A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
Artigo Coordenação PEDAGÓGICA 2

Pré-visualização | Página 1 de 4

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATU SENSO
NUCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO – FAVENI
 GESTÃO ESCOLAR E COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA
Maria Gonçalves Taveira da Silva
A COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA E A GESTÃO DEMOCRÁTICA: A ATUAÇÃO DO COORDENADOR PEDAGÓGICO NA CONSTRUÇÃO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA E OS DESAFIOS POR ELES ENFRENTADOS NO CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA LÍVIA LORENE BUENO MAIA.
ARRAIAS-TO
2020
A COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA E A GESTÃO DEMOCRÁTICA: A ATUAÇÃO DO COORDENADOR PEDAGÓGICO NA CONSTRUÇÃO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA E OS DESAFIOS POR ELES ENFRENTADOS NO CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA LÍVIA LORENE BUENO MAIA.
Maria Gonçalves Taveira da Silva
Declaro que sou autora deste Trabalho de Conclusão de Curso. Declaro também que o mesmo foi por mim elaborado e integralmente redigido, não tendo sido copiado ou extraído, seja parcial ou integralmente, de forma ilícita de nenhuma fonte além daquelas públicas consultadas e corretamente referenciadas ao longo do trabalho ou daqueles cujos dados resultaram de investigações empíricas por mim realizadas para fins de produção deste trabalho.
Assim, declaro, demonstrando minha plena consciência dos seus efeitos civis, penais e administrativos, e assumindo total responsabilidade caso se configure o crime de plágio ou violação aos direitos autorais. (Consulte a 3ª Cláusula, § 4º, do Contrato de Prestação de Serviços).
RESUMO
O presente artigo tem como tema: Coordenação Pedagógica e Gestão democrática: a importância da atuação do Coordenador Pedagógico na construção da Gestão democrática e os desafios por eles enfrentados no Centro Municipal de Educação Básica Lívia Lorene Bueno Maia. O objetivo principal dessa pesquisa é analisar e refletir sobre a importância da atuação do Coordenador Pedagógico na construção da Gestão democrática e os desafios por eles enfrentados no Centro Municipal de Educação Básica Lívia Lorene Bueno Maia e tem como objetivos específicos: analisar e compreender sobre os principais conceitos de gestão democrática, qual a função de um Coordenador Pedagógico e a importância do seu trabalho no âmbito escolar. Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa, que foi desenvolvida por meio de uma pesquisa campo, através de observações e entrevista com o Coordenador Pedagógico e também por meio de um levantamento bibliográfico que possibilitou a fundamentação de todo trabalho. Portanto, esse trabalho foi estruturado em três partes: na primeira parte, apresenta-se a temática: O que é uma Gestão democrática na escola, a segunda: Quais são a funções de um Coordenador Pedagógico e a terceira: A atuação do Coordenador Pedagógico na construção da Gestão democrática e os desafios por eles enfrentados no Centro Municipal Lívia Lorene Bueno Maia. 
Palavras-chave: Coordenador Pedagógico. Gestão democrática. Desafios. Escola.
1 - INTRODUÇÃO
 Sabe-se que, a função do coordenador pedagógico é ser o elo entre os professores e gestor, assim como também, para contribuir para que a gestão democrática seja efetivada por meio da motivação dos professores a participar das ações desenvolvidas pela escola a fazer com que as tomadas de decisão sejam coletivas.
Portanto, o presente artigo tem como tema a Coordenação Pedagógica e a Gestão Democrática: a importância da atuação do Coordenador Pedagógico na construção da Gestão democrática e os desafios por eles enfrentados no Centro Municipal de Educação Básica Lívia Lorene Bueno Maia, pois, sabe-se que atuação de um Coordenador Pedagógico é de suma importância para construção da gestão democrática no ambiente escolar, mas os mesmos enfrentam vários desafios.
