A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Dreno de Tórax

Pré-visualização | Página 1 de 1

Conceito: 
Drenagem de ar ou líquido do espaço pleural para ajudar a
restaurar a pressão negativa. 
Pneumotórax: 
É a contenção de ar no espaço pleural. O dreno é posicionado no
segundo ou terceiro espaço intercostal, ao longo da linha
clavicular média ou da linha axilar anterior. 
Hemotórax: 
É o acúmulo de sangue e fluídos na cavidade pleural entre as
pleuras visceral e parietal. O dreno é posicionado no sexto ou
sétimo espaço intercostal lateral, na linha axilar média. 
MATERIAIS: 
– água destilada ou solução salina 0,9%; 
– bandeja;
 – fita adesiva (mais ou menos 30 cm) tipo fita crepe ou
esparadrapo; 
– frascos de drenagem com capacidade superior a 5 litros e
altura de 20 a 25 cm (verificar o sistema de drenagem utilizado:
simples, aspirativo, três frascos ou frasco coletor sem colocação
da haste imersa ou líquido no rasco); 
– luvas de procedimento; 
– pacote de curativo.
Dreno de Tórax
Higienizar as mãos corretamente; 
Paramentação padrão (uso de avental e luvas de
procedimento, máscara, óculos); 
Abrir os pacotes com técnica asséptica; 
Preparar o paciente, posicionando-o; 
Colocar o antisséptico na cuba ; 
Segurar o frasco de anestésico para o médico, realizando a
antissepsia prévia com solução padronizado. 
Colocar o SF0,9% ou água estéril dentro do frasco; 
Instalar a tampa no frasco, de modo que a haste fique
submersa cerca de 2 cm na água ; 
Calçar as luvas; 
Após a introdução do dreno, auxiliar na conexão deste à
extremidade distal do sistema, sem contaminar; 
Fazer a régua indicando ponto zero (nível de água),
colocando o nome de quem realizou o procedimento, data e
horário, na lateral da graduação do frasco coletor. 
Deixar o cliente confortável e com a campainha ao seu
alcance; 
Deixar o ambiente em ordem. 
Descartar os resíduos gerados em coletores específicos; 
Levar materiais utilizados para a sala de utilidades;
encaminhar instrumentais para CME. 
Anotar no prontuário do paciente o horário, aspecto e o
volume drenado;
Periodicidade da troca de selo d'água 
Troca diária do selo d’água, exceto nos casos de
pneumotórax, cuja drenagem tende a manter-se mínima
durante a evolução do paciente (por orientação médica da
Cirurgia Torácica).
Procedimento da enfermagem no momento
da inserção
Procedimentos de manutenção – Enfermagem
Avental;
Luvas de procedimento; 
Óculos de proteção; 
Máscara cirúrgica; 
Fita adesiva de cor clara 
Caneta 
Soro fisiológico 0,9% estéril (300 ml para frasco de drenagem com
capacidade de 1000 ml) e 500 ml para de frasco de drenagem com
capacidade de 2000 ml) 
Frasco medida/coletor graduado com capacidade mínima de 2 litros.
Higienizar as mãos corretamente; 
Esclarecer ao paciente o procedimento a ser realizado; 
Paramentar-se com EPIs (luvas, avental, máscara, óculos de
proteção), manter o cabelo preso, se longos. 
Pinçar o intermédiário; 
Medir o débito no próprio frasco coletor graduado e despejar
o conteúdo no recipiente para medir drenagem (frasco
medida). 
Enxaguar o frasco coletor do dreno com de SF0,9% estéril,
despejando o conteúdo no frasco medida (para deixar o
frasco coletor limpo). 
Preencher o frasco coletor com SF 0,9% ou água estéril (300
ml para frasco de drenagem com capacidade de 1000 ml e
500 ml para de frasco de drenagem com capacidade de 2000
ml) Instalar a tampa no frasco, de modo que a haste fique
submersa cerca de 2,0 cm ; Despinçar o dreno e a extensão
do frasco; 
Troca de selo d’agua por dois profissionais
da enfermagem 
Decorre da necessidade de abertura do frasco de drenagem,
esvaziamento, limpeza, recolocação do selo d’água e da
reconexão ao sistema coletor sem riscos de contaminação do
sistema ou do ambiente, uma vez que não possuímos frascos de
drenagem sem sistema coletor, impossibilitando apenas a troca
do frasco. O frasco é de uso único no mesmo paciente
 Materiais: 
Procedimento: 
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8. Fazer a régua indicando ponto zero (nível de água), colocando
o nome de quem realizou o procedimento, data e horário, na
lateral da graduação do frasco coletor. 
9. Deixar o cliente confortável e com a campainha ao seu
alcance; Deixar o ambiente em ordem. 
10. Levar materiais utilizados para a sala de utilidades; desprezar
o conteúdo drenado; fazer a limpeza e desinfecção do frasco
coletor conforme POP específico e encaminhar instrumentais
para CME. 
11. Anotar no prontuário do paciente o aspecto e o volume
drenado;
Higienizar as mãos corretamente; 
Calçar as luvas 
Auxiliar o médico na execução do procedimento. 
Deixar o cliente confortável e com a campainha ao seu
alcance; 
Deixar o ambiente em ordem. 
Descartar os resíduos gerados em coletores específicos; 
Anotar no prontuário do paciente o procedimento realizado;
Auxílio Na Retirada De Dreno
Torácico 
INDICAÇÃO: providenciar materiais para a retirada de dreno
torácico. 
MATERIAIS: 
– 1 lâmina de bisturi nº 11 ou 15; 
– bandeja; 
– biombo; 
– esparadrapo ou adesivo tipo Micropore®; 
– gaze esterilizada;
 – luvas de procedimento; 
– pacote de curativo;
 – clorexidina alcoólica 0,5%
Procedimento Enfermagem
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
OBSERVAÇÕES: A retirada do dreno de tórax só ocorrerá se a drenagem estiver
estabilizada por um período mínimo de 3 horas; em caso de pneumotórax ou
hemotórax, o dreno deve ser clampeado por 12 horas antes de ser retirado.