A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
154 pág.
3a_disciplina_-_Carcinicultura

Pré-visualização | Página 11 de 31

no ambiente receptor, estocagem de 
insumos, administração, controle de qualidade, entre outras. Para tal função 
são necessários pelo menos os canais de adução (onde é feito o bombea-
mento), sistema de bombeamento com casa de bombas, canal de abaste-
cimento, viveiros com comporta de abastecimento e drenagem, canal de 
drenagem, tratamento de efluentes, ligação com o corpo de água receptor, 
galpão e estrutura administrativa, podendo incluir outras estruturas, como 
berçários, laboratório, alojamento, etc.
9.3 Canal de adução 
Canal de adução é aquele que leva a água do manancial até o sistema de 
bombeamento. Este corpo de água pode ser dos mais variados tipos: mar, 
enseada, estuário, lagoa, laguna e até mesmo um rio próximo ao mar que 
sofra bastante influência das marés. Além da função de ligação, o canal 
de adução pode ter outras funções como de decantação das partículas 
suspensas na água, permitindo que os viveiros sejam abastecidos com uma 
água que tenham menor quantidade de partículas em suspensão.
Normalmente o seu comprimento mínimo é igual a distância entre o corpo 
d’água e a fazenda, normalmente igual à largura da faixa legal de mata ciliar, 
restinga, manguezal ou vegetação protegida por lei.
O canal deverá ser bastante profundo, de forma que mesmo na maré baixa 
tenha água disponível para o bombeamento. 
Manancial – fonte de água, 
de onde a água do cultivo é 
retirada.
Decantação – quando as 
partículas sólidas mais pesadas 
vão para o fundo.
 
