A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Exercícios Amostragem (1)

Pré-visualização | Página 1 de 2

EXERCÍCIOS AMOSTRAGEM
	Universidade Federal do Espírito Santo
	Campus: Goiabeiras
	Curso: Ciências Contábeis
	Departamento Responsável: Departamento de Ciências Contábeis (DCC)
	Docente Responsável: Rodrigo Simonassi Scalzer
1. A auditoria se baseia em testes seletivos e amostragem, mais do que em exame pormenorizado de todas as transações. Para que o auditor se apoie em testes, deve haver evidência de que os itens neles incluídos são representativos da população de itens analisados, ocorridos no exercício e apresentados nas demonstrações contábeis. 
Explique como os controles internos podem influir na decisão do auditor na seleção dos itens a serem auditados.
O controle interno permite que a empresa se mantenha orientada para seus objetivos, e deveser
utilizado como uma ferramenta, gerando informações confiáveis nas tomadas de decisões e, também, na análise da eficácia dos procedimentos, ou seja serve como uma base para aplicação de testes. Com esse acompanhamento interno que a empresa deve fazer o auditor consegue identificar as deficiencias que a empresa possui quando se trata de controle e assim decidir em quais itens irá pliacar os testes de auditoria.
QUESTÕES OBJETIVAS
Para as questões abaixo, assinale a opção correta e justifique por extenso logo abaixo:
2. Segundo o Conselho Federal de Contabilidade, na determinação da amostra para auditoria externa, devem ser considerados, no mínimo:
( ) a. tamanho da amostra, erro tolerável, tamanho da empresa e inadimplência;
( ) b. risco de amostragem, erro intolerável, erro esperado e manipulação;
( ) c. erro inesperado, risco de amostragem, tamanho da amostra e valores;
(x) d. estratificação da amostra, tamanho da amostra, erro tolerável e erro esperado.
3. A técnica de amostragem a ser utilizada quando uma determinada conta contábil apresenta grandes valores diversificados e pequenos valores com pouca variabilidade é:
( ) a. amostragem por conglomerado;
( ) b. amostragem aleatória;
(X) c. amostragem por estratificação;
( ) d. amostragem por julgamento.
4. As afirmativas a seguir dizem respeito a determinações da amostra para efeito de aplicação
dos testes de auditoria. Assinale a afirmativa INCORRETA:
( ) a. A amostragem é a utilização de um processo para obtenção de dados aplicáveis a um conjunto, denominado universo ou população, por meio do exame de uma parte deste conjunto denominada amostra.
( ) b. A estratificação é o processo de dividir uma população em subpopulações, cada qual contendo um grupo de unidades de amostragem com características homogêneas ou similares.
( ) c. Ao determinar o tamanho da amostragem, o auditor deve considerar o risco de amostragem, bem como os erros toleráveis e os esperados.
(x) d. Risco de superavaliação da confiabilidade é o risco de que, embora o resultado da aplicação de procedimentos de auditoria sobre a amostra não seja satisfatório, o restante da população possua menor nível de erro do que aquele detectado na amostra.
5. A amostragem de auditoria é a aplicação de procedimentos de auditoria com base em testes. Ainda com relação à amostragem de auditoria, podemos dizer que:
( ) a. a amostragem é uma técnica apropriada apenas para os testes substantivos;
( ) b. o auditor independente deverá trabalhar com método estatístico na execução de seus trabalhos;
(x) c. ao adotar um método estatístico ou não estatístico, o auditor independente deve projetar e selecionar uma amostra de auditoria, aplicar a essa amostra procedimentos de auditoria e avaliar os resultados;
( ) d. numa primeira auditoria, é preferível o uso de amostragem não estatística, considerando a experiência do auditor independente, pois os resultados serão mais confiáveis.
6. A amostragem é a utilização de um processo para obtenção de dados aplicáveis a um conjunto, denominado universo ou população, por meio do exame de uma parte deste conjunto denominado amostra. Analise as informações a seguir e indique qual é a alternativa INCORRETA:
