A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Princípios biomecânicos da Prótese Total

Pré-visualização | Página 1 de 1

Sucesso na Prótese Total → longevidade da peça; manter a saúde do paciente; satisfação do paciente.
Retenção: permite que a peça não saia do lugar; resistência a forças extrusivas (forças que tiram a peça do
lugar de forma vertical.
Estabilidade: impede que a prótese balance; resistência a forças extrusivas e intrusivas (balançam a peça).
Como a prótese permanece aderida, mesmo sofrendo a ação de forças?
1. Tamanho da base;
2. Quantidade de osso (quanto mais osso, mais espaço para segurar a peça);
3. Saliva (qualidade da saliva - mais fina ou mais espessa).
→ Fatores biomecânicos: Retenção e Estabilidade
Físicos (Adesão, coesão, tensão superficial, pressão atmosférica)
Fisiológicos (Quantidade e qualidade de saliva, condições do osso e da fibromucosa, controle neuromuscular)
Mecânicos (Extensão da base, montagem de dentes, oclusão balanceada bilateral)
Químicos
Cirúrgicos
Físicos
• ADESÃO
‒ União entre moléculas de dois corpos diferentes, quando estão em contato
‒ Na cavidade bucal: Mucosa de revestimento + Saliva + Base em resina acrílica
‒ Depende da quantidade e da qualidade de saliva
‒ É diretamente proporcional ao tamanho da área em contato
• COESÃO
‒ União entre moléculas de mesma natureza/ do mesmo corpo
‒ Associação entre as moléculas de saliva
‒ Reforço da adesão
• TENSÃO SUPERFICIAL
‒ Capacidade da película de saliva resistir à ruptura
‒ Região de junção da borda da prótese com a região de mucosa móvel do fundo de sulco vestibular
‒ Vedamento Periférico de Saliva
‒ Perda do vedamento periférico: Entrada de ar na área de borda da prótese dentária e perda das forças de
coesão e adesão (a prótese tende a sair do lugar)
‒ Pode ocorrer por: Deficiência salivar: quantidade ou qualidade/ Deficiência no espaço entre base protética e
fibromucosa
• PRESSÃO ATMOSFÉRICA
‒ Fator que atua em movimentos da peça protética que tendem ao seu deslocamento
‒ Deslocamento da PT → Diminuição da pressão interna da PT → Pressão Externa > Pressão Interna →
Retorne à posição original
- A pressão interna precisa estar igual à pressão externa para que a prótese fique parada
- < Pressão externa = prótese apertada.
- Há o deslocamento da área de maior pressão para a área de maior pressão.
Fisiológicos
• Quantidade e qualidade de saliva
‒ Saliva: Elo entre a base da prótese e a mucosa de revestimento
‒ Quantidade:
₋ Quantidade de referência: Repouso: 0,25 a 0,4ml/min e estimulada: 1,0 a 2,5ml/min ₋ Pacientes
idosos → Hipossalivação
₋ Hipossalivação: diminuição da adesão, coesão e tensão superficial
₋ Interferência positiva: Aumento da ingestão de água, estimulação da salivação e prescrição de saliva
artificial
₋ Hipersalivação: Aumento do deslizamento da peça e diminuição da adesão e da coesão ₋
Hipossalivação e Hipersalivação: Prótese com retenção e estabilidade reduzida.
● Qualidade da saliva
- Serosa → Fluida, bom escoamento, melhor contato entre as superfícies
₋ Viscosa → Espessa, menor escoamento, dificulta o detalhamento da moldagem
• Condições do osso e da fibromucosa
− Tecidos ósseos com muita reabsorção → Sem qualidade (próteses totais inferiores, geralmente, possuem
menor retenção, devido à quantidade de rebordo)
− Tecidos moles com inflamação → Sem qualidade (dor ao paciente; desgaste da base da prótese)
− Maior volume ósseo → Rebordo residual → Maior suporte
‒ Resiliência da fibromucosa:
‒ Alta → Flácida → Maior intrusão → Deslocamento
‒ Média ou pouco → Resistente → Menor intrusão → Amortecimento
• Controle neuromuscular/capacidade adaptativa:
− Capacidade do indivíduo de adaptação
− Reeducação dos movimentos
− Limite funcional: mastigação, fonética, abertura de boca
− Desenvolvimento do arco reflexo
− Paciente usuário → Maior capacidade adaptativa
Mecânicos:
• Extensão da base
− Maior base → Maior área de suporte da prótese dentária
− Cobrir toda a área chapeável (área mucosa disponível para colocação da base da prótese; quanto maior,
maior retenção) disponível.
‒ Moldagem anatômica → Modelo de estudo
• Montagem de dentes
− Posição dos dentes em relação à crista do rebordo alveolar
− Transmissão das forças sem gerar movimento de alavanca
• Oclusão balanceada bilateral
− Dentes devem manter uma oclusão confortável
− Ausência de contatos prematuros
− Oclusão balanceada bilateral
Químicos:
• Meios auxiliares
− Substâncias químicas
− Adaptação inicial
− Rebordos sem retenção
− Suporte de PT imediata
Psicológicos
• Perfil do paciente
‒ Receptivo: Colaboram para o êxito do tratamento. Maior índice de sucesso.
‒ Cético: Precisa adquirir confiança no trabalho para se sentir seguro
‒ Indiferente/ Negativo: Não vê chances de sucesso no tratamento ou não tem motivação para ele. Maior
índice de insucesso.
Obs¹: Inicialmente, com o uso da prótese, é normal que o paciente apresente hiperssalivação, dificuldade de falar e/ou
abrir a boca, dormir, sensação de boca cheia. Não é normal que o paciente se machuque, engasgue ou a prótese caia.
Obs²: Protocolo é a prótese total presa em implantes, não cobre o palato Protocolo é a prótese total presa em
implantes, não cobre o palato
Obs³: Overdenture é a prótese total removível suportada por implantes.