A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
96 pág.
Aula 01 informática

Pré-visualização | Página 5 de 19

é um dos componentes críticos dos computadores, pois definirá as 
limitações da máquina como um todo. Você deve prestar muita atenção em uma 
série de detalhes na hora de escolher sua motherboard. Assinale a alternativa 
correta sobre a placa-mãe. 
 
a) Compatibilidade com pentes de memória: se não houver compatibilidade com 
o barramento DRR, é provável que dentro de poucos anos o componente fique 
estagnado, por não poder possibilitar mais upgrades. 
b) Pinagem do processador: os processadores ganham a cada ano novas 
arquiteturas e por isso precisam de novos slots nas placas-mãe. Hoje os 
fabricantes de CPUs Intel e Asus, usam o topo da tecnologia conhecida como 
Soquete 7. 
c) Slots disponíveis para placas offboard: placas de vídeo offboard, placas de 
som e outros dispositivos exigem slots (geralmente APG, hoje raros são os 
dispositivos PCI-Express) disponíveis para a instalação. Sem eles, não há como 
fazer a comunicação entre placa offboard e o sistema operacional que o 
reconhecerá. 
d) Chipset: se você não quiser instalar placas de vídeo offboard, deve ficar ainda 
mais atento para esse detalhe. O chipset é um conjunto de chips utilizado na 
placa-mãe que realizam diversas funções de hardware, como controle dos 
97948669116
Noções de Informática para TJ/PE 
Analista e Técnico 
Prof Victor Dalton ʹ Aula 01 
 
 
Prof. Victor Dalton 
 www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 95 
barramentos, controle e acesso à memória, processamento das informações 
gráficas onboard etc. As placas-mãe com chipset ATI e Intel são muito 
utilizadas. 
e) USB: se antes as USB 1.0 eram ultrapassadas, agora os usuários devem 
tomar cuidado com as USB 2.1, não que elas estejam sendo abandonadas, mas 
é recomendado que já sejam escolhidas as placas-mãe com USB 3.1. 
 
Questão que integra a maioria do conteúdo estudado. Vejamos: 
 
a) O barramento atual para memórias utiliza o padrão Double Data 
Rate, DDR, e não DDR. Errada; 
b) No ano de 2013, chamar a pinagem Soquete 7 de topo da 
tecnologia é um exagero! Esta pinagem foi abandonada no início dos anos 2000 
tanto pela Intel como pela AMD. Os padrões Socket R e AM3+ são os 
preferidos das fabricantes atualmente; 
c) Slots AGP (Accelerated Graphics Port) já foram sensação no início 
dos anos 2000. Nos dias atuais, vigora o padrão PCI-Express; 
d) Os chipset ponte norte e sul são componentes chave em uma placa 
mãe. Se esta vier com placa de vídeo onboard, o chipset nothbridge coordenará 
a comunicação com esse dispositivo. Correta! 
e) Se trocássemos 2.1 e 3.1 por 2.0 e 3.0, respectivamente, a 
assertiva estaria certa. 
 
Alternativa d). 
97948669116
Noções de Informática para TJ/PE 
Analista e Técnico 
Prof Victor Dalton ʹ Aula 01 
 
 
Prof. Victor Dalton 
 www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 95 
1.8 Dispositivos periféricos 
 
 
Os periféricos são aparelhos, ou placas que enviam ou recebem 
informações do computador. 
 
É possível enquadrá-los em três categorias, por assim dizer: 
 
 
DISPOSITIVOS DE ENTRADA 
 
Estabelecem um caminho de inserção de informações do meio 
exterior (por meio do usuário) para o computador. 
 
 
Exemplos: 
 
x Mouse 
x Teclado 
x Scanner 
x Web cams 
x Mesa digitalizadora 
x Microfone 
x Touchpad (em notebooks) 
x Drives de CD, DVD ou Blu-ray (somente leitura) 
x Leitor de código de barras.... 
 
 
Dispositivos de entrada: ilustração. 
 
97948669116
Noções de Informática para TJ/PE 
Analista e Técnico 
Prof Victor Dalton ʹ Aula 01 
 
 
Prof. Victor Dalton 
 www.estrategiaconcursos.com.br 28 de 95 
DISPOSITIVOS DE SAÍDA 
 
Estabelecem um caminho de veiculação da informação do 
computador para o mundo exterior, de forma de possa ser compreendida 
pelo seu usuário. 
 
