A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
ESTUDO DAS CONTAS

Pré-visualização | Página 1 de 2

PALESTRA III- A CONTA E A 
ESCRITURAÇÃO CONTABILISTICA
Por: Tomas Hale
MÓDULO: CONTABILIDADE BÁSICA
ESTUDO DA CONTA E ESCRITURAÇÃO
─ Conceito 
─ Características da conta
─ Representação gráfica da conta
─ Métodos de escrituração
─ Factos patrimoniais: Tipos
─ Documentos de registo: diário, razão 
e balancete
─A folha de caixa: importância e 
modelos
1. Conceito de Conta
Uma conta é um recurso contabilistico para reunir
num único item todos os eventos e valores
patrimoniais de mesma natureza. Ex: a conta
“Banco” reúne todos os movimentos, depósitos e
extracções de dinheiro realizadas no banco; a
conta Veículos informa os movimentos, compras e
vendas, de veículos.
Conta é o registo de débitos e créditos da mesma
natureza, identificados por um título que qualifica
um componente do patrimonio ou uma variação
patrimonial.
2. Características da Conta
As contas devedoras são as representativas dos
bens, direitos, despesas e custos. Possuem
permanentemente saldo devedor, devendo ser
primeiro debitadas e depois creditadas. Ex: caixa,
bancos, materia-prima, mercadorias, salários, custos
dos produtos vendidos, construcoes, equipamentos,
entre outras.
As contas credoras são as representativas das
obrigações, do património líquido, das receitas e dos
ganhos. Possuem permanentemente saldo credor,
devendo ser primeiro creditadas e depois debitadas.
Ex: vendas, prestação de serviços, salários a pagar,
imposto a pagar, fornecedores e juros recebidos.
2. Características da Conta (cont…)
A diferença entre o débito e o crédito
é denominada de SALDO. Se o valor
dos débitos for superior ao valor dos
créditos, a conta terá um saldo
devedor. Se ocorrer o contrário, a
conta terá um saldo credor.
3. Representação gráfica da conta
A conta é a representação gráfica da
relação débito e crédito de um
determinado facto patrimonial.
Graficamente, podemos representá-la
na forma da letra “T”, a qual
chamamos de Conta em T ou Razão.
3. Representação gráfica da conta…
Titulo da Conta
Débito Crédito
4. Elementos duma conta
 Título- nome ou designação da
conta.
Ex. Bancos (para designar o dinheiro
da empresa nas contas bancárias)
 Extensão- Valor ou quantia pela que
uma conta é escriturada. Exemplo:
Caixa- 1.000,00 (para referirmo-nos as
notas, moedas e cheques em cofre)
5. Escrituração (lançamentos)
As operações registadas (de acordo com a natureza de
cada conta) através de lançamentos ocasionam aumentos e
diminuições do activo, do passivo e do património líquido.
As contas do activo são debitadas quando bens ou direitos
entram no património e creditadas quando saem.
As contas passivas são creditadas quando o património
assume obrigações e debitada quando as liquida.
O património líquido, como complemento do passivo para
igualar ao activo, obedece ao mesmo mecanismo das
demais contas passivas, ou seja, suas contas são creditadas
quando há aumento de património, e debitadas quando há
redução.
5. Escrituração (lançamentos)…
ACTIVO PASSIVO
+ d – c BENS - d + c OBRIGAÇÕES
+ d – c DIREITOS - d + c PATRIMÓNIO LÍQUIDO
6. Classificação das contas
As contas são classificadas em dois grupos:
patrimoniais e de resultados.
Patrimoniais: representam os elementos activos e
passivos (bens, direitos, obrigações e situação líquida).
Ex: Caixa, contas a Receber, Fornecedores,
Empréstimos, Capital Social.
Resultado: registam as variações patrimoniais e
demonstram o resultado do exercício (rendimentos e
gastos ou, se quisermos, receitas e despesas).
Ex: Vendas, Gastos com serviços de terceiros, Salários,
Juros Passivos, Receitas Financeiras, ganhos.
7. Plano de Contas
O plano de contas é um elenco de todas as
contas previstas como necessárias aos registos
(uma vez que é o instrumento que o
profissional consulta quando vai fazer um
