A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Resumo aula 1 embrio FINALIZADO

Pré-visualização | Página 1 de 1

Nome: Maritza Pires Monteiro 
Resumo aula 1 – Histologia e Embriologia 
Professor Anderson 
 
 
SISTEMA GENITAL 
 
→ O sexo cromossômico é definido no 
momento da fecundação: XX ou XY 
→ Existe um estágio do desenvolvimento sexual 
que é indiferenciado. Esse estágio necessita 
da interferência de alguns fatores para que 
ocorra a diferenciação: 
 Migração das células germinativas para 
formação das gônadas: numa primeira 
situação, as células germinativas primordiais 
se encontrarão no epitélio do endoderma 
dorsal do saco vitelínico, adjunto do alantóide. 
Pela quarta semana da embriogênese, essas 
células irão migrar (forças atrativas 
quimiotáticas) para a região dos mesonefros, 
onde ocorrerá o desenvolvimento das 
futuras gônadas (gônadas temporariamente 
indiferenciadas). Essa região dos mesonefros, 
se dividirá em duas outras regiões: córtex 
(ductos paramesonéfricos ou ductos de 
Muller) irá dar origem a gônada feminina; a 
medula (ductos mesonéfricos ou ductos de 
Wolff) irá dar origem a gônada masculina. 
 Presença ou ausência de testosterona e do 
hormônio anti mulleriano: se ocorrer um 
testículo não produtor de testosterona, 
então haverá a formação de um órgão 
sexual interno feminino. Na presença de 
testosterona, se iniciará a formação dos 
túbulos seminíferos e células intersticiais de 
Leydig., e a diferenciação dos ductos de 
Wolff no epidídimo e canais deferentes. 
Nesse processo, também, é importante 
salientar a relevância das células de Sertolli. 
Essas células serão responsáveis pela 
síntese do hormônio Anti – Mulleriano., que 
irá desfazer os ductos de Muller. No caso do 
desenvolvimento e da formação de gônadas 
femininas, então, os ductos mesonéfricos 
irão regredir, e com a ausência das células 
de Sertolli e do hormônio Anti – Mulleriano, 
os ductos de Muller irão se diferenciar em 
tubas uterinas, na porção superior do útero 
e da porção da vagina. 
 Presença ou ausência da dihidrotestosterona 
(DHT) que tem por finalidade a diferenciação 
da genitália externa. 
 
/ 
Nome: Maritza Pires Monteiro 
Resumo aula 1 – Histologia e Embriologia 
Professor Anderson 
 
 
 
 
GENITÁLIAS MASCULINAS 
 
→ Genitálias externas: 
 Bolsa escrotal 
 Pênis 
→ Genitálias internas: 
 Testículos 
 Túbulos seminíferos 
 Canal da uretra 
 Glândulas bulbouretrais 
 Epidídimo 
 Canais deferentes 
 Vesículas seminais 
 Ductos ejaculatórios 
 
→ No interior dos túbulos seminíferos estão as 
espermatogônias, que sofrem 
espermatogênese (meiose), gerando os 
espermatozoides. 
→ O líquido seminal é formado nas vesículas 
seminais e na próstata. Esse líquido é 
responsável por nutrir os espermatozoides e 
facilitar sua locomoção, até o momento da 
ejaculação 
 
Nome: Maritza Pires Monteiro 
Resumo aula 1 – Histologia e Embriologia 
Professor Anderson 
 
 
 
 As células sexuais (espermatozoides e óvulos) são 
células haploides, ou seja, cada uma possui apenas 
23 cromossomos 
 
 Na mitose, uma célula diploide gera duas células 
diploides. Já na meiose, uma célula diploide gera 
quatro células haploides. 
 
 DÚVIDA PARA O PROFESSOR: A partir da 
formação do ovo zigoto, todas as divisões celulares 
do embrião são mitoses? Ou existe alguma meiose 
nesse processo? 
 
 Vasectomia é um corte nos canais deferentes, 
impedindo a passagem do espermatozoide  
Esperma (líquido seminal) sem espermatozoides 
 
CÉLULAS TRONCO 
 
→ São células capazes de se replicarem, 
gerando duas células idênticas; 
→ Células com potencial de diferenciação  
capazes de se transformarem em qualquer 
tipo celular, através da indução 
→ Células embrionárias são as que possuem o 
maior potencial de diferenciação 
→ Células da medula óssea 
 
PRÓSTATA 
 
→ É uma glândula 
→ Fica situada entre o pênis e a bexiga 
→ É responsável por 10 a 30% do líquido 
seminal (ou esperma) 
→ O líquido prostático é alcalino, ajuda a nutrir e 
proteger os espermatozoides, e tem como 
função, também, a neutralização do pH ácido 
vaginal, aumentando a vida útil dos 
espermatozoides. Esse líquido é constituído, 
principalmente, por enzimas e sais minerais 
Nome: Maritza Pires Monteiro 
Resumo aula 1 – Histologia e Embriologia 
Professor Anderson 
 
→ Doenças: hiperplasia prostática benigna, 
prostatite e câncer de próstata. 
→ O aumento da próstata reprime a uretra, 
deixando a bexiga sempre cheia e causando 
dores na hora de urinar