A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
simulado CRISE DE 1929

Pré-visualização | Página 2 de 6

mantiveram-se em uma posição de neutralidade até dezembro de 1941, quando o 
ataque japonês a Pearl Harbour forçou-os a entrar no conflito, ao lado dos Aliados, contra as forças do 
Eixo. 
III. A “Lei Seca”, que proibia a venda e o consumo de álcool em todo o território norte-americano, foi 
anulada pelo Congresso. 
 
Quais estão corretas? 
a) Apenas I. 
b) Apenas II. 
c) Apenas I e III. 
d) Apenas II e III. 
e) I, II e III. 
 
8. (Fgv 2014) O New Deal caracterizou-se por um conjunto de medidas econômicas que visavam 
a) superar a crise econômica da década de 1920 com medidas liberais que dessem maior autonomia à 
dinâmica dos mercados internacionais. 
b) estabelecer acordos entre patrões e operários com o objetivo de redistribuir rendas e permitir 
experiências de cogestão administrativa. 
 
 
VICTOR RYSOVAS DEZDEHISTORIA.COM.BR 
@DEZDEHISTORIA 6 
 
c) garantir mais empregos através da intervenção do Estado na economia, sobretudo através do 
financiamento de obras públicas. 
d) reformar a economia soviética planificada duramente afetada pela crise econômica registrada a partir 
de 1929. 
e) diminuir o consumo e estimular a recessão econômica como forma de diminuir os altos índices de 
inflação registrados na década de 1920. 
 
9. (Udesc 2014) Analise as proposições que se referem ao período entre a I e a II Guerra Mundial na 
Europa, e marque (V) para verdadeira e (F) para falsa. 
 
( ) As condições do tratado de paz que encerrou a I Guerra Mundial e obrigou a Alemanha a pagar 
pesadas indenizações de guerra foi um dos fatores que contribuiu para a ascensão do partido de 
Adolf Hitler ao poder. 
( ) Com a necessidade dos homens irem para o front de guerra, as mulheres foram convocadas a 
trabalhar em postos de trabalhos, normalmente ocupados pelos homens, como por exemplo, nas 
indústrias metalúrgicas e de armamentos. 
( ) O período do entre guerras foi marcado por revoltas e greves dos trabalhadores em muitos países 
europeus, devido às condições de trabalho e à carestia. Em muitos países este foi um fator que levou 
governos autoritários e nacionalistas ao poder. 
( ) Este período foi marcado pelo surgimento da televisão, meio de comunicação que foi muito utilizado 
pelos governantes para fazer propaganda de suas políticas sociais durante a II Guerra Mundial. 
 
Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. 
a) F – V – V – V 
b) V – V – V – F 
c) V – V – F – V 
d) V – V – V – V 
e) V – F – V – V 
 
10. (G1 - cftmg 2013) Em 18 de janeiro de 1930, a capa do jornal norte-americano The Saturday Evening 
Post trazia uma ilustração na qual todos os personagens observavam atentamente um cartaz com as 
cotações da Bolsa de Valores. 
 
 
 
VICTOR RYSOVAS DEZDEHISTORIA.COM.BR 
@DEZDEHISTORIA 7 
 
 
 
A imagem satiriza o período imediatamente anterior à quebra da Bolsa, no qual a sociedade norte-
americana vivenciou um 
a) ímpeto especulativo que afetava todas as camadas sociais. 
b) clima de decadência que atingia os grandes investidores. 
c) impulso econômico que impossibilitava o pleno emprego. 
d) estado de miséria que afligia as grandes parcelas da população. 
 
11. (Uepb 2013) Em 1933, Franklin Delano Roosevelt tomou posse para cumprir mandato como o 32° presidente dos 
Estados Unidos da América. Os EUA experimentavam a mais aguda de todas as suas crises, em consequência do 
“Crack da Bolsa de Nova York de 1929”. Para se ter ideia da extensão dos danos, um quarto da força de trabalho 
norte-americana estava desempregado, sem contar os trabalhadores subempregados e os que tinham desistido de 
procurar emprego. 
 
