A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
aula_4_TIC

Pré-visualização | Página 1 de 2

AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
*
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - AULA 4
Prof. LUIZ DI MARCELLO
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
Compreender a Revolução Digital através da discussão de quatro importantes temas:
 Internet
 Negócios Digitais
 Conhecimento Digitalizado
 Tecnologia
OBJETIVOS DA AULA
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
 Guerra Fria (1962): centros de pesquisas militares nos EUA começaram a pensar numa rede de computadores que interligasse pontos considerados de interesse estratégico para o país
 Em 1969 foi inaugurada a primeira versão da rede pela ARPA (Advanced Research Projects Agency) do Departamento de Defesa dos EUA, que conectava apenas quatro pontos
 Em 1980 essa rede foi dividida em ARPANET (utilização civil) e MILNET (fins militares). A interligação dessas redes deu origem à Defense Advanced Research Projects Agency Internetwork, nome que foi abreviado posteriormente para Internet
INTERNET: BREVE HISTÓRICO
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
 Em 1983 foi estabelecido o TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol), até hoje o protocolo (conjunto de regras) de comunicação usado pelos computadores que fazem parte da rede
 Em 1989, o inglês Tim Berners-Lee inventa a "teia do tamanho do mundo", conhecida pela sigla www (World Wide Web). E lá se vão 20 anos ...
 O primeiro browser foi criado em 1993 (MOSAIC)
INTERNET: BREVE HISTÓRICO
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
DEFINIÇÃO: (Wikipédia) 
É um conglomerado de redes em escala mundial de milhões de computadores interligados que permite o acesso a informações e todo tipo de transferência de dado
OUTRAS DEFINIÇÕES...
Gigantesca rede de comunicação que perpassa o mundo e influencia a cultura, a economia e a vida de bilhões de pessoas
 A grande rede (global) de computadores
 Uma mídia importante para comunicação mundial
INTERNET
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
Definição: Nas palavras de Manuel Castells: “(...) a Internet não é simplesmente uma tecnologia; é o meio de comunicação que constitui a forma organizativa de nossas sociedades; é o equivalente ao que foi a fábrica ou a grande corporação na era industrial, A Internet é o coração de um novo paradigma sociotécnico, que constitui na realidade a base material de nossas vidas e de nossas formas de relação, de trabalho e de comunicação. O que a Internet faz é processar a virtualidade e transformá-la em nossa realidade, constituindo a sociedade em rede, que é a sociedade em que vivemos.”
INTERNET
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
A Internet tem revolucionado o mundo dos computadores e das comunicações como nenhuma invenção foi capaz de fazer antes
INTERNET
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
 Compartilhamento de informações
 Rede de alcance global
 Acesso irrestrito
 Funcionamento ininterrupto (24x7x365)
 Seu cliente/usuário pode estar em qualquer lugar, a qualquer hora
 Você exposto à todo o mundo
INTERNET: CARACTERÍSTICAS
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
A Internet é a grande mídia para qual convergirão as demais no futuro
Está revolucionando o consumo, a informação e a comunicação entre as pessoas
Quanto ao seu potencial o céu é o limite
INTERNET: POTENCIAL
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
 Com a popularização dos computadores e da Internet, está havendo uma migração das atividades de nossa sociedade para o mundo virtual
 As coisas passam a acontecer através do ciberespaço, em qualquer tempo, não importa o lugar. E o que podemos fazer, desenvolver, obter e exercer:
Relacionamentos: a utilização das redes sociais (Orkut, Facebook, MySpace, entre outras); das mensagens instantâneas síncronas (MSN, Skype, entre outros) e também das assíncronas (webmails); da telefonia IP (Skype); dos blogs, fotologs, videologs, flash mobs, permitem a comunicação entre os internautas e a criação de comunidades;
INTERNET: CIVILIZAÇÃO ONLINE [1]
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
 Mais coisas que podemos fazer, desenvolver, obter e exercer:
Finanças e Negócios: as empresas realizam as vendas de produtos e serviços pelos seus sites (comércio eletrônico) e também pelos sites de compras coletivas; as instituições bancárias permitem que seus correntistas realizem as transações em suas contas correntes (Internet banking); os acionistas conseguem operar ativos na Bolsa de Valores (Home broker); a Receita Federal recebe declarações dos contribuintes (IRPF online);
Notícias: as pessoas se mantêm informadas através dos sites de jornais, revistas, blogs, fotologs, videologs;
Entretenimento: passeios virtuais (museus, parques, empreendimentos, etc.) e jogos digitais permitem diversão sem a necessidade translado aéreo e/ou terrestres;
INTERNET: CIVILIZAÇÃO ONLINE [2]
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
 E mais coisas que podemos fazer, desenvolver, obter e exercer:
Busca e pesquisa: os motores de busca (Google, Yahoo, Bing, entre outros) e as consultas a acervos digitalizados de bibliotecas ajudam na geração de conhecimento;
Educação a Distância (EAD): através dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem (WebAula, Moodle, Teleduc, entre outros) as pessoas estudam sem sair de casa, como estamos fazendo nesse momento;
Teletrabalho: como vimos no item anterior dessa nossa aula, as empresas já permitem que determinados empregados e/ou prestadores de serviços realizem suas tarefas sem estar no espaço físico da empresa;
Outros: velório online; e-drugs. 
INTERNET: CIVILIZAÇÃO ONLINE [3]
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
Utilização de uma única infra-estrutura de tecnologia para prover serviços que, anteriormente, requeriam equipamentos, canais de comunicação, protocolos e padrões independentes
INTERNET: CONVERGÊNCIA TECNOLÓGICA
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
A computação (informática e suas aplicações), as comunicações (transmissão e recepção de dados, voz, imagens, etc.) e os conteúdos (livros, filmes, fotografias, música, etc.) aproxima-se vertiginosamente
Fornecer ao usuário acesso a suas informações e aplicações em qualquer lugar, de qualquer rede, por qualquer canal de comunicação, através de uma interface única, com qualidade e de forma transparente. Ou seja tudo que a sociedade de informação atual necessita
DIGITALIZAÇÃO
INTERNET: CONVERGÊNCIA TECNOLÓGICA
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
DEFINIÇÃO
Podemos definir como sendo “qualquer forma de transação na qual as partes interagem eletronicamente, ao invés de compras físicas ou contato físico direto”
NEGÓCIOS ELETRÔNICOS
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
Negócio-a-Cliente
	
