A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
TASK73244

Pré-visualização | Página 1 de 5

- -1
METROLOGIA
UNIDADE 1 - SISTEMA DE UNIDADADES DE 
MEDIDA
Michelle de Oliveira
- -2
Introdução
Nesta unidade, iniciaremos o aprendizado da Metrologia, a ciência que estuda a medição e suas aplicações. Você
já parou para pensar como foram definidas as unidades de medida que utilizamos? Como você imagina que foi
definido, por exemplo, o conceito de metro, unidade de comprimento?
Você verá como surgiu a Metrologia e as etapas do seu desenvolvimento até os dias atuais. No ano de 1960 foi
criado o Sistema Internacional de Unidades (SI), idealizado a partir de sete unidades básicas fundamentais. Estas
unidades sofreram várias mudanças em suas definições ao longo dos anos. Estas modificações são sempre
realizadas em conferências internacionais envolvendo várias nações e ocorrem de acordo com o avanço na
tecnologia da medição.
O objetivo do SI foi padronizar a linguagem científica e facilitar o cotidiano das pessoas, como em transações
comerciais, por exemplo. Antes da existência do SI, as unidades eram estabelecidas de forma arbitrária, fazendo
com que cada país tivesse um sistema diferente. Ainda assim, é importante salientar que sua utilização se dá em
quase todo o mundo — as principais exceções são Estados Unidos e Reino Unido.
As unidades que fazem parte do SI possuem múltiplos e submúltiplos, logo, independentemente da unidade
utilizada, pode ser necessário realizar a conversão de unidades. Além de conhecermos tanto as unidades básicas
de medidas quanto as derivadas, veremos ainda quais os métodos de conversão de unidades existentes e os
principais sistemas de medição.
Bons estudos!
1.1 Introdução à Metrologia
A palavra Metrologia tem origem grega, em que e significam, respectivamente, metro e estudo.“metron” “logos”
Assim, podemos definir a Metrologia como o estudo da medida. Apesar de ser considerada uma das partes mais
importantes da Física, possui uma natureza multidisciplinar, abrangendo diversas áreas das ciências exatas,
como as engenharias.
A Metrologia busca aprimorar a exatidão das medidas de modo que a qualidade em processos industriais resulte
em uma maior confiabilidade. Processos metrológicos bem definidos dependem de um sistema de medidas bem
organizado, fazendo da Metrologia uma condição para a evolução da ciência e da tecnologia.
1.1.1 A origem de Metrologia
Desde as primeiras civilizações, o homem sentiu a necessidade de medir coisas. Nessa época, percebeu-se que
para realizar as trocas de mercadorias e transações comerciais, precisavam estabelecer um padrão comum para
descrever as quantidades envolvidas, tornando as medidas justas e confiáveis.
Obviamente, o homem não dispunha dos instrumentos de medição que conhecemos nos dias de hoje e, embora
não se tenha registros exatos de quando o homem começou a medir, sabe-se que as primeiras unidades de
medida envolviam partes da anatomia humana.
1.1.2 As unidades mais antigas
O côvado ou cúbito é uma das unidades de comprimento mais antigas existentes. De acordo com registros do
livro do Gênesis, encontrado no Antigo Testamento da Bíblia, Noé construiu a famosa arca utilizando como
unidade de medida o côvado. O comprimento de um côvado era definido pela distância do cotovelo à ponta do
dedo médio distendido de uma pessoa.
A palavra côvado possui origem hebraica, e significa mãe do braço. Cúbito é o nome dado a um dos“ammah”
- -3
A palavra côvado possui origem hebraica, e significa mãe do braço. Cúbito é o nome dado a um dos“ammah”
ossos do antebraço e é uma palavra derivada do latim . No geral, a média aproximada para o valor de“cubitus”
um côvado era de 45 centímetros, isso porque as pessoas possuem tamanhos diferentes, o que resultava em
diferentes medidas.
Foram os egípcios que determinaram um padrão para esta medida de comprimento, chamando-a de “cúbito
real”. Este padrão foi gravado em uma placa de granito, de modo que as réguas e barras fossem feitas de acordo.
Um cúbito equivale a 52,4 centímetros.
Os povos antigos (fenícios, hebreus, babilônios, gregos e romanos) utilizavam partes do próprio corpo como
referência para medir, principalmente, comprimento. Assim surgiram unidades de medida como pé, polegada,
palmo, jarda, braça e passo, sendo algumas delas ainda utilizadas em alguns países. Mas estas unidades variavam
muito de uma região para outra.
