Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Processo tubular a partir do filtrado glomerular e Balanço e transporte de cálcio, sódio e potássio

Pré-visualização | Página 1 de 3

Aparelho Urogenital – Prof. Carlos 06.04.2021 
 
 
 
Transporte 
 consiste no transporte de substâncias permeáveis à membrana. Estas, em 
solução, podem fluir de dentro para fora da célula ou vice-versa, de forma espontânea. Esse 
processo ocorre de uma 
 
 Com o de membrana, denominadas permeasses. Estas 
possuem sítios de ligação específicos para os tipos de substrato e atuam a fim permitir que 
substâncias transitem. 
 
 é a de um meio menos concentrado (hipotônico) para outro mais 
concentrado (hipertônico), através de uma membrana semipermeável. 
 
 o número de partículas osmoticamente ativas por litro de solução. A 
osmolaridade é expressa em osmoles por litro (osmol/L ou OsM). 
 
 Se a solução A possui uma osmolaridade maior 
 que a solução B, dizemos que a solução A é 
 
 Se a solução A possui uma osmolaridade menor 
que a solução B, dizemos que a solução B é 
 
 Se duas soluções contém o mesmo número de partículas de soluto por unidade de 
volume. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A B 
Hiperósmotica 
A B 
Hipósmotica 
A B 
Isosmótico 
O
sm
ol
ar
id
ad
e 
 
Aparelho Urogenital – Prof. Carlos 06.04.2021 
Tabela 5.2 Comparando osmolaridades 
Solução A = 1 OsM de glicose Solução B = 2 OsM de glicose Solução C = 1 OsM de NaCl 
A é hiposmótica em relação a B B é hiperosmótica em relação a A C é isosmótica em relação a A 
A é isosmótica em relação a C B é hiperosmótica em relação a C C é hiposmótica em relação a B 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Energia 
 À medida que uma molécula entra na célula por sua , movendo-
se de um meio de Ao se difundir permite que 
a proteína carreadora obtenha para permitir a entrada simultânea de outra 
molécula. andam junto na mesma direção. 
 
 Neste os se movimentam em sentidos opostos. Da mesma 
maneira como descrito para o co-transporte para a obtenção de energia, nesta a molécula a ser 
transportada movimenta-se em sentindo oposto aquela que se difunde passivamente. 
 
 tráfego de moléculas, 
contra o gradiente de concentração, mediado 
por proteínas específicas transportadores e 
com a mobilização de energia geralmente 
resultante da hidrólise de 
 
Urina 
 A é 100% reabsorvida, por isso não tem na urina 
 A urina não tem uma quantidade grande de sódio, potássio e afins. 
 
 
 
Aparelho Urogenital – Prof. Carlos 06.04.2021 
Segmentos do néfron e suas funções 
Segmento do néfron 
Corpúsculo renal (glomérulo + cápsula de Bowman) Filtração do plasma livre de proteínas dos capilares para 
a cápsula. 
Túbulo proximal Reabsorção isosmótica de nutrientes orgânicos, íons e 
água. Secreção de metabólicos xenobióticas, como a 
penicilina. 
Alça de Henle Reabsorção de íons de nutrientes orgânicos, íons para 
a geração de um fluido diluído. 
O arranjo em contracorrente contribui para a 
concentração do líquido intersticial na medula renal. 
Néfron distal (túbulo distal + ducto coletor) Regulação da reabsorção de íons e água para 
manutenção do equilíbrio hidroeletrolítico e da 
homeostasia do pH. 
 
Compartimentos de líquidos corporais 
 Temos água liquida ao redor das células (liquido extracelular) e também fora das células. 
 Qual a força motriz que faz o sangue rodar e todos esse líquido rodar e se mexer? 
 
 
 
 
Aparelho Urogenital – Prof. Carlos 06.04.2021 
Controle da homeostase de eletrólitos 
 Para um bom funcionamento células devem estar banhadas por 
liquido extracelular relativamente constante de eletrólitos e outros 
solutos. 
 
