A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Conceitos Sociais

Pré-visualização | Página 1 de 1

D E F I N I Ç Õ E S S O B R E S O C I O L O G I A
1°- Funcionalismo: a sociedade pode ser comparada
a um organismo em que cada parte possui uma
função indispensável. Na sociedade, cada individuo,
instituição, regra e costumes são partes e
desempenham funções especificas na manutenção do
todo. 
2°- Divisão Social do Trabalho: em qualquer
sociedade há certos tipos de atribuições
individuais e coletivas que são distribuídas de
maneiras especificas para o desenvolvimento
econômico. 
3°- Solidariedade: "elo" que une pessoas e
instituições para o bom arranjo do todo social. 
4°- Solidariedade mecânica: Tipo de coesão
social gerada por essa divisão social do trabalho e
sociedades pré-industriais. 
5°- Solidariedade orgânica: o tipo de coesão social
das sociedades complexas.
6°- Anomia: explicação para forma com a qual a
sociedade cria momentos de interrupção das
regras que regem os indivíduos.
7°- Fatos Sociais: São formas de agir, de pensar e
de sentir que se generalizam, isso é, se repetem em
todos os membros de uma sociedade ou de uma
comunidade específica.
8°- Coerção: É uma espécie de força que os fatos
sociais exercem sobre o individuo. Ou seja, o fato
social condiciona as pessoas a seguirem as regras
e as normas da sociedade, independente da
vontade ou escolha da pessoa. 9°- Generalidade: É um estado do grupo, que se
repete nos indivíduos porque se impõe a eles. 
10°- Exterioridade: Os fatos sociais atuam e
existem independentemente das escolhas e
vontades individuais. 
11° - Consciência Coletiva: Conjunto de crenças e
sentimentos comuns compartilhados pela mídia dos
indivíduos de uma sociedade. 
12°- Integração Social: como forma de criar
oportunidades e direitos iguais para todos os
elementos de uma sociedade.
13° Regulação social : é aquilo que impede o
individuo de fazer tudo o que quiser
irrestritamente, limitando seu comportamento de
acordo com as regras da sociedade. 
14° Suicídio Egoísta: O individuo tira a própria
vida por não se sentir parte do grupo 
15° - Suicídio Altruísta: A pessoa sente uma
identificação tão forte com o grupo que perde sua
noção como indivíduo 
16°- Suicídio Anônimo: As regras morais da
sociedade deixam de ter poder sobre o indivíduo,
levando-o a tirar sua própria vida. 
17° Suicídio Fatalista: Quando o individuo se sente
impotente do seu destino e/ou sociedade, tirando
assim sua própria vida. 
18°- Ação Social: É um conceito motivado pela
comunicação dentro da sociedade, e tem como
objetivo principal uma intenção, a qual é orientada
para o alter (outro). 
19° - Método Compreensivo: a ciência social não
pode ser estudada reduzindo-a a leis, mas deve ser
analisada sob a ótica de vários fenômenos,
principalmente o sentido que a ação do indivíduo
possui para este
20°- Individualismo Metodológico: Principal
responsável pela elaboração do processo de
conhecimento, o sujeito, a modo que lhe é o papel
de ordenar os dados da experiência segundo
categorias lógicas e, por conseguinte, inatas ao
intelecto. 
21°- Desencantamento do mundo: Consiste no
enfraquecimento das explicações míticas, mágicas
e religiosas para o mundo. 
22°- Ação efetiva: tipo de ação social
movimentada por emoções e sentimentos. 
23°- Ação Tradicional: É aquele tipo de ação em
que o agente se orienta pela tradição, costumes,
crenças ou hábitos. 
24°- Ação Racional orientada por valores: É um
tipo de Ação Social na qual o ator age
racionalmente, ou seja, tem plena consciência de
objetiva da situação, porém orienta sua ação por
meio de algum valor ético, religioso, político ou
etc. 
25° - Ação Racional orientada pelos fins: O ator
avalia a situação racionalmente, motivado pela
conquista do fim planejado, escolhendo os meios
mais eficientes à sua disposição para atingi-lo. 
26°- Poder: De acordo com Weber, poder é a
habilidade que uma pessoa tem de fazer com que
um outro alguém obedeça sua vontade. 
27°- Dominação: A probabilidade de que se
encontre obediência. 
28°- Dominação Tradicional: É o tipo de
dominação que se baseia no costume, tradição ou
hábito tão forte que nos parece natural segui-lo. 
29°- Dominação Carismática: Essa é a autoridade
que se baseia na crença de que o líder possui
qualidades excepcionais, extraordinários, a que
Weber deu o nome de Carisma. 
30°- Dominação Racional- Legal: É o tipo de
dominação que se baseia na crença de que é
correto obedecer à lei. 
31°- Dialética: De acordo com Karl Marx, o
mundo é dinâmico, estando sempre em um
processo de constante mudança, onde nada é
estático. 
32°- Práxis: Marx e Engels defendiam que o
mundo é resultado da ação humana, ou seja,
passível de modificação consciente em uma união
entre a teoria e a prática.
Sociologia 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Processo_de_conhecimento
https://pt.wikipedia.org/wiki/Experi%C3%AAncia