A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
148 pág.
SUPERVISÃO ESCOLAR

Pré-visualização | Página 16 de 36

a sua elaboração precisa contemplar os seguintes tópicos 
(TAKADA, 2009):
• Missão
63
O Planejamento Escolar e os Desafios da 
Supervisão para uma Escola Atual e IdealCapítulo 2
• Clientela
• Dados sobre a aprendizagem
• Relação com as famílias
• Recursos
• Diretrizes pedagógicas
• Plano de Ação 
 
VAMOS FAZER O PROJETO POLÍTICO 
PEDAGÓGICO DA ESCOLA
[...]
a) Algumas Dicas práticas para elaborar o PPP 
Certas estratégias facilitam a preparação, a revisão e o acesso 
da equipe ao projeto político pedagógico: 
• Não é preciso refazer a missão todo ano. Geralmente, ela dura 
de dois a cinco anos. Deve ser alterada quando a equipe percebe 
que os princípios já não correspondem às suas aspirações (os 
objetivos	iniciais	foram	alcançados	ou	precisam	ser	modificados),	
a clientela é outra (aconteceram mudanças na comunidade) 
ou o contexto escolar teve alterações (introdução do Ensino 
Fundamental de nove anos ou a chegada da Educação Infantil 
ou de Jovens e Adultos). Esse trecho deve ser respaldado nos 
planos municipal ou estadual de Educação. 
• Clientela, dados sobre aprendizagem, recursos, relação com 
as famílias, diretrizes e plano de ação devem ser revistos e 
atualizados ao longo do ano - e isso pode ser feito durante as 
reuniões pedagógicas e institucionais, nos encontros do Conselho 
Escolar e na semana de planejamento. Para tanto, a 
•	 cada	encontro,	defina	quem	será	o	responsável	por	sistematizar	
os dados e inseri-los no PPP. 
• A linguagem usada deve ser simples. 
• O ideal é que o PPP seja montado em um arquivo eletrônico, 
no computador, e, depois de impresso, colocado em uma pasta 
arquivo para facilitar o acesso e as alterações durante o ano.
• Professores e funcionários podem receber cópias do documento, 
64
Supervisão escolar
quando possível, para que consultem sempre que surgirem 
dúvidas.
• É interessante elaborar uma versão resumida para entregar aos 
pais no ato da matrícula.
•	 Organizar	 o	 PPP	 em	 um	 fichário	 facilita	 o	 manuseio,	 a	
conservação e a revisão ao longo do ano.
b) Definição da missão (ou marco referencial)
O que é? 
Conjunto dos valores nos quais a comunidade escolar acredita 
e das aspirações que tem em relação à aprendizagem dos alunos. 
Precisa responder a perguntas como: “Para nós, o que é Educação?” 
e “Que aluno queremos formar?” Também pode ser chamado de 
marco referencial. 
Por que é importante?
Define	 a	 identidade	 da	 instituição	 e	 a	 direção	 na	 qual	 ela	
vai caminhar. Se um dos objetivos é formar pessoas críticas e 
autônomas, deve-se investir na gestão participativa e em projetos em 
que todos os segmentos tenham voz e assumam responsabilidades. 
Onde buscar informações?
Duas boas referências são os planos municipal e estadual de 
Educação, quando existirem na rede. Contudo, usá-los como base 
não exime a escola de detalhar os próprios valores. É preciso que 
a equipe gestora ouça a comunidade para estabelecer com ela os 
princípios desejados.
Como fazer?
Os princípios e valores da escola devem ser discutidos em 
reuniões pedagógicas ou institucionais (com os funcionários) e 
assembleias do conselho escolar, do conselho de classe e do grêmio 
estudantil. É papel do diretor participar de todos esses encontros, 
levar	 material	 bibliográfico	 que	 possa	 embasar	 as	 discussões	 e	
registrar o que foi debatido. Depois disso, a direção também deve 
65
O Planejamento Escolar e os Desafios da 
Supervisão para uma Escola Atual e IdealCapítulo 2
fazer a redação deste trecho do PPP - levando em consideração o 
que dizem os planos, municipal ou estadual de Educação, quando 
existirem -, compartilhá-lo com toda a comunidade escolar e acolher 
sugestões e críticas.
Como apresentar no PPP?
Em um texto sucinto e objetivo, que comunique a identidade 
da escola com clareza a qualquer leitor do documento, seja ele 
professor, funcionário, pai ou aluno. 
c) Descrição da clientela
O que é?
Breve histórico da comunidade e da fundação da escola e um 
