A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Relatório micrômetro

Pré-visualização | Página 1 de 2

UNIVERSIDADE CATÓLICA DO SALVADOR – UCSAL 
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS 
BACHARELADO EM ENGENHARIA QUÍMICA 
 
FÍSICA EXPERIMENTAL I 
MATUTINO 
 
 
 
Amanda Carmo Santos 
 
 
 
 
 
DETERMINAÇÃO DE MEDIDAS DE PEQUENAS DIMENSÕES 
 
MICRÔMETRO (Experimento 1) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Salvador 
2021 
1 INTRODUÇÃO 
O presente relatório tem como objetivo auxiliar o aprendizado da medição 
do micrômetro, assim como na familiarização do instrumento, seus tipos, 
aplicações, resolução e leitura. Dessa forma, busca-se aprender a utilizar 
corretamente o equipamento, conhecendo suas características e componentes 
para que consigamos observar a diferença de precisão de um micrômetro para 
um outro instrumento de medição. 
Em momentos em que é necessário realizar a medição de objetos, 
verificando sua espessura em pequenas dimensões, utiliza-se o micrômetro. 
Além disso, é altamente utilizado para medição de pequenas espessuras, 
diâmetros internos e profundidades. Ou seja, o micrômetro se dá através da 
ampliação da leitura de dimensões extremamente pequenas, e para melhorar 
tais medições, são incluídas subdivisões na escala, denominada de “nônios”. 
Dessa forma, permite uma medição de maior precisão, podendo ir de 0,01 
milímetros até 0,001 milímetros. 
O micrômetro, também conhecido como Palmer, (em homenagem ao seu 
criador, o francês Jean Louis Palmer) é um instrumento desenvolvido a partir da 
necessidade de técnicas e resultados cada vez mais exatos e precisos. O 
micrômetro é um instrumento metrológico propício para realizar a medição 
lineares de um objeto com precisão, através da leitura de centésimos de 
milímetros de uma maneira simples e eficaz. Com isso, o micrômetro se tornou 
uma ferramenta mais aperfeiçoada e capaz de realizar tais medições mais 
rigorosas e exatas do que o paquímetro, podendo ser substituído facilmente 
quando se faz necessária uma resolução mais adequada. 
 Existe uma ampla variação nos tipos de micrômetro, e eles se diferenciam 
de acordo com sua utilidade e o tipo de leitura. Dentre suas principais aplicações, 
faz-se destaque nas medições de laboratórios, calibragem de máquinas e 
oficinas mecânicas. A depender do tipo de dimensão a ser medida, o micrômetro 
pode ter até três usos distintos: o externo, interno e o de profundidade. O 
micrômetro externo é o mais utilizado nos ambientes industriais, e suas 
aplicações são geralmente mais comuns em medições externas em parafusos, 
fios, esferas, e peças mecânicas no geral. O interno, é utilizado para medir 
precisamente o diâmetro dos orifícios. E já o de profundidade, é usado para 
realizar a medida do comprimento interior de uma peça. 
As principais partes do micrômetro são: 
a. Corpo: É a estrutura do micrômetro. Possui placas com isolamento 
térmico, impedindo que o material se expanda com o calor afim de evitar 
interferência na precisão da medição. 
b. Superfície de medição fixa e móvel: Tocam a peça a ser medida. 
Geralmente são feitas de metal duro e possui alta resistência ao desgaste. 
c. Fuso micrométrico: Feito de aço de alto teor de liga, temperado e 
retificado, para assegurar que haja exatidão no passo da rosca. 
d. Trava: Permite imobilizar o fuso em uma medida preestabelecida. 
e. Linha de leitura principal: Escala que compõe a medida fornecida pelo 
micrômetro. 
f. Nônios: São as subdivisões da escala. A primeira é 0,5mm, a segunda 
0,01mm e a terceira 0,001mm. 
g. Tambor graduado: Onde está localizado a escala centesimal. Se move ao 
mesmo tempo que o eixo, e possui uma escala gravada até 50. 
h. Cilindro graduado ou bainha: É a parte imóvel, onde está gravada a 
capacidade de medição do instrumento, de 1 em 1mm, e de 0,5 a 0,5mm. 
i. Catraca ou tambor de fricção: É responsável por regular a força que 
exercemos durante a medição. 
Figura 1 - Treinamento Starrett: Micrômetro, [4:36] 
 
Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=-Z5N7GcNViI 
De acordo a definição “resolução é a menor diferença entre indicações de 
um dispositivo mostrador que pode ser significativamente percebida. O fuso 
micrométrico avança uma distância denominada “peso” a cada volta (360º) do 
tambor, ou seja, uma volta completa resultará em 0,50 (cinquenta centésimos de 
milímetro). No micrômetro centesimal, encontra-se a resolução através da razão 
entre o passo da rosca do fuso micrométrico pelo número de divisões do tambor, 
ou seja, resolução = 0,5 mm / 50, resultando em 0,01mm. Portanto, uma leitura 
em centésimos de milímetros é realizar a divisão de um milímetro por cem. 
2 FAZENDO USO DO MICRÔMETRO 
2.1 LEITURA 
O micrômetro utilizado no vídeo “Micrômetro como utilizar - Aula de 
metrologia 01 #96” possui resolução de 0,01mm, e sua leitura se dá em três 
etapas: 
1ª etapa: leitura dos milímetros inteiros na escala da bainha; 
2ª etapa: leitura dos meios milímetros, também na escala da bainha; 
3ª etapa: leitura dos centésimos, na escala do tambor. 
Portanto, no instante 5:29 do vídeo, como mostrado na figura abaixo, 
temos a medição de 5mm. 
Figura 2 - Micrômetro como utilizar - Aula de metrologia 01 #96, [8:48] 
 
Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=ScWuEk5FZK4 
Já no instante 7:14 do vídeo, realiza-se a leitura da tampa de um 
recipiente, e sua medição é de 1,42mm. 
2.2 SIMULAÇÃO 
Para a realização da prática, utilizamos o simulador do micrômetro. Foram 
atribuídos três valores: a primeira medida de 1,50mm, a segunda 11,99mm, e a 
terceira 20,20, como mostram as figuras, respectivamente: 
 
Figura 3 - Simulador; 1,50mm. 
 
Fonte: https://www.stefanelli.eng.br/micrometro-virtual-milimetro-centesimal-simulador/ 
1,00mm (escala dos mm da bainha) + 0,50mm (escala dos meios mm da bainha) 
+ 0,00mm (escala centesimal do tambor) = 1,50mm; leitura total. 
 
Figura 4 - Simulador; 11,99mm. 
 
Fonte: https://www.stefanelli.eng.br/micrometro-virtual-milimetro-centesimal-simulador/ 
11,00mm (escala dos mm da bainha) + 0,50mm (escala dos meios mm da 
bainha) + 0,49mm (escala centesimal do tambor) = 11,49mm; leitura total. 
 
Figura 5 - Simulador; 20,20mm. 
 
 Fonte: https://www.stefanelli.eng.br/micrometro-virtual-milimetro-centesimal-simulador/ 
 
20,00mm (escala dos mm da bainha) + 0,20mm (escala dos meios mm da 
bainha) + 0,00mm (escala centesimal do tambor) = 20,20mm; leitura total. 
2.3 PESQUISA 
O vídeo apresentado é uma tele aula do programa de TV Telecurso 2000. 
O vídeo inicia-se introduzindo o micrômetro, mostrando quando se faz 
necessário o seu uso. Posteriormente, comenta-se sobre sua origem, a 
necessidade de aprimorações ao longo do tempo para realizar precisões mais 
exatas e mais rigorosas do que o paquímetro, e seu princípio de funcionamento. 
Ao decorrer do vídeo, é abordado sobre sua capacidade, resolução e 
como realizar a medição no instrumento, e para isso, é explicado o que é a leitura 
em milésimo e em centésimos de milímetro e são apresentados alguns exemplos 
de micrômetro, e onde pode-se utilizá-lo. 
Por fim, é apresentado o micrômetro com contador mecânico e o 
micrômetro digital eletrônico, que apresenta a leitura no visor, faz leitura rápida 
e evita erros. 
 Figura 6 – Telecurso 2000 Metrologia 08 Micrometro xvid, [15:00] 
 
 Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=BdHXTAGtuYc&t=306s 
 
 Figura 7 – Telecurso 2000 Metrologia 08 Micrometro xvid, [15:00] 
 
 Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=BdHXTAGtuYc&t=306s 
Figura 8 – Telecurso 2000 Metrologia 08 Micrometro xvid, [15:00] 
 
Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=BdHXTAGtuYc&t=306s 
 
 
3 CONSIDERAÇÕES FINAIS 
Após a aula prática com o auxílio do simulador, pôde-se notar a 
importância do micrômetro, assim como seu manuseio, que é muito utilizado 
quando é necessário o uso de um instrumento com alta precisão. Para isso, foi 
necessário conhecer seus componentes, utilidades, manuseio e a leitura. 
Embora seja um