A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
31 pág.
Manual de Radiologia

Pré-visualização | Página 1 de 3

Manual de 
 
 
Raquel Pereira Bessa, 2019. 
 
 
2 
 
Sumário 
 
1. Técnicas intra-orais.......................................................................................03 
2. Radiografias panorâmicas..........................................................................07 
3. Técnicas extra-orais.....................................................................................09 
4. Métodos de localização.................................................................................15 
5. Alterações radiográficas do órgão dentário...........................................19 
6. Alterações radiográficas do periodonto e das periapicopatias.........24 
7. Anomalias dentárias de desenvolvimento.............................................28 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
3 
 
Técnicas intra-orais 
 
Técnica periapical 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Indicações 
 
Visualização de: 
 Excesso de material restaurador 
 Anomalias dentárias 
 Mineralização e nódulos pulpares 
 Reabsorção radicular 
 Cárie 
 Relação entre dentes decíduos e permanentes 
 Tratamento endodontico 
 Lesões periapicais 
 
Visualização do dente por completo, incluindo o 
periápice e estruturas adjacentes. 
*região de molares inferiores do lado direito *região de incisivos inferiores 
4 
 
Pode ser feita com ou sem posicionador. 
 
 
 
 
 
 Exame periapical completo: 
 
exame de todos os dentes, incluindo maxila e mandíbula 
 
7 regiões 
 
14 radiografias 
 
Técnica interproximal 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Técnica da 
bissetriz 
Técnica do 
paralelismo 
 Também chamada de bitewing, 
incluem as coroas dos dentes 
superiores e inferiores e a crista 
alveolar no mesmo receptor. 
Somente em dentes posteriores 
e com o auxílio do posicionador. 
*região de molares inferiores e superiores 
do lado direito 
Antigamente fazia-se uma única radiografia para molares e pré 
molares com o filme 3, gerando sobreposição. Portanto, 
atualmente, faz-se uma radiografia para molares e uma para pré-
molares separadamente, com o filme 2. 
5 
 
Exame 
radiográfico 
mais eficaz para 
detecção de 
cáries 
 Indicações 
 
Visualização de: 
 Cáries interproximais 
 Cáries secundárias 
 Crista alveolar 
 Alterações na altura óssea 
 Cálculo 
 
 
Técnica oclusal 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Indicações 
 
 Para pacientes que não conseguem abrir muito a boca, em caso 
de trismo, impossibilitando outros exames intra-orais. 
Mostra um segmento relativamente amplo 
do arco dentário. Podendo incluir o palato 
ou assoalho de boca, se estendendo 
razoavelmente para as paredes laterais 
contíguas. 
*radiografia oclusal de maxila *radiografia oclusal de mandíbula 
6 
 
 Para obter informações sobre natureza, localização, extensão, 
deslocamento de fraturas na maxila e mandíbula. 
 Para detectar doenças no palato ou assoalho bucal e determinar 
a extensão medial e lateral de alterações. 
 Avaliar a integridade do contorno do seio maxilar. 
 Localizar corpos estranhos e cálculos nos ductos das glândulas 
sublinguais e submandibulares. 
 Localizar dentes supranumerários, não erupcionados e 
impactados. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
7 
 
Radiografia panorâmica 
 
Panorâmica 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
É a técnica que produz apenas uma imagem das estruturas 
faciais, incluindo os arcos dentários, maxilar e mandibular e suas 
estruturas de suporte. Nesse caso, uma fonte de raio X e um 
receptor de imagem giram em torno da cabeça do paciente, 
dessa forma, criando um campo focal curvo, onde há uma zona 
em que os objetos inclusos são claramente mostrados. 
*Panorâmica com dentição permanente 
*Panorâmica com dentição mista 
8 
 
 Indicações 
 
 Avaliação de traumatismo 
 Localização de terceiros molares 
 Doença óssea ou dental extensas 
 Relação dentição decídua-permanente (mista) 
 Retenção de dentes ou ápices radiculares 
 Visualizar ATM 
 Permite indicar outros exames intraorais 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
9 
 