lançamento contabilistico, pois indica qual
conta deve ser debitada e qual conta deve
ser creditada) contabilisticos de uma entidade,
oferecendo a vantagem de padronização das
contas utilizadas em cada registo, além de
servir de parâmetro para a elaboração das
demonstrações financeiras (ver anexo em
word.doc.)
8. Método de Escrituração
Muitas tentativas de escrituração foram
sendo elaboradas, ao longo dos séculos, para
registar os factos contabilisticos, até que, em
1949, em Veneza, através da publicação da
obra “Tratatus Particularis de Computis et
Scripturis” (Tratado Particular de Conta e
Escrituração), o frei e matemático Luca
Paccioli, divulgou o método das “Partidas
Dobradas”, que se mostrou o mais adequado,
produzindo informações úteis e capazes de
atender a todas as necessidades dos usuários
para gerir o património.
8. Método das Partidas Dobradas…
O método das “Partidas Dobradas”
consiste no princípio no qual para todo
débito numa conta, existe
simultaneamente um crédito, da
mesma maneira que a soma do débito
será igual a soma do crédito, assim
como a soma dos saldos devedores
será igual a soma dos saldos credores.
9. Livros de Escrituração
Para registar os factos patrimoniais ocorridos
no património e atender as obrigações da
legislaçao: comercial, tributária, laboral, as
empresas, seja qual for sua natureza jurídica,
utilizam diversos livros de escrituração que
podem ser classificados em:
 Obrigatórios- Exigidos por lei (Diario e
razão).
 Facultativos- criados para prestar maior
clareza e control dos registos contabilisticos
(caixa, fichas de controlo de stocks).
10. Fórmulas dos Lançamentos
Há 04 (quatro) fórmulas para registar os factos
contabilisticos, de acordo com o número de contas
debitadas e creditadas.
1º Fórmula: uma conta debitada e outra creditada;
Ex: Recebimento, em dinheiro, de clientes no valor
de 5.000,00:
D: 11-Caixa 5.000,00
C: 41- Clientes 5.000,00
10. Fórmulas dos Lançamentos…
2º Fórmula: uma conta debita e mais de uma conta
creditada.
Ex: Recebimento, em dinheiro, de clientes no valor de
5.000,00, mais 10% de juros devido ao atraso no
pagamento efectuado pelo cliente.
D- 11- Caixa 5.500,00
C: 41- Clientes 5.000,00 
C: 78-Juros 500,00
10. Fórmulas dos Lançamentos…
3º Fórmula: mais de uma conta debitada e uma
conta creditada.
Ex: Pagamento a fornecedores, em dinheiro no valor
de 5.000,00 mais juros de 10% devido ao atraso no
pagamento.
D: 42- Fornecedores 5.000,00
D: 69-Juros 500,00
C- Caixa 5.500,00
10. Fórmulas dos Lançamentos…
4º Fórmula: mais de uma conta debitada e mais de uma
conta creditada.
Ex: Compra de mercadorias no valor 2.000,00 e de móveis
e utensílios no valor de 3.000,00, com pagamento de 50%
à vista e o restante à prazo.
D: 22- Mercadorias 2.000,00
D: 32- Equipamentos 3.000,00 5.000,00
C: 11- Caixa 2.500,00
C: 42- Fornecedores 2.500,00 5.000,00
11. Técnicas de Correcção de Erros
Os erros de escrituração devem ser corrigidos mediante
rectificação de lançamento através de estorno,
complementação e transferência.
• Estorno: é utilizado quando ocorre a duplicidade de
um mesmo lançamento contabilistico ou por erro de
lançamento da conta debitada ou da conta
creditada.
• Complementação: é efectuada para corrigir o valor
anteriormente registado, aumentando-o ou reduzindo-
o.
•Transferência: regulariza o lançamento da conta
debitada ou creditada indevidamente, através da
transposição do valor para a conta adequada.
Exercício Ilustrativo: 
1. Dois empreendedores, A e B, depois de
formalizarem a sua empresa, denominada
Sociedade “A&B”, Lda., vocacionada para a
compra e venda de mercadorias, realizaram
as seguintes operações, durante o mês de
Maio de N:
 Dia 1/5/N- Desembolsaram 100.000,00, o qual
foi depositado no Banco “X”;
 Dia 5/5/N- Compraram mercadorias no valor
de 30.000,00, tendo pago 50%

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.