A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
126 pág.
3368_203304431-Manutencao-de-Computadores

Pré-visualização | Página 5 de 22

cientista. 
2 História do Computador 17
 VOCÊ 
 SABIA?
Blaise Pascal inventou a calculadora mecânica em 1642. 
Ele concebeu a ideia ao tentar ajudar seu pai, a quem 
tinha sido atribuída a tarefa de reorganizar as receitas 
fiscais da província francesa de Haute-Normandie. Sua 
primeira calculadora foi chamada de calculadora de 
Pascal e, posteriormente, pascaline, que poderia somar 
e subtrair dois números diretamente e multiplicar e divi-
dir pela repetição.
 SEN
A
I (
20
12
)
Figura 3 - Máquina diferencial 
Durante a Segunda Guerra Mundial, a IBM (International Business Machines), 
em parceria com a Marinha norte-americana, patrocinou o projeto de um estu-
dante de Harvard. Desse projeto, nasceu o computador eletromecânico (consti-
tuído por relés), denominado MARK I. A primeira máquina totalmente eletrônica, 
no entanto, foi lançada em 1943. Ela foi projetada pelo matemático Allan Turing 
e foi batizada de Colossus. 
 SEN
A
I (
20
12
)
Figura 4 - MARK I
Manutenção de CoMputadores18
Anos mais tarde, surgiu o ENIAC (Electronic Numerical Interpreter and Calculator), 
desenvolvido na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Tratava-se do pri-
meiro computador digital de grande porte, composto por 17 mil válvulas, medindo 
5,5 metros de altura por 25 metros de comprimento e pesando 30 toneladas.
 Dre
am
st
im
e 
(2
01
2)
Figura 5 - MARK I e ENIAC 
Nas quatro décadas seguintes, o processo evolutivo continuou, mas não mais 
com o uso de mecanismos complexos ou por meio de dispositivos eletromecâ-
nicos. Nesse período, houve um grande progresso na área de eletrônica, o que 
possibilitou o aposento da válvula e a utilização de transistores e, posteriormente, 
de circuitos integrados ou chips. Como símbolos dessa época, podem-se citar os 
lançamentos do TX-0, pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), em 
1946; do IBM 1401 e do IBM 360, na década de 1960; do PDP 11, em 1970; do Altair 
8800, já baseado em um processador Intel, e o 8080, em 1975. Mais adiante, em 
1979, o Atari 800 tornava-se popular.
Mas foi em 1981 que a história do computador começou a mudar. Nesse ano, a 
IBM lançou o IBM-PC, um computador dotado de um processador Intel (8088) de 
8 bits, voltado ao uso pessoal. Mais tarde, esses equipamentos passaram a adotar 
o sistema operacional da recém-criada Microsoft, o MS-DOS. Visando o mercado 
em expansão, em 1984 a Apple Computers lançou o Macintosh, um computador 
com arquitetura interna distinta daquela do IBM-PC, e com um grande diferencial: 
o sistema operacional, desenvolvido com interface gráfica, possibilitava o uso do 
mouse para acionar ícones na tela, o que representou uma revolução para a época.
A partir de então, a história já fica muito mais próxima dos usuários domés-
ticos. Depois do IBM-PC, a Intel passou a dominar o mercado de processadores, 
2 História do Computador 19
fornecendo CPUs para os maiores fabricantes de computadores. Foi assim com 
o Intel 80286, 80386, 80486, Pentium, Pentium II, Pentium III, Pentium IV, Core 2 
Duo, Core 2 Quad e Intel I7. 
 FIQUE 
 ALERTA
O mercado da computação se atualiza muito rápido e 
constantemente. Por isso, é importante que você procure 
se manter a par das novidades e, de preferência, busque 
aprimorar os conhecimentos em relação aos avanços. Fi-
que atento aos lançamentos dos fabricantes de hardware e 
software para não ficar parado no tempo. 
2.2 sistEma dE numEração
Você sabia que o sistema de numeração mais difundido na matemática é o 
decimal? É verdade! Por esse motivo, fica fácil compreender que ele é composto 
por dez símbolos (de 0 a 9). Como ele é utilizado frequentemente, também se 
presume que você saiba que com dois dígitos decimais é possível fazer cem com-
binações distintas, de 00 a 99. Quando se trata de informática, no entanto, é um 
pouco diferente. 
