Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
relatorio vsat

Pré-visualização | Página 1 de 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE 
(UFRN) 
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE COMUNICAÇÕES 
SISTEMAS DE COMUNICAÇÃO VIA SATÉLITE 
 
 
Acadêmico(s): João Marcelo de Medeiros Galvão 
Turma: 35N34 
Professor: Ronaldo de Andrade Martins 
Data: 04/08/2021 
 
Objetivo 
 Neste relatório vamos elaborar um resumo acerca do capítulo 6 do livro-texto 
da disciplina. 
 
Resumo 
 A rede de satélites com topologia em estrela com uma estação central de 
grande porte (hub) que possibilitou a comunicação com várias estações remotas de 
baixa complexidade a custo reduzido, foi introduzida pela empresa americana 
Equatorial Communications. Tal estação utilizava uma antena de grande diâmetro, a 
remota poderia operar com baixas velocidades, além de utilizares antenas de 
diâmetro inferior a três metros podendo chegar até um metro. Com isso, surgiram os 
terminais com aperturas muito pequenas (VSAT – Very Small Apperture Terminal), 
no que se tornaria um dos maiores sucessos comerciais das telecomunicações 
modernas: a rede VSAT. 
 Atualmente, uma rede VSAT é implantada de forma que qualquer estação 
remota pode atuar como hub central, quando configurada para tal. Existem também 
redes VSAT interligadas com topologia híbrida ou mista, isto é, algumas estações 
estão interligadas em malha e outras em estrela. 
 O perfil de quem procura uma rede VSAT é o cliente que procura baixos custos 
de transmissão, alta confiabilidade, flexibilidade no uso de rede e implantações em 
tempo reduzido. A seguir alguns exemplos de principais clientes que fazem uso 
adequado a rede VSAT: bancos, internet, EAD, agências de correios, redes 
hoteleiras. Para cada uma das aplicações acima, presume-se que a matriz está 
localizada em um grande centro urbano com várias filiais espalhadas por uma grande 
área geográfica. Ou seja, a rede VSAT proporciona um contato direto e imediato entre 
a matriz e cada uma das filiais. 
 Uma rede VSAT é formada por uma Rota de Saída e por uma ou mais Rotas 
de Entrada. A referência para tal designação sempre será a hub central. A Rota de 
Saída é uma portadora de média/alta velocidade e transporta o tráfego para todas as 
estações remotas, em transmissão contínua com técnica FDMA. Já a Rota de Entrada 
é uma portadora compartilhada por um grupo de estações remotas com técnica 
TDMA. 
 A rede VSAT é ainda mais competitiva quando utilizada em banda Ku por 
empregar antenas menores que as encontradas de Banda C. Somado a isso, a banda 
Ku é menos congestionada que a banda C, o pequeno diâmetro das antenas das 
estações VSAT faz com que a diretividade seja baixa, aumentando risco de 
interferência eletromagnéticas. 
 Uma das mais importantes aplicações do VSAT (se não, a maior) é para 
implantação da internet. Pois suas características são moldadas à rede mundial de 
computadores. A assimetria verificada entre dados recebidos (download) na internet 
ser muito maior que dados transmitidos (upload) favorece a topologia de uma rede 
em estrela e, consequentemente por extensão, a rede VSAT. A hub central envia uma 
portadora com faixa larga para vários computadores remotos. Este fluxo de dados é 
conhecido como downstream (fluxo de entrada). Vários computadores remotos irão 
compartilhar uma única portadora de uma rota de entrada. A internet por satélite pode 
ser unidirecional, bidirecional com retorno por linha telefônica e bidirecional com 
retorno por satélite. 
 Outra grande aplicação para a rede VSAT seria para Controle de Supervisão 
e Coleta de Dados (SCADA), é um sistema largamente utilizado para monitorar 
pontos remotos e enviar os resultados obtidos para um centro de supervisão, como 
exemplo podemos citar as estações meteorológicas remotas, adutoras. 
 O sistema SCADA pode ser unidirecional quando os dados são simplesmente 
monitorados, processados e analisados. Bidirecionais quando além do 
monitoramento, o usuário queira aplicar telecomandos. Para os telecomandos, os 
sinais elétricos que serão armazenados e enviados por uma estação terrena do tipo 
VSAT. O centro de monitoração é conectado à hub central da rede VSAT.