A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Tecido Muscular

Pré-visualização | Página 1 de 1

T e c i d o m u s c u l a r
Possibilitar movimentos, gerar calor e fornecer estabilidade postural para o corpo.
Formado por células de origem mesodérmica. Sua diferenciação se dá por meio da síntese de proteínas específicas com uma organização determinada, tais como os diferentes tipos de actinas, miosinas e proteínas motoras filamentosas.
O constituinte dos músculos está relacionado ao mecanismo de locomoção e ao processo de movimentação de substâncias internas do corpo.
Os músculos são sustentados pela oxidação de gorduras e de carboidratos. Produzindo adenosina trifosfato (ATP), que fornece energia para a movimentação das cabeças de miosina.
· Características Gerais:
40% de nossa massa corporal. (Músculos)
Células alongadas que se contraem devido ao encurtamento de filamentos de filamentos proteicos. 
Miofibrilas: Actina e Miosina
Presença de vasos sanguíneos.
· Miofibrilas: Responsável pelas estriações transversais de bandas claras e escuras.
As estriações transversais visíveis por microscopia ótica sob a forma de faixas claras e escuras são formadas pela repetição de unidades iguais chamadas sarcômeros. Elas não são encontradas no tecido muscular liso, cujas células de formato fusiforme se apresentam aleatoriamente dispostas.
Cada fibra se origina a partir de mioblastos, que se fundem durante todo o desenvolvimento embrionário, formando miotubos. Após a diferenciação em fibra adulta, esses feixes são chamados de miofibras. Cada miofibra, por sua vez, é composta por miofibrilas, que consistem de unidades repetidas longitudinalmente, chamadas de sarcômeros. Esta última é a unidade funcional do músculo.
· Tipos de Tecido Muscular:
1. Músculo Esquelético
Células cilíndricas multinucleadas muito longas dispostas em feixes que apresentam estriações transversais. Os múltiplos núcleos de cada célula se localizam na periferia das fibras desse tipo de tecido muscular. Isso ajuda a diferenciá-lo do tecido muscular cardíaco, cujos núcleos celulares se encontram na região central das células. 
Tecido que recobre o nosso esqueleto, podendo ser encontrado no rosto, abdome.
40% de músculo esquelético de nosso peso corporal. (Em vertebrados).
Movimentos voluntários.
2. Músculo Liso
Não apresentam estrias;
Células fusiformes e alongadas;
Ambas as extremidades das células são afiladas;
Núcleo único, oval e central.
Encontrado em nossas vísceras, revestindo nossos órgãos internos como estômago, intestino, bexiga, útero, artérias, veias, glândulas, brônquios e bronquíolos etc.
Tem movimentos involuntários.
Os movimentos peristálticos do nosso esôfago quando nos alimentamos, o movimento de abre e fecha da íris em nossos olhos quando passamos de um ambiente claro para um escuro, ou vice-versa, os brônquios e bronquíolos do nosso pulmão ao respirarmos etc.
3. Músculo Estriado Cardíaco
É um tecido que se movimenta de forma involuntária, seus movimentos são inconscientes e não dependem da nossa vontade para ocorrer.
O tecido muscular estriado cardíaco é encontrado no coração dos vertebrados.
Chamamos de batimentos cardíacos as contrações involuntárias do tecido muscular estriado cardíaco.
Constituído por células alongadas e ramificadas, elas se prendem por meio de junções intercelulares complexas, e apresentam estriações transversais semelhantes às do músculo esquelético; porém, ao contrário destes, as células apresentam apenas um ou dois núcleos (a musculatura esquelética é multinucleada). As fibras cardíacas estão envoltas em uma camada fina de tecido conjuntivo, que contém uma rede abundante de capilares sanguíneos.
· Classificação dos Tecidos:
	////////
	Estriado Cardíaco
	Estriado Esquelético
	T. M
Liso
	Células
	Cilíndricas
	Cilíndricas
	Fusiformes
	Núcleos
	Um
Raramente dois
	Vários
	Um
	Estrias
	Sim
	Sim
	Não
	Contraç.
	Rápida e Involuntária
	Rápida e Voluntária
	Lenta e Involuntária
	Ocorr.
	Coração
	Músculos Esqueléticos
	Estômago/ Intestino/ Vasos/ Bexiga