidos, agua quente, chamas.
· Deitar a vitima;
· Colocar a cabeça e o torax em plano inferior ao restante co corpo;
· Não aplicar unguentos, graxas ou outras substancias;
· Colocar um pano limpo sobre a área queimada;
· Chamar a ambulância ou remover imediatamente para o ambulatorio de acidentados.
· Eletricidade: corretnte elétrica, raios.
· Radiação: sol, aparelhos de raio x, raios ultravioletas.
· Químicas: acidos, bases, álcool, gasolina.
· Lavar a queimadura lentamente em grande quantidade de agua;
· Remover a roupa da vítima com agua;
· Não aplicar unguentos, graxa ou outras substâncias;
· Cobrir com gaze ou pano limpo;
· Procurar imediatamente o ambulatório de acidentados;
· Não tocar as areas queimadas;
· Não furar as bolhas;
· Não retirar corpos estranhos das lesões;
· Biológicos: animais (agua viva, medusa).
· Biológicos Vegetais: plantas (latex).
Profundidade: 
1º GRAU
· Não sangra, geralemnte seca;IMPORTANTE
· Afastar a vitima do agente causador;
· Se a vitima estiver em chamas envolve-la em um cobertor;
· Resfriar a area com agua;
· Retirar adornos da vitima;
· Retirar roupas;
· Oferecer muita agua;
· Rosa e toda inervada;
· Não passa da epiderme;
· Queimadura de sol;
· Hiperemia (vermelhidão);
· Dolorosa;
2º GRAU
· Atinge a derme;
· Úmida;
· Presença de bolhas;
· Rosa, vermelhidão;
· Dolorosa; 
· Cura espontânea mais lenta; 
3º GRAU
· Atingue todos os apêndices da pele;
· Ossos, musculos, nervos e vasos;
· Muita ou nenhuma dor;
· Úmida;
· Cor branca, amarela ou marrom;
· Queimadura nos olhos – lavar os olhos com agua abundante ou soro fisiologico, vedar os olhos com gaze ou oano limpo, levar ao medico imediatamente.