Exemplos: 
 
x Monitor (sem função touch) 
e placa de vídeo 
x Impressora 
x Caixas de som 
x Projetores multimídia 
x Etc... 
 
 
DISPOSITIVOS DE ENTRADA e SAÍDA 
 
Perceba que, nas classificações anteriores, houve uma preocupação 
em tipificar dispositivos exclusivamente entrada ou saída. Isto porque 
existe uma gama de equipamentos que podem possuir tanto funções de 
entrada como de saída. A saber: 
 
x Monitores sensíveis ao toque; 
x Multifuncionais (que acumulam 
impressora e scanner, por exemplo); 
x Drives leitores e gravadores de mídias 
óticas (DVD, Blu-Ray); 
x Pendrives 
x Modem, placa de rede.... 
 
 
 
 
97948669116
Noções de Informática para TJ/PE 
Analista e Técnico 
Prof Victor Dalton ʹ Aula 01 
 
 
Prof. Victor Dalton 
 www.estrategiaconcursos.com.br 29 de 95 
1.81 Funcionamento dos dispositivos de E/S 
 
 
Os dispositivos de E/S, via de regra, são compostos de duas partes: 
o controlador e o dispositivo propriamente dito. Os controladores podem 
estar na própria placa-mãe ou conectados a um barramento desta, a 
depender do dispositivo. 
 
 
Controladores: ilustração. 
 
 
Os controladores possuem como função controlar o dispositivo e 
manipular para ele o acesso ao barramento. Eles selecionam e 
decodificam os endereços de entrada e saída, organizando a comunicação 
do dispositivo de E/S com a memória ou com outros dispositivos. 
 
São três as formas clássicas de comunicação de um dispositivo de 
E/S, a saber: 
 
a) Polling 
 
No polling, a CPU é responsável por todo o controle de 
transferências de dados de dispositivos. Isso significa que ela é 
responsável não só pela transferência de informações em si, mas também 
pela verificação constante dos dispositivos, para saber se algum deles 
tem dados a serem transferidos. 
 
97948669116
Noções de Informática para TJ/PE 
Analista e Técnico 
Prof Victor Dalton ʹ Aula 01 
 
 
Prof. Victor Dalton 
 www.estrategiaconcursos.com.br 30 de 95 
Em termos práticos, de tempos em tempos, a CPU 'pergunta', 
sequencialmente, a todos os dispositivos conectados: "Você tem dados 
para serem transferidos para a memória?". 
 
Quando algum dispositivo responder "sim", a CPU faz a transferência 
e continua perguntando aos outros dispositivos em seguida. Quando 
nenhum dispositivo necessitar de transferências, a CPU volta a fazer o 
que estava fazendo antes. Depois de algum tempo, ela volta a realizar a 
pergunta para todos os dispositivos novamente. 
 
b) Interrupção 
 
Na entrada e saída por interrupção, a CPU fica responsável apenas 
pelas transferências em si. Isso significa que ela não tem que verificar os 
dispositivos, para saber se há dados a serem transferidos. 
 
Mas se a CPU não faz a verificação, como ela vai perceber quando 
uma transferência precisa ser feita? Simples: o dispositivo dispara um 
sinal do barramento de controle chamado "Interrupção" (chamado de 
IRQ - Interrupt ReQuest). Quando a CPU percebe este sinal, ela sabe 
que algo precisa ser feito com algum dispositivo; normalmente uma 
transferência de dados (seja de entrada ou saída). 
 
c) DMA (Direct Memory Access ± Acesso Direto à Memória) 
 
No método chamado de entrada e saída por DMA (Acesso Direto à 
Memória), a CPU fica responsável apenas por coordenar as transferências. 
Isso significa que ela não tem que verificar os dispositivos, para saber se 
há dados a serem transferidos e nem mesmo transferir estes dados. 
 
Mas cabe a mesma pergunta do método anterior: se a CPU não faz a 
verificação, como ela vai perceber quando uma transferência precisa ser 
feita? Também pela interrupção. 
 
Mas se a CPU não faz a transferência, como os dados vão parar na 
memória? Simples: a CPU comanda um dispositivo responsável pela 
transferência,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.