( ) a. No planejamento da amostra de auditoria, o auditor deve considerar os objetivos específicos a serem atingidos e os procedimentos de auditoria que têm maior probabilidade
de atingir esses objetivos.
( ) b. A amostragem não estatística (por julgamento) é aquela em que a amostra é determinada pelo auditor, utilizando sua experiência, critério e conhecimento da entidade.
( ) c. Seleção aleatória ou randômica é a que assegura que todos os itens da população ou
extrato fixado tenham idêntica possibilidade de serem escolhidos.
(x) d. O exame da totalidade das operações de uma entidade denomina-se amostragem de
auditoria.
7. As afirmativas a seguir dizem respeito a determinações da amostra para efeito de aplicação
dos testes de auditoria. Assinale a afirmativa INCORRETA:
( ) a. A amostragem é a utilização de um processo para obtenção de dados aplicáveis a um
conjunto, denominado universo ou população, por meio do exame de uma parte deste
conjunto denominada amostra.
( ) b. A estratificação é o processo de dividir uma população em subpopulações, cada qual
contendo um grupo de unidades de amostragem com características homogêneas ou
similares.
( ) c. Ao determinar o tamanho da amostragem, o auditor deve considerar o risco de amostragem, bem como os erros toleráveis e os esperados.
(x) d. Risco de superavaliação da confiabilidade é o risco de que, embora o resultado da aplicação de procedimentos de auditoria sobre a amostra não seja satisfatório, o restante
da população possua menor nível de erro do que aquele detectado na amostra.
8. A amostragem de auditoria é a aplicação de procedimentos de auditoria com base em testes.
Ainda com relação à amostragem de auditoria, podemos dizer que:
( ) a. a amostragem é uma técnica apropriada apenas para os testes substantivos;
( ) b. o auditor independente deverá trabalhar com método estatístico na execução de seus
trabalhos;
(x) c. ao adotar um método estatístico ou não estatístico, o auditor independente deve projetar e selecionar uma amostra de auditoria, aplicar a essa amostra procedimentos de
auditoria e avaliar os resultados;
( ) d. numa primeira auditoria, é preferível o uso de amostragem não estatística, considerando
a experiência do auditor independente, pois os resultados serão mais confiáveis.
9. A amostragem é a utilização de um processo para obtenção de dados aplicáveis a um conjunto,
denominado universo ou população, por meio do exame de uma parte deste conjunto denominado amostra. Analise as informações a seguir e indique qual é a alternativa INCORRETA:
( ) a. No planejamento da amostra de auditoria, o auditor deve considerar os objetivos específicos a serem atingidos e os procedimentos de auditoria que têm maior probabilidade
de atingir esses objetivos.
( ) b. A amostragem não estatística (por julgamento) é aquela em que a amostra é determinada pelo auditor, utilizando sua experiência, critério e conhecimento da entidade.
( ) c. Seleção aleatória ou randômica é a que assegura que todos os itens da população ou
extrato fixado tenham idêntica possibilidade de serem escolhidos.
(x) d. O exame da totalidade das operações de uma entidade denomina-se amostragem de
auditoria
10. De acordo com a NBC TA 530 – Amostragem em Auditoria, assinale a opção CORRETA.
( ) a. Distorção relevante é a avaliação do risco de que o conjunto das distorções relevantes na execução da auditoria pode ter o mesmo valor ou valor maior do que o da materialidade na execução da auditoria.
( ) b. A amostragem de auditoria somente é aplicável em abordagem de amostragem estatística.
(x) c. Pela amostragem estatística, os itens da amostra são selecionados de modo que cada unidade de amostragem tenha uma probabilidade conhecida de ser selecionada.
( ) d. Ao analisar desvios e distorções identificados, o auditor deve relacionar todos os itens da população e limitar os procedimentos de auditoria nesses itens
11. De acordo com o que estabelece a NBC TA 530 – Amostragem em Auditoria, assinale a opção
INCORRETA.
( ) a. Ao considerar as características da população da qual a amostra será

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.