A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Estudo Radiográfico Simples (Rx)

Pré-visualização | Página 1 de 1

MARÍLIA ARAÚJO – P1 MEDICINA 
 
 - 
• Mais disponível 
• Radiação ionizante (assim como a tomografia 
computadorizada, fluoroscopia, radiografia 
contrastada) 
• Imagens de projeção (sobrepostas) 
• Descritos em 1895 – W.C. Roentgen: 
Descobriu que existia uma luz com capacidade 
de penetrar matéria → X (o levaram ao 
prêmio Nobel). Em algumas estruturas que 
possuíam chumbo, essa luz não conseguia 
atravessar 
• A radiografia transforma um objeto 3D em 2D 
• Uma das principais propriedades dos raios X é 
a sua capacidade de penetrar a matéria. 
Entretanto, nem todos os raios X que entram 
na matéria a penetram, pois alguns deles são 
absorvidos. Aqueles que entram formam a 
imagem aérea 
CARACTERÍSTICAS DAS IMAGENS 
 
Raio x de tórax - pulmão 
• Imagem preta – o ar passa sem nenhuma 
dificuldade 
• Imagem branca – o osso bloqueia e absorve 
os raios 
• Hipertransparência ou radiotransparente – 
imagem preta no raio x 
• Radiopaco – imagem branca no raio x 
 
Raio x de abdômen 
• Gases - hipertransparentes 
• Estruturas anatômicas podem ser 
identificadas em radiografias simples quando 
estão circundadas parcial ou totalmente por 
tecido com densidade diferente 
 
Fêmur, tíbia, fíbula, patela 
• Imagem na pele anterior e na pele posterior 
não podem ser distinguidas, por isso precisa 
de uma projeção frontal e lateral 
(principalmente em articulações). No mínimo 
dois ângulos perpendiculares (projeções ou 
incidências) 
OBS: Execução – técnico / Laudo – radiologista 
EQUIPAMENTOS DE RAIO X 
 
• Filme ou detector de imagem (informações) 
• Fonte de luz/radiação 
• Proteção de chumbo no paciente 
MARÍLIA ARAÚJO – P1 MEDICINA 
 
 
Representação do tubo de raio x (ampola) 
• Polo positivo – catódio 
• Polo negativo – anódio, corrente elétrica que 
faz com que os elétrons tenham um aumento 
da sua velocidade para ser atingido por esse 
anódio que é giratório. Há geração de calor 
que precisa ser dissipado (99%), 1% dessa 
energia vai formar um feixe de raio x
 
Esquema de absorção de raios x no corpo 
REGRAS PARA A EXATA FORMAÇÃO DA IMAGEM 
• O ponto focal deve ser o menor possível 
• O receptor de imagem, filme, deve estar o 
mais possível do objeto a ser radiografado 
(evitar a imprecisão e diminuir a chance de 
imagens secundárias) 
• A distância entre o tubo de raios x e o objeto 
a ser examinado deve ser a maior possível 
• De modo geral, o raio central deve ser 
perpendicular ao filme para gravar estruturas 
adjacentes em duas verdadeiras relações 
espaciais 
OBS: Placa de titânio – radiopaca (branca) 
FATORES DE EXPOSIÇÃO 
• Miliamperagem (mAs) – sua variação depende 
da quantidade de raios x produzidos 
• Kilovoltagem (Kv) – depende da qualidade dos 
raios, ou seja, sua força de penetração 
• Variam em relação ao biótipo do paciente 
PROPRIEDADES DOS RAIOS X 
• São ondas eletromagnéticas de alta 
frequência capazes de atravessar a matéria 
orgânica ou de serem absorvidas por ela e 
ionizá-la 
• Propagam-se em linha reta 
• Têm pequeno comprimento de onda: 0,001 a 
10 nanômetros 
• Têm a velocidade da luz 
• Produzem imagens em superfícies 
fotossensíveis 
• Produzem efeitos fosforescentes em alguns 
cristais 
• Produzem efeitos biológicos 
 
DENSIDADES RADIOLÓGICAS 
 
• Enquanto os RX atravessam o corpo são 
atenuados (absorvidos e espalhados) através 
de interações com os tecidos 
• Tecidos com forte densidade atenuam 
fortemente os RX – Aparecem brancos nos 
filmes (radiopacos) 
• Tecidos com baixa densidade atenuam 
fracamente os RX – aparecem escuros nos 
filmes (radiotransparentes) 
 
POSICIONAMENTO DO PACIENTE 
• Ortostatismo – em pé, coluna cervical 
MARÍLIA ARAÚJO – P1 MEDICINA 
 
• Decúbito dorsal – de barriga para cima 
• Decúbito ventral – de barriga para baixo 
• Decúbito lateral – de lado 
INCIDÊNCIAS RADIOLÓGICAS 
• A penetração do raio no paciente é a 
referência de incidência 
 
1. anteroposterior – o raio penetra 
anteriormente e é projetado posteriormente 
no filme 
2. posteroanterior – utilizada para tórax, 
coração mais próximo do filme (reduz 
magnificação do coração, faz anteroposterior 
no paciente acamado) 
3. perfil 
4. oblíquas – o lado que está mais próximo do 
filme (oblíqua posterior direita) 
5. decúbito lateral com raios horizontais – Ex: 
suspeita de líquido na cavidade pleural 
 
ARTICULAÇÕES 
• Alinhamento 
• Morfologia 
• Densidade 
• Superfícies articulares ósseas 
• Espaços articulares 
• Partes moles adjacentes 
 
 
OBS: Crianças geralmente é feito AP (barriga pra cima) 
OBS: Meu lado esquerdo – lado direito do paciente 
VANTAGENS 
• Custo baixo 
• Grande disponibilidade 
• Dano conhecido 
DESVANTAGENS 
• Radiação ionizante 
• Baixo contraste 
• Sobreposição 
PRÁTICA 
 
Focos de calcificação projetados no tendão 
(calcificações adjacentes ao tubérculo maior do 
úmero) 
MARÍLIA ARAÚJO – P1 MEDICINA 
 
 
 
Tendão com calcificação – hipointensos na 
ressonância (não acha - pretos) 
OBS: Exame contrastado – meio de contraste (bário – 
raio x, iodo – raio x e tomografia, gadolínio - 
ressonância)