Conhecido também como B2C, está a maior parte das vezes relacionado com esquema de vendas ou estabelecimento de lojas virtuais
Para a empresa que está vendendo o produto, a vantagem é o baixo custo da manutenção de uma loja virtual, baixo estoque de mercadorias, pelo alcance que a solução tem e pela disponibilidade de atendimento
NEGÓCIOS ELETRÔNICOS: CATEGORIAS
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
Negócio-a-Negócio
	Conhecido Também como B2B, tem o foco corporativo e está relacionado com a interação comercial entre duas organizações na concretização de alguma transação de compra ou venda
 
NEGÓCIOS ELETRÔNICOS: CATEGORIAS
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
Governo-a-Negócios
 
	Conhecido também como G2B, compreende ações como a transferência para a Internet de grande parte dos processos eletrônicos de compra dos governos
	Exemplos como o www.cidadecompras.com.br (portal de compras municipais) e o www.comprasnet.gov.br ( Governo Federal), já são casos de sucesso
 
NEGÓCIOS ELETRÔNICOS: CATEGORIAS
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
Governo-a-Cidadão
	Conhecido também como G2C, atende a vida do cidadão com serviços de licenciamento de veículos e pagamento de IPVA dentre outros como pagamento de impostos pelo ReceitaNet, o cidadão está cada vez mais interagindo com o governo de forma eletrônica.
 
NEGÓCIOS ELETRÔNICOS: CATEGORIAS
*
AULA 4 – Prof. LUIZ DI MARCELLO
e-Banco
	
	O modelo e-banking é a evolução do home banking, que exigia programas locais nos computadores que o acessavam
 
NEGÓCIOS ELETRÔNICOS:

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.