Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
RESUMO NP1 TOMOGRAFIA

Pré-visualização | Página 2 de 2

MHU
Aquisição da Imagem 
O tubo, composto por um catodo que é um filamento de tungstênio, por um anodo que é um disco de metal de tungstênio e um rotor que faz com que esse tubo gire ao redor do paciente em 360 graus. Este tubo produz choques elétricos e raios de alta voltagem que são convertidos em elétrons e depois em fótons de raios X.
• Os detetores convertem o fóton de raios x em luz e em sinal elétrico, esse sinal elétrico que sai dos detectores vai para o sistema de aquisição de dados (DAS) que transforma o sinal de análogo para digital e transmite esses dados para o (CPU) que transforma esse sinal digital em imagem.
Tomografia
Aquisição da Imagem:
Parâmetros para aquisição de imagem
• PITCH – Foi da evolução do axial para o helicoidal
 • ESPESSUA DE CORTE- Quanto mais fino melhor a imagem. É chamado de alta resolução a espessura de corte inferior a 1 mm. 
• FOV- Campo de Visão
 • MA – Tensão/ Corrente Elétrica
• MAS- Tensão/ corrente elétrica/ tempo
 • KV- Quilovoltagem/ exposição de raio x 
Helicoidal
• Slip-Ring
Pitch: avanço da mesa PITCH = PASSO
· Quanto maior o pittch maior velocidade da mês. 
· Quanto menor o picht menor a velocidade da mesa.
· Quanto menor o Pitch maior o tempo
· Quanto maior o Pitch menor o tempo 
A CADA AVANÇO TEM UM CORTE
· 0,5 em crianças é mais lento
· 1,0 área cardíaca (bat tem que estar em + que 80bmp)
· 2,0 adultos
MATRIZ
A matriz é uma grade bidimenssional de pixels utilizada para compor a tela do monitor.
> Matriz de aquisição: Hispeed 512 x 512 > Matriz de reconstrução: Hispeed 1024 x 1024 (quanto melhor a imagem maior o tempo de reconstrução)
Anotações 
•	Quanto maior a densidade mais clara sera a imagem
•	Quanto menor a densidade mais escura é a imagem
Pixel
É um elemento quadrado, bidimenssional que constrói a matriz e que tem a espessura igual a espessura do corte. Cada pixel representa um ponto (n°) na TC, este número depende da tonalidade de cinza que recebe
 Matriz Pixel
QUANTO MAIOR A MATRIZ MAIOR A QUANTIDADE DEE PIXEL E QUANTO MAIS PIXEL MELHOR A IMAGEM
Voxel
É um elemento tridimenssional representado por pixels bidimensionais
Voxel = altura do pixel x largura do pixel x espessura de corte
Ele tem base, altura, profundidade iguais = voxel Isotropico
parametros para a aquisição de imagens
FOV Field of View 
> SFOV (Scan) determina o quanto da anatomia foi scaneada 18, 25, 35, 42, 50cm
> DFOV (Display) determina o quanto da imagem está sendo reconstruído no campo de visão. 3 à 50cm
O DFOV pode ser = ou menor do que o SFOV, mas nunca maior
mA 
Unidade que mede a corrente elétrica ou o número de elétrons que vão do catodo ao anodo
mAs
Quantidade de Raios X emitida do tubo de raios X cada vez que é feita uma exposição/corte. mAs = mA x tempo de exposição (tempo de corte)
 kV
Unidade que mede os diferentes potenciais do tubo de raios X. Afeta a energia dos elétrons vinda do catodo para o anodo resultando na imagem de raios X. O kV controla a capacidade de penetração do feixe. Quanto maior a energia maior o kV, maior a penetração.
+ potencial e tem o de - potencial
Quanto maior o numero atômico + clara
Quanto menor o numero atômico + escura
 Smart mA 
Os pacientes podem receber doses elevadas e desnecessárias de radiação. Este programa otimiza a dose de radiação, calculando a dose necessária que o paciente deverá receber sem perder a qualidade de imagem e ainda diminuindo o desgaste do tubo.
O mA é calculado de acordo com as estruturas dentro de um corte 
Diferentes valores de mA no mesmo paciente
SCAN, ESCOLT, TOMOGRAMA
É uma imagem realizada para determinar inicio e fim do exame. prova
200 ma – tórax- menor densidade
250 ma – região intermedia
300 ma- Região da pelve menor densidade
· Quando faz o Escolt é quando determina onde é mais duro e onde é mais mole. 
· Então escolt seria o 1 raio-x de localização
AUTO MA
SCAN RANGE- em casos de colunas 
· Pac fica em DD porém escolt é lateral e colimado para a área de interesse
· Só realiza DV caso for para estuda de rim (cálculos renais).
TOMOGRAFIA
Algoritmos de reconstrução e Filtros em TOMOGRAFIA. 
• Algoritmos esta relacionado basicamente a formula matemática aplicado para cada região do corpo separados por tipos de tecidos... (Cérebro, pulmão, abdômen...) 
• Diferentes filtros podem ser utilizados na reconstrução por retroprojeção filtrada, oferecendo diferentes compromissos entre resolução espacial e ruído. 
• Alguns filtros permitem a reconstrução de detalhes finos mas comum maior nível de ruído na imagem, como por exemplo filtro para osso.
O coeficiente de atenuação relativa 
É normalmente expresso em unidades de Hounsfield (HU), que também conhecida como números de CT
Coeficiente de atenuação relativa 
 
• O 1000 nesta equação determina a escala de contraste. 
• Por definição, a HU para água é 0, e a HU para o ar é -1000.
ESCALA DE CINZAS
Coeficiente de atenuação relativa 
• Devido à dependência doc com a energia do fóton (keV), os valores de HU dependem do kVp e da filtração. 
• Portanto, HUs gerados por um aparelho de CT são aproximados e válidos somente para o kVp efetivo utilizado para gerar a imagem.
Os números de CT são quantitativos. 
• Nódulos pulmonares. 
• Cálculos (Litíase). 
• Cistos. São normalmente benignos, a quantidade de calcificação pode ser determinada pelo número de CT do nódulo.
ESCALA DE CINZAS
Conceitos Importantes 
· Obs: Tecidos moles possuem grande quantidade de água, por isso absorvem pouco R-X. 
· Maior Densidade: Absorve mais radiação = Mais claro = Estrutura Hiperdensa; 
· Menor Densidade: Absorve menos radiação = Mais escuro = Estrutura Hipodensa; 
Capacidade de Absorção da Radiação 
 Em ordem crescente por densidade, temos: 
 • Ar (Pulmões) Contraste Negativo; 
• Tecido Adiposo; 
• Músculos; 
• Cartilagem; 
• Fibras Elásticas e Colágenos; 
• Osso.
Variação 
 Nessa escala, haverá variação conforme a radiodensidade. 
• Osso 
• Sangue 
• Gordura
 • Ar
ROI
Página12