O objetivo principal dessa pesquisa é analisar e refletir sobre a importância da atuação do Coordenador Pedagógico na construção da Gestão democrática e os desafios por eles enfrentados no Centro Municipal de Educação Básica Lívia Lorene Bueno Maia e tem como objetivos específicos: analisar e compreender sobre os principais conceitos de gestão democrática, na escola e qual o seu papel, e também qual a função de um Coordenador Pedagógico e a importância do seu trabalho no âmbito escolar.
Justifica-se o motivo da realização dessa pesquisa pelo fato de perceber o quanto trabalho de um Coordenador Pedagógico é importante, mas que os mesmos enfrentam desafios para desenvolver seu trabalho no âmbito escolar, daí surgiu o interesse em desenvolver esse trabalho nessa temática para que os gestores e professores do Centro Municipal de Educação Básica Lívia Lorene Bueno Maia possam analisar e refletir sobre a importância da atuação do Coordenador Pedagógico, pois, sabe-se que o trabalho do mesmo, é crucial na construção da Gestão democrática de uma escola.
Esta pesquisa trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa. E para realização da mesma, foram utilizados como instrumentos metodológicos de coleta de dados, observações e entrevistas com os profissionais que compõem a gestão escolar da escola campo. Foi feito também um levantamento bibliográfico que possibilitou a fundamentação de todo trabalho. 
Portanto, esse trabalho foi estruturado em três partes: na primeira parte, refere-se sobre: Gestão democrática na escola, a segunda apresenta-se: Quais são a funções de um Coordenador Pedagógico e a terceira discorre sobre: A importância da atuação do Coordenador Pedagógico na construção da Gestão democrática e os desafios por eles enfrentados no Centro Municipal Lívia Lorene Bueno Maia. 
2 – DESENVOLVIMENTO
2.1. GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA
A palavra gestão tem sua origem do latim “gestio”, que quer dizer “ato de administrar, de gerenciar”, ou seja, a ação de gerir determinado órgão ou instituição tem como incumbência geral a administração, sendo que esta última se dá em diversos aspectos. O termo democracia surgiu na Grécia Antiga (demo= povo e Kracia= governo). Levando em consideração seu ponto de vista etimológico, a expressão “gestão democrática” ressalta a importância da participação popular no tocante às decisões relacionadas ao funcionamento da instituição escolar. Logo, vemos que nesse tipo de gestão a administração não fica restrita nas mãos de uma única pessoa, o gestor, mas submete-se o poder em todas as suas dimensões a uma descentralização, ou seja, a uma partilha na qual todos os interessados no processo educativo (professores, alunos, funcionários da escola, pais e toda a comunidade) poderão contribuir no processo de ensino aprendizagem. (FERREIRA, 2016, P.03)
A gestão democrática é entendida como a participação efetiva dos vários segmentos da comunidade escolar, pais, professores, estudantes e funcionários na organização, na construção e na avaliação dos projetos pedagógicos, na administração dos recursos da escola, enfim, nos processos decisórios da escola. (PADUA, 2014, p.02)
A gestão democrática está amparada pela legislação brasileira. A Constituição Federal de 1988, em seu artigo 206, inciso VI, estabelece “a gestão democrática do ensino público na forma de lei” (Brasil, 1988), determinação do qual decorre o imperativo da participação da comunidade escolar nos processos de gestão da escola. Professores, agentes educacionais I e II, estudantes, seus pais e/ou responsáveis devem, portanto estar presentes nas estratégias de gestão da escola. (FERREIRA, 2016, p.05)
Portanto, a gestão democrática também é assegurada pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) de 1996(Art.3º, Inciso VIII) - gestão democrática do ensino público, na forma desta Lei e da legislação dos sistemas de ensino. 
A gestão democrática implica a efetivação de novos processos de organização e gestão baseados em uma dinâmica que favoreça os processos coletivos e participativos de decisão. Nesse sentido, a participação constitui uma das bandeiras fundamentais a serem implementadas pelos diferentes atores que constroem o cotidiano escolar. (BRASIL, 2004, p. 15)
Segundo Brasil (MEC, 2007 apud MORAES e BELCAR 2013, p.02), a principal premissa da gestão escolar democrática é a de ofertar oportunidades de aprendizagem e experiências na área da Educação,