A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
XILEMA - RESUMO - RICARDO

Pré-visualização | Página 1 de 1

XILEMA
RESUMO
O xilema é o tecido responsável pelo transporte de água e solutos a todas as partes vegetais, armazenamento de nutrientes e suporte mecânico, junto com o floema formam o tecido vascular. Compreendendo que o xilema primário se origina do procâmbio, enquanto o secundário se origina no câmbio vascular, um sistema lateral.
O xilema primário e o protoxilema se desenvolvem primeiro, adquirindo parede secundária lignificada precocemente e consequentemente apresentam diâmetro menor, já o metaxilema que amadurece mais tarde, possui um maior diâmetro, em função da deposição da parede secundária ocorrer mais tarde.
Já o xilema secundário, apresenta os mesmo tipos celulares do sistema primário, mas o xilema primário estão organizados apenas no sistema axial, enquanto o secundário, além do sistema axial, também ocorre no sistema radial.
O xilema secundário é comercialmente chamado de madeira, sendo um tecido complexo, composto por vários tipos celulares organizados no sistema axial, ou vertical e no sistema radial, ou denominado de horizontal, tendo sua origem nas iniciais fusiformes do câmbio, enquanto o sistema radical se origina nas iniciais radicais do câmbio.
Xilema primário e secundário, são tecidos complexos, formados por elementos traqueais, células parenquimáticas e fibras e outros tipos celulares, podendo ser de dois tipos, os traqueídes, células imperfurados, encontradas na maioria dos grupos das gimnospermas e os elementos de vaso, que apresentam placas de perfuração e mais frequentemente em angiospermas.
Sendo que os traqueídes e os elementos de vasos na maturidade, perdem seus protoplasmas, os tornando aptos para o transporte de água e sais minerais. Os elementos de vasos perdem a parede terminal por um processo de dissolução, originando a placa de perfuração, que pode ser simples, quando se dissolve totalmente ou parcialmente, levando a formação de uma variada formação de placa de perfuração, as foraminada, reticulada, escalariforme, mista e radiada. 
Já nos elementos traqueais, a deposição secundária sobre a primária, pode virar diferentes graus, definindo padrões distintos, a deposição de parede secundária ocorre na forma de anéis que não se conectam, formando o padrão anelar ou de forma helicoidal, sendo normalmente encontradas no protoxilema.
Após a parede secundária ter sido depositada, as células entram em processo de rompimento do protoplasto e de certas partes da parede celular, depois do processo de diferenciação, síntese e deposição de materiais de parede, lignificação da parede depositada, lise do citoplasma e formação das placas de perfuração, a célula torna-se funcional em condução.
Os parênquimas são classificados em axial, associados ao crescimento vertical da planta e radical que participam no crescimento lateral da planta. Os dois tipos de parênquimas, possuem de armazenamento e translocação de água e solutos a curta distância, o axial é classificado de acordo com sua localização em relação aos vasos condutores, podendo ser paratraqueal, se estiverem associados aos vasos e apotraqueal se não estiverem associados.
Já o parênquima radial, é composto de três tipos diferentes de células, procumbentes, quadradas e eretas.
As fibras são células de sustentação, responsáveis pela rigidez e flexibilidade da madeira, tendo sua forma alongada e as extremidades afiladas, com maior dimensão no sentido do eixo horizontal longitudinal da planta, se dividindo em dois tipos, as libriformes e fibrotraqueídes.
Uma vez que nos elementos de vasos, traqueídes e fibrotraqueídes, as pontoações areoladas podem variar quanto ao aspecto, arranjo, extensão e profundidade, elas podem ser classificadas em escalariforme, opostas e alternadas.
Ao realizar um corte transversal de tronco, é possível identificar a olho nu ou com o auxílio de uma lupa, camadas mais ou menos concêntricas ao redor da medula, denominadas de anéis de crescimento, isso se dá atividades do câmbio vascular no decorrer de cada ano e que são características úteis para datar a idade de uma árvore.
Nesses anéis é possível identificar duas regiões distintas, a do lenho inicial ou primaveril e a do lenho tardio ou outonal.
Na região do xilema secundário, que se mantem funcional e apresenta uma tonalidade mais clara, é o alburno, cuja as células com o passar do tempo se tornam inativas para o transporte de água passando, constituindo o cerne, ou lenho inativo. O cerne pode conter óleo, resinas, gomas, compostos fenólico, pois são substâncias que são frequentemente responsáveis pela coloração mais escura e que dá maior durabilidade do cerne.
Os cristais de oxalato de cálcio podem ser encontrados nas células do parênquima axial, nos raios, nas fibras, sendo que esses cristais têm valor taxonômico e podem apresentar-se na forma de ráfides, drusas, estiloides, cristais aciculares, cristais prismáticos e areia cristalina, já a sílica pode ser observada nos raios, no parênquima axial, nos elementos de vaso e nas fibras em forma de partículas ou grão e como corpo silicioso, grãos de sílica.
As estruturas secretoras são formadas por estrutura denominada de células oleíferas e ou mucilagem, são encontradas nos parênquimas radial e axial ou entre as fibras. Os canais intercelulares axiais e canais intercelulares de origem traumática, são ductos tubulares circundados por células epiteliais que secretam resina, gomas, etc. Os laticíferos e tubos taniníferos, podem se estender radialmente ou axialmente e penetrar em fibras.
Compreendendo assim que, os principais grupos vegetais que produzem xilema secundário ou madeira são as eudicotiledôneas lenhosas e as gimnospermas. As plantas lenhosas que se desenvolvem em áreas inclinadas ou terreno instáveis, aplicam grande força para se sustentarem, produzindo assim o chamado lenho de reação, nas gimnospermas o lenho se desenvolve na região inferior a inclinação, na parte sujeita a compressão, sendo denominado de lenho de compressão, já as angiospermas o desenvolvimento acontece na região superior da porção sujeita a tração, denominada de lenho de tração.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.