Como os conceitos de massa e peso ainda não eram bem entendidos, os egípcios utilizavam uma unidade
chamada para peso, definido por um bloco de granito. Para o volume utilizavam o cúbito cúbico. O tempo,kite 
desde as antigas civilizações, já era tomado como um dia equivalente a 24 horas com base na sucessão periódica
de dias e noites. Veja na tabela, algumas das unidades citadas acimas comparadas as unidades mais utilizadas
atualmente.
VOCÊ QUER LER?
Existem muitos relatos bíblicos sobre a utilização do côvado como uma unidade de medida,
principalmente no Antigo Testamento. No artigo “Unidades de Medida em textos bíblicos”,
você verá outros objetos e algumas edificações desta época que foram construídas utilizando
esta unidade de medida. Leia o artigo completo em:
<http://www.rbhm.org.br/issues/RBHM%20-%20vol.11,%20no21/RBHM,%20Vol.%2011,%
 >.20no%2021,%20p.%201-12,%202011%20-%20Edilson.pdf
http://www.rbhm.org.br/issues/RBHM%20-%20vol.11,%20no21/RBHM,%20Vol.%2011,%20no%2021,%20p.%201-12,%202011%20-%20Edilson.pdf
http://www.rbhm.org.br/issues/RBHM%20-%20vol.11,%20no21/RBHM,%20Vol.%2011,%20no%2021,%20p.%201-12,%202011%20-%20Edilson.pdf
- -4
Tabela 1 - Fatores de conversão entre unidades de medida antigas e as utilizadas atualmente.
Fonte: Elaborada pela autora, 2019.
Além das principais apresentadas acima, foram muitas as unidades de medida utilizadas no passado. Suas
características de definição variavam de região para região. Devido a esse fato, perdurou por alguns séculos uma
não conformidade na padronização das unidades de medidas.
1.1.3 Breve evolução histórica da Metrologia
Com o desenvolvimento da sociedade e da capacidade de contagem e medição, a necessidade de aperfeiçoar as
unidades de medida foi sendo estudada. Alguns dos principais fatos ocorridos durante a evolução da Metrologia
são destacados abaixo, segundo Rozemberg (2006). Clique na interação a seguir.
1790 – É realizada a Assembleia Nacional da França – Tentativa de padronizar um sistema de unidades.
1799 – O Sistema Métrico Decimal é adotado. Unidades pertencentes a este sistema: metro, quilograma, segundo,
are e estere.
1875 – Convenção do Metro – Criado o Bureau Internacional de Pesos e Medidas (BIPM).
1862 – O Brasil adota o Sistema Métrico Decimal.
1881 – Criado o sistema CGS (centímetro, grama, segundo). Sistema organizado pelo Comitê da British
Association of Science juntamente com Lord Kelvin, que contém, além das unidades de comprimento, massa e
tempo, unidades para as grandezas físicas elétricas, corrente (ampere), resistência elétrica (ohm) e força
eletromotriz (volt).
1889 – Realizada a 1.ª Conferência Geral de Pesos e Medidas. Novas definições para o quilograma, metro e
segundos são feitas a partir de propostas apresentadas pelo BIPM.
1901 – Criado o sistema MKS (metro, quilograma, segundo). Mais tarde chamado de MKSA pela introdução de
unidade de corrente elétrica, o ampere.
1919 – O sistema MTS (metro, tonelada, segundo) é adotado na França.
1954 – Ocorre a 10.ª Conferência Geral de Pesos e Medidas. Ao metro, quilograma, segundo e ampere se juntam
as unidades kelvin (temperatura termodinâmica) e a candela (intensidade luminosa).
1960 - Realizada a 11.ª Conferência Geral de Pesos e Medidas. Criado o Sistema Internacional de Unidades (SI) e
adotado por quase todos os países, exceto EUA, Reino Unidos, Myanmar (país do sul da Ásia) e Libéria.
1962 – O Brasil adota oficialmente o Sistema Internacional de Unidades.
1971 - Na 14.ª Conferência Geral de Pesos e Medidas, são estabelecidas e definidas as sete unidades básicas
- -5
1971 - Na 14.ª Conferência Geral de Pesos e Medidas, são estabelecidas e definidas as sete unidades básicas
fundamentais. Junta-se ao conjunto