 Os rins são fundamentais na manutenção da homeostase de 
eletrólitos pois tem a capacidade de regular especificamente os 
níveis de excreção da maior parte dos íons que compõem o 
 
Controle da homeostase de sódio 
 Osmolaridade 300, 100, 50 e afins. 
 A quantidade de soluto que vai sair (reabsorvido) é a 
mesma 
 
 O sódio que estiver entrado, 65% dele é reabsorvido 
pelos túbulos contorcidos proximais. 
 Cotrasporte: Na+ - glicose, Na+ - aminoácidos 
 Contratransporte: Na+/H+ 
 
 é reabsorvido 25% dos sódios. 
 Maior parte é reabsorvida no segmento ascendente espesso 
da alça de Henle. 
 A reabsorção do sódio no segmento espesso é mediada 
essencialmente pelo cotransportador de NA-K-Cl. 
 
 
 , vão passar de uma vez, tendo 1 
minuto para passar 
 , é provável que nem todas as 
pessoas entrem, por conta do tempo 
 É a mesma coisa com o túbulo contorcido de sal. 
 
 
 
 
Aparelho Urogenital – Prof. Carlos 06.04.2021 
 
 Reabsorve em torno de 5% do sódio filtrado. 
✓ Cotransporte de Na+ - Cl- e Contratransporte de Na+/H+ 
 Tem um canal de vazamento pelo epitélio que se abre quando o sódio entra, e para sair, sai 
por uma bomba de sódio e potássio 
 
 
 Reabsorvem, aproximadamente 5% do sódio passivamente por canais de sódio (ENaC). 
 
 reabsorção de sódio é em torno de 99,4%. 
 
 reabsorvem sódio (aldosterona), cloreto e água 
(ADH) da luz tubular e secretam potássio para dentro delas. 
 
 reabsorvem potássio e bicarbonato e 
secretam hidrogênio (contra gradiente de concentração) para a 
luz tubular. Papel na chave no equilíbrio ácido-base dos líquidos 
corporais. 
 
 – hormônio produzido na hipófise, diminui a passagem da água nos 
túbulos renais evitando sua perda. Ou seja, é produzido pelo hipotálamo e secretado pela neuro-
hipófise. Esse hormônio é um polipeptídeo que apresenta nove aminoácidos e atua, principalmente, 
nos rins, nos quais proporciona uma maior reabsorção de água. 
 
 – hormônio produzido na supra renal com função de controle de eletrólitos (Na, K, 
Cl), ou seja, ela ativa e aumenta a atividade dessa bomba de sódio e potássio. 
 Age nas porções finais do néfron, túbulos distais finais, coletores corticais e medulares. 
 Atua nas células principais. 
 
Controle da homeostase de potássio 
 
 É precisamente controlada pelo organismo, pois muitas funções celulares podem ser prejudicadas 
pela alteração extracelular das concentrações de potássio neurônios, cardiomiócitos. 
 Células do corpo são a primeira barreira no controle de regulação extracelular de potássio. 
 98% do potássio do corpo está nas células. Elas podem absorver potássio em condições de 
 ou servir como finte de potássio, durante hipocalemia. 
Aparelho Urogenital – Prof. Carlos 06.04.2021 
 Cerca de 65% de todo potássio é reabsorvido 
 Tem canis paracelulares 
 
 Reabsorção de 25 a 30% de potássio, principalmente pela região espessa. 
 Cotransporte Na+ - K – Cl- 
 
 São os locais mais importantes para regulação da excreção de potássio. 
 Dependendo da necessidade do corpo, o potássio pode ser excretado ou reabsorvido nessa região. 
 Potássio é secretado pelas células principais e reabsorvido pelas células intercaladas. 
 
Os valores de reabsorção e secreção no TCP e na alça de henle são fixos para todos os íons, 
inclusive Na, K, Ca. 
 reabsorvem sódio (aldosterona), cloreto e 
água (ADH) da luz tubular e secretam potássio para dentro 
delas. 
 
 Reabsorvem potássio e bicarbonato e 
secretam hidrogênio (contra gradiente de concentração) para 
a luz tubular. Papel chave no equilíbrio ácido-base dos líquidos 
corporais. 
 
Controle hormonal da homeostase de potássio 
 nas porções finais do néfron, túbulos distais finais, coletores corticais e medulares. 
 Atua sobre as células principais. 
 
 Os para liberação de aldosterona são a concentração plasmática de potássio 
e angiotensina II. 
 
 Aldosterona a reabsorção e a permeabilidade de sódio e a secreção de potássio. 
 Aumenta a atividade da Na/K ATPase. 
 
Os valores de reabsorção
Página123