Os sistemas de numeração utilizados na informática são o binário (composto 
por dois símbolos: 0 e 1) e o hexadecimal (composto por 16 símbolos: de 0 a 9 e 
de A a F). Como os equipamentos eletrônicos normalmente trabalham com os es-
tados “ligado” ou “desligado”, adotou-se o sistema binário para representar esses 
estados, onde “0” equivale ao estado desligado e “1” equivale ao estado ligado. 
Os números binários também são usados para representar caracteres. Para cada 
caractere digitado em um editor de texto, por exemplo, existe uma sequência de 
oito dígitos binários que o representa. Com relação aos números hexadecimais, 
diz-se que são usados para representar endereços ou posições na memória do 
computador.
Preparado para seguir o estudo? Pois saiba que este assunto não para por aqui. 
A seguir, você verá as unidades de grandeza na informática. 
2.2.1 Unidades de grandeza na informática
Cada sistema de numeração permite um determinado número de combina-
ções a cada grupo de dígitos. Com quatro dígitos binários, por exemplo, é pos-
sível formar 16 combinações. Já com 5 dígitos, você poderia formar 32 combina-
ções. Esse cálculo é obtido elevando-se a base 2 ao número de dígitos. Observe a 
fórmula a seguir: 
Manutenção de CoMputadores20
24 = 16, 25 = 32, 210 = 1.024
Para representar essas grandezas, existem os sufixos. O sufixo K (quilo), que em 
decimal representa mil vezes (como em quilo, quilômetro), em binário representa 
210 vezes (1.024). Logo, um quilobyte (1 KB) representa 1.024 bytes, conforme a 
tabela a seguir.
Tabela 1 - Sufixos
Sufixo Potência Quantidade
Quilo (K) 210 1.024
Mega (M) 220 1.048.576
Giga (G) 230 1.073.741.824
Tera (T) 240 1.099.511.627.776
Peta (P) 250 1.125.899.906.843.620
Exa (E) 260 1.152.921.504.607.870.000
Zetta (Z) 270 1.180.591.620.718.450.000.000
Yotta (Y) 280 1.208.925.819.615.700.000.000.000
Com a popularização das memórias e dos discos rígidos com valores na casa 
dos gigabytes, é comum que você ouça pessoas falando em algo como 2 “gigas” 
de memória, 500 “gigas” de HD etc. A pergunta é: está correto usar o plural nesses 
casos ou o certo é usar o singular, como 2 giga ou 500 giga? O que você acha? 
É importante destacar que “giga” é apenas a grandeza, o fator multiplicador. 
A unidade de medida de espaço em memória é o byte; este, sim, vai para o plural 
(2 bytes, por exemplo). Assim, se você quer usar o plural, use a grandeza e as uni-
dades juntas, ou seja, 2 gigabytes. Ao usar apenas a grandeza, esta não vai para o 
plural, sendo obrigatório o uso do singular, ou seja, 2 giga ou 500 giga.
2 História do Computador 21
 rECapitulando
Neste capítulo você estudou a evolução dos computadores. No trajeto de 
sua aprendizagem, você viu importantes fatos que marcaram a história 
da computação e personagens que influenciaram a evolução dos compu-
tadores até os dias atuais. Outro assunto importante que você conheceu 
foram os sistemas de numeração utilizados na informática, bem como as 
unidades de grandeza empregadas nessa área. No próximo capítulo você 
vai absorver ainda mais conhecimento, pois trataremos da arquitetura dos 
computadores. Siga em frente!
3
Arquitetura de Computadores
Certamente você já utilizou ou utiliza com frequência um computador, certo? E já parou 
para pensar sobre o funcionamento e os componentes dos computadores? Pois esse será o 
assunto que você estudará a partir de agora. Neste item, você vai: 
a) identificar as peças que fazem parte da estrutura de um computador;
b) conhecer e entender a função das peças que integram a máquina.
Manutenção de CoMputadores24
3.1 ProCessAdores
Toda a atividade de um computador pode ser definida por um modelo bastan-
te simples, conhecido como ENTRADA - PROCESSAMENTO - SAÍDA. Nesse univer-
so, é fácil identificar a atividade central – o processamento, que, como você viu 
anteriormente, será o tema central deste capítulo. Na etapa de processamento, 
são executadas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.