Figura 9.1 – Canal de Adução
Fonte: autora
Quando é realizado o bombeamento, a sucção provocada pelas bombas 
causa um movimento horizontal na água do canal no sentido manancial - 
bombas. Este movimento da água tem uma velocidade que aumenta quanto 
menor for a área da secção transversal do canal, considerando uma capaci-
dade de bombeamento instalada. 
Considerando que o canal além de ligação também pode ser utilizado como 
local de decantação e que o canal é feito de terra e que se a água passar por 
ele com uma grande velocidade, além de não conseguir decantar o material 
em suspensão que já vem do manancial, ainda pode carregar junto os grãos 
de terra, o canal deve ser dimensionado para que a máxima velocidade de 
movimento da água seja de 20 cm/s. Essa velocidade deverá ser diminuída se 
a água de captação tiver muitos sedimentos e se a granulometria da terra 
que constitui o canal for muito fina. Outro ponto importante em manter a 
velocidade baixa é que a alta velocidade, obrigatoriamente causará corrosão 
e erosão nos taludes (laterais do canal) exatamente como acontece como 
nos riachos quando há um excesso de chuva. As margens ficam desbarran-
cando. 
Embora tenha papel importante, em algumas fazendas pode ser inexistente 
dependendo do sistema de captação, do tipo de água coletada e de outros 
fatores.
Atividades de aprendizagem
1. Complete as lacunas das frases:
a) Parâmetro diretamente ligado a muda e o endurecimento da carapaça 
após a ecdise: _______________________________ 
b) Tem efeito tampão, ou seja, diminuir as oscilações naturais do pH da água 
ao longo do dia e do ano: _____________________________
c) Principal desvantagem de terrenos com níveis muito próximos ao do corpo 
d’água: ________________________________
d) Fitoplâncton de interesse para a carcinicultura: ______________________
É reconhecido através da coloração 
Granulometria – tamanho 
dos grãos de areia ou do que se 
refere.
Carciniculturae-Tec Brasil 376
e-Tec Brasil377Aula 9 - Engenharia de construção de fazendas 
2. Dê a principal característica dos seguintes solos:
Arenoso:
Orgânico (tipo turfa): 
Argiloso: 
Areno-argiloso: 
Resumo
•	 A localização de uma fazenda de engorda de camarões marinhos tem 
várias exigências, dentre as quais enumeramos proximidade à água de 
alta qualidade, facilidades de acesso e mão de obra, disponibilidade de 
eletricidade, tipo de solo, ser uma área relativamente plana com altura de 
1 a 10 metros acima do nível da água de capitação, etc.
•	 A altura ideal do terreno fica normalmente acima de 3 metros para ga-
rantir a desinfecção. Financeiramente, quanto mais baixo, melhor.
•	 Ao considerar a qualidade da água a ser utilizada, levar em conta a bacia 
hidrográfica a que pertence, pois ela é a grande responsável por trazer 
compostos.
•	 O tipo de solo é muito importante, pois a terra fica em contato direto 
com a água fazendo trocas de compostos orgânicos. Não devem ser uti-
lizados para o cultivo: mangues, turfa e areia grossa. 
•	 O desenho da fazenda varia de acordo com o sistema de produção. 
•	 Canal de adução é aquele que leva a água do manancial até o sistema de 
bombeamento máxima velocidade de movimento da água seja de 20 cm.
e-Tec Brasil379Aula 10 - Engenharia de construção de fazendas (continuação) 
Aula 10 - Engenharia de construção de fazendas
 (continuação) 
10.1 Sistema de bombeamento 
O sistema de bombeamento é o responsável por literalmente colocar água 
dentro da fazenda, unindo os canais de adução e de abastecimento dos 
viveiros. É formado basicamente por uma estação de bombeamento e pelas 
bombas, podendo ou não ser estruturado em uma balsa flutuante que sobe 
e desce de acordo com a maré.
As bombas não devem molhar independente de enchentes ou marés ex-
cepcionalmente altas. Deve-se fazer uma busca com a população regional 
(principalmente a mais idosa) para ver qual o nível mais alto que já chegou e 
colocar as bombas em nível acima deste. Outra possibilidade, especialmente 
em locais de grande variação de maré é o uso de balsas flutuantes, garan-
tindo a sobrevida do maquinário mesmo em situações extremas. 
Figura 10.1 – Casa de Bombas
Fonte: autora
A capacidade de bombeamento é definida através da renovação diária de 
água e do tempo de funcionamento das bombas. A renovação nos sistemas 
semi-intensivos normalmente gira em torno de 10 a 20% do volume total 
dos viveiros, podendo variar de acordo com a qualidade da água disponível, 
da densidade, solo, manejo alimentar, disponibilidade de aeradores, dentre 
outros fatores. O tempo de funcionamento das bombas normalmente é cal-
culado em torno de 10-15h/dia, embora seja projetada para funcionar 24h/
dia. O cálculo é feito desta forma para garantir uma margem de segurança 
porque imprevistos podem – e vão – acontecer durante a operação como: as 
bombas podem estragar, pode ser necessária uma maior renovação devido a 
algum problema no cultivo, pode-se evitar usar energia elétrica numa deter-
minada hora do dia, só bombear quando a qualidade da água de captação 
for melhor, necessidade de manutenção, falta de energia elétrica, etc. A 
margem de segurança possibilitará uma maior flexibilidade e permite que 
situações adversas possam ser contornadas mais facilmente. 
É necessário também determinar a capacidade das bombas a serem utili-
zadas através de parâmetros como disponibilidade de técnicos para suprir 
dificuldades, preço de compra, preço da manutenção, confiabilidade, valor 
do m³, dentre outras variáveis que podem determinar a compra de um ou 
outro tipo de bomba. Não se aconselha ter apenas 1 bomba com capacidade 
total de bombeamento, pois quando for necessária a manutenção, a fazen-
da ficará desprovida de bombeamento.
Conhecendo a capacidade tanto do bombeamento (m³/s) quanto à das 
bombas fica fácil determinar o número de bombas e consequentemente o 
tamanho da estação. Ressalta-se que a estrutura que abrigará os equipa-
mentos deve ser suficientemente ampla para que as pessoas possam traba-
lhar ali dentro confortavelmente, pois muitos reparos podem ser feitos no 
próprio local.
As bombas mais utilizadas nas fazendas de camarão são as do tipo axial ou 
semiaxial, com acionamento elétrico. Deve-se ter cuidado na instalação para 
que a tubulação no canal de adução esteja bem imersa na água de forma 
a evitar que forme um redemoinho puxe ar ao invés de água. A tubulação 
também não pode estar tão profunda que

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.