A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Processo Civil

Pré-visualização | Página 1 de 1

PÓS GRADUAÇÃO 
 
 04/03/2021 O QUE É JURISDIÇÃO? 
É uma atividade do Estado desenvolvida pelo Judiciário para resolver conflitos sociais quando provocado, para promover justiça e paz social.
		
O ESTADO VAI AGIR POR MEIO: 
Do executivo, para gestão;
Do Legislativo, criando regras;
E pelo Judiciário, para resolver o conflito.
	
É a resolução do conflito SEM interferência jurídica.
AUTOTUTELA
	
	
É a própria parte celebrar o acordo.
Pode ser: EXTRAJUDICIAL E JUDICIAL
 
 AUTOCOMPOSIÇÃO	
	
		
		Judicial
Quando o juiz homologa o acordo celebrado entre as partes 
Extrajudicial
Quando não tem a participação do juiz;
	NA JUDICIAL: 
Quando o juiz homologa porque AS PARTES buscam, a JURISDIÇÃO É VOLUNTÁRIA
NA JUDICIAL: 
Quando o juiz intervém DECIDINDO porque tem um conflito, chama-se JURISDIÇÃO CONTENCIOSA. 
		
Foi alterado pela lei 13.129 mas continua sendo regido pela Lei 9307/96. 
A arbitragem é para direito DISPONÍVEL
ARBITRAGEM
(Lei 9307/96)
		
	
É um método de resolução de conflitos no qual as partes definem que uma pessoa ou entidade irá solucionar a controvérsia apresentada pelas partes – sem participação do juiz. 
 Método alternativo de resolução de conflito com poderes de intervenção pois se não tem acordo, tem julgamento.
Se institui por meio da Convenção de arbitragem
–GÊNERO- (Declaração de vontade) 
Cujo pressuposto é a declaração de vontade de TODOS. 
A arbitragem é um julgamento (diferente da conciliação/mediação)
É PRIVADA, e não cabe justiça gratuita
	
- Cláusula Arbitral: Já estava no contrato (cláusula) – de espécie preventiva: Só é necessário se uma das partes não cumpre o combinado
- Compromisso Arbitral – De espécie repressiva. Quando se formaliza a vontade de levar o problema para arbitragem (aqui já tem o problema, só precisa saber ONDE vai resolver)
A convenção de arbitragem se revela de duas maneiras: 
Contrato de Adesão: Arbitragem não vale. 
Tem que ter declaração de vontade específica (art. 51, inc. 7, CDC) ver decisão STJ.