Assinale a única alternativa INCORRETA. 
a) Roosevelt foi eleito uma vez e reeleito mais três vezes seguidas — caso único na história americana. Mas 
isso só foi possível pelas circunstâncias da época. A grande depressão e a 2ª Guerra Mundial criaram as 
 
 
VICTOR RYSOVAS DEZDEHISTORIA.COM.BR 
@DEZDEHISTORIA 8 
 
condições para que ele obtivesse até mesmo um quarto mandato, encerrado precocemente devido à 
sua morte, em abril de 1945. 
b) Roosevelt recebeu apoio total para governar. O Congresso americano e o Judiciário foram 
fundamentais para que o “New Deal” fosse um sucesso. A Suprema Corte dos EUA julgou o plano 
constitucional e deu plenos e absolutos poderes para que Roosevelt governasse, de tal forma que ele 
tomava decisões sem ter que consultar os outros poderes. 
c) Roosevelt foi eleito presidente dos EUA não aceitando a visão de que crises são movimentos normais da 
economia. Ele defendia que a economia americana vivia um estado patológico incomum e que 
nenhuma teoria econômica poderia justificar o sofrimento da população. 
d) Roosevelt teve como marca maior de seus governos o chamado “New Deal” (novo contrato), que não 
defendia um conjunto de medidas pré-estabelecidas, mas que o governo deveria se comprometer a 
assumir a responsabilidade de agir pela prosperidade da economia e pela melhoria do bem-estar da 
população. 
e) Roosevelt foi eleito por ter oferecido ao povo americano um projeto pelo qual o governo interviria na 
economia com os instrumentos necessários para que se pudesse combater a grande depressão. Em sua 
posse ele pronunciou a frase, que se tornaria o lema de seu governo: “ Não há o que temer, senão o 
próprio medo.” 
 
12. (Pucrj 2013) “O que aconteceu, como muitas vezes acontece nos booms de mercados livres, era que, 
com os salários ficando para trás, os lucros cresceram desproporcionalmente, e os prósperos obtiveram 
uma fatia maior do bolo nacional. Mas como a demanda da massa não podia acompanhar a 
produtividade em rápido crescimento do sistema industrial [...] o resultado foi superprodução e 
especulação. Isso por sua vez provocou o colapso [do sistema econômico mundial]” 
 
(HOBSBAWM, E. A era dos extremos) 
 
O trecho acima se refere à crise econômica ocorrida em 1929. Considerando a avaliação apresentada, 
faça o que se pede. 
 
a) Caracterize duas medidas tomadas pelo governo americano no combate à crise. 
b) Explique como a crise mundial afetou a economia brasileira. 
 
13. (Fgv 2013) Quando se processaram as eleições de novembro de 1932, o país estava numa situação 
pior do que nunca. Todas as “curas” do Sr. Hoover não conseguiram dar vigor ao paciente moribundo. Os 
trabalhadores eram assolados pelo desemprego; os lavradores eram arrasados pela crise da agricultura; a 
classe média tinha perdido suas economias nas falências dos bancos e temia pela sua segurança 
econômica. 
 
 
VICTOR RYSOVAS DEZDEHISTORIA.COM.BR 
@DEZDEHISTORIA 9 
 
Em 8 de novembro de 1932 o povo americano elegeu Franklin D. Roosevelt para presidente dos Estados 
Unidos. 
O “New Deal” do Sr. Roosevelt foi chamado de revolução. Era e não era. Era uma revolução quanto às 
ideias, mas não na sua parte econômica. 
 
[Leo Huberman, História da riqueza dos EUA (Nós, o povo)] 
 
Não era uma revolução econômica, pois 
a) o volume de recursos destinados à recuperação econômica era pequeno e beneficiou apenas as 
regiões industrializadas. 
b) não ocorreu qualquer alteração no direito à propriedade privada, assim como foi mantida a mesma 
estrutura de classe. 
c) os operários e produtores rurais não tiveram nenhum ganho importante, uma vez que os benefícios 
atingiram exclusivamente as classes médias. 
d) os principais causadores da crise – os grandes conglomerados oligopolistas – foram os que mais recursos 
receberam do governo americano. 
e) privilegiaram-se os investimentos diretos em agentes econômicos tradicionais, como as grandes casas 
bancárias e as principais corporações. 
 
14. (Pucrj 2012) “No campo da política mundial, eu dedicarei esta nação à política da boa vizinhança – 
uma vizinhança que resulte do respeito mútuo e, devido a isso, respeite o direito dos outros – uma 
vizinhança que respeite suas obrigações e respeite a santidade dos