Técnicas extra-orais 
Laterais 
 
Radiografia cefalométrica 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Indicações: 
 
Principalmente na ortodontia e na cirurgia ortognática: 
 Na cirurgia ortognática: avalia o pré-operatório, auxilia no plano 
de tratamento e também auxilia no pós operatório para avaliar 
os resultados cirúrgicos. 
 Na ortodontia: confirma as anormalidades esqueléticas no 
diagnóstico inicial, ajuda a estabelecer o plano de tratamento, 
auxilia no controle do progresso desse tratamento, para que , ao 
final, seja possível avaliar os resultados alcançados. 
Entre as radiografias extraorais, é a mais utilizada na 
odontologia. 
10 
 
Lateral da mandíbula (região de corpo/região de ângulo 
e ramo) 
 
 
 
 
 
 
 
 Indicações 
 
 Fraturas 
 Corpos estranhos 
 Dentes não irrompidos 
 Lesões císticas ou tumorais 
 Cálculos salivares no ducto de Wharton 
 
Exame de ângulo e ramo/corpo da mandíbula pela 
modificação de Djian 
 
 
 
 
 
Possui as mesmas indicações que a técnica para lateral de ângulo e ramo 
da mandíbula, porém, é utilizada quando o paciente não consegue 
inclinar a cabeça 60º para o lado, devido um trauma, por exemplo. Nesse 
caso, o paciente pode ficar sentado verticalmente na cadeira 
odontológica, sem inclinar a cabeça lateralmente. 
11 
 
Teleradiografia 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Indicações 
 
 Anomalias do crescimento e desenvolvimento 
 Auxilia na ortodontia confirmando as anormalidades 
esqueléticas e/ou de tecidos moles no diagnóstico inicial, ajuda 
a estabelecer o plano de tratamento, auxilia no controle do 
progresso desse tratamento, para que , ao final, seja possível 
avaliar os resultados alcançados. 
 Tipo facial 
 
 
 
 
 
Radiografia à distância de 1,52 cm. No qual, é possível 
visualizar tecidos duros e moles. 
Através da telerradiografia são realizadas medidas lineares e 
angulares, que avaliam o tipo facial do paciente, em casos de 
prognatismo, por exemplo. 
12 
 
Frontais ou coronais 
 
Posteroanterior de mandíbula 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Indicações 
 
 Fraturas mandibulares 
 Lesões císticas ou tumorais 
 Expansões láterolaterais 
 Hipo e hiperplasias mandibulares 
 
Posteroanterior de seio maxilar 
 
 
 
 
 
 
 
 
Técnica de Waters 
 
13 
 
 Indicações 
 
 Avaliar o seio maxilar 
 Fraturas do terço médio da face 
 Fraturas da orbita 
 Fraturas do processo coronoide 
 Exames do seio frontal e etmoidal 
 
Towne reversa 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Indicações 
 
 Visualização de fraturas na região de côndilo 
 
 
 
Para melhorar a visibilidade dos côndilos, a boca do paciente 
deve estar aberta, de modo que as cabeças dos côndilos 
fiquem localizadas inferiormente a eminência articular. 
14 
 
Axiais 
 
Axial invertida (Hirtz) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Indicações 
 
 Exames do seio esfenoidal 
 Lesões que afetem o palato 
 Região pteriogoide e base do crânio 
 Pesquisa de fraturas de arco zigomático 
 
 
 
Incidência no soalho bucal. 
15 
 
Métodos de localização 
 
Método de Clark 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Indicações 
 
 Localização radiográfica de dentes não irrompidos, corpos 
estranhos e processos patológicos. 
 Localização radiográfica de pontos de reparo anatômico, como 
os forames incisivo e mentual, distinguindo-os de alterações 
periapicais. 
 Dissociação de raízes e condutos radiculares. 
 
 
 
 
 
Método do principio de paralaxe. Quando o dente e o feixe fazem o 
mesmo trajeto o dente está por palatina. Quando o dente e o feixe 
fazem trajetos diferentes o dente está por vestibular. 
Se observarmos dois objetos semelhantes em linha reta, o 
objeto