A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Aula 2 - Leucograma

Pré-visualização | Página 2 de 2

destruição 
imune nos vasos, ou por aumento da sua utilização nos tecidos. A produção medular e a liberação dos neutrófilos 
para o sangue estão aumentadas, mas as células são rapidamente destruídas nos vasos ou removidas para os 
tecidos, nos quais são consumidas no foco da infecção. 
o Congênitas 
▪ Neutropenia aloimune neonatal 
▪ Síndrome de Feitu 
▪ Síndrome de Sjogren 
o Adquiridas 
▪ Alguns tipos de infecções 
Letícia Brito 2021.1 – CESMAC 
▪ Virais: sarampo, rubéola, dengue, hepatite por vírus C, outras hepatites, caxumba, influenza, 
mononucleose infecciosa, citomegalovirose, por herpes vírus, febre amarela, HIV, varicela, 
hantavírus 
▪ Bacterianas: infecções bacterianas graves e de má evolução, com consumo excessivo, infecções 
bacterianas em recém nascidos com sepse neonatal 
▪ Tuberculose, haemophilus, borellia, erlichia, bartonela 
▪ Consumo excessivo com exaustão da melula em alguns casos de inflamações por: 
politraumatismos, grandes danos teciduais (queimados) ou necrose, crises hemolíticas ou em 
raros casos pós-cirurgicos de má evolução. 
▪ Neutropenias auto-imunes 
▪ Idiopática 
▪ Causada por drogas: ocorrem idiossincrasicamente em apenas alguns indivíduos, independente 
da dose, aminopirina, fenotiazinas, sulfonamidas, antitireoideanos, anticonvulsivantes, anti-
histaminicos, tranquilizantes, certos antimicrobianos. 
▪ Lúpus eritematoso sistêmico 
▪ Outras doenças auto-imunes 
▪ Causada por ativação do sistema complemento 
▪ Aplasia leucocitária pura adquirida 
▪ Alteração na distribuição dos neutrófilos: Nos defeitos distribuição, a produção total de neutrófilos na medula é 
normal, mas o número de neutrófilos circulantes é reduzido. 
o Hiperesplenismo: sarcoidose, doença de Gaucher, linfomas, tuberculose, malária, calazar e 
esquistossomose. Geralmente está associado com plaquetopenia e anemia. No hiperesplenismo, além de 
redistribuição dos neutrófilos, pode haver mecanismo de destruição imune associado 
o Pseudoneutropenia: Há marginalização excessiva de neutrófilos ao endotélio vascular. Apesar de a 
contagem de neutrófilos ser baixa, o número real de neutrófilos no sangue é normal 
▪ Falha na saída (liberação) dos neutrófilos da medula: Nos defeitos de liberação, a produção total de neutrófilos na 
medula é normal, mas o número de neutrófilos circulantes é reduzido. Isso ocorre em raros defeitos da saída 
(liberação) dos neutrófilos da medula óssea para o sangue. São de orgem congênita 
o Mielocatexia 
o Síndrome dos leucócitos preguiçosos 
o Síndrome do armazenamento de glicogênio Ib 
o Neutropenias clínicas 
Caso 2: 
 Leucócitos Totais: 14.700 
Letícia Brito 2021.1 – CESMAC 
Linfopoese 
▪ Linfoblasto → Prolinfócito → Linfócito B → Plasmócito 
 
 
Classificação das Linfocitoses com base na Etiologia e Morfologia 
▪ Primárias ou clonais: linfocitose ocorre por aumento da produção de linfócitos nos linfonodos, que podem se 
infiltrar na medula óssea, com uma característica própria e independente (sem regulamentação controlada) de 
um clone de células linfóides defeituosas (neoplásicas). 
o Leucemias linfídes crônicas primárias (presença de linfócitos anômalo-neoplásicos) 
o Linfomas não-Hodkin leucemizados (presença de linfócitos anômalo-neoplásicos) 
▪ Secundárias ou reacionais: o aumento da produção dos linfócitos é uma resposta orgânica, decorrente de 
determinados estados patológicos ou condições como: 
o Linfocitoses absolutas associadas a inúmeros linfócitos atípicos: 
▪ Infecções virais 
o Linfocitoses que também podem (ou não) ter linfócitos atípicos 
o Linfocitoses com linfócitos maduros e sem atipias 
Principais causas de Linfopenias 
▪ Baixa produção: 
o Imunodeficiências combinadas 
o Desnutrição proteico-calórica 
o Deficiência de zinco 
▪ Aumento de destruição 
o Aids 
o Radioterapia 
o Quimioterapia antineoplásica 
o Lúpus eritematoso sistêmico 
o Ruptura ou drenagem do ducto torácico 
o Perda dos linfáticos intestinais 
▪ Redistribuição 
o Terapia glicocorticoide 
o Anestesia, cirurgias 
o Tuberculose 
o Sarcoidose 
▪ Mecanismos complexos ou incertos: 
o Doença de Hodgkin 
o Insuficiência renal 
o Câncer 
o Síndrome de Felty 
o Infecções bacterianas agudas no idoso 
Monocitpoese 
▪ Monoblasto → Promonócito → Monócito 
 
 
 
Letícia Brito 2021.1 – CESMAC 
Principais causas de Monocitose 
▪ Tuberculose 
▪ Sífilis 
▪ Hanseníase 
▪ (se for chutar → doenças terminadas em OSE) 
Sequência de Maturação dos Eosinófilos 
 
Causas Mais Comuns 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Sequência de maturação do Basófilo 
 
 
Letícia Brito 2021.1 – CESMAC 
Causas de Basofilia 
 
Trombocitopoese

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.