A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
Seminario de tanatologia

Pré-visualização | Página 1 de 1

Cuidados Paliativos Neonatais e Pediátricos
Bruno Eduardo de Souza Almeida
Elisiane Raimundo da Silva
Graziela Maria Lima da Silva
Joyce Menezes de Lima
Letícia Moreira Bonfa
Luise da Silva Guimarães
Mariana Lupatini Miranda
Tópicos
Introdução
Relevância
Conceitos
Conclusão
Perguntas
Referências
Pontos abordados
O que o Enfermeiro tem a ver com esse tema no mercado de trabalho
Pontos relevantes
Contribuição do estudo do tema para o aluno
01
02
03
07
04
06
05
10
08
09
Os cuidados paliativos neonatais é assegurar a melhora da qualidade de vida aos pacientes e suas famílias por meio de medidas fundamentais como alívio dos sintomas físicos e apoio psicológico, social, espiritual do paciente e da família. 
Introdução
O processo de cuidar nem sempre tem como objetivo a cura, entretanto deve ser realizado da melhor forma atendendo as necessidades dos pacientes e dando o suporte necessário que os pais dos mesmos precisam. Estes cuidados não têm objetivo curativo, nem buscam retardar ou apressar a morte do doente, seu enfoque é a melhora da qualidade de vida através da prevenção e alívio do sofrimento pela identificação e controle da dor e outros problemas físicos, psicossociais e espirituais. Trata-se, portanto, da terapêutica prestada ao paciente e à sua família, quando se reconhece que a cura deixa de ser o objetivo principal do cuidado. 
Relevância
Na pediatria, os cuidados paliativos referem-se aos serviços de prevenção, identificação e tratamento de crianças portadoras de doenças crônicas, progressivas e avançadas, bem como aos serviços prestados aos familiares e equipes de atendimento.
Conceito
Pontos Relevantes
Qualidade do processo de morte no quesito de acompanhamento da família no processo de luto.
A conduta dos profissionais para auxiliar os neonatais e as famílias nesse momento difícil.
A compreensão da morte sendo integrada nos cuidados de saúde.
O processo de luto dos familiares.
Pontos Abordados
A importância da qualificação do profissional de enfermagem.
A experiencia do enfermeiro e como lidar com o sofrimento e a frustação da morte de um recém-nascido.
O profissional de enfermagem tem um papel importante nos cuidados paliativos, através da avaliação, identificação e gestão das necessidades físicas, sociais, psicológicas, espirituais e culturais, no entanto vivenciar a doença e a morte de um bebê é um processo complexo.
No mercado de trabalho o profissional muitas vezes vai precisar equilibra-se entre o que ele gostaria de fazer e o que é possível fazer
Oque o enfermeiro tem a ver com esse tema no mercado de trabalho
O estudo do tema contribuiu para sensibilizar, humanizar e refletir sobre esse assunto para que possamos contribuir na implementação de CPN e pediátricos prestando suporte para os familiares, e também para as crianças que necessitam de respeito e empatia na situação em todo o processo.
Como o estudo do tema contribuiu para nós alunos
E como futuros enfermeiros temos um papel importante nos cuidados paliativos, através da avaliação, identificação e gestão das necessidades físicas, sociais psicológicas, espirituais e culturais de grande importância para todos os envolvidos, não só o paciente mas também seus familiares. 
Como o estudo do tema contribuiu para nós alunos
Concluímos que os CPN e pediátricos ainda tem um longo caminho a ser percorrido, pois muitos profissionais da saúde não se sentem a vontade de falar e prestar serviços em cuidados paliativos gerando conflitos e divergências em sua atuação.
Evidenciam dificuldade na implementação de CPN por não haver protocolos de atuação, introdução nas sociedades cientificas, atuação interdisciplinar e multiprofissional com os familiares, deixando a desejar na prestação dos serviços.
Conclusão
Perguntas
Referencias
Alves, Ana & França, Maria & Melo, Anna. (2018). Entre o nascer e o morrer: cuidados paliativos na experiência dos profissionais de saúde. Revista Brasileira em Promoção da Saúde. 31. 1-10. 10.5020/18061230.2018.6712.
Oliveira, Graça & Gouveia, Raquel & Roldão, Graça. (2020). CUIDADOS PALIATIVOS PERI E NEONATAIS “O CAMINHO MENOS PERCORRIDO”. 10.13140/RG.2.2.30244.83840. TÍTULO: CUIDADOS PALIATIVOS PERI E NEONATAIS “O CAMINHO MENOS PERCORRIDO”AUTORES: Graça Roldão (Enfermeira Especialista SIP), Raquel Gouveia, Graça Oliveira 
Referencias
Santana VTS, Gonçalves CRL, Santos EST, Kawano PET, Costa PHLS, Lebrão CW, et al. Indicação de cuidados paliativos neonatais: necessidade de uma diretriz?. Resid Pediatr. 2019;9(3):275-283 DOI: 10.25060/residpediatr-2019.v9n3-14
SILVA, Ernestina Maria Batoca; SILVA, Maria José Machado; SILVA, Daniel Marques. Perception of health professionals about neonatal palliative care. Rev. Bras. Enferm., Brasília , v. 72, n. 6, p. 1707-1714, Dec. 2019. Availablefrom<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S003471672019000601707&lng=en&nrm=iso>. access on 18 Sept. 2020. Epub Oct 21, 2019. http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0842