levantamento detalhado sobre as condições social, econômica e 
cultural das famílias. 
Por que é importante?
Oferece informações para que a instituição elabore as diretrizes 
pedagógicas	 e	 defina	 a	 maneira	 pela	 qual	 vai	 se	 relacionar	 e	 se	
comunicar com a comunidade. 
Onde buscar informações?
A	melhor	fonte	é	a	ficha	de	matrícula,	mas	podem	ser	preparados	
questionários	específicos	ou	feitas	entrevistas	com	os	pais.	
Como fazer?
Paralelamente ao processo de elaboração da missão, o 
diretor	deve	 reunir	 as	 informações	de	 todas	as	fichas	de	matrícula	
(e de possíveis questionários complementares preenchidos pelas 
famílias),	organizando-as	em	tabelas	e	gráficos	por	assunto	(renda,	
escolaridade	e	profissão	dos	pais,	cidade	de	origem,	entre	outros).
Para um resultado mais detalhado, pode-se dividir as 
informações sobre cada assunto também por séries e turmas. 
Tabulados e analisados os dados, é preciso apresentar o resultado 
parcial aos demais gestores e aos professores - ainda que faltem 
66
Supervisão escolar
etapas para a conclusão do PPP -, de modo que todos conheçam a 
clientela atendida e possam pensar na melhor forma de desenvolver 
projetos pedagógicos e institucionais e se relacionar com as famílias.
Como apresentar no PPP?
Em	 tabelas	ou	gráficos	que	organizam	os	dados	e	ajudam	na	
visualização das características importantes (como cidade de origem, 
faixa	 de	 renda,	 grau	 de	 instrução	 e	 profissão	 dos	 pais,	 religião	 e	
hábitos que cultivam). Eles devem estar acompanhados de textos 
analíticos. Vale lembrar que esta é uma parte do PPP que precisa ser 
revista periodicamente, pois pode haver mudanças na caracterização 
do público.
d) Levantamento dos dados sobre aprendizagem
O que são?
Informações quantitativas sobre matrículas, aprovação, 
reprovação, evasão, distorção idade/série, transferências e 
resultados de avaliações. 
Por que são importantes?
Compõem um retrato da aprendizagem na escola e permitem 
aferir a qualidade do ensino. Devem constar dados como evasão e 
repetência, para servir de parâmetros de melhorias.
Onde buscar informações?
Nos quadros de aprovação, reprovação e movimentação de 
alunos, preparados para enviar ao Ministério da Educação (MEC) e 
à Secretaria de Educação, nos relatórios das avaliações externas e 
nas avaliações internas. 
Como fazer?
Enquanto os dados sobre a clientela são tabulados (ou mesmo 
antes ou depois disso, caso julgue melhor), o diretor, junto com o 
coordenador pedagógico, deve reunir e tabular as informações sobre 
matrículas, aprovação, reprovação, evasão, distorção idade-série e 
transferências, e resultados de avaliações internas e externas. Aqui, 
67
O Planejamento Escolar e os Desafios da 
Supervisão para uma Escola Atual e IdealCapítulo 2
também	é	necessário	separar	os	dados	em	gráficos	e	 tabelas	 (por	
assunto, séries e turmas), produzir textos analíticos sobre eles e 
depois	 compartilhar	 o	material	 com	o	 restante	 da	equipe,	 a	 fim	de	
permitir	a	localização	de	possíveis	problemas	e	a	definição	de	metas	
e ações.
Como apresentar no PPP?
Em	tabelas	ou	gráficos	por	tema	(como	evasão	e	aprovação)	e	
por disciplina (para mostrar a aprendizagem de uma área ao longo 
do tempo), acompanhados de análises. 
e) Estudo do relacionamento com as famílias
O que é?
A	definição	da	maneira	como	os	pais	podem	contribuir	com	os	
projetos da instituição e participar das tomadas de decisões.
Por que é importante? 
A escola existe para atender à sociedade e a integração das 
famílias no processo pedagógico é garantida tanto pela LDB como 
pelo Estatuto da Criança e do adolescente (ECA).
Onde buscar informações?
Cada projeto deve prever um tipo de participação (entrevista 
com os pais, ajuda na pesquisa etc.). Porém é preciso consultar os 
instrumentos	de	identificação	da	clientela	para	analisar	a	viabilidade	
das propostas.
Como fazer?
Enquanto realiza os três primeiros levantamentos, o diretor 
também	já	pode	ficar	atento	à	maneira	com	que	a	escola	se	relaciona

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.