A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Lesões fundamentais

Pré-visualização | Página 1 de 1

Carla Mendes 
 
Lesões fundamentais 
✤ São alterações morfológicas que 
ocorrem tanto na pele quanto na mucosa 
bucal e assumem características próprias, 
individualizadas e padronizadas. 
✤ Juntamente com outros dados clínicos, 
pode-se identificar as patologias 
maxilofaciais. 
✤ A correlação entre as aparências 
macroscópicas e histológicas é essencial 
na formulação de diagnósticos e na 
compreensão da patogênese. 
✤ Não basta a anotação da lesão, esta 
deve ser descrita com riqueza de detalhes 
de modo que outro profissional ao ler a 
ficha clínica possa visualizá-la claramente. 
✤ Classificação: 
PLANAS ELEVADAS DEPRESSÕES 
Mácula ou 
mancha 
Pápula Erosão 
 Placa Úlcera 
 Nódulo Fissura 
 Tumor 
 Vesícula 
 Bolha 
 Pústula 
 
Lesões planas 
↬ Máculas ou manchas: 
✤ São modificações da coloração normal 
da mucosa bucal sem que ocorra elevação 
ou depressão tecidual. 
✤ Apresentam cor, forma e tamanho 
variado. 
✤ As máculas são pequenas e as manchas 
são grandes. 
✤ Exemplo de máculas: nevo pigmentado, 
tatuagem por amálgama e mácula 
melanótica. 
✤ Exemplo de manchas: Eritoplasia, 
tatuagem por amálgama, leucoplasia e 
melanose fisiológica. 
Lesões elevadas 
↬ Placa: 
✤ São lesões elevadas em relação ao 
tecido normal, sendo a altura pequena (1 a 
2mm) em relação à extensão, ou seja, são 
lesões achatadas. 
✤ Consistentes à palpação (fibrosa). 
✤ Superfície: rugosa, verrucosa, ondulada, 
lisa. 
✤ São exemplos de placas: Leucoplasia, 
liquen plano, nevo branco esponjoso e 
candidíase. 
↬ Pápula: 
✤ São pequenas lesões sólidas, 
circunscritas, elevados, cujo diâmetro não 
ultrapassa 5mm. 
✤ Podem ser únicas ou múltiplas. 
✤ Consistência fibrosa. 
✤ Superfície: lisa, rugosa ou verrucosa. 
✤ Formato: arredondado, ovais, 
pontiagudas e achatadas. 
✤ São exemplos de pápula: Hiperplasia 
papilar inflamatória e grânulos de fordyce. 
↬ Nódulo: 
Carla Mendes 
 
✤ São lesões sólidas, circunscritas, de 
localização superficial ou profunda, 
maiores de 5mm até 1cm. 
✤ Formados por tecido epitelial, 
conjuntivo ou misto. 
✤ Consistência borrachóide. 
✤ Exemplos: Fibroma, granuloma 
piogênico, lipomas, tumores glandulares. 
↬ Tumor: 
✤ Massa sólida de tecido, extensas (> 
1,0cm de diâmetro) e que se estende em 
profundidade. 
✤ Normalmente são lesões endurecidas. 
✤ Exemplos: Adenoma pleomórifco e 
carcinoma espinocelular. 
↬ Vesícula: 
✤ São elevações do epitélio, contendo 
líquido no seu interior, porém não 
ultrapassam 5mm de diâmetro. 
✤ Seu conteúdo é transparente. 
✤ Exemplo: Herpes simples. 
↬ Bolha: 
✤ São elevações do epitélio, contendo 
líquido no seu interior maiores que 5mm 
no seu maior diâmetro. 
✤ Seu conteúdo geralmente é 
transparente, porém podem apresentar 
com outras colorações dependendo do 
seu conteúdo, como sanguinolentas, 
pustulosas e serosas. 
✤ Exemplos: Mucocele e rânula. 
↬ Pústula: 
✤ Lesões elevadas, discretas e 
preenchidas por pus. 
✤ Seu conteúdo é mais amarelado. 
✤ Exemplos: Acne e fístula. 
Lesões depressivas 
↬ Erosão: 
✤ Representa perda parcial do epitélio 
sem exposição do tecido conjuntivo 
subjacente. 
✤ Variados processos patológicos, 
predominantemente de origem sistêmica. 
✤ São exemplos de erosão: Língua 
geográfica e candidíase eritematosa. 
↬ Úlcera/ulceração: 
✤ São lesões em que ocorre solução de 
continuidade do epitélio com exposição do 
tecido conjuntivo subjacente. 
✤ Úlcera: Lesões de caráter crônico 
(pênfigo vulgar, sífilis secundária, tumores 
malignos). 
✤ Ulceração: Lesões de curta duração 
(afta, herpes recorrente, lesões 
traumáticas). 
↬ Fissuras: 
✤ Perda do tecido linear em regiões 
sujeitas ao pregueamento. 
✤ Pode ser superficial ou profunda. 
✤ Ocorre na junção cutâneo-mucosa da 
boca: elasticidade é essencial para os 
movimentos. 
✤ São exemplos de fissura: queilite 
angular e língua fissurada.